conecte-se conosco


AGRONEGÓCIO

CNA discute regularização fundiária no campo

Publicado


Brasília (22/02/2021) – A Comissão Nacional de Assuntos Fundiários da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) se reuniu, na segunda (22), para debater, entre outros temas, a regularização fundiária no país.

Um dos assuntos tratados no encontro foi o Programa Titula Brasil, do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa), por meio da Secretaria Especial de Assuntos Fundiários (SEAF). A iniciativa foi criada para trazer mais praticidade e agilizar o processo de titulação de áreas públicas rurais pertencentes à União e do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), além de projetos de assentamentos da Reforma Agrária, passíveis de regularização por meio de parcerias com os municípios.

O coordenador geral de Regularização Fundiária do Mapa/SEAF, Alex Aragão, fez uma apresentação sobre o Programa. Ele destacou pontos como base legal, diretrizes e potencial de criação de núcleos de regularização fundiária no Brasil, além de apresentar os dados atuais de prefeituras que já aderiram à iniciativa.

Aragão também abordou o regulamento operacional e o manual de planejamento e fiscalização do Titula Brasil. “A CNA, juntamente com o Senar, as Federações e Sindicatos Rurais podem ajudar muito na divulgação do Programa”, disse ele.

Leia mais:  CNA discute implicações do fim do Convênio 100 para culturas irrigadas

“Essa parceria com os municípios, por meio do Acordo de Cooperação Técnica (ACT), trará grandes avanços para o setor agropecuário e para o país”, destacou o presidente da Comissão Nacional de Assuntos Fundiários da CNA, Paulo Ricardo de Sousa Dias.

A pauta da reunião incluiu uma atualização sobre o panorama da demarcação de terras indígenas e delimitação de terrenos marginais pela Secretaria de Patrimônio da União (SPU), com o chefe da assessoria jurídica da CNA, Rudy Ferraz. O consultor da Confederação, Denis Rosenfield, analisou o cenário político para a regularização fundiária no Congresso Nacional.

Também foram discutidas melhorias no Projeto de Lei (PL) 2.633/2020, que pretende regulamentar a regularização fundiária em terras situadas em áreas da União a fim de ampliar seu alcance.

O encontro contou, ainda, com a participação do coordenador de Sustentabilidade da entidade, Nelson Ananias Filho, além de representantes de Federações da Agricultura e Pecuária estaduais e de administrações regionais do Senar.

Assessoria de Comunicação CNA
Foto: Wenderson Araujo
Telefone: (61) 2109-1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
facebook.com/SENARBrasil

Fonte: CNA Brasil

Leia mais:  SUÍNOS/CEPEA: Média mensal do vivo em queda pressiona poder de compra

Comentários Facebook

AGRONEGÓCIO

Inscrições prorrogadas para o vestibular da Faculdade CNA

Publicado


Brasília (25/02/2021) – O prazo de inscrições para o vestibular da Faculdade CNA foi prorrogado até o dia 7 de março. Os interessados ainda podem se candidatar a uma das vagas dos cursos a distância em Gestão do Agronegócio, Gestão Ambiental, Gestão de Recursos Humanos e Processos Gerenciais.

Criada em 2013, a Faculdade CNA é a primeira instituição de ensino superior voltada exclusivamente para o agronegócio, reconhecida pelo Ministério da Educação.

A seleção para o vestibular é realizada por meio de vestibular online (prova de redação), resultado do Enem dos últimos três anos (nota a partir de 250 pontos) ou análise documental. Essa última é destinada apenas aos candidatos que já possuem nível superior.

Há 50 polos de ensino distribuídos nos estados do Acre, Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Pará, Paraíba, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima, Santa Catarina e Tocantins.

Embora o curso de graduação seja a distância, no momento da inscrição é necessário escolher um polo de ensino. 

Leia mais:  Produtor de leite tem lucro multiplicado em sete vezes com ATeG do Senar

A inscrição é feita pelo site www.faculdadecna.com.br. A mensalidade custa R$ 179 e as aulas terão início em março.

Para ler o edital, visualizar a lista de polos e efetivar a inscrição, acesse: www.faculdadecna.com.br

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 0800 718 1078 e e-mail: vestibular@faculdadecna.edu.br

Assessoria de Comunicação CNA

Telefone: (61) 2109-1419

flickr.com/photos/canaldoprodutor

twitter.com/SistemaCNA

facebook.com/SistemaCNA

instagram.com/SistemaCNA

facebook.com/SENARBrasil

Fonte: CNA Brasil

Comentários Facebook
Continue lendo

AGRONEGÓCIO

De administrador a produtor de hortaliças

Publicado


O administrador de empresas, Lorival Douro, decidiu deixar o escritório e dar continuidade ao trabalho desenvolvido por seus pais na agricultura, que há 25 anos cultivam hortaliças, em Domingos Martins. 

No início, a intenção era ajudar os pais na administração e produção da propriedade. Mas com o falecimento de seu pai, assumiu o Sítio Sagrados Corações, e agora cuida do plantio de hortaliças inovando e se profissionalizando para manter a qualidade do cultivo de alface e brócolis.

Aluno do Curso Técnico em Agronegócio do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural do Espírito Santo (Senar-ES), ele vem aplicando os conhecimentos adquiridos e está aprendendo mais a fundo sobre o funcionamento de uma propriedade, o que o faz ter mais vontade em fazer a diferença na gestão.

O Sítio Sagrados Corações também recebe a visita mensal do técnico de campo da Assistência Técnica e Gerencial (ATeG), do Senar-ES, e nos primeiros meses de atendimento o produtor já notou diferença na propriedade. 

“A assistência me ajudou a reconhecer o potencial administrativo que a propriedade pode ter, caso seja acompanhada por uma boa gestão e bons funcionários. Essa noção é muito importante, contribui para quem vive do campo e dá esperança, pois demonstra que o futuro aqui é promissor, mesmo que estejamos enfrentando situações adversas, com uma crise mundial sem precedentes e uma pandemia”, afirma Lorival.

Leia mais:  CNA discute implicações do fim do Convênio 100 para culturas irrigadas

SOBRE A PROPRIEDADE

O Sítio Sagrados Corações possui 27 hectares e Douro destina nove para o cultivo das hortaliças. Em média são produzidas 500 cabeças de brócolis híbrido por dia e cerca de 1.000 pés de alface. “Aqui na região muitos distribuidores compram dos produtores e se encarregam da logística. Meus produtos são entregues para os mercados da Grande Vitória, norte e sul do estado, Rio de Janeiro e também para o nordeste”, disse o produtor.pandemia”, afirma Lorival.

“Desde o início da pandemia até o momento atual, eu pude perceber que o setor do agronegócio tem segurado a onda da economia. Se fizermos um comparativo do valor dos insumos praticados em 2020 com os anos anteriores, conseguimos notar quase que o dobro da diferença, mesmo em função da pandemia e das dificuldades surgidas a partir desta. Porém o produto não acompanhou o valor dos insumos, já que os consumi- dores não aceitam pagar tão mais caro, ou seja, no fim das contas, quem está pagando a diferença e mantendo a economia somos nós mesmos, produtores”, Lourival Douro horticultor.

Leia mais:  SUÍNOS/CEPEA: Média mensal do vivo em queda pressiona poder de compra
Fonte: CNA Brasil

Comentários Facebook
Continue lendo

Segurança

MT

Brasil

Economia & Finanças

Mais Lidas da Semana





Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262