conecte-se conosco


MT

Mauro Mendes, Lucimar Campos e Emanuel Pinheiro vão alinhar medidas para combater o coronavírus

Publicado

Em reunião com o governador Mauro Mendes ,ontem no período da tarde,no Palácio Paiaguás ,a prefeita de Várzea Grande, Lucimar  Sacre de Campos e o  prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, decidiram que as duas maiores cidades de Mato Grosso vão trabalhar em conjunto no enfrentamento ao coronavírus – Covid-19, e no fortalecimento da Rede de Serviços do Sistema Único de Saúde do Estado, para atendimento aos pacientes acometidos pelo Covid-19. 

Da  Secom/VG – O governador Mauro Mendes decidiu decretar estado de calamidade pública em Mato Grosso, como medida necessária para combater o coronavírus no Estado. “Para melhor detalhar as medidas foi necessário esta reunião, para que as  duas prefeituras possam  elaborar um plano que será entregue ao governador Mauro Mendes até a próxima sexta-feira  para que o Estado faça o direcionamento das ações a serem tomadas na região metropolitana”, explicou o Governador Muro Mendes, dizendo ainda que as equipes de Saúde Pública do Governo do Estado e dos dois municípios passarão a atuar de forma integrada. “Até então, Cuiabá, Várzea Grande e o Estado vinham tomando medidas isoladas para conter o avanço da doença e sem um protocolo de ações conjuntas. Já nesta quarta (25) as duas equipes de saúde vão se unir em Várzea Grande no gabinete da prefeita Lucimar Sacre de Campos para decidir sobre como será esse trabalho em conjunto, a partir das 14 horas”, informou o Governador .

Leia mais:  Mauro Mendes autoriza comércio abrir as portas em Mato Grosso

“A decisão em decretar a calamidade foi tomada como forma de auxiliar os 141 municípios do Estado, que precisam adotar uma série de ações contra a pandemia.Com esta decisão, os prefeitos conseguem mais flexibilidade e menos burocracia para dar cabo das medidas urgentes que a luta contra o coronavírus exige.Essa é uma medida que vários estados brasileiros estão fazendo. A partir daí, os municípios poderão adotar as providências cabíveis em cada região”, explicou o governador.

A prefeita Lucimar Campos ponderou que 60% dos atendimentos em saúde de  Várzea Grande são de pessoas do interior do Estado e que fazendo isso o governador mostra a preocupação com Mato Grosso. “Cuiabá tinha seu planejamento, nós temos o nosso, mas o momento é de união das ações. Só assim conseguiremos planejar melhor, atender melhor e enfrentar esta pandemia, que assola o mundo”, destacou a prefeita.

Emanuel Pinheiro disse que reunião foi produtiva e que o combate ao coronavírus uniu as prefeituras junto ao governador Mauro Mendes. “O momento é esse, união de forças para dividir responsabilidades. Cada um fazendo sua parte para travar essa pandemia que assola a humanidade”, disse o prefeito de Cuiabá, destacando ainda que o trabalho é para conter o avanço do coronavírus, mas que se houver avanço da doença a região metropolitana estará com esta medida de união, preparada para enfrentar o Covid-19.

O governador Mauro Mendes disse que a ideia é articular um atendimento exclusivo ao combate ao coronavírus na região metropolitana. “Discutimos como integrar a rede de atendimento destes municípios a um planejamento estadual, cada município já tem um planejamento e dentro de três dias Cuiabá e Várzea Grande vão entregar ao governo do Estado um planejamento para que possamos articular um atendimento exclusivo aos pacientes acometidos pelo  coronavírus, e acima de tudo podendo  atender  todos os municípios que compõem a Baixada Cuiabana e parte do estado de Mato Grosso”, explicou o Governador.

Leia mais:  Mauro Mendes decreta situação de emergência em Mato Grosso

A prefeita Lucimar Sacre de Campos fez referência as medidas adotadas com a edição do novo Decreto Emergencial de proteção as pessoas, reafirmando  ainda outros compromissos da gestão municipal como de utilizar poder de Polícia para coibir eventuais desrespeitos as decisões de não aglomeração de pessoas e de funcionamento de comércios, os que estão no Decreto para fechar, sinalizando ainda pelo cumprimento das determinação do Governo do Estado e da Medida Provisória e Decreto do presidente da República que estabelece as regras de funcionamento de transporte coletivo de passageiros rodoviário, aeroviário e ferroviário.

“ Agora é momento de fortalecer e melhorar o atendimento da Rede de Serviços do Sistema Único de Saúde, para atendimento dos possíveis casos. E para isso também temos que estabelecer regras, trabalhar integrados com Cuiabá e o Estado de Mato Grosso. Várzea Grande tem uma equipe preparada, porém e necessário neste momento integrar e fortalecer, para evitar mortes no Estado”, concluiu a prefeita.

Comentários Facebook

MT

Mato Grosso convoca classificados no processo seletivo de três hospitais regionais

Publicado

por

Os convocados devem se apresentar entre os dias 27 de março e 1° de abril de 2020, no setor de Recursos Humanos da unidade de saúde para a qual foi convocado

Por Carlos Celestino – O Governo de Mato Grosso publicou na edição do Diário Oficial que circula nesta sexta-feira (27.03), o edital de convocação de 18 candidatos classificados no processo seletivo de três hospitais regionais.

Para o Hospital Regional de Alta Floresta estão sendo convocados: um (1) enfermeiro e quatro (4) técnico em enfermagem. Para o Hospital Regional de Sorriso, as vagas são: um (1) auxiliar em farmácia, sete (7) enfermeiro e um (1) maqueiro.

A terceira convocação é para o Hospital Regional de Cáceres, para os seguintes cargos: um (1) enfermeiro auditor, um (1) técnico em radiologia e um (2) enfermeiro. Para acessar o documento com o nome de todos os candidatos, clique aqui (página 23 e 24).

Os convocados devem se apresentar entre os dias 27 março e 1° de abril de 2020, no setor de Recursos Humanos da unidade de saúde para a qual foi convocado, das 8h às 11h e das 13h às 17h, para a entrega dos documentos obrigatórios, conforme consta no edital.

Leia mais:  ALMT publica resolução com novas determinações para enfrentamento ao novo coronavírus

Comentários Facebook
Continue lendo

AGRONEGÓCIO

Decreto mantém atividades essenciais e comércio de itens da Agricultura Familiar em Mato Grosso

Publicado

por

Também está permitida a circulação de veículos em rodovias municipais e estaduais, destinados ao transporte de mercadorias e insumos

Diante do quadro de sério risco de infecção e contaminação pelo COVID-19, a Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (SEAF) vem manifestar sua preocupação com o Setor Produtivo de Mato Grosso e, apesar do panorama de insegurança e temeridade, reforçar a necessidade do cumprimento das medidas de contenção ao avanço da pandemia.

Por Naiara Martins – Recomendamos aos produtores que o momento requer cautela e prevenção, e que por isso, será necessário o empenho de todos no cumprimento de regras rígidas de prevenção e combate ao coronavírus.

Entre as principais medidas consolidadas pelo novo decreto do Governo do Estado, que circulou no Diário Oficial desta quinta-feira (26.03), está a necessidade da manutenção do isolamento social, seguida por uma série de providências, a fim de reduzir as chances de proliferação do vírus. O documento lista as atividades que poderão continuar a operar durante o período que durar a pandemia e também aquelas que ficarão restritas.

Leia mais:  Faissal apresenta emenda que proíbe corte de luz e água em razão do combate ao Coronavírus

Apesar do decreto prever a proibição de atividades praticadas ao ar livre, como o funcionamento de feiras e outros eventos que demandem aglomeração e reunião de pessoas, estão permitidas as atividades supermercadistas de pequeno, médio e grade porte, atacadista e pequeno varejo alimentício, padarias, restaurantes, cafés e congêneres, açougues e peixarias, desde que cumpram as regras para retirada no local ou na modalidade delivery. Também está permitida a circulação de veículos em rodovias municipais e estaduais, destinados ao transporte de mercadorias e insumos.

A comercialização de produtos da Agricultura Familiar está mantida, assim como a movimentação dos produtores para a retirada dos itens, além do acesso ao setor comercial. Os estabelecimentos comerciais deverão manter o controle de acesso para evitar aglomerações, e respeitar as regras de distanciamento mínimo de 1,5 metro, higienização das mãos e outras normas sanitárias de prevenção e combate ao novo coronavírus.

Bem como alguns órgãos públicos do Governo de Mato Grosso, a SEAF informa que mantém o atendimento ao público em horário reduzido, de segunda à sexta-feira, das 7h30 às 13h30.

Leia mais:  ALMT publica resolução com novas determinações para enfrentamento ao novo coronavírus

Comentários Facebook
Continue lendo

Segurança

MT

Brasil

Economia & Finanças

Mais Lidas da Semana





Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262