conecte-se conosco


MT

Dois pacientes de Rondônia chegam a MT e são internados na UTI do Hospital Estadual Santa Casa

Publicado


Mato Grosso recebeu nesta terça-feira (26.01) dois pacientes de Rondônia em estado grave da Covid-19. Transportados pela aeronave do Corpo de Bombeiros daquele Estado, os pacientes desembarcaram no hangar do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) e foram conduzidos pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ao Hospital Estadual Santa Casa, onde ficarão internados.

Eles deram entrada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) imediatamente após a chegada na unidade hospitalar, sendo uma paciente de 60 anos e outro de 70 anos. Ambos apresentaram quadro clínico de emergência, com a necessidade de atendimento imediato, e foram transferidos de Porto Velho para Cuiabá. 

Diante da situação de colapso em Rondônia, o secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, avalia que é preciso levar em consideração a universalidade do Sistema Único de Saúde (SUS) e ser solidário aos familiares e pacientes que anseiam pela assistência hospitalar.

“Dentro do princípio de que é o SUS, não existe leitos exclusivos de Mato Grosso, de São Paulo ou do Rio de Janeiro. Existem leitos do Sistema Único de Saúde e, neste momento, levando em consideração a nossa taxa de ocupação que está em 67% para UTIs adulto, temos que ser solidários com os estados que estão colapsados precisando de leitos”, pontuou. 

Leia mais:  Escola Militar de Barra do Garças dá início às atividades

De acordo com o setor de Regulação da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT), a previsão é de que outros dois pacientes de Rondônia sejam transferidos para Mato Grosso entre hoje e amanhã. Contudo, até o momento, não há previsão de horário para as novas transferências.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook

MT

Mato Grosso registra 260.760 casos e 5.993 óbitos

Publicado

Sábado (06)

Há 479 internações em UTIs públicas e 397 em enfermarias públicas; taxa de ocupação está em 99% para UTIs adulto e em 47% para enfermarias

 

Rose Velasco | SES-MT A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste sábado (06.03), 260.760 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 5.993 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 814 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 260.760 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 10.254 estão em isolamento domiciliar e 242.877 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 479 internações em UTIs públicas e 397 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 99,58% para UTIs adulto e em 47% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (56.151), Rondonópolis (20.404), Várzea Grande (16.403), Sinop (13.260), Sorriso (10.539), Tangará da Serra (10.185), Lucas do Rio Verde (9.512), Primavera do Leste (7.753), Cáceres (5.751) e Nova Mutum (5.164).

Leia mais:  Doulas orientam gestantes sobre nascimento e pós-parto

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

O documento ainda aponta que um total de 224.300 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 1.460 amostras em análise laboratorial.

 

 

 

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

MT

Prefeitos que descumprirem Decreto Estadual serão responsabilizados

Publicado


O Ministério Público do Estado de Mato Grosso está realizando um levantamento de todos os decretos municipais que tratam das medidas de prevenção à Covid-19 e adotará as medidas cabíveis em relação aos prefeitos que descumprirem as restrições estabelecidas no Decreto Estadual 836/2021. Segundo o procurador-geral de Justiça, José Antônio Borges Pereira, eventual descumprimento da norma implicará em responsabilização cível e criminal.

“O Judiciário foi claro e objetivo ao atender nossa Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI), a liminar aplica-se a todos os municípios, inclusive a Cuiabá. Os prefeitos que descumprirem serão responsabilizados por crime de desobediência e por eventual ato de improbidade administrativa. Não vamos aceitar desordem. Se não concordam com a decisão podem recorrer, mas jamais descumprir. Se insistir em descumprir pediremos o afastamento do cargo”, enfatizou o procurador-geral de Justiça.

Na quarta-feira passada, o desembargador Orlando de Almeida Perri concedeu liminar ao Ministério Público do Estado de Mato Grosso determinando ao município de Cuiabá que revogasse os dispositivos do decreto municipal que contrariavam as medidas restritivas estabelecidas no decreto estadual. A principal divergência diz respeito às condições que devem ser observadas para o funcionamento de todas as atividades e serviços. 

Leia mais:  Escola Militar de Barra do Garças dá início às atividades

No mesmo dia, o MP notificou o município de Várzea Grande para que fosse revogado parte do respectivo decreto municipal. Uma ação civil pública também foi proposta para garantir a uniformidade e harmonização das medidas de prevenção à Covid-19 na região metropolitana. O município de Várzea Grande assegurou ao MP a edição de um novo decreto. Na quinta-feira, a administração municipal de Nova Mutum também foi notificada pelo MPMT sobre o mesmo assunto. 

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Segurança

MT

Brasil

Economia & Finanças

Mais Lidas da Semana





Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262