conecte-se conosco


MT

Parceria permite que 8 mil pecuaristas possam retornar ao mercado formal

Publicado


Um termo de cooperação técnica assinado nesta segunda-feira (13.01) prevê o desenvolvimento e a adoção de um sistema informatizado para monitorar a recuperação ambiental de áreas desmatadas ilegalmente ou embargadas por órgãos ambientais (Ibama e Sema).

Com isso, a estimativa é de que aproximadamente oito mil pecuaristas mato-grossenses possam se reintegrar ao mercado formal da carne, inclusive com frigoríficos signatários de termos de ajuste de conduta com o MPF no âmbito do projeto Carne Legal.

A parceria foi firmada entre Governo do Estado, Ministério Público Federal (MPF), pecuaristas e frigoríficos de Mato Grosso e representa um importante passo para o setor da carne bovina e para a sustentabilidade da pecuária estadual. 

“Nós conseguiremos trazer esses produtores novamente para a legalidade. Isso será um passo primordial para a confiança desse setor e para a importância que esse setor possui dentro do Estado de Mato Grosso. Vai gerar mais empregos, mais confiança, mais investimento e permitir que todos que queiram possa estar dentro da legalidade, evitando que se crie um mercado clandestino de carne, que prejudica toda a sociedade. Vamos combater cada vez mais as ilegalidades para facilitar a vida de quem quer agir de forma correta”, salientou o governador Mauro Mendes.

Para o chefe do Executivo Estadual, essa medida deve fomentar os investimentos no setor da carne bovina. 

Leia mais:  Interdições para obras de recuperação das vias do Centro Político seguem durante a semana

“Eu vejo que o mercado vai viver um ano bastante positivo e esse processo de permissão de regularidade ambiental para essas mais de oito mil unidades produtivas poderá representar um incremento maior de ânimo e injeção de investimentos em Mato Grosso”, frisou. 

O desenvolvimento do sistema de monitoramento será de responsabilidade do Instituto Mato-grossense da Carne (Imac), serviço social autônomo formado por representantes do setor produtivo pecuário, da indústria e do Governo do Estado. Com a missão de promover a carne de Mato Grosso, o instituto divulgará a iniciativa junto aos pecuaristas – já que a adesão será voluntária – e atuará com os frigoríficos para a adoção da plataforma em suas plantas.

“A partir de critérios definidos de forma conjunta por todos os envolvidos, construiremos um sistema transparente de informação. De um lado, o frigorífico poderá comprar animais para abate de fornecedores ambientalmente adequados. E, por outro, os pecuaristas que estão passando pelo processo de regularização ambiental voltarão ao mercado formal da carne, o que gera efeitos positivos para toda a sociedade, como o reaquecimento econômico do setor”, observou Paula Sodré Queiroz, diretora administrativa do Imac.

O procurador da República do Ministério Público Federal, Erich Raphael Masson, pontuou que “a ferramenta tem o potencial de gerar grande recuperação ambiental. Muitas áreas desmatadas ilegalmente voltarão a ser cobertas por florestas. Além disso, o pecuarista terá possibilidade de comércio com quase todos os frigoríficos do Estado de Mato Grosso, já que a maioria firmou o TAC do Carne Legal com o MPF”.

Leia mais:  Escola plena de Barra do Garças trabalha com alunos ações de preservação ambiental

Presidente do Conselho Deliberativo do Imac, o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, César Miranda, destacou a importância do papel articulador do Imac. 

“Congregando o Estado, a iniciativa privada – tanto o pecuarista como a indústria frigorífica – e se aproximando desse importante ator social que é o Ministério Público Federal, o instituto cumpre sua missão. Unidos, é possível criarmos um modelo de produção sustentável com ganhos para todos os participantes e para a sociedade”, analisou. 

Para a diretora executiva da Acrimat, Daniela Bueno, a medida é importante para os produtores que querem voltar ao mercado formal. 

“Com a construção dessa nova plataforma, acreditamos que haverá diminuição da burocracia para que os pecuaristas que hoje têm áreas embargadas possam realmente voltar a comercializar gado em Mato Grosso”, afirmou.

Com a assinatura da cooperação técnica, o desenvolvimento da plataforma de monitoramento do Imac passa agora a ser executado sob acompanhamento de um grupo de trabalho formado pelos signatários e também pelo Instituto Produzir, Conservar e Incluir (PCI).

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook

MT

Governador aponta ‘virada de página’ com inauguração do COT UFMT

Publicado


Mais uma obra remanescente da Copa do Mundo de 2014, retomada e concluída pela atual gestão, foi entregue nesta terça-feira (28.01). Durante todo o dia, o Centro Olímpico de Treinamento da Universidade Federal de Mato Grosso (COT UFMT) foi palco de uma extensa programação esportiva e no início da noite o Governo do Estado realizou a entrega oficial à universidade.

Na oportunidade, o governador Mauro Mendes relembrou os esforços para a retomada não só das obras da Copa, mas de outras que estavam paralisadas em todo o estado e falou da expectativa para diversas entregas que serão realizadas ao longo de 2020.

“O COT era uma das responsabilidades que foram assumidas na época da Copa de 2014 e seis anos depois estamos finalizando esta e tantas outras obras que estão pendentes, não só ligadas à Copa, mas que estavam paralisadas em todo o estado. Vale ressaltar que retomamos mais de 200 obras no ano passado e este ano se Deus quiser iremos avançar muito para Mato Grosso virar esta página”, pontuou Mendes.

E foi justamente este rigor na retomada das obras paralisadas, que o secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Marcelo de Oliveira, lembrou como uma das primeiras determinações do governador ao assumir a gestão: retomada as obras, regularizar os pagamentos e dar andamento às tratativas com as empresas responsáveis.

“E não foi só isso. Quero lembrar que juntamente com a entrega da Avenida Parque do Barbado, esta região mudou todo seu perfil, foi mais valorizada. E Cuiabá deve reconhecer a perseverança e o modo de trabalhar deste governo, já que trabalhamos com resultados. A avenida e o COT eram obras que estavam jogadas e que hoje são entregues por esta gestão para a nossa cidade”, comemorou o secretário da Sinfra-MT.

Leia mais:  Reeducandos de MT alcançam nota e concluem Ensinos Fundamental e Médio

Com um investimento de R$ 17,1 milhões e uma área construída de 5,4 mil metros quadrados, o COT UFMT tem capacidade para 1.500 pessoas. O complexo esportivo conta com uma pista de atletismo, construída seguindo padrão internacional estabelecido pela Confederação Brasileira de Atletismo (CBAT), um campo de futebol que possui quatro torres de iluminação com refletores, além de banheiros, inclusive para pessoas com deficiência, salas de aula, camarotes, lanchonete, sala antidoping, auditório, elevador com acessibilidade e um mirante.

Para o secretário de Cultura, Esporte e Lazer, Allan Kardec, toda esta estrutura e investimento dará mais visibilidade ao atletismo mato-grossense. “Essa entrega alça Mato Grosso como um dos estados de ponta na questão do esporte, especialmente no atletismo, que é o esporte que mais traz medalhas para os países olímpicos. Mato Grosso então passa a figurar entre a elite do esporte nacional”, disse Kardec.

O COT da UFMT passa a ser administrado pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), que em um primeiro momento será utilizado pela faculdade de Educação Física, como explicou a reitora da universidade, Myriam Serra.

“Nós estamos recebendo o COT e a partir de hoje nós começamos a dialogar na comunidade acadêmica, principalmente a faculdade de Educação Física, para que a gente possa administrar este espaço que é da comunidade, que é da UFMT e de Mato Grosso. Este é um espaço excelente e Mato Grosso e o Brasil ganham muito com este complexo”, ressaltou a reitora.

Leia mais:  Escolas estaduais recebem verba adicional para melhorar estrutura

O presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho, elogiou a iniciativa do governo e voltou a lembrar do apoio e parceria entre Executivo e Legislativo em prol do cidadão mato-grossense. “O governador Mauro Mendes tomou uma decisão de primeiro retomar essas obras que estavam paralisadas há muito tempo, o que na minha opinião é uma atitude correta, pois trata-se de um governo de resultados. A Assembleia Legislativa está pronta para trabalhar lado a lado com este governo”, pontuou Botelho.

Na oportunidade, o empresário Robério Garcia, da Engeglobal, responsável pela obra, apontou as principais diferenças entre a atual e as outras gestões.

“O governador com esta forma peculiar de gerenciar, ao assumir o Governo quis concluir estas obras e a equipe deste governo repactuou o contrato, efetuou os pagamentos em dia, acabou com a indústria de multa e hoje estamos aqui nesta festa belíssima e esta obra é um exemplo para o Brasil”, finalizou o empresário.

Também estiveram presentes no evento o senador Jayme Campos e o ex-governador Julio Campos, os deputados estaduais Max Russi, Paulo Araújo, Valmir Moretto e Wilson Santos. Além dos secretários de Saúde, Gilberto Figueiredo, de Segurança Pública, Alexandre Bustamante, de Planejamento e Gestão, Basílio Bezerra, de Educação, Marioneide Kliemaschewsk, de Trabalho, Assistência Social e Cidadania, Rosamaria Carvalho, de Agricultura Familiar, Silvano Amaral, de Ciência e Tecnologia, Nilton Borgato, o chefe de gabinete do governador, Alberto Machado, procurador-geral do Estado, Francisco Lopes, o controlador-geral do Estado, Emerson Hideki e o comandante da Polícia Militar, coronel Assis.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

MT

Animais silvestres voltam ao habitat com ajuda do Corpo de Bombeiros Militar

Publicado


No último fim de semana, o Corpo de Bombeiros Militar trabalhou no resgaste de quatro animais silvestres, três serpentes e um tamanduá, vistos em zonas urbanas de cidades de Mato Grosso. A corporação também retornou os animais para o seu habitat natural.

No sábado (25.01), o Corpo de Bombeiros Militar em Tangará da Serra, capturou uma cobra cascavel. O réptil estava escondido em meio a um amontoado de madeiras em uma residência próxima ao Aeroporto Municipal da cidade. na casa estavam idosos e crianças, que ligaram pa o número 193 solicitando ajuda. A cobra media aproximadamente 1,5m.

Em Alta Floresta, também no sábado, moradores viram uma cobra na rua GS e ligaram para os Bombeiros solicitando a captura do animal. Uma equipe foi até o local e encontrou o animal sobre um gramado na área do passei público. Com tamanho aproximado de 1,3 m e coloração avermelhada, a cobra foi identificada como uma jiboia arco-iris. O animal se mostrou hostil durante a captura, sendo necessário utilizar gancho de captura de cobra, pinção de captura de cobra e caixa de transporte e contenção provisória.

Leia mais:  Reeducandos de MT alcançam nota e concluem Ensinos Fundamental e Médio

Em Juína os bombeiros foram acidonados para captura um tamanduá mirim e uma jiboia, que estavam em uma residência na zona urbana da cidade, no domingo (26). Os dois animais foram levados para uma área de floresta.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Segurança

MT

Brasil

Economia & Finanças

Mais Lidas da Semana





Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262