conecte-se conosco


CIDADES

Lucimar Campos libera funcionamento de partes do comércio

Publicado

Medida visa resguardar empregos e empresas, mas reforça necessidade do distanciamento social e vai reforçar fiscalização.

A Prefeitura de Várzea Grande após analise de dados e informações levantadas pelo Comitê de Enfrentamento ao Novo Coronavírus – Covid- 19, que ouviu diversos setores comerciais, industriais e econômicos da cidade, decidiu mais uma vez flexibilizar as regras para funcionamento de toda e qualquer atividade econômica, permitindo o funcionamento, em partes, desde que observadas as regras de distância e higienização e manteve fechados os locais de grandes aglomerações, com ressalvas que o descumprimento de determinações gerarão novo fechamento e pesadas multas.

No Município de Várzea Grande, os estabelecimentos comerciais poderão retornar suas atividades, incluindo de atendimento ao público, com atendimento de 50% (cinquenta por cento) de sua capacidade, em horário comercial, evitando, assim, a aglomeração de pessoas, pelo prazo de 15 (quinze) dias.

Os estabelecimentos comerciais de gêneros alimentícios, como restaurante, feira, café, padaria, conveniência, distribuidora de bebidas, açougue e peixaria, poderão retornar suas atividades, com atendimento de 30% (trinta por cento) de sua capacidade, evitando, assim, a aglomeração de pessoas, pelo prazo de 15 (quinze) dias.

Fica autorizado os serviços de entrega (delivery), drive thru e/ou retirada no local/balcão de bares e lanchonetes, sendo vedado consumo no local, devendo os estabelecimentos que farão o uso desses serviços seguirem as recomendações dos órgãos de saúde, sob pena de responsabilização conforme legislação vigente.

A Prefeitura Municipal de Várzea Grande mantém o fechamento de shopping center, casas noturnas, templos em geral, academias e afins, evitando, assim, a aglomeração de pessoas, pelo prazo de 15 (quinze) dias.

Ficam mantidas as suspensões de todos os eventos, incluindo aqueles que exijam licença do poder público, em especial as inaugurações, congressos, conferências e etc.

As aulas ficam suspensas nas escolas, creches ou CMEIs públicas e particulares até 30 de abril ou até nova decisão que tem sido tomada em comum acordo com o Governo do Estado.

O transporte público funcionará em regime especial, no período de 23 de março de 2020 a 30 de Abril de 2020, com frota 70% (setenta por cento), devendo todos os passageiros se encontrarem sentados, em poltronas alternadas, sendo proibido que o passageiro viaje em pé.

Leia mais:  Painel de casos de Covid-19 em Cuiabá desta quarta-feira (27)

Todos os estabelecimentos comerciais, seja qual for sua área de atuação, deverão seguir as recomendações dos órgãos de saúde, sob pena de responsabilização conforme legislação vigente, e ainda:

a. limitação de pessoas a serem atendidas, quando o serviço for de retirada no balcão ou consumo no local, com organização de fila ou disposição de mesas com distanciamento de 2 (dois) metros entre as pessoas;

b. redução do número de mesas, quando houver, com distanciamento de 2 (dois) metros entre as pessoas;

c. controlar o acesso de entrada de pessoas de acordo com a capacidade permitida;

d. determinar o uso de tocas, máscaras e álcool gel ou álcool 70% (setenta por cento), para todos os funcionários quando houver comercialização de alimentos, preferindo a adoção de práticas de servir os clientes sem esses terem acesso aos utensílios de uso coletivo e aglomeração em filas;

e. redução do número de funcionários ou revezamento dos mesmos, com vedação compulsória do trabalho de pessoas consideradas do grupo de risco;

f. higienização dos produtos a serem comercializados;

g. higienização do ambiente do trabalho;

h. disponibilização de álcool 70% (setenta por cento) para os funcionários e consumidores;

i. fornecimento de máscaras para todos os funcionários;

j. em todos os casos, distância mínima entre as pessoas de 2 (dois) metros;

k. adotar, sempre que possível, práticas de vendas por agendamento e/ou delivery.

Fica autorizado o funcionamento, como forma a garantir e resguardar o exercício dos serviços públicos e atividades essenciais inadiáveis à comunidade, o funcionamento das seguintes atividades privadas, da forma posta, inclusive, pelo Decreto Federal 10.282, de 20 de Março de 2020, com o respeito ao distanciamento entre pessoas e demais medidas de normas sanitárias de prevenção e combate ao Coronavírus (COVID-19):

I – hospitais, clínicas médicas e odontológicas, farmácias, drogarias e laboratórios;

II – lavanderias e serviços de higienização;

III – hotéis;

IV – funerárias e serviços relacionados;

V – clínicas veterinárias, pet shop e comércio de alimentos e medicamentos destinados a animais;

VI – estabelecimentos bancários e lotéricas;

VII – distribuidoras de água e gás;

VIII – serviço de segurança privada;

IX – serviços de táxi e aplicativo de transporte individual;

X – loja de venda de materiais de construção e produtos para casa;

XI – postos de combustíveis;

Leia mais:  Comitê esclarece recentes óbitos por Covid-19 em Várzea Grande

XII – transportadoras;

XIII – supermercado, minimercados, comércio de produtos naturais, atacadista, frigorífico, açougue;

XIV – borracharia e oficina de manutenção e reparos mecânicos, incluindo, de concessionárias;

XV – estabelecimentos que comercializam autopeças, materiais elétricos e de construção;

XVI – serviços agropecuários;

XVII – setores industriais;

XVIII – papelaria;

XIX – empresas de embalagens;

XX – empresas de manutenção em geral;

XXI – guincho;

XXII – lava jato;

XXIII – transporte de numerário.

Nos estabelecimentos comerciais que houver atendimento ao público, somente estará autorizado se seguirem as recomendações dos órgãos de saúde, sob pena de responsabilização conforme legislação vigente, quanto:

a. limitação de pessoas a serem atendidas, quando o serviço for de retirada no balcão ou consumo no local, com organização de fila ou disposição de mesas com distanciamento de 2 (dois) metros entre as pessoas;

b. redução do número de mesas, quando houver, e com distanciamento de 2 (dois) metros entre as pessoas;

c. controlar o acesso de entrada de pessoas de acordo com a capacidade permitida;

d. determinar o uso de tocas, máscaras e álcool gel ou álcool 70% (setenta por cento), para todos os funcionários quando houver comercialização de alimentos, preferindo a adoção de práticas de servir os clientes sem esses terem acesso aos utensílios de uso coletivo e aglomeração em filas;

e. redução do número de funcionários ou revezamento dos mesmos, com vedação compulsória do trabalho de pessoas consideradas do grupo de risco;

f. higienização dos produtos a serem comercializados;

g. higienização do ambiente do trabalho;

h. disponibilização de álcool 70% (setenta por cento) para os funcionários e consumidores;

i. fornecimento de máscaras para todos os funcionários;

j. em todos os casos, distância mínima entre as pessoas de 2 (dois) metros;

k. adotar, sempre que possível, práticas de vendas por agendamento e/ou delivery.

As determinações constantes neste Decreto serão fiscalizadas pela Defesa Civil, Vigilância Sanitária, Fiscalização Geral do Município, Guarda Municipal e Procon, cabendo, aos mesmos, a aplicação de multas e fechamento compulsório, conforme legislação vigente.

Este Decreto Municipal não revoga as demais medidas adotadas nos Decretos de nº 20, 21 e 24, no que não forem conflitantes.

Comentários Facebook

CIDADES

Comitê esclarece recentes óbitos por Covid-19 em Várzea Grande

Publicado

por

O Comitê reforça o empenho da Administração Municipal para o atendimento daqueles que necessitam do Sistema Único de Saúde – SUS

O Comitê de Enfrentamento ao Novo Coronavírus (Covid-19) e a Secretaria Municipal de Saúde de Várzea Grande, lamentam informar o oitavo e nono óbitos ocorridos no Município de Várzea Grande.

Da Secom/VG – O oitavo óbito referente a morador de Várzea Grande, ocorrido na terça-feira, 26 de maio, no início da madrugada, mas só confirmada no dia 27 em virtude de avaliação clínica e teste rápido para Covid-19.

O paciente Maurício Apolônio da Silva, 42 residente na Vila Arthur, era técnico em telecomunicações e tinha doença cardiovascular crônica e estava internado na Amecor em Cuiabá.

Já o nono (9º) óbito se trata da paciente Gabrielle Aparecida Araujo Bastos, 17, que estava internada desde o dia 17 de maio na UTI do Hospital Sotrauma em Cuiabá e era residente em Várzea Grande, mais precisamente na Cohab Canellas.

Segundo relato, Maurício Aparecido Apolônio, começou a ter sintomas nos últimos 08 dias, como dores nas costas e febre durante dois dias, além da perda de apetite e paladar. No último fim de semana apresentou quadro de melhora, mas no domingo apresentou mal-estar pelo corpo. De segunda para terça-feira iniciou quadro com falta de ar quando procuraram o Hospital Amecor e veio a óbito no início da madrugada de ontem, (terça-feira, 26 de maio).

Leia mais:  Painel de casos de Covid-19 em Cuiabá desta quinta-feira (28)

Já a paciente Gabrielle Aparecida Araújo Bastos de 17 anos, era obesa e apresentava quadro de rinite alérgica.

A paciente apresentou sintomas de febre, tosse, desconforto respiratório, dispneia, ausência de olfato e paladar sendo atendida no Hospital Santa Rita onde foi constatada infecção pulmonar que levou a mesma a ser transferida para a UTI do Hospital Sotrauma.

O Comitê de Enfrentamento e a Secretaria Municipal de Saúde, ambos de Várzea Grande, voltam a reafirmar a necessidade do isolamento social para aqueles que podem realizar trabalhos em casa Home Office e medidas de segurança como distância de 1,5 metros entre as pessoas, uso de máscara constantemente e de luvas quando necessários, além de meios de higienização rigorosos como forma de debelar o COVID-19.

Lembram ainda a necessidade do alerta para qualquer sintoma e a busca de tratamento urgente.

Reforça o empenho da Administração Municipal para o atendimento daqueles que necessitam do Sistema Único de Saúde – SUS, que é gratuito, e a vigilância constante na propagação da pandemia. A Vigilância Epidemiológica irá promover o acompanhamento dos parentes próximos da vítima.

Leia mais:  Lideranças municipalistas confirmam a inviabilidade das eleições este ano

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

Painel de casos de Covid-19 em Cuiabá desta quinta-feira (28)

Publicado

por

Por ROBERTA PENHA – Nesta quinta-feira (28), Cuiabá tem 655 casos confirmados de residentes no município e 183 de não residentes, mas que estão sendo atendidos na capital. Destes, 192 já estão recuperados da doença e houve 8 óbitos de residentes e 13 de não residentes. Na rede hospitalar há 80 pacientes confirmados com Covid-19 internados, sendo 45 na UTI e 35 em enfermaria. Também estão internados 86 pacientes com suspeita da doença, sendo 16 na UTI e 70 em enfermaria.

O prefeito Emanuel Pinheiro e o secretário municipal de Saúde, Luiz Antonio Pôssas de Carvalho lamentam o óbito confirmado nesta quinta-feira na capital. A vítima era homem, tinha 73 anos e faleceu na segunda-feira (25) em casa. Apesar dos sintomas, ele não procurou atendimento médico. O material para o exame foi colhido e o resultado ficou pronto hoje, confirmando o óbito por COVID-19.

Comentários Facebook
Leia mais:  Municípios aguardam hoje a sanção do projeto de lei que garante auxílio emergencial
Continue lendo

Segurança

MT

Brasil

Economia & Finanças

Mais Lidas da Semana





Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262