conecte-se conosco


SEGURANÇA

Polícia Civil representa pela prisão de suspeitos por morte de enfermeira em Sinop

Publicado

Assessoria | PJC-MT

A Polícia Judiciária Civil, através da Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) de Sinop (499 km ao Norte) prendeu em flagrante o cabo da Polícia Militar, Marcos Vinicius Pereira Ricardi, 26, por envolvimento na morte e ocultação de cadáver da enfermeira, Zuilda Correia Rodrigues, 43, que estava desaparecida desde o dia 27 de setembro.

O policial trabalhava no estabelecimento comercial da família e confessou a participação no crime, assim como indicou o local onde o corpo foi ocultado. O desaparecimento da enfermeira foi registrado no dia 28 de setembro pelo marido da vítima, Ronaldo Rosa, que também está envolvido na ação criminosa e que está foragido.

Durante as investigações, foram realizadas diversas diligências como perícias técnicas no carro da vítima, análises imagens, mensuração do tempo em que levaria cada ato narrado pelos suspeitos. O crime foi esclarecido após a equipe da DHPP realizar novo interrogatório com o policial, quando o suspeito confessou o crime, que ocorreu em frente à residência da vítima.

De acordo com o delegado Carlos Eduardo Muniz, a crime foi motivado por constantes discussões entre a vítima e o marido e também com o policial militar, que prestava serviços no estabelecimento da família. “Ele disse que a ideia inicial era apenas dar um susto na vítima, simulando uma tentativa de roubo, porém, a situação saiu do controle e eles acabaram matando a vítima”, informa o delegado.

Leia mais:  Polícia Civil prende em flagrante homem que mantinha quatro filhos em cárcere privado

O policial indicou ainda onde eles ocultaram o corpo da vítima, que foi encontrado nesta terça-feira (08.10), a aproximadamente 1,5 quilômetro do local em que foi jogado, uma tubulação de bueiro localizada nas proximidades do Centro de Eventos Dante de Oliveira, no município.

Por se tratar de um local de difícil acesso, as buscas contaram com apoio do Corpo de Bombeiros e também foram acompanhadas pela Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec). O corpo estava em avançado estado de decomposição, mas familiares reconheceram as roupas da vítima.

Com base nas evidências, o delegado lavrou o flagrante contra Marcos Vinícius pelo crime ocultação de cadáver (crime de natureza permanente) e também representou pela prisão preventiva do suspeito e do marido da vítima, Ronaldo da Rosa pelos crimes de feminicídio e ocultação de cadáver.

“A motivação ainda precisa ser verificada uma vez que essa é a versão apresentada pelo policial militar e o marido da vítima continua foragido”, disso Carlos Muniz.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook

SEGURANÇA

Polícia Civil prende suspeito de roubo em posto de combustível

Publicado

por

Assessoria/PJC-MT

Policiais civis da Delegacia Municipal de Juína (735 km a noroeste de Cuiabá) cumpriram nesta quinta-feira (21.11) um mandado de prisão expedido contra Aguimar Simplício Moreira, 35 anos, por roubo qualificado. A prisão foi deferida pela Terceira Vara Criminal da Comarca do município.

Em depoimento ao delegado Marco Bortolotto Remuzzi, o suspeito informou que no dia 6 de novembro se dirigiu a um posto de combustível no Setor Industrial da cidade com a finalidade de cometer um roubo para comprar drogas. Ele admitiu ser usuário de entorpecentes.

Ainda segundo o relato ao delegado, Aguimar disse que estava com um simulacro de arma de fogo e chegou ao local perguntando se tinha cigarro para venda e, em seguida, anunciou o assalto pedindo para os funcionários do posto ficarem de costas. O suspeito foi até o caixa, pegou R$ 950,00 e saiu do local em uma moto para comprar drogas. Ele informou também que estava alcoolizado no dia do roubo.

Aguimar foi preso pela equipe da Delegacia Municipal em uma residência no bairro Módulo 6.

Leia mais:  Polícia Civil prende traficantes com drogas, veículo e dinheiro em Várzea Grande

Outro roubo 

O suspeito confessou também outro crime cometido no dia 13 de outubro, quando se aproximou de motocicleta em uma residência no bairro Módulo 3 e anunciou o roubo, fazendo ameaças a duas pessoas que estavam na porta da casa, também simulando que estaria com uma arma de fogo. Ele roubou um celular da vítima J.V.B.P., 20 anos.

Em diligências, os policiais civis descobriram que o suspeito havia vendido o celular para uma pessoa que levou o aparelho para manutenção, o que levou à identificação de Aguimar.

O suspeito foi encaminhado para audiência de custódia da justiça.

 

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

SEGURANÇA

Dez pessoas são conduzidas em operação de combate ao tráfico em Colíder

Publicado

por

Assessoria | PJC-MT

Dez pessoas suspeitas de envolvimento com o tráfico de drogas (duas delas menores de idade) foram detidas, pela Polícia Judiciária Civil, nesta quinta-feira (21.11), na operação “Fumus”, deflagrada pela Polícia Judiciária Civil de Colíder (699 km ao Norte de Cuiabá).

A ação tinha o objetivo de apurar o comércio de drogas em uma residência no bairro Setor Sul, no município. O nome da operação “Fumus”, que significa “Fumaça” em latim, faz referência a boca de fumo que funcionava no local.

A residência é alvo de investigação da Polícia Civil há algum tempo devido à mercancia de drogas no endereço. Em ações anteriores realizadas no local foram apreendidos objetos de origem ilícita, produto de roubo e furto, possivelmente trocados por substâncias entorpecentes.

Durante a busca nesta quinta-feira (21), os policiais apreenderem uma porção de pasta base de cocaína e realizaram a detenção de oito pessoas que estavam na casa. Dois menores de idade, ao perceber a presença dos policiais na casa, fugiram porém foram detidos posteriormente na região central da cidade.

Leia mais:  Polícia Civil divulga resultado preliminar e prazo de recurso de processo seletivo

Segundo o delegado, Ruy Guilherme Peral da Silva, o local é extremamente insalubre, com muito lixo espalhado pelos cômodos, sendo necessários acionar a vigilãncia sanitária para os procedimentos cabíveis e notificação do proprietário.

“A casa é frequentada em sua grande maioria por andarilhos que ficam perambulando pela região urbana e que invadiram o local para comercializar e fazer uso das substancias entorpecentes”, disse.

Durante os trabalhos, moradores da região elogiaram a ação policial dizendo que não aguentavam mais o comércio de drogas na boca de fumo, assim como a movimentação de pessoas suspeitas e o uso explícito de entorpecentes no local.

Todos os conduzidos à Delegacia de Colíder serão ouvidos para averiguação do envolvimento com o comércio de drogas, e posterior lavratura de procedimento, como flagrante por tráfico de drogas, Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por uso de drogas, ou indiciamento em inquérito policial.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Segurança

MT

Brasil

Economia & Finanças

Mais Lidas da Semana





Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262