conecte-se conosco


SEGURANÇA

Polícia Civil cumpre prisão de envolvido em roubo de gado, sequestro e cárcere privado

Publicado


A Polícia Civil de Poconé deflagrou na manhã desta quarta-feira (20.01) uma das fases da operação “Boi Bravo” para cumprimento de um mandado de prisão temporária decretado após investigação para apurar um roubo de gado ocorrido no município de Nossa Senhora do Livramento.

O trabalho operacional contou com apoio da Polícia Militar do município e resultou na prisão do suspeito de 40 anos, detido em uma residência no bairro Jurumirim, em Poconé.

O inquérito policial apura o roubo majorado, praticado com restrição de liberdade, concurso de pessoas e emprego de arma de fogo, além de sequestro e cárcere privado, associação criminosa e receptação.

Os policiais civis vêm investigando o crime praticado no dia 05 de janeiro, em uma propriedade na zona rural de Nossa Senhora do Livramento (42 km ao sul de Cuiabá), quando funcionários e suas famílias foram rendidos e mantidos como reféns, trancados em um dos cômodos da sede da fazenda por cerca de 19 horas.

Do local foram roubadas 82 cabeças de gado, cada uma avaliada em torno de R$ 2,5 mil,  localizadas e recuperadas pelos policiais civis e militares poucas horas depois do crime. Na ocasião, uma pessoa foi presa em flagrante delito.

Leia mais:  Homem é preso por ameaçar desafeto com revólver na porta de delegacia em Alto Garças

No decorrer das diligências para esclarecimento do crime, a equipe da Delegacia de Poconé ouviu várias testemunhas e vítimas, bem como foram colhidos indícios e diversos elementos de prova que possibilitaram pela representação do mandado de prisão temporária, cumprido nesta quarta-feira (20).

No momento da abordagem ao suspeito alvo da ordem judicial, a filha do investigado tentou despistar os policiais dizendo que o pai não estava na casa. No entanto, como as equipes vinham realizando vigilância e monitoramento do local era sabido que o procurado estava escondido no endereço.

Em razão do suspeito não acatar o pedido para sair do imóvel, os policiais civis e militares realizaram a entrada tática na casa para cumprimento da prisão. No local também foi apreendido um aparelho celular produto do roubo, que foi formatado.

Após a prisão, o suspeito foi conduzido para a Delegacia de Poconé, interrogado pelo delegado Maurício Maciel Pereira e posteriormente encaminhado para a Cadeia Pública do município.

As investigações continuam para identificar de outros envolvidos no crime.

Fonte: GOV MT

Leia mais:  Estado investe em qualidade do trabalho policial com aquisição de armas modernas

Comentários Facebook

SEGURANÇA

Novo comandante do 7º Batalhão da PM em Rosário Oeste assume nesta quinta-feira

Publicado


Nesta quinta-feira (25.02), as 16h, o tenente-coronel Rodrigo Eduardo Costa, de 45 anos, assume o comando do 7º Batalhão de Polícia Militar de Rosário Oeste (a 128 km de Cuiabá), unidade do 2º Comando Regional da PMMT.

TC Eduardo substitui a também tenente-coronel Jane de Souza Melo, que na semana passada assumiu como comandante do 9º BPM ‘Guardião do Coxipó, com sede no bairro Tijucal, em Cuiabá.

Além das ações de prevenção e repressão à criminalidade no município de Rosário Oeste, na nova função o TC Eduardo também terá sob sua liderança o policiamento de outros três municípios (Acorizal, Nobres e Jangada) e de diversos distritos, entre os quais Bom Jardim e Bauxi.

Com 23 anos de carreira na PMMT, TC Eduardo já desempenhou inúmeras funções de comando, entre as quais de comandante do 19º Batalhão da PM em Tangará da Serra, do Batalhão de Polícia Militar de Proteção Ambiental e de coordenador de Segurança Institucional da Casa Militar. Atualmente ele ocupa a função de Ajudante Geral do QCG (Quartel do Comando Geral da PM).

Leia mais:  Politec confirma identificação de empresária encontrada morta após desaparecimento

No campo da formação profissional, depois de concluir o curso de ingresso na PM, o Curso de Formação de Oficiais (CFO), TC Eduardo expandiu seus conhecimentos fazendo a faculdade de Administração de Empresas na UFMT e outros cursos específicos da área da Segurança Pública. Em seu currículo estão, entre outros, a especialização em Políticas Públicas e de Direitos Humanos (UFMT) e os cursos de Gestão em Tecnologias Educacionais (PM-Paraíba) e Proteção de Autoridades (PM do Distrito Federal).

A solenidade de troca de comando será presidida pelo subchefe de Estado Maior da Polícia Militar, coronel Carlos Eduardo Pinheiro da Silva.  

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

SEGURANÇA

Reeducandos de Mato Grosso fazem prova do Enem

Publicado


Em todo o estado, 1.665 reeducandos farão a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para o ingresso a um curso superior. As provas começaram a ser aplicadas nesta terça-feira (23.02) e serão concluídas nesta quarta-feira (24.02). O certame contempla Pessoas Privadas de Liberdade (PPL) de 39 unidades penais.

As provas foram aplicadas em dois dias para garantir as normas de biossegurança no enfrentamento ao coronavírus, como por exemplo, o distanciamento entre os reeducandos e os profissionais da educação.

Uma das unidades que tem recuperandos participando do certame é a Penitenciária Dr. Osvaldo Florentino Leite Ferreira (Ferrugem), no município de Sinop (500 km ao Norte de Cuiabá). Ao todo, 66 pessoas fazem as provas.

“A educação é um importante instrumento na ressocialização de homens e mulheres e a Secretaria tem dado esta oportunidade aos reeducandos que querem continuar estudando”, destacou o diretor do Ferrugem, Adalberto Dias de Oliveira.

O exame é aplicado desde 2010 pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), em parceria com o Ministério da Justiça e Segurança Pública e do Departamento Penitenciário Nacional (Depen).

Leia mais:  Politec confirma identificação de empresária encontrada morta após desaparecimento

Em Mato Grosso, a gestão da educação nas unidades penais é feita pelo Núcleo de Educação nas Prisões (NEP), da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), onde é ofertado ensino regular nos níveis fundamental, médio e superior.

Ao conseguirem aprovação, as pessoas privadas de liberdade são inscritas nos programas de Ensino Superior e aguardam autorização judicial para começarem a estudar.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Segurança

MT

Brasil

Economia & Finanças

Mais Lidas da Semana





Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262