conecte-se conosco


MT

Mato Grosso registra 11.571 casos e 445 óbitos por Covid-19

Publicado

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) divulgou nesta quarta-feira (24.06), o Boletim Informativo n° 108 (veja abaixo) com o panorama da situação epidemiológica da Covid-19 em Mato Grosso. O documento mostra  que 15 municípios do Estado configuram na classificação com risco “muito alto” para o novo coronavírus:

CuiabáVárzea GrandeRondonópolisSorrisoPrimavera do LesteLucas do Rio VerdeNova MutumTangará da SerraCampo VerdeCáceresMatupáQuerênciaPedra PetraNossa Senhora do Livramento e Porto Esperidião.

Por Carlos Celestino – Ainda de acordo com informações contidas no boletim, outros 64 municípios estão na classificação de risco “alto” para a disseminação do coronavírus: Pontes e Lacerda, Sinop, Barra do Garças, Marcelândia, Campo Novo do Parecis, Guarantã do Norte, Poconé, Vila Rica, Vila Bela da Santíssima Trindade, Peixoto de Azevedo, Jaciara, Água Boa, Diamantino, Nova Ubiratã, Poxoréu, Canarana, Mirassol do Oeste, Feliz Natal , Sapezal, Santo Antônio do Leste, Juína, Porto do Gaúchos, Santa Carmem, Juscimeira, Pontal do Araguaia, Ribeirão Cascalheira, Vera, Alto Araguaia, Chapada dos Guimarães, Jangada, Gaúcha do Norte, Santo Antônio do Leverger, Nova Santa Helena, Barra do Bugres, Ipiranga do Norte, Juara, Campinápolis, Colíder, Lambari D’ Oeste, Terra Nova do Norte, Claudia, General Carneiro, Juruena, São José dos Quatro Marcos, Curvelândia, Santa Cruz do Xingu, São José do Rio Claro, Tabaporã, Alto Garças, Itiquira, São Felix do Araguaia, Arenápolis, Nova Maringá, Novo Santo Antônio, São José do Povo, Alto Paraguai, Dom Aquino, Rio Branco, Serra Nova Dourada, União do Sul, Brasnorte, Porto Alegre do Norte, Nortelândia e Nova Brasilândia . Todos os municípios listados acima devem adotar medidas restritivas de circulação local de pessoas, para conter o avanço da doença.

Leia mais:  Secel realiza encontro online para tirar dúvidas sobre editais Movimentar

O Governo de Estado publicou novo decreto restringido ainda mais as medidas que devem ser adotadas pelos municípios, com base na classificação de risco para prevenir a disseminação da Covid-19. O Decreto n° 532 foi publicado na edição extra do Diário Oficial deste quarta-feira (24.06). O documento altera as tabelas de classificação de risco, criando uma terceira tabela.

O sistema de classificação que indica o nível de risco é definido por cores: muito alto (vermelho), alto (laranja), moderado (amarelo) e baixo (verde). De acordo com a definição dos riscos é necessária a adoção de medidas restritivas para o controle da propagação do coronavírus nas cidades. Os indicadores de classificação de risco são atualizados duas vezes por semana.

Comentários Facebook

MT

Consórcios devem ter autonomia para contratar cirurgias eletivas, defende Dal Molin

Publicado


Foto: Helder Faria

O deputado estadual Xuxu Dal Molin (PSC) se reuniu com representantes dos 15 municípios que compõe o Consórcio Público de Saúde Vale do Teles Pires para debater o modelo de aquisição de cirurgias eletivas. O encontro ocorreu na manhã desta terça-feira (22), na sede do consórcio, em Sorriso.

O parlamentar defendeu a autonomia dos consórcios para conduzir o procedimento de contratação de cirurgias eletivas da demanda reprimida.

 No último dia 16, o governo de Mato Grosso anunciou a retomadas das cirurgias que estavam suspensas, desde março de 2020, em decorrência do aumento de casos confirmados de Covid-19.

 Para Dal Molin, a equipe técnica do Consórcio Público de Saúde Vale do Teles Pires possuí expertise suficiente para conduzir o processo de forma ágil e financeiramente viável.

 “Eles [Consórcio de Saúde] já credenciaram inúmeras unidades de saúde, possuem um moderno sistema para prestação de contas e sabem, como ninguém, onde e como investir os recursos em benefício da coletividade. Se o governo assumir esse papel estará incorrendo no risco de atrasar o processo de aquisição dessas cirurgias”, afirma.

Leia mais:  Operação Espelho investiga contratos de serviços médicos em hospital público de Várzea Grande

 Em concordância com os gestores em saúde, Dal Molin também demonstrou preocupação quanto a possibilidade do direcionamento de alguns procedimentos cirúrgicos.

 “Não podemos permitir que o prestador de serviços [clínicas especializadas] escolham aqueles procedimentos mais vantajosos financeiramente. É preciso criar um pacote englobando vários procedimentos a fim de garantir que quem ‘ficar’ com o filé-mignon também levará uma parte da carne do pescoço (sic)”, disse o parlamentar.

 Ele também apontou a possibilidade de as prefeituras complementarem os valores destinados pelo estado e desta maneira contemplar um número, ainda, maior de pacientes.

 “Nenhum prefeito vai deixar um munícipe perecer. Se tiver recurso disponível, ele certamente vai complementar aquilo que foi repassado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES)”, assinala.

 Ao final do encontro, os gestores de saúde aprovaram o encaminhamento de ofício ao governo, com cópia a Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), oficializando a proposta.

 “A preocupação de todos os presentes é com a qualidade da saúde pública. Entendemos que essa proposta é o melhor caminho e vamos defendê-la”, afirma a diretora-executiva do consórcio de saúde Solimara Moura.

Leia mais:  Operação Lei Seca prende quatro pessoas e autua 39 motoristas

 Além de Sorriso, também integram o Consórcio Público de Saúde Vale do Teles Pires os municípios de Cláudia, Feliz Natal, Ipiranga do Norte, Itanhangá, Lucas do Rio Verde, Nova Maringá, Nova Mutum, Nova Ubiratã, Santa Carmem, Santa Rita do Trivelato, Sinop, Tapurah, União do Sul e Vera.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Continue lendo

MT

Deputado discute retorno das aulas com secretário de Educação

Publicado


Deputado Claudinei com o secretário de Educação de Mato Grosso e a vereadora Kalynka

Foto: SAMANTHA DOS ANJOS FARIAS

O diretor da unidade escolar recebe o ofício de emenda parlamentar pelo deputado e vereadora

Foto: SAMANTHA DOS ANJOS FARIAS

Para discutir as demandas da educação de Rondonópolis, o deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) recebeu o secretário de Educação de Mato Grosso (Seduc), Alan Porto, e a vereadora Kalynka Meirelles (PRB), na Assembleia Legislativa. Os assuntos tratados foram sobre o retorno das aulas, em agosto, após a finalização da vacinação dos professores, a instalação de uma quadra poliesportiva e a aquisição de equipamentos para compor o laboratório e contribuir com os alunos a participarem de Olimpíadas de matemática e ciências, na Escola Estadual José Moraes.

A vereadora explica que a unidade fica bem no coração da cidade, com alunos de baixa renda, sendo que no local já existe uma quadra poliesportiva que está deteriorada e ao lado há um espaço enorme com cobertura que favorece realizar os devidos investimentos. “Vou entregar a demanda para o setor responsável. Vamos entrar em contato com a escola e enviar os nossos técnicos para fazer uma visita e ver as demandas. Tem todo um trâmite que temos que seguir. O importante é o fim. O fim é o resultado para chegar lá na ponta. Então, vamos tentar com todos os esforços atender essa unidade”, garantiu Porto.

Leia mais:  Deputado discute retorno das aulas com secretário de Educação

Retorno – O início das aulas será na modalidade híbrida – sendo presencial e remota. Caso os pais não se sintam seguros em liberar os filhos para estudarem na instituição de ensino, foi proposto pela Seduc que seja feita a assinatura de um termo de responsabilidade para a continuidade do processo pedagógico de forma não presencial.

Segundo Alan Porto, esse momento de pandemia da Covid-19 oportunizou a realização de melhorias nas estruturas das unidades escolares. “O nosso planejamento é para retornar a partir de agosto, tendo em vista que boa parte dos profissionais da educação já estarão vacinados. Os municípios já estão em fase de finalizar a imunização. É importante dizer que o governo estadual tem focado na vacinação desses profissionais, tanto que 20% das vacinas que chegam ao estado de Mato Grosso é destinado para eles. Estamos bastante esperançosos, reacendeu aquela chama. A gente sabe que durante este um ano e meio, aumentou muito a defasagem na educação. Acreditamos que estamos no caminho certo e que logo, logo, retornaremos com segurança e cumprindo todos os protocolos de biossegurança”, explica o secretário.

Leia mais:  Servidores investigados pela Deccor foram exonerados no início do ano

Emenda – O deputado esteve na Escola Estadual José Moraes com a vereadora na sexta-feira (18) e visitaram a unidade. Na oportunidade, Claudinei formalizou a entrega de ofício ao diretor Anderson Luiz de emenda parlamentar no valor de R$ 100 mil para a compra de aparelhos de ar condicionado. 

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Continue lendo

Segurança

MT

Brasil

Economia & Finanças

Mais Lidas da Semana





Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262