conecte-se conosco


CIDADES

Ministro da Saúde detalha novas ações de enfrentamento à pandemia da Covid-19

Publicado


O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, apresentou nesta quinta-feira (25/02) novas ações de enfrentamento à pandemia da Covid-19 no Brasil. As medidas foram acordadas junto com o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems).

“Estamos enfrentando uma nova etapa dessa pandemia. A velocidade com que a contaminação acontece em pontos focais pode surpreender o gestor em termos de estrutura de apoio. Nós precisamos estar alertas e preparados”, destacou o ministro

Reforçando que o Sistema Único de Saúde (SUS) é tripartite, Pazuello detalhou a articulação feita pelo Governo Federal com as gestões estaduais e municipais para combate à doença.

“Estamos anunciando três grandes ações para enfrentar essa nova etapa da pandemia: o atendimento imediato nas Unidades Básicas de Saúde, a estruturação da capacidade de leitos clínicos e de UTI e a vacinação”, afirmou.

Sobre a imunização dos brasileiros, o ministro reforçou que “nós teremos capacidade de vacinar a metade da população vacinável do país até a metade do ano. E a outra metade até o fim de 2021”.

O presidente do Conass, Carlos Eduardo de Oliveira Lula, destacou o esforço do Ministério da Saúde para garantir leitos de UTI em todo o Brasil: “A partir de agora, o pagamento será mensal, de acordo com o número de leitos habilitados. O Ministério da Saúde também assumiu o compromisso de pagamento dos leitos de janeiro e fevereiro”, disse.

Já o presidente do Conasems, Willames Freire Bezerra, pediu que a população siga tomando as medidas de higiene e de proteção para minimizar a transmissão do coronavírus.

“Vamos voltar a orientar a população localmente que precisamos isolar os contaminados, seguir os hábitos de higiene e proteção das nossas famílias e, acima de tudo, vacinar os grupos prioritários”, afirmou.

Fonte: AMM

Leia mais:  Empossada a nova diretoria da APDM para uma gestão de três anos

Comentários Facebook

CIDADES

Mato Grosso registra 336.300 casos e 8.865 óbitos por Covid-19

Publicado


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta quarta-feira (14.04), 336.300 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 8.865 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 2.209 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 336.300 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 12.042 estão em isolamento domiciliar e 313.348 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 517 internações em UTIs públicas e 447 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 95,21% para UTIs adulto e em 55% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (71.594), Rondonópolis (25.121), Várzea Grande (21.805), Sinop (17.160), Sorriso (12.197), Tangará da Serra (11.322), Lucas do Rio Verde (10.900), Primavera do Leste (9.701), Cáceres (7.237) e Alta Floresta (6.454).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.  

O documento ainda aponta que um total de 298.174 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 1.637 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

Na terça-feira (13), o Governo Federal confirmou o total de 13.599.994 casos da Covid-19 no Brasil e 358.425 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 13.517.808 casos da Covid-19 no Brasil e 354.617 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados desta quarta-feira (14).

Recomendações

Já existem vacinas para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança.

Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Painel Epidemiológico 402

Leia mais:  Aprovadas novas resoluções para a educação pública brasileira
Fonte: AMM

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

Campanha Vacina Solidária é destacada em posse das primeiras damas

Publicado


A primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro, participou da posse da nova diretoria da Associação para Desenvolvimento Social dos Municípios de Mato Grosso (APDM-MT) realizada, nesta terça-feira (13), na Associação dos Mato-grossense dos Municípios. Durante a atividade,  ela destacou a campanha Vacina Solidária, uma ação que merece ser fortalecida em Mato Grosso.

“Nós estamos participando da posse da nova diretoria dessa instituição tão importante para o desenvolvimento social de Mato Grosso. Parabenizamos a última gestão, na figura da Tayane Castro, que exerceu uma ótimo trabalho e nos colocamos à disposição da nova diretoria já levando a campanha Vacina Solidária como uma das contribuições à APDM para levarmos mais igualdade social aos mato-grossenses”, destacou Márcia. A campanha arrecadará nos postos de vacinação já instalados em Cuiabá (Sesi Papa, Universidade Federal de Mato Grosso, Sesi Balneário e Centro de Eventos Pantanal) alimentos para serem distribuídos às famílias afetadas pela pandemia. Cada pessoa a ser vacinada pode levar alimentos que serão distribuídos. 

Confira aqui também: Idealizada pela primeira-dama de Cuiabá, Campanha Vacina Solidária é replicada para cidades do interior

A presidente empossada para o biênio 2021/2023   trata-se de Scheila Pedroso, atual primeira-dama de Sinop e secretária de Assistência Social do município. Segundo ela, entre os objetivos da APDM, nesse primeiro momento, está o fortalecimento de campanhas para contribuir com o social dos municípios.

“Nós temos campanhas para os idosos, o Natal Solidário, o selo Unicef,  tudo para fortalecer a parceria com os municípios. A própria Vacina Solidária é importantíssima para os municípios. Cuiabá foi a primeira cidade do estado a lançar a campanha e Sinop irá aderir e trabalhar para que os outros municípios também possam somar,  porque é muito importante para política social do município nesse momento de pandemia”, destacou Scheila.

Entre os membros da nova diretoria está a secretária de Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência de Cuiabá, Hellen Ferreira, que ocupa o cargo de secretária geral para os próximos dois anos. Segundo a gestora, a experiência à frente do social de Cuiabá, nesta pandemia, será fundamental para o desenvolver dos trabalhos da instituição nesse cenário ainda de crise sanitária.

 

“Cuiabá tem sido reconhecido pelo bom trabalho social durante a pandemia e isso com certeza nos fortalece para levar experiência, projetos e ideias e ajudar as pessoas a superarem essa pandemia e o viés social sem sombra de dúvidas é um dos pilares mais importante hoje nesse cenário pandêmico. A Vacina Solidária é um belo exemplo de ação que pode ser levada a todos os municípios”, frisou.

 

 

Fonte: AMM

Leia mais:  CNM orienta 1.895 municípios para procedimentos de retomada de obras habitacionais paralisadas

Comentários Facebook
Continue lendo

Segurança

MT

Brasil

Economia & Finanças

Mais Lidas da Semana





Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262