conecte-se conosco


SEGURANÇA

Polícia Civil amplia em 14% resolução de homicídios na região metropolitana

Publicado


Assessoria/PJC-MT

A Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa, responsável pelas investigações de homicídios na região metropolitana de Cuiabá, encerrou 2019 com um índice de resolutividade de 66,53% dos inquéritos policiais e ainda, 93,15% de localização de pessoas que tiveram desaparecimento registrado. A unidade instaurou 167 novos inquéritos e concluiu e encaminhou à justiça outros 337 que incluem casos referentes a anos anteriores.

Para investigar as ocorrências, a DHPP realizou durante o ano passado 68 operações que resultaram em 157 mandados de prisões e outros 78 de buscas cumpridos. Além disso, 15 pessoas foram presas em flagrante.

Conforme o delegado titular André Renato Gonçalves, o resultado da produtividade é reflexo do esforço incondicional de todas as equipes da DHPP – investigadores, escrivães e delegados – para alcançar o objetivo de 2019 e contribuir com a redução no número de homicídios na região metropolitana da Capital.

“Tivemos crescimento bem maior de inquéritos concluídos em cima dos instaurados, além do índice de resolução dos crimes, que aumentamos em 14%. Fazemos todas as diligências possíveis para se chegar à autoria. Um inquérito a menos em cartório possibilita aumentar o esclarecimento de outros casos”, explica o delegado.

Leia mais:  Polícia Civil cumpre prisão de último alvo da operação Hydrus

Ocorrências

Em 2019, as equipes da DHPP atenderam 592 ocorrências que incluem homicídios dolosos, roubo seguido de morte (latrocínio), mortes naturais, afogamentos, suicídios, mortes acidentais, encontro de ossada, feto, entre outras ocorrências que envolvam mortes com e sem violência.

Em relação ao número de homicídios em Cuiabá, o ano passado registrou aproximadamente 18% de redução nas mortes dolosas, que ocorre quando há intenção de matar. Na Capital foram registrados 94 homicídios, contra 114 em 2018. Já em Várzea Grande, 52 pessoas morreram em 2019, enquanto o mesmo período do ano anterior totalizou 80 registros.

Os números são referentes ao período de janeiro a dezembro de 2019 e incluem homicídios de vítimas femininas, que foram nove no total, sendo que destes três são homicídios com qualificadora em feminicídio.

DHPP Mais Forte

Durante o ano passado, a Delegacia de Homicídios realizou duas operações com o objetivo de concluir diversos inquéritos em andamento na unidade. Entre agosto e dezembro, as equipes atuaram na conclusão de inquéritos, cumprimento de mandados de prisões e de buscas e apreensões que estavam em aberto. O titular da DHPP destaca que a ação, realizada também no primeiro semestre de 2019, auxiliou na redução do acervo cartorário da delegacia.

Leia mais:  Taxa de homicídios de Mato Grosso em 2019 é a menor da década

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook

SEGURANÇA

Policiais da DERRFVA participam de nivelamento em abordagens a edificações

Publicado


Assessoria | PJC-MT

Vinte policiais civis lotados na Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos (DERRFVA) participaram de uma capacitação de Nivelamento em Abordagem a Edificações, que aconteceu durante o final de semana, em Cuiabá.

As aulas teóricas foram realizadas na sexta-feira (24.01) no auditório da Diretoria Geral da Polícia Judiciária Civil e as atividades práticas no sábado (25.01), na Penitenciária Central do Estado (PCE).

O treinamento foi ministrado pelos policiais Jairo e James, atualmente lotados na DERRFVA, mas que já pertenceram ao quadro de efetivo da Gerência de Operações Especiais (GOE) e que possuem o curso na área operacional em seus currículos.

O nivelamento, também conhecido como “Entradas Táticas” é considerado uma atualização das práticas policiais, fundamental na profissão do policial para uso no dia a dia de seu trabalho. 

 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Primeira operação de combate a pirataria do ano apreende 154 réplicas de óculos na Capital
Continue lendo

SEGURANÇA

Homem é preso em flagrante ao procurar delegacia para ameaçar ex-companheira

Publicado


Assessoria/PJC-MT

Policiais da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Cuiabá (DEDM) prenderam em flagrante na manhã desta segunda-feira (27.01) um homem que foi até a unidade policial para ameaçar a ex-mulher, que estava no local para registrar uma denúncia de agressão. 

A vítima relata que conviveu com o homem por 12 anos e tem dois filhos. Cansada das diversas agressões físicas e verbais, ela pediu a separação e saiu da residência, indo morar na casa de sua mãe, mas o ex-companheiro não aceitava a separação. Nesta segunda-feira, no início da manhã, a vítima foi até sua residência para buscar roupas, quando o agressor, de 27 anos, arrombou o portão e entrou, passando a ameaçar e acusar a mulher de traição. Ele ainda pegou uma faca para feri-la e tomou seu celular. A vítima conseguiu escapar das agressões e fugiu para buscar ajuda.

Enquanto a vítima estava na delegacia para registrar a denúncia, o agressor ligou no celular da ex-sogra dizendo que queria conversar e pedir perdão, pois amava a mulher. Logo depois, ele chegou à unidade policial informando que queria fazer um registro de ocorrência, mas ser solicitado um documento de identificação disse que ia buscá-lo e ficou nas imediações da delegacia. A todo o momento, o homem olhava pelo local como se estivesse procurando a vítima.

Leia mais:  Policiais da DERRFVA participam de nivelamento em abordagens a edificações

Após ser identificado como o agressor da vítima que estava em atendimento na delegacia, o homem foi detido pela equipe da DEDM e depois autuado por ameaça e injúria real. Ele foi encaminhado para realização de exame de corpo de delito e nesta terça-feira (28) será apresentado em audiência de custódia na justiça.

“Mesmo depois do cometimento do crime, o agressor usa de audácia para ameaçar a vítima, que já está em pânico, sabendo que ele estava no local à procura dela. A vítima nessa condição fica fragilizada, com medo e pode desistir de buscar ajuda,” destaca a delegada Jozirlethe Magalhães Criveletto, informando que o agressor tem outras passagens criminais.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Segurança

MT

Brasil

Economia & Finanças

Mais Lidas da Semana





Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262