conecte-se conosco


MT

Curso formará 58 agentes penitenciários para compor Grupo de Intervenção Rápida

Publicado

Começou nesta sexta-feira (08.11) o 2º Curso de Intervenção Rápida (CIR), que visa capacitar os agentes penitenciários (Agepens) para atuação no Grupo de Intervenção Rápida (GIR-MT). Os 58 participantes serão qualificados para ações de rebeliões, motins, escoltas, entre outras práticas relativas ao grupamento. A abertura foi realizada pela Secretaria Adjunta de Administração Penitenciária (Saap) da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), no auditório do Comando Geral da Polícia Militar (PM-MT), em Cuiabá.

Além dos 50 agentes penitenciários de Mato Grosso, o curso também teve inscritos dos estados de Goiás (4) e Tocantins (2). Também conta com dois integrantes do Batalhão de Ronda Ostensiva Tática Móvel (Rotam) de Mato Grosso.

O secretário adjunto de Administração Penitenciária, Emanoel Flores, ressaltou a importância das capacitações no serviço público. “Nesses três anos tudo tem sido feito com o apoio de todas as instituições de segurança pública e agora a integração está ainda mais fortalecida. Buscamos sempre a excelência nas capacitações, por meio da Escola Penitenciária, e os resultados têm sido muito positivos”.

Segundo o juiz da Vara de Execuções Penais de Mato Grosso, Geraldo Fidélis, a qualificação é um ato de valorização dos servidores que reflete nos serviços prestados à sociedade. “Precisamos investir no servidor, promover capacitação e valorizar. Tenho certeza que Mato Grosso possui agentes penitenciários capacitados e capazes de fazer a segurança do sistema. Vimos a forma como a operação na PCE (Penitenciária Central do Estado), por exemplo, repercutiu positivamente junto à sociedade, principalmente com relação à redução da criminalidade”.

Leia mais:  Protocolo para determinação de morte encefálica é seguro e efetivo

O curso ocorrerá em regime de tempo integral (internato) durante período de 25 dias, com atividades que poderão ocorrer aos sábados, domingos e feriados. O diretor da PCE e criador do GIR, Agno Ramos, frisou que o formato do curso visa preparar os alunos para a garantia da manutenção da ordem e disciplina dentro das unidades. “As atividades, teóricas e práticas, oferecerão capacidade técnica, física e mental para atuação em intervenções rápidas. É preciso trabalhar tanto o aspecto técnico quanto psicológico”.

Dedicação e disciplina

Lotada na Cadeia Pública de Campo Novo do Parecis, Ivanilda Sabino afirmou que espera concluir o curso com êxito para integrar o GIR. “Faço parte da unidade onde o GIR nasceu e meu objetivo é ser qualificada para compor o grupo. Trabalhei como agente em Rondônia e posso dizer que o Sistema Penitenciário de Mato Grosso é bem mais preparado”, avaliou ela, que tem 32 anos de idade.

Agente penitenciário há 15 anos e com 36 de idade, Rodrigo Santos atua na Gerência de Custódia de Cuiabá, e também espera compor o GIR, além do núcleo de operações táticas especializadas da PCE. “A qualificação técnica é muito importante, busco o treinamento constantemente, estou focado no curso e vou me dedicar ao máximo para contribuir com a segurança pública e impedir as práticas criminosas dentro das unidades penais”, assegurou.

Leia mais:  Após reforma, Hospital Municipal de Alto Araguaia é reinaugurado

O GIR é o grupamento especializado que tem como missão atuar em intervenções rápidas em recinto carcerário visando à manutenção e restabelecimento da ordem, disciplina e segurança dos estabelecimentos penais de Mato Grosso. A atuação, conforme a Instrução Normativa Nº 05/2018/SEJUDH, de 09 de maio de 2018, ocorre em conjunto com os demais servidores, grupos especializados do Sistema Penitenciário e instituições da Segurança Pública.

Comentários Facebook

MT

Deputado Nininho destaca a importância dos líderes comunitários de MT

Publicado


Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

Nesta terça-feira (18), o deputado estadual Ondanir Bortolini (PSD), Nininho, participou do encontro no Palácio Paiaguás com o governador Mauro Mendes (DEM) e lideranças comunitárias, para apresentação das demandas atendidas no ano de 2019, e na oportunidade ouviu os líderes comunitários e as necessidades pontuadas pelo segmento.  

De acordo com o parlamentar, a iniciativa do governador é inteligente, pois a aproximação com os lideres comunitários traz a população para perto da gestão pública. “Tem muita coisa nos bastidores que a população não tem conhecimento, muitas vezes sabe apenas o que está na imprensa. Reuniões como esta mostra para o cidadão o que é possível ou não, o que pode entrar no orçamento ou não, isso é governar com a participação da população”, ratificou Nininho.

 Durante a apresentação, o governador Mauro Mendes ressaltou o respeito e a atenção pela área social, segundo ele, sentimento que é compartilhado pela primeira-dama Virgínia Mendes.

“Nós respeitamos e temos consideração por este trabalho voluntário, feito com muita paciência, muito trabalho, mas com amor. Tudo o que a gente faz com amor é muito prazeroso e hoje é com muito prazer que recebemos vocês”, destacou Mauro Mendes.

Leia mais:  Estado ativa Centro de Operações de Emergência para contenção do Coronavírus

O chefe do Executivo lembrou das medidas “amargas” para ‘consertar’ o Estado. “Eu não estou aqui para governar para a minoria de ricos do estado, mas para a população que mais precisa. O agronegócio teve que contribuir com o Fethab, a indústria teve que contribuir, o comércio e os servidores também tiveram que contribuir, porque pegamos um estado que consumia mais de 84% dos recursos com a própria folha. E o que o cidadão quer é que esse imposto volte para ele em segurança, saúde e em uma escola melhor”, explicou.

A reunião contou com a presença do secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho; do secretário-chefe do Gabinete de Governo, Alberto Machado; da secretária de Assistência Social e Cidadania, Rosamaria Carvalho, e de seus adjuntos; e dos deputados Max Russi, Carlos Avallone e Paulo Araújo.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Continue lendo

MT

Representantes do Cehidro para o Biênio 2020/2021 são nomeados

Publicado


Foi publicado no Diário Oficial a nomeação dos representantes do Conselho Estadual de Recursos Hídricos para o Biênio 2020/2021. O Cehidro passou por uma reestruturação em sua composição, passando de 30 para 28 membros titulares representantes de órgãos e instituições governamentais e da sociedade civil organizada e de usuários da água.

Participam do Conselho as Secretarias de Estado de Meio Ambiente; Infraestrutura e Logística; Planejamento e Gestão; Agricultura Familiar e Assuntos Fundiários; Saúde; Ciência, Tecnologia e Inovação; Desenvolvimento Econômico e Educação.

Também fazem parte do Cehidro o Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM); Universidade Federal do Estado de Mato Grosso (UFMT); Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat); Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Mato Grosso (Crea/MT) e Fundação Nacional de Saúde (Funasa).

Já entre os representantes da sociedade civil organizada e usuários de água estão Associação Brasileira de Engenharia Sanitária; Associação Brasileira de Águas Subterrâneas; Associação Matogrossense dos Municípios; Federações da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato) e das Indústrias de Mato Grosso (Fiemt); Sindicato da Construção, Geração, Transmissão e Distribuição de Energia Elétrica e Gás no Estado de Mato Grosso e Ordem dos Advogados do Brasil (OAB)

Leia mais:  Hortaliças cultivadas por reeducandos de Diamantino são doadas para comunidade

O Conselho é representado, ainda, por entidades não governamentais, Comitês de Bacia Hidrográfica e empresas nos segmentos de abastecimento/ saneamento, pesca, turismo e lazer, hidrovia e aquicultura.

A Resolução Nº 121, publicada no dia 13 de fevereiro, nomeou, além dos titulares, os membros e as entidades suplentes.  No dia 12 de fevereiro foi publicado no Diário Oficial o Decreto Nº 362 que regulamenta o Conselho Estadual de Recursos Hídricos do Estado de Mato Grosso e unifica a legislação, que era regulamentada até então por três decretos, tornando-a mais simplificada.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Segurança

MT

Brasil

Economia & Finanças

Mais Lidas da Semana





Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262