Connect with us

Cuiabá

MISC recebe Encontro de Choro com Orquestra Cuiabana

Published

on


Davi Valle

Clique para ampliar

Dando continuidade à agenda de programações culturais, o Museu da Imagem e do Som (MISC), coordenado pela Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer, recebe no dia 2 de fevereiro o Encontro de Choro com a Orquestra Cuiabana de Choro e outros convidados.

O evento será realizado a partir das 20h no saguão do museu, com entrada gratuita e seguindo as medidas de biossegurança contra a Covid-19.

As apresentações contarão com um repertório autoral e alguns clássicos do Choro brasileiro como Pixinguinha, Ernesto Nazareth, Jacob do Bandolim, entre outros.

O projeto foi contemplado em edital da Lei Federal Aldir Blanc em Cuiabá, executado pela Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer.

O MISC

Criado em 2006, o Museu da Imagem e do Som de Cuiabá (MISC) é o principal acervo de imagem e som da diversidade cultural de Cuiabá. Além de apresentações musicais, o MISC também apresenta exposições, mostras de fotografia e vídeos, oficinas e peças teatrais valorizando a história da cuiabania. 

Serviço

Assunto: Encontro de Choro

Local:  Museu da Imagem e do Som (MISC) (Rua: Voluntários da Pátria, nº 79, Centro Norte)

Leia mais:  Ações da causa animal, saúde e infraestrutura são temas da live do prefeito desta terça-feira (10)

Dia: 02/02/2022

Hora: 20h

Comentários Facebook

Cuiabá

Pedal da Semob e MTmamma será no dia 29 de maio; veja como participar

Published

on

Com cunho social, o Pedal da Semob desta vez irá atuar como parceiro do MTmamma Amigos do Peito, Associação de Trabalhadores Voluntários contra o Câncer de Mama em Mato Grosso. A ideia é ajudar a instituição a angariar recursos para manter os trabalhos da instituição que ajuda mulheres em tratamento e pós tratamento de câncer de mama. O evento  ocorrerá no dia 29 deste mês,às 6h, e terá como ponto de partida e chegada a Orla do Porto. 

Um dos coordenadores do evento Pedal da Semob, Raimundo Alves Ribeiro, lembra que desde que foi criado há 4 anos, o Pedal da Semob sempre adotou ser beneficente para ajudar famílias em situação de vulnerabilidade social e incentivar a população a praticar o esporte de ciclismo.   
 
 “Está no DNA do Pedal da Semob a solidariedade. Já fizemos diversas campanhas para arrecadação de alimentos, brinquedos e agora, esse evento será vendido as camisetas para manter a casa MT Mamma. Estamos ajudando tanto na parte operacional da Semob  quanto na divulgação do evento e a  nossa experiência  para que esse pedal entre  o Pedal da Semob/MT Mamma seja um sucesso.  Sempre conseguimos reunir  entre 400 a 700 ciclistas e vamos fazer o possível para que tenha este número de pessoas neste evento muito importante”, comentou ele. 
 
Conforme a presidente do MT Mamma,Josy Faire Carvalho, a ideia deste Pedal é  para dar  visibilidade à causa do combate ao câncer de mama, conscientizar a população em relação a importância do diagnóstico precoce da doença, tratamento, reabilitação e apoio psicossocial.
 
“Essa parceria com Pedal Semob é muito importante devido ao sucesso que é este evento esportivo.  A pessoa no ato da inscrição  adquire uma camisa e ajuda a entidade que existe há 13 anos. Temos um número grande de camisetas que não vendemos neste período de pandemia. E a instituição precisa de recursos para a manutenção dos trabalhos que realizamos das 350  assistidas em tratamento e pós tratamento de câncer de mama. E precisamos mostrar a existência da instituição para as pessoas”, explicou ela. 
 
As inscrições para participar do Pedal Semob/MT Mamma podem ser feitas no endereço eletrônico: https://www.morro-mt.com.br/eventos/1o-pedal-semob-mtmama-405 
 
O valor de cada inscrição é de R$57 reais – com direito a uma camiseta, número do participante e café da manhã que será servido na Orla do Porto. 
Leia mais:  Defesa Civil convida população para observar o eclipse lunar que acontece nesse domingo (15) no Parque Tia Nair

Comentários Facebook
Continue Reading

Cuiabá

Evento de alusão do Dia Nacional da Luta Antimanicomial chama atenção para conscientização popular

Published

on

O evento em alusão ao Dia Nacional da Luta Antimanicomial, promovido durante a manhã desta quarta-feira (18), na Praça 8 de Abril, na Capital, foi um sucesso e teve como objetivo primordial chamar a atenção da sociedade cuiabana sobre a importância da conscientização popular em torno do tema. Diversos serviços foram oferecidos, como palestras orientativas por meio do Consultório de Rua, com aferição de pressão arterial e glicemia, bem como exposição de produtos artesanais produzidos pelos assistidos do Sistema Único de Saúde (SUS), aberto ao público em geral. 

A coordenadora técnica de saúde mental da Secretaria Municipal de Saúde, Darci Bezerra, classificou o evento como ‘portas abertas’, trazendo à tona os tratamentos preventivos e acolhedores concedidos pelos Centros de Atenção Psicossocial (CPAS) da cidade, a todas as faixas etárias, desde crianças, até idosos. 

“Esse é um movimento que realizamos todos os anos e buscamos nos superar em cada um deles. Convidamos e trazemos até a comunidade os serviços, trabalhadores, familiares e residentes terapêuticos, os quais o Município cuida. É um momento de fazer integrações, divulgar e publicizar os serviços de saúde mental e o acesso também, reivindicando e ouvindo as melhorias que precisam ser feitas na rede de saúde municipal. Nós, enquanto trabalhadores, estamos atuando para o fortalecimento e ampliação para todos os cuiabanos”, declarou. 

Leia mais:  Secretaria de Agricultura promove Dia de Campo na URT do Leite

Aproximadamente 58 pacientes em fase de tratamento vivem atualmente sob a tutela da Prefeitura de Cuiabá, os Residentes Terapêuticos, divididos em seis grupos, todos geridos pela gestora geral, Deisa Prado. Segundo ela, há motivos para se comemorar, por meio da evolução do quadro clínico de alguns deles, possibilitando, principalmente, o retorno ao seio familiar. “Temos pessoas que moram sozinhas, trabalham e sustentam suas casas, já estão em fase avançada de seus protocolos, graças a esse trabalho. É essencial para nós que a população tenha conhecimento da existência deles, facilitando a inclusão social”, frisou. 

Um dos usuários, Valdeir dos Reis, relatou que sua vida mudou, em todos os aspectos, desde que deu entrada na rede municipal de saúde. Atualmente ele confecciona bolsas e tapetes de crochê para vender, motivo este que tem auxiliado de forma positiva em sua recuperação. “Eu gosto das cuidadoras, elas são como mães para mim, cuidam com todo amor e me ajudam na produção dos acessórios. Esta é uma nova chance que estou tendo. Estou muito feliz”, finalizou. 

Leia mais:  Prefeito Emanuel Pinheiro lança programa de fomento o ensino de Ciências

O movimento ocorreu durante todo o período matutino e, de acordo com os organizadores, uma média de 150 pessoas compareceram ao local. Estiveram presentes, a presidente do CAPS Adolescer, Rosilei de Capillé e a ativista da causa, a psicóloga Maria Aparecida Fernandes. 

 

Comentários Facebook
Continue Reading

Segurança

MT

Brasil

Economia & Finanças

Mais Lidas da Semana

Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262