conecte-se conosco


Várzea Grande

Meio Ambiente investe em programas para homens e mulheres que vivem da pequena propriedade rural

Publicado

No próximo dia 22 de julho, toda sociedade várzea-grandense poderá conferir o sucesso do programa realizado na comunidade rural de São José do Vista Alegre, em Várzea Grande, denominado de “Mulheres em Campo”. A partir das 16h na sede da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural Sustentável, será realizada uma feira para comercializar os produtos desenvolvidos por mulheres que tiram o sustento das usas propriedades rurais.

“Este programa é especial, pois tem como foco o público feminino de pequenas propriedades rurais de Várzea Grande. Para realizá-lo contamos com a parceria do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-MT) e do Sindicato Rural. Nas oficinas, essas mulheres desenvolvem competências de empreendedorismo e de gestão, visando o desenvolvimento pessoal e da propriedade rural onde residem. Por exemplo, elas aprendem a planejar, levantar custos de produção, como comercializar e o que produzir. Ao final das oficinas as participantes terão oportunidade de expor seu trabalho em uma feira que realizaremos para que todos conheçam os resultados e possam adquirir seus produtos”, detalhou a secretária municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural Sustentável, Helen Farias Ferreira.

De acordo com o coordenador de Desenvolvimento Rural Sustentável de Várzea Grande, Everton Navarro, a edição do programa “Mulheres em Campo” na comunidade rural de São José do Vista Alegre está sendo realizada durante todo este mês de julho. “As oficinas ocorrem durante todo o mês de julho, após a feira dia 22, teremos uma avaliação dos trabalhos. Como todo curso que buscamos ofertar voltado para produtores, trabalhadores rurais e seus familiares, procuramos, por meio de treinamentos e capacitações, mantê-los em sintonia com as exigências do mercado de trabalho, dando oportunidade para especialização e qualificação em diferentes ocupações. Nesta feira serão comercializados doces e salgados que tem como base produtos da agricultura familiar, por exemplo, biscoito de fubá e maizena, sucos naturais, doce de leite e de laranja, queijos, bolos, entres outros”, citou o coordenador.

Leia mais:  Secretário participa de Fórum Nacional sobre Qualidade da Educação

Everton Navarro destaca que além do programa “Mulheres em Campo”, a Prefeitura desenvolve outros treinamentos gratuitos que atendem as demandas da agricultura familiar de Várzea Grande focados na gestão da propriedade, empreendedorismo e cidadania. “Com a parceria do Senar-MT e do Sindicato Rural de Nossa Senhora do Livramento, por exemplo, realizamos só este ano a capacitação de 100 homens e mulheres do campo. Para nós, a sala de aula é o curral, a plantação, o armazém, ou outro local em que o produtor e trabalhador atuam diariamente”, disse o coordenador se referindo ao curso de olericultura realizado na Capela do Piçarrão em abril, de transformação caseira de produtos de origem animal em embutidos, defumados e beneficiamento, conservação do pescado na comunidade do Vista Alegre, em maio.

Para Helen Farias a promoção e o desenvolvimento profissional e social dos várzea-grandenses que sobrevivem do meio rural é fundamental em um Estado onde o setor do agronegócio é um dos principais componentes econômicos. “Mato Grosso é um Estado agrícola e nosso município não poderia deixar de contribuir. Segundo dados do Senar-MT, há opções para os grandes, médios, pequenos e até para os microprodutores, para isso precisamos investir em capacitação e qualificação dessa mão de obra. Além de treinamentos de atendimento ao cliente, comercialização de produtos agropecuários, empreendedorismo, e, de como agregar valor aos produtos do campo estamos focando também em gestão. Queremos transformar esses pequemos produtores em gestores rurais, administradores de suas pequenas propriedades com o programa ‘Negócio Certo Rural”, enfatizou a secretária.

Leia mais:  Saúde entrega novos kits com fardamentos e equipamentos a agentes de combate a endemias

As comunidades do Sadia I, Sadia III, e do São José do Vista Alegre, também receberam em maio, junho e julho deste ano os cursos de derivados do milho e Negócio Rural; cadeia produtiva do pescado; agente sanitário em saúde animal e transformação caseira de produtos de origem animal em embutidos e defumados de carne suína, respectivamente. 

“O apoio e a assistência que realizamos a esses pequenos produtores não se resume a capacitações, envolve também a cidadania. Eles sentem que não estão sozinhos e veem na Prefeitura de Várzea Grande um parceiro. Por exemplo, quando realizamos os ‘Mutirões Rurais’ levamos diversos serviços. Recentemente moradores do Sadia III receberam os óculos de visão das consultas médicas realizadas em 04 de maio durante o mutirão”, informou o coordenador de Desenvolvimento Rural Sustentável de Várzea Grande, Everton Navarro.

Está previsto para setembro deste ano o curso de piscicultura, e, outubro o de transformação de produtos de origem animal em embutidos e defumados de carne suína. Para 2020 já estão previstos outros 20 cursos para as comunidades rurais de Várzea Grande.

Por: Rafaela Maximiano – Secom/VG

Fonte: Prefeitura de Várzea Grande

Várzea Grande

Secretário participa de Fórum Nacional sobre Qualidade da Educação

Publicado

por

O secretário de Educação, Cultura, Esporte de Lazer, Silvio Fidelis está participando da Décima Sétima Edição do Fórum Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação, promovido pela União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação – UNDIME, que teve início na terça-feira, 13 e segue até o dia 16 em Mata de São João, na Costa do Sauípe (BA). 

O governador da Bahia, Rui Costa, marcou presença na abertura do Fórum. Ele afirmou que é necessário defender uma educação universal e gratuita para todos os brasileiros. O presidente da Undime e Dirigente Municipal de Educação de Alto Santo (CE), Alessio Costa Lima, frisou que o objetivo principal da instituição é promover educação de qualidade para o povo brasileiro.

Com o tema: Qualidade da Educação, Financiamento, Gestão e Aprendizagem, o encontro reúne cerca de 1.500 dirigentes, técnicos de secretarias e profissionais da educação de todo país para debater os assuntos relativos ao tema, com destaque para o novo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) como mecanismo de financiamento para a garantia da qualidade da educação.

Leia mais:  Secretário participa de Fórum Nacional sobre Qualidade da Educação

Nos quatro dias de programação, os participantes também vão debater temas sobre o futuro da educação básica, tais como ações intersetoriais na promoção da qualidade da educação, o processo de implementação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) nos municípios, além de políticas e programas para garantir o direito à educação e minicursos do Conviva Educação e a Busca Ativa Escolar.

Para o secretário de Educação do município de Várzea Grande, Silvio Fidelis, que também é presidente da UNDIME/MT, o Fórum é realizado em um período de intensas discussões no que diz respeito ao financiamento da Educação, mais especificamente ao Fundeb, cujo prazo de vigência se encerra em 2020. “O 17º Fórum Nacional da Undime é promovido num momento determinante na formação de gestores e educadores, pois tradicionalmente consiste em um espaço democrático de debate sobre os cenários postos para a educação”, pontuou.

Organizada em conferências, mesas-redondas, minicursos e oficinas, a 17ª edição do Fórum Nacional ainda está promovendo visitas dos participantes às salas de atendimento governamental — Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Secretaria de Alfabetização (Sealf) e Secretaria de Modalidades Especializadas de Educação (Semesp) — ambas do MEC.

Leia mais:  Saúde entrega novos kits com fardamentos e equipamentos a agentes de combate a endemias

No evento se encontram ainda estandes do Conviva Educação e de parceiros institucionais da Undime (Ação Educativa, Campanha Nacional pelo Direito à Educação, Fundação Itaú Social, Fundação Lemann, Fundação Telefônica-Vivo, Instituto Natura, Unicef e Uncme) e de empresas credenciadas.

Por: Fred Nogueira – Secom/VG

Fonte: Prefeitura de Várzea Grande
Continue lendo

Várzea Grande

Várzea Grande investe em sinalização de trânsito em diversas ruas e avenidas

Publicado

por

Com investimentos da ordem de R$ 1,1 milhão em valores arrecadados através do pagamento de multas por infrações de trânsito, a Prefeitura de Várzea Grande está aplicando novas sinalizações verticais e horizontais nas principais ruas e avenidas da cidade.

“Estamos retornando à população, de forma correta e transparente, a aplicação de recursos públicos voltados a segurança tanto de pedestres quanto dos motoristas de veículos”, disse a prefeita Lucimar Sacre de Campos ao fiscalizar as ações voltadas para o trânsito da segunda maior cidade de Mato Grosso que está conseguindo com essas medidas reduzir o alto índice de acidentes automobilísticos causados principalmente pelo excesso de velocidade.

As obras de revitalização asfáltica, em Várzea Grande, estão sendo realizadas de forma concomitante entre as secretarias de Viação, Obras e Urbanismo e de Serviços Públicos e Mobilidade Urbana. Depois de recuperar o pavimento, outra frente de ações entra em atividade para sinalizar as vias, tanto de forma horizontal como vertical.

Na região central, por exemplo, a prefeitura acaba de finalizar a aplicação de faixas termoplásticas por toda extensão da Avenida Couto Magalhães. A chamada ‘pintura quente’, se destaca tanto no quesito visual como também na questão do efeito sonoro de alerta aos motoristas, sendo uma novidade para a cidade.

Leia mais:  Várzea Grande investe em sinalização de trânsito em diversas ruas e avenidas

Conforme o secretário de Serviços Públicos e Mobilidade Urbana, Breno Gomes, dessa vez os serviços englobam uma melhor tecnologia de trânsito, pois as novas faixas, tanto de pedestre como de rolagem e de estacionamento, passam a ser termoplásticas, gerando melhor visibilidade a motoristas e pedestres e maior percepção.

Conforme Breno Gomes, a mesma tecnologia termoplástica foi aplicada na 31 de Março, Couto Magalhães, na Governador João Ponce de Arruda e será também colocada no entorno do novo Ginásio Poliesportivo Júlio Domingos de Campos, o Fiotão. O complexo esportivo está na etapa de finalização da reconstrução e tão logo seja concluído, terá seu entorno recapeado e sinalizado de forma horizontal termoplástica e vertical com placas.

Nesse momento, seis frentes de trabalho atuam unicamente para revitalização da sinalização, seja com aplicação de pintura nova, repintura de faixas (de pedestre, rolamento e estacionamento), bem como para adequação de placas de trânsito e reordenamento de cruzamentos na região central, ponto da cidade de maior fluxo de pessoas e de veículos.

O secretário explica ainda que entre as ações está a pintura da ciclovia da Avenida 31 de Março, via importante para ligação entre o bairro Cristo Rei com o Centro da cidade e, ainda, entre Várzea Grande e Cuiabá. “São cerca de cinco quilômetros de extensão de asfalto recuperado e sinalizado, e que pela primeira vez terão uma ciclovia sinalizada. Essa obra era muito demandada pelos moradores e frequentadores da região e acredito que damos um importante passo na busca pela humanização e segurança no trânsito de nossa cidade”.

Leia mais:  Saúde entrega novos kits com fardamentos e equipamentos a agentes de combate a endemias

A sinalização da ciclovia deve estar finalizada nos próximos dias. A prefeita Lucimar Sacre de Campos esteve conferindo in loco os trabalhos na Avenida 31 de Março, local onde será inaugurado também, um novo complexo esportivo com quadras e pista para a prática de skate. “Essas ações aqui na 31 de Março, integram um ‘pacote de obras’ espalhado pela cidade que movimenta 160 frentes de trabalho e que contemplam todas as áreas essenciais de Várzea Grande”. E completou, “Estamos cumprindo mais uma etapa do compromisso que assumimos com nossa população. Obras em infraestrutura são importantes condutores de desenvolvimento e de movimentação da economia. Geram renda, emprego, ampliam os atrativos das localidades para aporte de investimentos e trazem qualidade de vida”, frisa a prefeita.

Por: Marianna Peres – Secom/VG

Fonte: Prefeitura de Várzea Grande
Continue lendo

Política MT

Policial

MT

Brasil

Economia & Finanças

Mais Lidas da Semana