conecte-se conosco


SEGURANÇA

Policiais recebem elogio por socorrer família durante temporal

Publicado


Na manhã desta sexta-feira (13.01) o comandante geral da Polícia Militar, coronel Jonildo José de Assis, recebeu em seu gabinete o sargento Carlos José da Silva e o soldado Leodson Luiz Mendes Pereira para um ato de elogio formal. Os dois policiais salvaram uma família cujo carro ficou ilhado na enchente provocada pelo temporal que caiu sobre Cuiabá no último domingo (10).

Lotados na 21ª Companhia de Polícia Militar do Centro, o sargento Carlos e o soldado Luiz faziam rondas na região central quando depararam com uma família dentro de um Fiat Uno. O veículo estava parado na Avenida Tenente Coronel Duarte parcialmente coberto de água com três ocupantes, um casal e uma criança de quatro anos.

Sem conseguir seguir trafegando pela via, a família corria riscos de ser arrastada pela enxurrada. Os dois policiais retiram os três ocupantes do carro e os levaram para um local seguro.

Durante a entrega do elogio o coronel Assis destacou o senso de responsabilidade e compromisso dos dois policiais com a missão maior da Polícia Militar, que é ‘servir e proteger’ mesmo em situações que representem riscos à própria vida.

Leia mais:  Polícia Civil capacita profissionais de segurança em operador de mandado de alto risco

“Além de exemplo a todos os policiais militares, o ato desses policiais faz com que a sociedade compreende a dedicação, a coragem e o risco a que estão submetidos os nossos policiais”, completou o coronel Assis.

Os policiais receberam o elogio ao lado de familiares, do comandante da 21ª Cia Centro, tenente-coronel Corrêa Júnior, e de outros oficiais do Comando Geral da PMMT.

SARGENTO HOMENAGEADA

Com um longo currículo como voluntário do Programa de Resistência à Drogas e Violência, a sargento Sandra Aparecida da Silva também recebeu elogio do comandante geral.

Há quase 10 anos ela interpretando o Leão, mascote do Proerd, nas atividades educativas e recreativas de prevenção às drogas. No calor escaldante de Cuiabá, Sandra passa horas vestida a pesada roupa do personagem símbolo do Proerd, o Leão, alegrando as crianças e adolescentes.

Presente em ações educativas, eventos culturais e festivos, como a entrega de presentes e cestas básicas da Operação Natal Feliz, realizada no final de 2020 pela PM, em parceria com a primeira dama Virgínia Mendes, a sargento Sandra não só leva alegria, chamando a atenção para os perigos do consumo de droga.

Leia mais:  Polícia Civil cumpre prisão de envolvido em roubo de gado, sequestro e cárcere privado

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook

SEGURANÇA

Ouvidoria Geral de Polícia constata ampliação de vagas no sistema penitenciário

Publicado


A Ouvidoria Geral de Polícia constatou a ampliação de 2.286 novas vagas ofertadas no Sistema Penitenciário. A solicitação de informação foi motivada pela denúncia de um deputado estadual, veiculada na imprensa que gerou questionamentos sobre a decisão de fechar unidades prisionais no interior. A medida de fechamento de unidades do Sistema Penitenciário tem por base a otimização dos recursos públicos, mas condicionada à criação de novas vagas, no cumprimento de um Termo de Ajustamento de Conduta do Estado com o Ministério Público do Estado de Mato Grosso. 

O Sistema Prisional tem espaços de detenção de grande e de pequeno porte, distribuídos pelo estado, que somam 7.782 vagas. Quanto menor, maior é o custo unitário por reeducando. Por exemplo, uma cadeia em que só haja um preso precisará de mais agentes do que de internos, já que é será necessária a alternância de plantões. 

Pensando nisso e em respeito ao TAC, os gestores decidiram ampliar o número de vagas nas unidades já existentes. “Essas unidades que receberam reformas já possuem melhor estrutura de banheiros, celas, agentes e sistema de segurança. Em algumas unidades fechadas, o custo de um reeducando era três vezes maior do que na Penitenciária Central, por exemplo”, afirma Jean Gonçalves, secretário adjunto de Administração Penitenciária.

Leia mais:  Homem vítima de homicídio é identificado

O déficit ainda é significativo, já que ultrapassa o número de 5 mil detentos. Mas para Jean Gonçalves, a previsão de criação de 4 mil novas vagas irá melhorar as condições das penitenciárias e com isso reduzir a criminalidade, tanto de ações que partem das cadeias, quanto de reincidência de quem já cumpriu a pena.

Na nova visão da Administração Penitenciária, é mais viável abrir vagas nas unidades já existentes, onde já existem estrutura e policiais penais.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

SEGURANÇA

Suspeito de estupro da enteada é preso durante operação da Polícia Civil em Pontes e Lacerda

Publicado


A Polícia Civil de Pontes e Lacerda (448 km a oeste de Cuiabá) deflagrou na Operação ‘Infância Roubada’ para coletar informações que subsidiam investigações sobre crimes sexuais contra crianças e adolescentes e inibir a prática de delitos dessa natureza. Foram cumpridos três mandados de busca e apreensão e um de prisão temporária.

O preso, de 27 anos, é investigado pelo crime de estupro de vulnerável contra a enteada de 12 anos. Os abusos ocorriam há, pelo menos, dois meses e consistiam em atos libidinosos diversos de conjunção carnal.

A operação começou na sexta-feira (22.01) e terá continuidade nas próximas semanas.

Estupro de vulnerável

Conforme a investigação, no dia 14 de janeiro, a mãe da adolescente procurou a Delegacia da Polícia Civil e relatou que suspeitava que a filha estivesse sendo vítima de abusos sexuais praticados pelo padrasto. A mãe informou ainda que percebeu que o companheiro mantinha uma relação diferente com a menina de 12 anos, em comparação aos outros filhos de dez e quatro anos, passando a impressão que tinha interesse pela garota em razão de suas atitudes, o que a deixou mais atenta em relação às ações dele. A mãe também observou a mudança de comportamento da adolescente, que passou a demonstrar tristeza e ciúmes da relação entre o padrasto e ela.

Leia mais:  Canarana apresenta proposta para criação de unidade dos Bombeiros no município

As desconfianças da mãe foram confirmadas no dia 12 de janeiro, quando por volta das 05h da madrugada ela acordou e notou que o, então companheiro, não estava na cama. Foi procurá-lo, inclusive, no quarto dos filhos, e observou que a filha de 12 anos também não estava na casa.

Como já estava desconfiada da intenção do investigado, a mãe imaginou que ele poderia ter levado a menor para a casa dos pais dele, que não estavam na residência. Ela se dirigiu à casa dos sogros e pouco tempo depois, o suspeito saiu da residência e demonstrou surpresa ao vê-la. Questionado por que estava àquela hora com a enteada, o investigado alegou que estava conversando com a menina sobre um namoradinho dela. No entanto, de acordo com a investigação, foi apurado que ele estava na residência praticando atos libidinosos com a enteada de 12 anos.

Depois desta data, o suspeito entrou em contato com a garota pedindo para ela não revelar sobre os atos libidinosos. E, após registro da ocorrência, ele pediu para a mãe da adolescente retornar à Delegacia e alterar a versão apresentada à Polícia Civil.

Leia mais:  Homicídio ocorrido no dia de Natal, em Cuiabá, é esclarecido e autora presa

Foi instaurado inquérito para apurar o crime e com base na investigação foi representada pela prisão do suspeito, deferida pela Justiça local.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Segurança

MT

Brasil

Economia & Finanças

Mais Lidas da Semana





Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262