conecte-se conosco


MTI moderniza infraestrutura de tecnologia do Hospital Estadual Santa Casa

Publicado

A Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação (MTI) modernizou toda a infraestrutura de tecnologia do Hospital Estadual Santa Casa de Cuiabá e a unidade passa a ter um sistema de gestão hospitalar mais estruturado e eficiente para pacientes e servidores.

A reabertura do hospital vai ocorrer na próxima terça-feira (23.07), em evento realizado pelo governador Mauro Mendes, o ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta, o secretário de Saúde, Gilberto Figueiredo, entre outras autoridades. A Santa Casa de Cuiabá estava fechada desde 11 março deste ano, em razão de grave crise financeira.
 
De acordo com o gerente da Unidade de Gestão Estratégica de Negócios da MTI, Sandro Alexandre Aguiar, a empresa é responsável por fornecer o ambiente, a infraestrutura de processamento e armazenamento, além da conectividade do sistema que opera na Santa Casa.
 
Com isso, o sistema existente passa a ser hospedado na nuvem da MTI, o que garante maior e melhor desempenho e agilidade no seu funcionamento. “Nós fizemos com que todo o sistema do hospital funcionasse sem interrupções. Que seja possível o acesso desde o prontuário, o histórico do paciente até os resultados de exame, por exemplo, pelo sistema. A nossa tarefa é fazer com que tudo isso funcione com excelência”, explicou.
 
Além dessas melhorias, a MTI também passa a ser o administrador dos servidores de aplicações e o banco de dados do hospital, no que diz respeito aos prontuários eletrônicos dos pacientes. Desse modo, fica garantida a segurança das informações dos pacientes, uma vez que os dados ficam armazenados na nuvem da MTI e não correm o risco de serem perdidos ou extraviados.
 
Todas essas melhorias foram solicitadas pela Secretaria de Saúde à MTI e realizadas em tempo recorde, no prazo de três semanas. Para Júlio Pinheiro, gerente da Unidade de Gestão de Infraestrutura de Tecnologia da Informação e Comunicação da MTI, a modernização da infraestrutura do hospital e a garantia de disponibilidade do sistema foram algumas das missões mais “críticas” recebidas pela empresa.
 
“Para mim, esse serviço foi o mais desafiante para nossa equipe devido à necessidade de alta disponibilidade exigida, pois o que nos explicaram é que, se o sistema parar, pessoas passam a correr risco de vida. Por isso, fizemos de tudo para que o sistema não pare, esteja disponível e que a TI não seja um problema”, afirmou.

A entrega dessas melhorias é fruto da primeira parceria entre a Secretaria de Saúde e a MTI, que pode ser ampliada para outras unidades, segundo o Superintendente de Tecnologia da Informação da SES,  Luciano Barco.  “A MTI vem atendendo a expectativa daquilo que estamos pedindo. Tudo está sendo atendido em via de mão-dupla”, encerrou.
 
Reabertura do Hospital  
Além da infraestrutura de TI, o Hospital Estadual Santa Casa de Cuiabá passou por uma série de melhorias em sua estrutura física para ser reaberta à população. A unidade iniciará com atendimentos nas áreas de Oncologia (tratamento de câncer), Nefrologia (hemodiálise), UTI Adulto, Pediátrica e Neonatal, Pronto Atendimento Infantil, cirurgias pediátricas e geral.

Também serão ofertados Serviços de Apoio e Diagnóstico Terapêutico (SADT), como Tomografia, Raio-X, Ultrassonografia, Densitometria Óssea, Cateterismo, Ressonância para crianças, hemoterapia, exames laboratoriais clínico e de anátomo-patológico (usado para o diagnóstico preciso de doenças).

Fonte: GOV MT

Economia & Finanças

Conselho do FGTS aprova distribuição de 100% do lucro de 2018

Publicado

por

Uma das mudanças anunciadas no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), a distribuição de 100% dos resultados do ano passado foi ratificada hoje (19) pelo Conselho Curador. A Medida Provisória (MP) 889 aumentou a rentabilidade do fundo, determinando a transferência de todo o lucro do exercício anterior aos cotistas.

Antes da MP, o FGTS rendia 3% ao ano mais a Taxa Referencial (TR), atualmente zerada. Desde 2017, o fundo repassava 50% dos lucros do ano anterior ao cotista. Com a mudança, o fundo renderá 6,18% em 2019 , ultrapassando inclusive a taxa Selic (juros básicos da economia), recentemente reduzida para 6% ao ano.

Até 31 de agosto, serão repassados R$ 12,2 bilhões do lucro de 2018, distribuídos proporcionalmente conforme o saldo de cada conta. O Conselho Curador também aprovou os Relatórios de Gestão do FGTS e do Fundo de Investimento FI-FGTS. Os documentos serão divulgados no site do FGTS assim que o Diário Oficial da União publicar a resolução.

O conselho instituiu ainda um grupo de trabalho, com participação de três representantes do FGTS e três do Comitê de Investimento do FI-FGTS, para acompanhar e propor mudanças nas aplicações do fundo. O grupo também acompanhará a execução das recomendações dos órgãos de controle em parceria com o Grupo de Apoio Permanente (GAP), formado por consultores técnicos vinculados às 12 entidades que compõem o colegiado.

Edição: Fábio Massalli

Fonte: EBC
Continue lendo

Brasil

Witzel consulta Mourão sobre reestruturação do comando da PMRJ

Publicado

por

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, quer reestruturar o Alto Comando da Polícia Militar do Rio de Janeiro, implementando um formato semelhante ao das Forças Armadas, que ele considera mais adequado. Witzel levou a questão ao vice-presidente da República, Hamilton Mourão, que é general da reserva do Exército.

“Eu entendo que nós precisamos ter uma estrutura de comando diferenciada, semelhante às estruturas que temos nas Forças Armadas, que são os oficiais generais”, disse o governador. Ele explicou que a intenção não seria, necessariamente, criar o posto de oficial general na polícia, mas utilizar o modelo das Forças Armadas quando o assunto é o período do comandante no posto.

O governador avalia que há necessidade de se ter um Alto Comando com tempo maior de duração nas polícias estaduais. “Hoje são quatro, seis anos, e quando o coronel chega no posto maior está na hora de ir embora. Nas Forças Armadas isso não acontece. O general fica 12 anos naquela função de Alto Comando. Nas polícias gera uma fragmentariedade e precisamos dar uma solução para isso”.

Witzel disse aos jornalistas que o vice-presidente se mostrou aberto a discutir a questão. Mourão reconheceu a preocupação do governador do Rio de Janeiro, no entanto, defendeu um estudo mais aprofundado a respeito. Witzel considerou pedir ao Alto Comando do Exército um parecer sobre o assunto e, talvez, encaminhar um projeto de lei ao Congresso Nacional.

Edição: Fábio Massalli

Fonte: EBC Política
Continue lendo

Política MT

Policial

MT

Brasil

Economia & Finanças

Mais Lidas da Semana