conecte-se conosco


MT

Curso de computador promove transformação na vida de estudantes

Publicado

Sem medo de enfrentar novos desafios, o aposentado de 71 anos, Jacyara Cortez de Lucena, resolveu se matricular no curso de computador do Programa Bom Começo. Ele, que se formou em contabilidade e seguiu na área de vendas por 20 anos até se aposentar, viu na iniciativa a oportunidade de mudar de vida.  “Sou um senhor cansado, aposentado. Em minhas preces pedia a Deus alguma ocupação, quando soube do Programa Bom Começo”, conta ele.

O curso é gratuito e foi idealizado pela primeira-dama do Estado, Virginia Mendes. Realizado pela Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc), em parceria com a Federação das Indústrias de Mato Grosso (Fiemt), deve formar mais de sete mil pessoas até o final deste ano. Lucena faz parte da segunda turma, cujas aulas se encerram no final deste mês.

“Está sendo maravilhoso aprender em um ambiente com uma estrutura incrível. Aprender o básico, em computadores de primeira linha é honroso. Com o curso fiz amizades, estou adquirindo conhecimento e me ocupando. Isso é muito importante nesta etapa da minha vida”, acrescenta Lucena.

Leia mais:  Mato Grosso registra 23.506 casos e 896 óbitos por Covid-19

A mudança também foi fator determinante para Lucinere do Nascimento, de 40 anos, quando ela resolveu se matricular no curso. Ela era cozinheira, mas depois de um acidente de trânsito teve que ser afastada das funções, quando foi orientada a procurar outra profissão.

“A minha médica avisou do curso de informática oferecido pelo Governo. Foi meu primeiro contato com um computador, nunca tinha pensado na possibilidade de lidar com a máquina. Descobri no curso que quanto mais você aprende, uma porta do conhecimento se abre para sua vida”, diz ela acrescentando que o primeiro contato com o computador foi uma experiência incrível. “A minha vida se transformou e pretendo trabalhar como secretária após o curso”, avisa.

Também tem sido transformador para a estudante de 16 anos, Emanueli Custodia Reiners, que sonhava em fazer um curso de computação para suprir a necessidade da aulas no 1º ano do ensino médio. “Sentia dificuldade quando a professora pedia para que os trabalhos escolares fossem entregues digitados. Sempre sonhei em fazer um curso de computação, mas a minha família não tinha condições”.

Leia mais:  Mato Grosso registra 26.396 casos e 961 óbitos por Covid-19

O programa tem como objetivo desenvolver e implementar cursos para formação de competências transversais em operação básica de computadores, com pacote Office. A ação visa potencializar as ferramentas para inserção deste público no mercado de trabalho.

A secretaria da Setasc, Rosamaria de Carvalho, reforçou a importância do trabalho desenvolvido para a população em situação de vulnerabilidade social. “Estamos muito felizes com esta parceria, viabilizada pela primeira-dama Virginia Mendes. A qualificação profissional é uma das prioridades da nossa gestão para que possamos retirar os cidadãos em situação de vulnerabilidade e permitir a inserção deles no mercado de trabalho”.

Comentários Facebook

MT

Confira a lista de municípios com classificação de risco muito alto de contaminação

Publicado

por

Indicadores de classificação de risco são atualizados duas vezes por semana e os resultados são divulgados nos Boletins informativos da SES-MT

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) divulgou nesta quinta-feira (09.07) o Boletim Informativo n°123 com o panorama da situação epidemiológica da Covid-19 em Mato Grosso. O documento mostra (a partir da página 8) que 32 municípios do Estado configuram na classificação com risco “muito alto” para o novo coronavírus: Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis  Sorriso, Lucas do Rio Verde, Cáceres, Primavera do Leste, Tangará da Serra, Pontes e Lacerda, Sinop, Peixoto de Azevedo, Barra do Garças, Querência, Nova Mutum, Guarantã do Norte, Sapezal, Colíder, Tapurah, Campo Novo do Parecis, Vila Bela da Santíssima Trindade, Mirassol D’Oeste, Chapada dos Guimarães, Canarana, Porto Esperidião, Jaciara, General Carneiro, Vila Rica, Poconé, Matupá, Pedra Preta, Rosário Oeste e Alto Garças.

Por Carlos Celestino – Ainda de acordo com informações contidas no boletim, os municípios que estão na classificação de risco “alto” para a disseminação do coronavírus são: Cláudia, Poxoréo, Nossa Senhora do Livramento, Campo Verde, Feliz Natal,  Ribeirão Cascalheira, Campinápolis, Nobres, Comodoro,  Santo Antônio do Leste, São José dos Quatro Marcos, Vera, Barra do Bugres, Nova Lacerda, Novo Mundo, Araputanga, Arenápolis, Juscimeira, Diamantino, Água Boa, Ipiranga no Norte, Nova Olímpia, Nova Santa Helena, Nova Ubiratã, Barão de Melgaço, Juruena, Paranaíta, Nova Xavantina, Porto dos Gaúchos, Terra Nova do Norte, Alto Paraguai, Nova Brasilândia, São Félix  do Araguaia, Conquista D’Oeste, Lambari D’Oeste, Nova Marilândia, Novo São Joaquim, São José do Xingu, União do Sul, São Pedro da Cipa, Tabaporã, Nova Bandeirantes, Nova Canaã do Norte, São José do Rio Claro, Castanheira, Denise, Brasnorte, Reserva do Cabaçal, Itaúba, Porto Estrela, Alto Taquari, Cocalinho, Nortelândia, Tesouro, Figueirópolis D’Oeste, Araguaiana, Jauru, Nova Maringá, Novo Horizonte, Vale de São Domingos e Santa Terezinha.

Leia mais:  ALMT prorroga recesso administrativo até o dia 17 de julho

O sistema de classificação que indica o nível de risco é definido por cores: muito alto (vermelho), alto (laranja), moderado (amarelo) e baixo (verde). De acordo com a definição dos riscos é necessária a adoção de medidas restritivas para o controle da propagação do coronavírus nas cidades. Os indicadores de classificação de risco são atualizados duas vezes por semana e os resultados são divulgados nos Boletins informativos da SES-MT  disponíveis neste link.

O Governo de Estado publicou novo decreto restringido ainda mais as medidas que devem ser adotadas pelos municípios, com base na classificação de risco para prevenir a disseminação da Covid-19. O Decreto n° 532 foi publicado na edição extra do Diário Oficial de 24 junho. O documento altera as tabelas de classificação de risco, criando uma terceira tabela. Para saber mais informações clique AQUI.

Veja a tabela de classificação de risco por município

Comentários Facebook
Continue lendo

MT

Mato Grosso registra 26.396 casos e 961 óbitos por Covid-19

Publicado

por

Há 240 internações em UTI e 381 em enfermaria; taxa de ocupação está em 98,4% para UTIs está e em 55,9% para enfermarias

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta quinta-feira (09.07), 26.396 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 961 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado. 

Por Ana Lazarini – As 40 mortes mais recentes envolveram residentes de Cuiabá, Pontes e Lacerda, Várzea Grande, Sinop, Alta Floresta, Poconé, Rondonópolis, Nossa Senhora do Livramento, Campinápolis, Cáceres, Poxoréu, Campo Novo do Parecis, Porto Esperidião, Lucas do Rio Verde, Sorriso e Colíder.

Dentre os 20 municípios com maior número de casos de Covid-19, estão Cuiabá (5.920), Rondonópolis (1.973), Várzea Grande (1.964), Sorriso (1.192), Lucas do Rio Verde (1.131),  Tangará da Serra (1.027), Primavera do Leste (1.004), Sinop (800), Nova Mutum (655), Pontes e Lacerda (608), Campo Verde (472), Cáceres (455), Colíder (368), Barra do Garças (352), Confresa (349), Sapezal (327), Campo Novo do Parecis (325), Querência (292), Peixoto de Azevedo (288) e Matupá (272).

Leia mais:  Novo processo seletivo para contratação emergencial de médicos em Mato Grosso

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada no Boletim anexado ao final desta matéria.

Nas últimas 24 horas, surgiram 1.617 novas confirmações no Estado. A área técnica ainda esclareceu que foram corrigidas 25 ocorrências de duplicidade no sistema. Além disso, três casos anteriormente notificados em Tangará da Serra foram reposicionados para Nova Marilândia; e outro de Cuiabá foi corrigido para Várzea Grande. As mudanças consideraram o município de residência dos pacientes.

Dos 26.396 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 13.036 estão em isolamento domiciliar e 11.660 estão recuperados. Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 240 internações em UTI e 381 em enfermaria. Isto é, a taxa de ocupação está em 98,4% para UTIs e em 55,9% para enfermarias.

Considerando o número total de casos em Mato Grosso, 51,3% dos diagnosticados são do sexo feminino e 48,7% masculino; além disso, 7.073 pacientes têm faixa-etária entre 31 a 40 anos. O documento ainda aponta que um total de 27.455 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 1.398 amostras em análise laboratorial.

Leia mais:  Confira a lista de municípios com classificação de risco muito alto de contaminação

Comentários Facebook
Continue lendo

Segurança

MT

Brasil

Economia & Finanças

Mais Lidas da Semana





Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262