conecte-se conosco


CIDADES

Operação ajuda Ministério da Saúde a medir impacto do Programa Vida no Trânsito; veja balanço

Publicado

Luiz Alves

Mais de 480 testes de alcoolemia foram realizados durante uma série de blitz acompanhadas pela Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), entre as noites de sexta-feira (29) e domingo (1). A ação faz parte da Pesquisa Vida no Trânsito, desenvolvida por alunos da Universidade Federal de Goiás (UFG) e Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), junto ao Ministério da Saúde. 

O estudo analisa o impacto do Programa Vida no Trânsito (PVT) em 14 capitais nas cinco regiões do país, considerando aspectos determinantes das lesões e mortes causadas pelos acidentes de trânsito. Em Cuiabá as abordagens aconteceram respectivamente nas avenidas Historiador Rubens de Mendonça, Arquimedes Pereira Lima, XV de Novembro e Tenente Coronel Duarte.

No total foram lavrados 166 Autos de Infração de Trânsito (AIT) durante a operação, sendo 39 por dirigir sob efeito de álcool (artigo 165); 10 por recusar-se a realizar o teste do etilômetro (artigo 165ª); 30 por dirigir sem CNH (artigo 162 I); 50 por dirigir veículo registrado sem estar licenciado (artigo 230); e 7 por dirigir com CNH vencida há mais de 30 dias (artigo 162 V).

Além disso, houve registros de 30 Autos por infrações diversos e oito prisões por embriaguez e desacato (artigo 306 V). Ao longo dos quatro dias de trabalho, 96 veículos, entre carros e motos foram removidos.

Leia mais:  Alunos do Centro João Ribeiro Filho conquistam medalhas nas Paralimpíadas em São Paulo

O professor da UFG, Otaliba Libânio, explica que os números integrarão o estudo do Ministério da Saúde, apontando a prevalência de fatores de risco nos acidentes de trânsito, como uso de celular, alta velocidade e beber e dirigir. “O objetivo principal é avaliar o impacto do Programa. Para isso, fazemos coletas e, além, dos números das blitz, entrevistamos os motoristas.”

A avaliação, que começou em março deste ano, acontece em cidades ou regiões metropolitanas com mais um milhão de habitantes. Para isso, foram sorteadas duas cidades por região do país. Neste contexto Cuiabá é o 13ª município a receber a equipe responsável pelo levantamento, antecedendo São Paulo (SP).

De acordo com o titular da Pasta, Antenor Figueiredo, em Cuiabá o Vida no Trânsito já identificou três fatores críticos quando se trata de mortalidade no trânsito: as altas taxas de acidentes envolvendo motociclistas, consumo de bebida alcoólica e alta velocidade.“Temos feito um trabalho para reduzir os óbitos. Já observamos resultados, principalmente nas vias onde temos radares”, explica.

A Blitz é realizada em parceria com o Gabinete de Gestão Integrada (GGI); o Batalhão de Trânsito da Polícia Militar (BPMTRAN); a Delegacia Especializada em Delitos de Trânsito (Deletran); o Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT); a Polícia Rodoviária Federal (PRF); a Secretaria de Segurança Pública (Sesp); e Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (CIOSP).

Leia mais:  Pinheiro inaugura espaço de lazer que vai beneficiar 9 mil moradores

O PVT em Cuiabá

A secretária-adjunta, Luciana Zamproni lembra que a Semob  já está trabalhando com um plano de ações para 2020.  No início do mês, representantes do Ministério da Saúde estiveram na Secretaria para discutir ações do Projeto Vida no Trânsito. No encontro, os gestores fizeram um balanço das ações adotadas desde 2013 para a redução da mortalidade nas vias do Município.

“Com os dados em mãos e o resultado do estudo poderemos estabelecer diretrizes para o programa. É importante destacar que o planejamento é feito em parceria com a equipe da Vigilância Epidemiológica, a Diretoria de Trânsito e as comissões de dados”, diz a adjunta.

Em Mato Grosso o Vida no Trânsito conta com a parceria de órgãos como a Delegacia Especializada em Delitos de Trânsito (Deletran), Detran, Perícia Oficial de Identificação Técnica (Politec), Polícia Militar (PM), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Secretaria de Estado de Saúde, além das secretarias municipais de Mobilidade Urbana e Saúde.

Fonte: Prefeitura de Cuiabá
Comentários Facebook

CIDADES

Seminário discute inclusão a programas do Governo Federal e permanência no campo

Publicado

por

Davi Valle

Agricultores familiares, pesquisadores e especialistas no setor se reuniram no 4º Seminário de Agricultura Familiar de Cuiabá, na quarta-feira (4). O evento, promovido pela Secretaria de Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico, discutiu as alterações mercadológicas e o acesso de produtores da Baixada Cuiabana a programas do Governo Federal.

De acordo com a titular da Pasta, Débora Marques, o encontro está em consonância com as principais demandas do setor, acompanhando seus processos de inclusão e transformação. “O olhar direcionado a este nicho demonstra que a Prefeitura tem responsabilidade, o que possibilita que a Secretaria preste assistência técnica lá na ponta, colocando em diálogo os produtores e as entidades de pesquisa”, disse.

Na ocasião também foi lançada a revista Saberes da Terra, com um balanço das ações voltadas ao setor e orientações aos produtores. “Acreditamos que o diálogo seja o melhor caminho para que possamos atender a estas demandas e agora esta proposta foi coroada com a revista. Ela servirá como uma ferramenta para informação dos agricultores e manterá este canal de contato aberto com a Secretaria.”

Leia mais:  Primeira turma de profissionais da educação recebe capacitação em primeiros socorros

O Seminário contou com apoio da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e Empresa Mato Grossense de Pesquisa Assistencia e Extensao Rural (EMPAER), que enviaram especialistas para ministrar palestras. Assim, ao longo da manhã foram abordados temas como a Agricultura Familiar em Âmbito Nacional; Crédito Rural e Como Aumentar o Número de Jovens no Campo.

O representante do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) em Mato Grosso, José de Assis Guaresqui, destaca a importância da valorização da agricultura familiar, responsável por suprir as demandas urbanas. “O destaque que temos na balança comercial não se restringe à produção em larga escala, e este olhar para o pequeno é fundamental para que possamos avançar.”

Também participaram do evento os vereadores Vinícius Hugueney, Orivaldo da Farmácia e Luís Claudio; o presidente do Sindicato Rural de Cuiabá, Celso Nogueira; o representante do Sicred, Osvaldo Biazi e a coordenadora do SIM de Várzea Grande, Kely Enciso.

Fonte: Prefeitura de Cuiabá
Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

Nova edição da Nota Cuiabana terá sorteio especial de Natal

Publicado

por

Divulgação

O sorteio da Nota Cuiabana – edição especial de Natal – acontece nesta segunda-feira (09), às 09h30, na sala de reuniões da Secretaria Municipal de Fazenda. O valor total da premiação é de R$ 254 mil, sendo que o 1º colocado receberá um prêmio no valor de R$ 150 mil, o 2º no valor de R$ 50 mil, o 3º de 30 mil e mais 12 prêmios de R$ 2 mil.

Desde sua implantação, o programa já contemplou centenas de pessoas, ou consumidores, que no ato da compra solicitaram sua nota de serviço, concorrendo diretamente a prêmios sorteados pela extração da loteria federal. O anúncio foi divulgado por meio da portaria de nº 003/2019, que regulamenta o cronograma das edições a serem realizadas em 2019.

Cada nota fiscal emitida gera um cupom eletrônico e os participantes poderão consultar seus cupons e os números nas respectivas páginas eletrônicas. Os prêmios em dinheiro serão distribuídos por meio de sorteios. O prazo de utilização dos créditos é de cinco anos.

Leia mais:  Alunos do Centro João Ribeiro Filho conquistam medalhas nas Paralimpíadas em São Paulo

“O hábito de exigir a nota fiscal é uma questão de cidadania, uma vez que quem adquiriu tem direito a nota de serviço. O comerciante é obrigado a emiti-la, mas o consumidor precisa exigir o seu direito”, reforçou o secretário municipal de Fazenda, Antônio Roberto Possas de Carvalho.

Fonte: Prefeitura de Cuiabá
Comentários Facebook
Continue lendo

Segurança

MT

Brasil

Economia & Finanças

Mais Lidas da Semana





Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262