conecte-se conosco


MT

Cuiabá não entrega doses e vacinação dos profissionais da segurança foi suspensa; outros 140 municípios já iniciaram aplicação das doses

Publicado


A vacinação contra a Covid-19 dos profissionais da Segurança Pública, que teria início às 9 horas desta quinta-feira (08.04), no Senai em Cuiabá, precisou ser suspensa, uma vez que a Prefeitura do município descumpriu o acordo feito com o Governo de Mato Grosso e não entregou as doses para aplicação.

Conforme o secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante, todos os procedimentos necessários para garantir a vacinação de 800 profissionais, nesta quinta-feira, foram cumpridos. Na sexta-feira (09.04) mais 800 agentes de segurança seriam vacinados em Cuiabá.

“O Governo conversou com os Ministérios Públicos Estadual e Federal, com o Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Mato Grosso (Cosems-MT) e todos autorizaram. Houve um acordo entre o governo e o município de que as doses seriam entregues, já que a prefeitura é quem tem a responsabilidade de fazer a retirada na Central de Distribuição. A prefeitura capacitou os profissionais de segurança formados na área da saúde para fazer a aplicação. Os profissionais se cadastraram no site da prefeitura para agendar a vacinação na quarta-feira (07.08). Tudo foi feito e acordado para dar início hoje. Só posso dizer que esse foi o presente de Cuiabá para os profissionais da segurança no dia do aniversário da Capital”, destacou Bustamante.

Leia mais:  Ação integrada entre PM e PF prende suspeito e apreende 800 mil carteiras de cigarros

A Comissão Intergestores Bipartite de Mato Grosso (CIB) emitiu Resolução também autorizando a destinação de parte das vacinas entregues para imunizar os profissionais de segurança pública (confira a resolução em anexo abaixo). No total, 3,2 mil doses serão destinadas para os agentes. Além disso, o Governo Federal também definiu as forças de segurança como grupo prioritário da vacinação, cuja aplicação é responsabilidade dos municípios em todo o país.

Para o secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, a não entrega das doses pela Prefeitura de Cuiabá só pode ser explicada por questões políticas por parte do município.

“O governador Mauro Mendes teve a sensibilidade e conseguiu que as forças de segurança fossem vacinadas e, infelizmente, foi uma total falta de respeito com as forças de segurança pública de Mato Grosso. Quero agradecer à imprensa, pois somente após a denúncia feita do não encaminhamento das vacinas é que a Prefeitura se manifestou e apesar de ter informado que estaria encaminhando as doses que já tinham sido acordadas durante a semana, não o fez. É claro que foi uma questão política e é lamentável, pois demonstra o valor que a Prefeitura de Cuiabá dá aos profissionais que cuidam da segurança de toda a população”, afirmou Mauro Carvalho.

Leia mais:  Tradicional Festival de Música de Barra do Bugres será digital

Todos os demais municípios do Estado já iniciaram a vacinação. Rondonópolis, por exemplo, está vacinando os profissionais desde o dia 7.

De acordo com Bustamante, o início da vacinação de todos os 1,6 mil agentes das forças de segurança de Cuiabá deverá ocorrer na sexta-feira (09.04), a partir das 9 horas, no Senai, na Avenida XV de Novembro. “Vamos garantir essa prioridade de imunizar todos os que cuidam da segurança das famílias cuiabanas e mato-grossenses”.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook

MT

Domingo (11): Mato Grosso registra 329.564 casos e 8.575 óbitos por Covid-19

Publicado


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste domingo (11.04), 329.564 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 8.575 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 759 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 329.564 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 12.560 estão em isolamento domiciliar e 306.351 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 507 internações em UTIs públicas e 507 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 91,19% para UTIs adulto e em 58% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (70.319), Rondonópolis (24.734), Várzea Grande (21.399), Sinop (16.608), Sorriso (12.061), Tangará da Serra (11.239), Lucas do Rio Verde (10.796), Primavera do Leste (9.590), Cáceres (7.115) e Alta Floresta (6.418).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.  

Leia mais:  Evitar aglomerações e manter as medidas de biossegurança são fundamentais para reduzir o contágio da Covid-19, afirma diretora da Santa Casa

O documento ainda aponta que um total de 295.207 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 474 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

No sábado (10), o Governo Federal confirmou o total de 13.445.006 casos da Covid-19 no Brasil e 351.334 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 13.373.174 casos da Covid-19 no Brasil e 348.718 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados deste domingo (11).

Recomendações

Já existem vacinas para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança.

Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

Leia mais:  Ação integrada entre PM e PF prende suspeito e apreende 800 mil carteiras de cigarros

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

MT

Ação integrada entre PM e PF prende suspeito e apreende 800 mil carteiras de cigarros

Publicado


Em Barra do Garças, a Polícia Militar em apoio a uma ação integrada entre a Polícia Federal e a Polícia Militar dos Estados de Goiás e Mato Grosso do Sul, apreendeu 800 mil carteiras de cigarros contrabandeados no sábado (10). A grande apreensão gerou um prejuízo de cerca de R$ 5 milhões à organização criminosa.

A ação conjunta batizada de “Operação Hórus” iniciou a partir das investigações da Polícia Federal com o apoio das três instituições militares (PMMT, PMGO e PMMS). Após monitoramento, as equipes identificaram que os cigarros contrabandeados teriam sido adquiridos do Paraguai.  Os policiais conseguiram abordar os dois veículos nas proximidades do município de Ponte Alto, em Goiás.

Um motorista foi preso, o condutor do segundo veículo conseguiu fugir. Foram apreendidas 1.600 caixas de cigarros, contendo 800 mil carteiras do material ilícito contrabandeado. O suspeito detido e os cigarros foram apreendidos e encaminhados para a Delegacia da Polícia Federal de Barra do Garças.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Confira quantas doses de vacina contra Covid-19 cada município recebeu
Continue lendo

Segurança

MT

Brasil

Economia & Finanças

Mais Lidas da Semana





Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262