conecte-se conosco


MT

Após dois anos, penitenciária retoma projetos de ressocialização

Publicado

Depois de um hiato de dois anos, a Penitenciária Dr. Osvaldo Florentino Leite Ferreira (Ferrugem), em Sinop (500 km ao Norte de Cuiabá), retoma projetos de ressocialização. Nesta sexta-feira (20.09), 18 reeducandos receberam certificados de conclusão do projeto Sinop Bolas. O curso foi iniciado há 45 dias e teve 80 horas de duração. Orientados pelo instrutor Paulo Pacheco, os presos aprenderam a costurar diversos tipos de bolas, sacos de boxe, redes, dentre outros apetrechos esportivos.

Os projetos são todos desenvolvidos pelo Conselho da Comunidade, em parceria com a Secretaria de Estado de Segurança Pública e a Vara de Execuções Penais da comarca. O projeto de Corte e Costura também foi lançado e vai utilizar a mão de obra de 20 presos do regime fechado na confecção de uniformes prisionais e uniformes da rede municipal de ensino.

No mês de agosto foi retomado o projeto Semear, com a participação de 10 recuperandos do regime fechado na produção de 10 mil mudas de abacaxi pérola, além de outros hortifurti como pimentão, jiló, quiabo, batata doce. A comercialização será por meio do Conselho da Comunidade e parceria firmada com cooperativa do município.

Fábrica de produtos de concreto

Outra ação que deve fazer a diferença é a fábrica de artefatos de concreto que deve ser implantada na Penitenciária de Ferrugem, por meio de uma parceria com uma indústria local. Os produtos serão fabricados dentro da unidade pelos presos. As prefeituras da região poderão comprar manilhas, meio fio, vasos de concreto, bancos de praça, dentre outros.

Parte dos recursos arrecadados com a venda dos produtos será aplicada no próprio projeto, na manutenção da penitenciária. Os presos participantes serão remunerados conforme a produtividade. Contudo, o maior benefício será a remição, pois a cada três dias trabalhados um é reduzido na pena.

Leia mais:  Russi cobra soluções para atendimentos suspensos em Regional e Santa Casa de Rondonópolis

O secretário adjunto de Administração Penitenciária da Secretaria de Estado de Segurança Pública, Emanoel Flores, destaca que o trabalho, a qualificação e o estudo são os pilares da ressocialização e que este preso, que deseja deixar a vida do crime, vai retornar uma pessoa melhor, assim que deixar a unidade.

“Mato Grosso é referência no país na qualidade técnica dos agentes penitenciários, no percentual de presos estudando e trabalhando. Temos projetos de ressocialização aos que desejam sair do crime, mas sem esquecer também da disciplina e hierarquia nas nossas 55 unidades prisionais”.

Escolha criteriosa

O diretor da Penitenciária de Ferrugem, João Batista Alves Borba, informa que após a rebelião ocorrida na unidade em abril de 2017, os projetos foram interrompidos. Outro motivo foi uma decisão judicial que proibia que os presos trabalhassem em atividades apenas com o uso de tornozeleira eletrônica, como ocorre em cidades como Cuiabá, Rondonópolis, Cáceres e Água Boa.

“Primeiro que o preso precisa ter interesse de mudar de vida, deixar o crime. Temos realizado uma seleção rigorosa, passa por análise laboral, psicológica, antes de ser autorizado a trabalhar. Não basta só querer, tem que fazer a diferença. O conselho da comunidade também acompanha esse processo”, explicou.

O juiz da Execução Penal da Comarca de Sinop, João Guerra, reforçou que há muito critério na escolha dos presos que vão sair da unidade para fazer os trabalhos extramuros, como no projeto Escola Limpa. De forma voluntária, 25 recuperandos realizam a limpeza e manutenção das escolas públicas de Sinop. O projeto é desenvolvido aos sábados, como a limpeza dos pátios, poda de árvores, limpeza de ar condicionado, manutenção hidráulica e elétrica, pintura e outros pequenos reparos.

Leia mais:  Polícia Militar apreende mais de 30kg de drogas escondidas em geladeira

“Quando essas pessoas são levadas a trabalhar numa escola, por exemplo, é porque tem condições, foram escolhidos a dedo. A triagem é muito bem-feita, e a pessoa precisa estar dando um testemunho há muito tempo que nos ajude a formar um juízo de valor que deseja a mudança e terminar a pena e conviver a sociedade”.

Manutenção e investimentos

Cerca de R$ 100 mil são arrecadados mensalmente por meio da cantina  instalada na Penitenciária de Sinop – com previsão legal por meio da Lei de Execução Penal – e os recursos são investidos na manutenção da unidade prisional e nos projetos sociais em prol dos presos, compra de passagens para retorno do egresso do sistema penitenciário para a família, medicamentos, dentre outras ações.

O diretor executivo do Conselho da Comunidade, José Magalhães, explica que desde 2010, a cantina é administrada pelo Conselho e não há circulação de dinheiro entre os reeducandos. A família deposita o dinheiro na conta indicada pelo conselho e o valor fica vinculado à matrícula do preso, que utiliza do crédito para a compra dos produtos no mercado. Os valores são definidos pelo magistrado da Execução Penal.

“A cantina foi criada em 2010 com recursos e sob gestão do Conselho da Comunidade aqui em Sinop. Diferentemente de outras unidades, aqui não circula dinheiro. Do valor arrecadado mensalmente pela cantina, 70% do valor é usado para aquisição de novos insumos da própria cantina, 25% para benfeitorias da unidade prisional e os outros 5% para o custeio administrativo do próprio conselho, com despesa com energia e secretária”, explicou. 

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook

MT

Serviços do Detran-MT estão disponíveis em várias unidades de Cuiabá e VG

Publicado

por

Moradores de Cuiabá e Várzea Grande contam com diversos serviços do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT) em unidades descentralizadas das duas cidades.

Os locais oferecem serviços de habilitação e documentação de veículos, proporcionando mais facilidade e comodidade ao cidadão, que não precisa se dirigir à sede da autarquia.  

A unidade mais procurada é o Núcleo de Atendimento da Galeria Itália Center, localizado no bairro Jardim das Américas, em Cuiabá.

Somente no mês de setembro deste ano a unidade efetuou mais de 11 mil atendimentos à usuários com serviços como emissão do Certificado de Registro de Licenciamento de Veículo (CRLV),  comunicação de venda e emissão de certidão, renovação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), abertura de processo da primeira habilitação, Permissão Internacional para Dirigir (PID), alteração de dados da CNH, adição de nova categoria à CNH, segunda via da CNH, emissão de taxas, recurso de multas, restituição de taxas e registros de estrangeiro.

Segundo a gerente da unidade, Amanda Rodrigues Siqueira, dos 11 mil atendimentos realizados, o serviço mais procurado é o de renovação de CNH, representando cerca de 40% da demanda da unidade. O local funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.

Do outro lado da cidade, a unidade mais nova do Detran-MT é a do Shopping Estação, em Cuiabá. Só em setembro foram realizados 3.170 atendimentos.

No local, a população pode renovar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), emitir a primeira habilitação, Permissão Internacional para Dirigir (PID), adição de nova categoria à CNH, segunda via da CNH, abrir processos de veículos, dentre eles o primeiro emplacamento, realizar vistoria veicular, transferência de propriedade, emissão de certidões, emissão do Certificado de Registro de Licenciamento de Veículo (CRLV), comunicação de venda de veículos, emissão de taxas, além da realização de testes teóricos para reciclagem de condutor e para primeira habilitação.

Leia mais:  Hospital Regional de Peixoto de Azevedo recebe visita técnica da Comissão de Saúde da ALMT

O serviço de vistoria veicular é o diferencial da unidade. Em setembro deste ano foram 740 vistorias realizadas em motos, carros e caminhonetes. De acordo com a gerente do local, Ariadine Bordalho, para realizar o serviço o proprietário do veículo precisa abrir o processo na unidade.

“Após a abertura do processo, o veículo já pode ser vistoriado em seguida, no espaço da vistoria, sem a necessidade de agendamento prévio”, explicou Ariadine.

Outro diferencial da unidade do Shopping Estação é o horário de atendimento estendido, das 10h às 21h.  “O horário foi estipulado pensando em atender a demanda de parte da população que precisa dos serviços do Detran, mas fica impossibilitada de ir até a uma unidade devido a jornada de trabalho até às 18h”, disse o presidente da autarquia, Gustavo Vasconcelos. 

Próximo dali o Detran-MT também possui uma unidade no Shopping Goiabeiras, na capital, ofertando serviços como emissão de licenciamento anual, segunda via da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), abertura de processo para primeira habilitação, renovação e troca de CNH provisória pela CNH definitiva, Permissão Internacional para Dirigir (PID), comunicação de venda de veículo, emissão de taxas, realização de consultas e emissão de certidão.

Em setembro foram 2.796 atendimentos realizados. A unidade funciona das 10h às 18h.

Em Várzea Grande, todos os serviços referentes à habilitação e documentação de veículo estão disponíveis na 5ª Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran), instalada no Várzea Grande Shopping. No mês passado, a unidade realizou 3.611 atendimentos. Os serviços podem ser realizados das 10h às 18h.

Outras unidades

O Detran-MT também conta com unidades de atendimento no Ganha Tempo do bairro CPA 1 e da praça Ipiranga, ambos em Cuiabá; e Ganha Tempo do bairro Cristo Rei, em Várzea Grande, que oferecem os serviços de emissão de licenciamento anual (CRLV), emissão de taxas e multas, comunicação de venda de veículo, emissão de certidão, segunda via da CNH, troca da CNH provisória para a definitiva, Permissão Internacional para Dirigir (PID) e informações sobre veículos e habilitação.

Leia mais:  Abertura de Jogos Escolares em Várzea Grande anima atletas e público

A autarquia também tem uma unidade de Vistoria Pesada, no bairro Jardim Industriário, na capital, que disponibiliza dos mesmos serviços ofertados nas unidades do Ganha Tempo, além da vistoria veicular, abertura de processo de veículos e recursos de multa.

Serviço

Núcleo de Atendimento da Galeria Itália Center – Cuiabá
Endereço: Av. Brasília, nº 1899, bairro Jardim das Américas
Horário de atendimento: 9h às 17h.

Núcleo de Atendimento do Shopping Estação – Cuiabá 
Endereço: Av. Miguel Sutil, nº 9.300, bairro Duque de Caxias
Horário de atendimento:  das 10h às 21h 

Núcleo de Atendimento do Shopping Goiabeiras – Cuiabá
Endereço: Rua Desembargador José Barros do Valê, nº 500, bairro Duque de Caxias
Horário de atendimento: das 10h às 18h 

5ª Ciretran de Várzea Grande – Várzea Grande Shopping
Endereço: Av. Presidente Arthur Bernardes, s/nº, bairro Vila Ipase
Horário de atendimento: 10h às 18h

Núcleo de Atendimento do Ganha Tempo do CPA 1 – Cuiabá
Endereço: Rua Alenker, esq. c/ Rua Ribeirão Preto, bairro CPA 1
Horário de atendimento: das 08h às 18h 

Núcleo de Atendimento do Ganha Tempo Ipiranga – Cuiabá
Endereço: Travessa Paes de Barros, s/n°, bairro Centro
Horário de atendimento: das 08h às 18h

Núcleo de Atendimento do Ganha Tempo Cristo Rei – Várzea Grande 
Endereço: Rua Dr. Manoel Vargas, s/n°
Horário de atendimento: das 08h às 18h

Núcleo de Atendimento Vistoria Pesada – Cuiabá
Endereço: Nova Esperança II, Qd I, Lotes 15 e 16, 2ª Etapa, bairro Jardim Industriário (Distrito Industriário)
Horário de atendimento:  das 08h às 16h 

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

MT

Circuito Brasileiro Open de vôlei de praia volta a Cuiabá

Publicado

por

A maior competição de vôlei de praia do país está de volta a Cuiabá. Após sete anos longe da capital mato-grossense, a disputa do Circuito Brasileiro Open desembarca na cidade neste mês, de 23 a 27 de outubro. Com a presença de vários medalhistas olímpicos, o torneio será realizado no estacionamento do ginásio Aecim Tocantins e conta com o apoio da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT).  A entrada será gratuita.

Será a quinta vez que Cuiabá recebe a competição nacional, o que ocorreu também em 2001, 2002, 2003 e 2012. Nesta última edição disputada no estado, os campeões olímpicos Emanuel, que se aposentou em 2016, e Alison, foram os vencedores no masculino, enquanto Juliana e Larissa venceram no feminino. As cidades mato-grossenses de Cáceres, Rondonópolis, Sinop e Várzea Grande também receberam etapas do Circuito Brasileiro Open (veja a lista completa abaixo).

A competição ocorre com 24 duplas em cada categoria. Os 16 times mais bem colocados no ranking de entradas já estão garantidos na fase de grupos que só começa a partir de quinta-feira (masculino) e sexta-feira (feminino) , enquanto outras oito vagas permanecem ‘abertas’ para duplas fora do ranking, e serão decididas no torneio classificatório, realizado a partir na quarta (masculino) e quinta (feminino).

As 24 equipes classificadas são divididas em seis grupos de quatro e jogam entre si, com os dois melhores times de cada grupo e os quatro melhores terceiros colocados avançando às oitavas de final. A competição segue no formato eliminatório tradicional, com quartas de final, semifinais e disputas de bronze e ouro.

Leia mais:  Hospital Regional de Peixoto de Azevedo recebe visita técnica da Comissão de Saúde da ALMT

O torneio terá a participação dos medalhistas olímpicos Alison (ES), Bárbara Seixas (RJ), Juliana (CE) e Ricardo (BA), além do campeão mundial André Stein (ES) e dos medalhistas pan-americanos Álvaro Filho (PB), Ângela (DF), Carol Horta (CE) e Vitor Felipe (PB) e vários atletas revelação da nova geração.

No naipe masculino, dois atletas que representam Mato Grosso estão inscritos na disputa do classificatório: Alcir e Paulo. No feminino, são cinco atletas representando o estado: Ana, Bárbara, Dani, Laryssa e Priscila.

O Circuito Brasileiro 19/20 conta com sete etapas, três realizadas no segundo semestre deste ano, e quatro que acontecem no primeiro semestre de 2020. A estreia do tour aconteceu em Vila Velha (ES), em setembro, com ouro para Ágatha/Duda (PR/SE) e André Stein/George (ES/PB). Após Cuiabá, o torneio segue para Ribeirão Preto (SP), em novembro. Já as etapas de 2020 ainda serão divulgadas.

Além das duplas campeãs de cada etapa, também existem os campeões gerais da temporada, somando a pontuação obtida nos sete eventos. A competição distribui R$ 45 mil às duplas campeãs dos dois naipes, e todos os times na fase de grupos são premiados. Ao todo, são distribuídos quase R$ 500 mil por etapa.

Leia mais:  Governo nomeia 160 técnicos administrativos educacionais do cadastro de reserva

As partidas também serão transmitidas ao vivo pelo site voleidepraiatv.cbv.com.br e pelo Facebook da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), a partir de quinta-feira (24.10). Já as disputas de medalha dos dois naipes, sábado (26.10) e domingo (27.10), serão exibidas ao vivo exclusivamente pelos canais SporTV.

Campeões das edições realizadas em Mato Grosso:

2001 (Cuiabá): Adriana Behar/Shelda (RJ/CE) e Harley/Luizão (DF/AM)

2002 (Cuiabá): Adriana Behar/Shelda (RJ/CE) e Márcio/Benjamin (CE/MS)

2003 (Cuiabá): Sandra Pires/Ana Paula (RJ/MG) e Ricardo/Emanuel (BA/PR)

2004 (Rondonópolis): Adriana Behar/Shelda (RJ/CE) e Fábio Luiz/Paulo Emílio (ES/BA)

2005 (Sinop):  Juliana/Larissa (CE/PA) e Márcio/Fábio Luiz (CE/ES)

2006 (Várzea Grande): Juliana/Larissa (CE/PA) e Ricardo/Emanuel (BA/PR)

2008 (Cáceres): Juliana/Larissa (CE/PA) e Ricardo/Emanuel (BA/PR)

12/13 (Cuiabá): Juliana/Larissa (CE/PA) e Alison/Emanuel (ES/PR)

12/13 (Sinop)*: Vivian/Pri Lima (PA/RJ) e Fábio Luiz/Oscar (ES/RJ)

2014 (Rondonópolis): Elize Maia/Carolina (ES/RJ) e Leonardo Gomes/Gilmário (RJ/PB)

*Etapas do Circuito Challenger

Credenciamento de imprensa

Os profissionais de imprensa devem se credenciar através do site http://2018.cbv.com.br/imprensa/credenciamento, preenchendo todos os campos requisitados e selecionando na aba evento ‘Circuito Brasileiro – Etapa Cuiabá (MT)’. O credenciamento será encerrado na terça-feira (22.10), às 13h.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Segurança

MT

Brasil

Economia & Finanças

Mais Lidas da Semana





Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262