conecte-se conosco


SEGURANÇA

Forças de segurança garantem transporte, escolta e guarda das vacinas em apoio à Secretaria de Saúde

Publicado


Paralelo ao trabalho de inúmeros profissionais de saúde que têm atuado desde a chegada das primeiras doses das vacinas CoronaVac e AstraZeneca em Mato Grosso, as forças de segurança também se mobilizam para manter a escolta e fazer com que este material chegue até os municípios do interior do Estado.

Mato Grosso já recebeu até o momento, segundo a Secretaria de Estado de Saúde (SES), 161 mil doses de vacina em três diferentes remessas: a primeira, com 126 mil doses da CoronaVac; a segunda, com 24 mil doses da AstraZeneca e a última remessa de 11 mil doses da CoronaVac.

Em um Estado com uma extensão territorial como a de Mato Grosso, foi necessário que o Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), ligado à Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), atuasse no transporte aéreo das vacinas até os municípios do interior. Para isso, quatro aeronaves são empregadas.

Até o momento, a unidade já contabilizou 41 horas de voo no transporte das vacinas, percorrendo todas as regiões de Mato Grosso, totalizando 17 municípios. Algumas destas cidades têm difícil acesso terrestre, como é o caso de Rondolândia e outras distantes da capital, como Colniza, São Félix do Araguaia, Aripuanã, entre outras.

Há também os municípios polo, como Rondonópolis, Sinop, Cáceres, Pontes e Lacerda, Alta Floresta, Tangará da Serra, Juína e Barra do Garças, que também receberam as doses da vacina.

Leia mais:  Enfermeira é presa em flagrante por roubar kits para teste de Covid da Santa Casa

Se as vacinas precisaram de reforço para chegar até seu destino final, essa mesma preocupação também ocorre com a escolta e segurança dos materiais, que está sendo realizada pela Polícia Militar de Mato Grosso (PM-MT), por meio de operação ostensiva.

De acordo com o secretário adjunto de Integração Operacional da Sesp-MT, coronel PM Victor Fortes, a atuação das forças de segurança representa agilidade e integração entre instituições.

“Com o trabalho do Ciopaer, conseguimos dar agilidade na distribuição para os municípios do interior e com a Polícia Militar pudemos realizar a guarda e escolta das vacinas em apoio à Secretaria de Saúde. Trata-se de uma ação integrada, em que é importante ressaltar o empenho de todos os profissionais da segurança pública em mais essa missão”, disse o adjunto.

Ao chegarem ao seu destino, as vacinas são transportadas pelos policiais militares até a unidade de saúde onde serão armazenadas. Se necessário, a Polícia Militar local também realiza a guarda dos materiais e o policiamento nos locais de vacinação para evitar qualquer tipo de ocorrência.

De acordo com balanço parcial da Superintendência de Planejamento Operacional e Estatísticas da PM-MT, são 55 pontos com policiais fazendo a guarda das vacinas; 62 com patrulhamento, ou seja, rondas no entorno dos locais de vacinação; 125 municípios atendidos; 35 escoltas de transporte de vacinas; 97 viaturas e 230 policiais empregados até o momento.

Leia mais:  Policiais civis receberão nova identidade funcional

“O policiamento é importante para evitar tumulto nos locais de vacinação, principalmente neste primeiro momento da primeira dose que é de grande movimentação de pessoas a procura de vacina. E enquanto durar o período de vacinação, tanto na primeira dose, como na segunda, a PM dará o apoio necessário a esse grande momento da pandemia, que é a imunização”, assegurou o subchefe de Estado Maior, coronel PM Walkley Corrêa Rodrigues.   

O secretário adjunto da Sesp-MT, lembra que a atuação das forças de segurança iniciou assim que a pandemia dava os primeiros passos em Mato Grosso, ainda em março de 2020 e terá continuidade enquanto for necessário.

“Os profissionais da segurança pública sempre estiveram na linha de frente, desde o primeiro momento, seja na fiscalização, nas operações de dispersão evitando as aglomerações e agora neste segundo momento que estamos com a esperança da chegada da vacina em nosso estado, a Sesp-MT, por meio das forças, também está empenhada no apoio a distribuição, guarda e escolta”, disse o coronel PM Fortes.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook

SEGURANÇA

Policiais interceptam drone que sobrevoava unidade prisional e dois homens são presos

Publicado


Dois homens foram presos por policiais do 5º BPM de Rondonópolis (a 212 km de Cuiabá), na madrugada desta terça-feira (13.04), por organização criminosa.  Um terceiro suspeito foi identificado.

A informação descrevia que um drone sobrevoava a unidade prisional Major Eldo de Sá Correa – Mata Grande. Em diligência pela região, foi percebido um Peugeot preto estacionado em um local isolado. Os dois homens que estavam no veículo foram rendidos .

Depois de um tempo, ambos confessaram que davam cobertura a outro homem que pilotava o drone. O objetivo seria jogar celulares e drogas no pátio da penitenciária.  

Com a identificação do suspeito, os policiais foram até a sua casa. No imóvel, foram encontrados um carregador de drone, com imagens aéreas da unidade prisional, além de documentos pessoais do denunciado que é monitorado por tornozeleira eletrônica, mas que estava desligada.

Os suspeitos detidos contaram que devem R$ 1,5 mil para uma organização criminosa e para pagar a dívida auxiliaram o homem na ação.

Leia mais:  Governador Mauro Mendes entregará 53 motocicletas para o policiamento da PM

Serviço

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, pelo 190 ou, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 08000.65.3939. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes. Exemplos: a presença de foragidos da Justiça com mandado de prisão em aberto e ponto de venda de droga.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

SEGURANÇA

Policiais civis receberão nova identidade funcional

Publicado


Delegado Claudinei fez sua carteira funcional no dia 5 de abril,

Foto: Marcos Lopes

Os policiais civis de Mato Grosso já iniciaram o fornecimento de dados, realização de biometria e assinatura digital para serem inseridos na nova identidade funcional da Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso (PJC). O deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) proporcionou este avanço para a categoria com a destinação de R$ 350 mil, por meio de emenda parlamentar,

Este modelo de identificação é fornecido pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, por meio da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp). O documento conta com padrão uniforme para atender toda categoria de outros estados e o Distrito Federal. “Conseguimos contemplar a polícia civil de Mato Grosso com cinco mil funcionais e distintivos que vão atender os profissionais ativos e inativos. Será um modelo de identificação único, aplicado em todo o país, de forma padronizada. Assim, vai garantir qualidade e uma maior segurança aos servidores”, ressalva Claudinei.

 Essa iniciativa atende a Portaria de n.º 885, de 18 de dezembro de 2019, que dispõe do modelo e caraterísticas da carteira funcional – em formato digital e físico, o que tornará um documento oficial de identificação visual unificado para os servidores civis da segurança pública. Este documento atenderá as orientações do Conselho Nacional dos Chefes de Polícia Civil (CONCPC).

Leia mais:  Policiais civis receberão nova identidade funcional

Cadastramento – Em fevereiro deste ano, foram capacitados cerca de 40 policiais civis das 15 regionais de Mato Grosso para fazerem todo o processo de cadastro dos profissionais que foi ministrada pela Gerência de Desenvolvimento e Aplicação da Coordenadoria de Gestão de Pessoas da Polícia Civil.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Continue lendo

Segurança

MT

Brasil

Economia & Finanças

Mais Lidas da Semana





Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262