conecte-se conosco


MT

Pesquisa prevê tendência epidemiológica de Covid-19 em Mato Grosso

Publicado

Os dados contribuem para instrumentalizar gestores para ações estratégicas de enfrentamento à pandemia

O artigo “Predição de casos e óbitos de Covid-19 em Mato Grosso e no Brasil” é fruto de parceria entre a Unemat (profa. Dra. Ana Cláudia Pereira Terças Trettel), UFMT (Dr. Mariano Martinez Espinosa) e equipe da SES-MT (Dra. Elaine Cristina de Oliveira, secretário adjunto Juliano Melo e o técnico da responsável pelo COE, Roney Damasceno). O estudo foi publicado na revista científica Journal of Health & Biological Sciences (JHBS) e pode ser acessado gratuitamente AQUI.

Por Danielle Tavares – A pesquisa aponta a possibilidade de se estimar, pautado em modelo estatístico, o número de casos e óbitos de Covid-19 que ocorrerão no Brasil e no Estado de Mato Grosso. Esses dados podem contribuir para instrumentalizar gestores para o planejamento de ações estratégicas de prevenção, monitoramento e controle da pandemia.

“A parceria entre as principais instituições de ensino de Mato Grosso com a equipe do Centro de Operações Estratégicas e Laboratório Central da Secretaria de Estado de Mato Grosso foi fundamental para direcionar os estudos e estabelecer predições a curto prazo, que auxiliam na adoção mais precisa de ações efetivas de monitoramento e controle da pandemia da Covid-19, adequada a realidade mato-grossense”, afirmou a professora do curso de Enfermagem da Unemat, Ana Cláudia Trettel.

Leia mais:  Servidor em licença não remunerada pode trabalhar na iniciativa privada, mas não pode assumir outro cargo público

Metodologia

Foram utilizados dados do Ministério da Saúde (MS) do Brasil e da Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso (SES-MT), que gera e disponibiliza, via Internet, números diários de casos e óbitos no país.

Para prever os casos e óbitos do novo coronavírus no Brasil e, especificamente, em Mato Grosso, foi utilizada a técnica estatística de séries temporais, considerando o modelo denominado exponencial duplo. E, para o processamento dos dados, empregou-se um programa computacional.

No estudo, foram consideradas duas variáveis dependentes: o número de casos e óbitos da Covid-19 no Brasil, e a variável independente foi data de divulgação da ocorrência do óbito. Para Mato Grosso, foi considerado apenas o número de casos de Covid-19, pois esse registro ainda é muito baixo.

A análise de tendências temporais, embora seja algo recente na saúde pública, é uma técnica que possibilita prever as tendências desta pandemia. “A realização de análises em curto período de tempo é uma ferramenta importante, pois, como a pandemia é dinâmica e com comportamento inesperado, é fundamental que essa análise ocorra a cada sete dias e auxilie no monitoramento e avaliação, redirecionando as ações e ajustando-as à nova realidade”, explicam os autores.

Leia mais:  CGE inicia relatório sobre as contas de 2020 do Governo do Estado

No estudo foi evidenciado um aumento muito rápido do número de casos e óbitos. Os primeiros 60 dias de circulação da doença apresentam disseminação mais rápida, possivelmente associada à alta transmissibilidade, à adoção tardia de medidas de distanciamento social, ao grande número de assintomáticos/subnotificação e ao período de incubação de até 14 dias.

“Cabe ressaltar que a adoção precoce de ações governamentais como detecção e isolamento precoce dos casos, distanciamento social e redução de interação da população, monitoramento das fronteiras e ampliação de higiene pessoal podem reduzir a disseminação e, assim, modificar o comportamento da doença. Adicionalmente, ações opostas às descritas acima podem ocasionar a explosão de casos e, consequentemente, dos óbitos”, pontuam.

Comentários Facebook

MT

Novo presidente e vogais da Junta Comercial tomam posse

Publicado

Três novas entidades passam a integrar o conselho de vogais da Jucemat, que tem a partir de agora 14 cadeiras

O Governador Mauro Mendes deu posse ao novo presidente e aos vogais da Junta Comercial de Mato Grosso (Jucemat) nesta quarta-feira (20.01), no Palácio Paiaguás. O contador Manoel Lourenço Silva assume a autarquia com a missão de avançar ainda mais na desburocratização e melhoria da prestação de serviços. 

Por Lorena Bruschi – Três novas entidades passam a integrar o conselho de vogais da Jucemat, que tem a partir de agora 14 cadeiras com a participação da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Estado de Mato Grosso (FCDL/MT), Comerciais e Empresariais do Estado de Mato Grosso (FACMT) e Organização e Sindicato das Cooperativas Brasileiras (OCB/MT).

O governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, ressalta a importância da participação de novas entidades no conselho consultivo da autarquia para somar com a experiência, e a vivência, de setores importantes da economia, que são usuários do sistema da Jucemat.

“Quero mais uma vez agradecer ao presidente, e aos vogais que tomaram posse aqui hoje, por terem aceitado essa missão de estar junto conosco para contribuir com o desenvolvimento do estado. Queremos que a Junta continue no caminho de modernização e eficiência do serviço público que estamos trilhando, e possa prestar um serviço cada vez melhor aos empreendedores de Mato Grosso”, afirma o governador.

Leia mais:  Estado entrega equipamentos para 82 cidades nesta quinta-feira (21)

O novo presidente, Manoel Lourenço Silva, avalia a importância continuar evoluindo os serviços e torná-los cada vez mais automáticos e digitais. “O nosso foco será trazer os empresários para perto da Jucemat, e estarmos juntos, para que eles se sintam seguros que podem contar com a Junta. E para que possamos evoluir em termos de digitalização e que os empresários que querem abrir uma empresa tenham o registro de forma fácil, e que mais portas se abram em Mato Grosso”.

Para o secretário de Desenvolvimento Econômico, Cesar Miranda, a Jucemat presta um papel estratégico para o desenvolvimento de um ambiente que atrai novos negócios, que consequentemente, gera desenvolvimento econômico para o estado.

“A Junta Comercial é um orgulho mato-grossense, uma referência nacional, vem prestando um grande serviço ao cidadão. Esse processo de informatização que começou na gestão da presidente Gercimira, e que vai ter uma continuação agora com a nova gestão, vai facilitar a vida do cidadão, de quem quer empreender, e do cidadão que precisa das informações da Junta Comercial”, avalia.

Novos vogais

Foram nomeados como representantes da FCDL/MT como titular Luiz Fernando Medeiros Lima, e como suplente Caio Henrique Moreira Ramon; da FAC/MT titular Mariza Aparecida Bazo, e suplente Rita de Cássia Matos; da OCB/MT como titular Valéria Grecco Teixeira, e como suplente Carlos Alberto de Oliveira Paes.

Leia mais:  Mauro Mendes firma cooperação para facilitar parcerias comerciais com a China

Também foram empossados como representantes do governo o novo presidente e Normar Sueli, como titulares, e Carlos Alberto do Prado e Gledisson Fleury, como suplentes. O Conselho de Regional de Administração (CRA/MT) indicou como vogal suplente Lécio Victor Monteiro da Silva Costa.

O colégio de vogais empossado tem mandato de quatro anos e representa a opinião da sociedade organizada dentro à Junta Comercial, onde são responsáveis pelo julgamento de processos em decisão colegiada, entre outras ações.

Outros órgãos e entidades que possuem participação no colégio são: a União, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MT), o Conselho Regional de Administração de Mato Grosso (CRA-MT) a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Mato Grosso (Fecomércio), Associação Comercial e Empresarial de Cuiabá (ACC), Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato), a Federação das Indústrias do Estado de Mato Grosso (Fiemt), o Conselho Regional de Contabilidade de Mato Grosso (CRC-MT), Conselho Regional de Economia (Corecom-MT).

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

MT

Mato Grosso registra 203.734 casos e 4.877 óbitos por Covid-19

Publicado

Quarta-feira (20)

Há 292 internações em UTIs públicas e 332 em enfermarias públicas; taxa de ocupação está em 72% para UTIs adulto e em 38% para enfermarias

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta quarta-feira (20.01), 203.734 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 4.877 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Por Ana Lazarini – Foram notificadas 1.609 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 203.734 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 8.868 estão em isolamento domiciliar e 188.925 estão recuperados.

Acesse aqui Painel Epidemiológico atualizado

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 292 internações em UTIs públicas e 332 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 72,68% para UTIs adulto e em 38% para enfermaria adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (44.801), Várzea Grande (13.692), Rondonópolis (13.543), Sinop (10.816), Tangará da Serra (8.986), Sorriso (8.899), Lucas do Rio Verde (8.244), Primavera do Leste (6.253), Cáceres (4.753) e Nova Mutum (4.254).

Leia mais:  Mato Grosso firma parceria com o Google para melhorar ensino público

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

O documento ainda aponta que um total de 172.557 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 413 amostras em análise laboratorial.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Segurança

MT

Brasil

Economia & Finanças

Mais Lidas da Semana





Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262