conecte-se conosco


Várzea Grande

Prefeita acompanha unidades de saúde,autoriza mais médicos e anuncia novas obras

Publicado

A prefeita de Várzea Grande, Lucimar Sacre de Campos, abriu a semana focada no atendimento de saúde e na ampliação dos investimentos que atingem quase 30% das Receitas Correntes quando a legislação determina 15%.

Acompanhada do secretário da Pasta, Diógenes Marcondes e de técnicos, a prefeita conferiu in loco as obras da Unidade Básica de Saúde (UBS) no bairro Aurília Curvo e o atendimento da nova unidade de pronto-atendimento de urgência e emergência, a UPA 24h do Cristo Rei, UPA Dr. Farid Seror. Devido à intensa procura na unidade – inaugurada no último dia 14 de maio, durante as comemorações dos 152 Anos de Fundação de Várzea Grande – a gestora determinou a ampliação do atendimento em pediatria, com a contração de mais um médico especialista na área.

A média de atendimento da UPA Dr. Farid Seror está superando os 500 pacientes/dia com uma média 4,8 mil procedimentos que são consultas, exames, medicamentos, vacinas, raio-x entre outros

“Sabíamos da demanda da região que tem atualmente mais habitantes do que muita cidade do interior. Por isso faço questão de vir visitar, conversar com as pessoas e entender como o atendimento está sendo feito. Se há necessidade de mais médicos, estamos disponibilizando mais um aqui para a UPA 24h”, destacou a prefeita.

Na UBS do Aurília Curvo, a prefeita se surpreendeu com o ritmo das obras, cujo cronograma físico atingiu 98% do projeto, restando ajustes internos após a pintura e limpeza pós-obras. Conforme o secretário, a licitação para aquisição de equipamentos e mobiliário está para ser lançada e a expectativa é que a unidade seja entregue à população já no segundo semestre.

A UBS visitada hoje faz parte de um ‘pacote’ de sete unidades básicas que estavam com as obras paralisadas e totalmente abandonadas, mas que foram retomadas pela atual gestão e integram investimento global de mais de R$ 40 milhões em obras voltados para construção de unidades, com o objetivo de ampliar o atendimento à população.

“Temos para 2019 um orçamento de R$ 141,9 milhões, dos quais R$ 42,5 milhões serão voltados às obras de interesse do setor, promovendo a construção de novas unidades e a reforma e melhoria dos atuais 35 pontos de atendimento a população. O orçamento geral de Várzea Grande em 2019 soma R$ 799,98 milhões. Existem recursos federais e municipais que estão sendo executados, além destes previstos para o exercício financeiro de 2019 que darão um salto ainda mais nos investimentos da saúde pública em Várzea Grande”, explica a prefeita.

Das sete UBS´s que estão ou serão construídas em Várzea Grande, cinco delas estão com obras em andamento: a do Residencial Aurília Sales Curvo, a do São Mateus, do Cabo Michel, do Jardim Maringá, do Jardim Eldorado e do Construmat. “Essas unidades estavam com a prestação de contas irregulares até 2015, inclusive com apontamentos feitos pela Controladoria Geral da União (CGU) e do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso (TCE). Eram 15 unidades no total com problemas de ordem financeira (pagamento às empreiteiras), quando a atual gestão retomou as obras, assumindo a conclusão de cada uma delas, sete foram escolhidas pela importância que teriam dentro de suas comunidades. Além das cinco unidades já citadas, completam esse pacote as unidades dos bairros São Simão e Colinas Verdejantes, que já foram entregues no ano passado”, explicou o secretário.

Leia mais:  Alunos da rede municipal de Várzea Grande são levados ao cinema

A unidade do Aurília Curvo, contará com três equipes médicas, duas delas vindas do Programa de Saúde da Família (PSF) do vizinho Jardim União. Estão sendo aplicados entre recursos próprios e via governo federal, R$ 571 mil em obras físicas fora os recursos destinados a mobiliários e equipamentos, sendo que a área de influencia da UBS atingirá além do bairro sede, o vizinho Noise Curvo, Carrapicho, Joaquim Curvo, Jardim União, Cohab Jayme Campos e Cohab Dom Bosco.

Com ajuda da comunidade, a prefeita acertou com as moradoras vizinhas à UBS, Evanda Silva e Rosilene da Silva, a destinação de uma área dentro da Unidade para formação de horta com plantas medicinais. “Estamos contando os dias para ver a Unidade em funcionamento”, disse Evanda que mora em frente à obra. “Desde o primeiro dia da retomada, em dezembro, eu estou acompanhando os trabalhos”.

UPA 24H DO CRISTO REI – Inaugurada no último dia 14, a Unidade está cumprindo seu papel reforçar o atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) de Várzea Grande e humanizar a relação dos profissionais da saúde com seus pacientes. Desde a entrega das obras e seu pronto funcionamento, a terceira maior unidade do município, já atende a uma média de quase 300 pacientes ao dia. A unidade possui 150 funcionários e presta atendimento 24 horas por dia.

A UPA doutor ‘Farid Seror’ teve custo de R$ 6 milhões investidos em obras, insumos e aquisição de equipamentos de última geração. O custeio mensal da unidade está previsto para R$ 900 mil aproximadamente. A unidade está oferecendo à população de Várzea Grande atendimento de qualidade e com tecnologia avançada. Exemplo disso é o aparelho de raio-x de alta definição utilizado pelos profissionais que lá atuam, o equipamento envia para o computador ou celular do médico a imagem, dispensando impressões e tempo de espera por diagnósticos. Os recursos aplicados vieram do Governo Federal com contrapartida do Executivo municipal.

A gerente da unidade, Maria Amélia dos Santos Peres, disse que a unidade superou todas as expectativas de atendimentos, ainda assim a unidade conseguiu atender a todos os pacientes sem dados de evasão. “Começamos a todo vapor, estamos chegando a quase 500 atendimentos quando que a princípio a estimativa era de 150 atendimentos ao dia. Ainda assim não tivemos nenhum paciente que tenha saído daqui sem atendimento”, frisa a gerente.

Leia mais:  Município tem avaliação positiva no desenvolvimento do Programa Mais Alfabetização

A nova UPA tem a missão de também desafogar a UPA do IPASE, que atualmente atende mais de 650 pacientes ao dia, bem como refletir na demanda diária do Pronto-Socorro. Fora isso, como destaca a prefeita, “a nova UPA está localizada em um ponto estratégico da cidade, de portas abertas na região mais populosa da cidade, fazendo com que a população do grande Cristo Rei tenha maior mobilidade na busca por atendimento público em saúde, sem a necessidade de cruzar a cidade em busca de médicos”.

A gerente da UPA Ipase, Vilma Alves Fraga aponta que os reflexos do atendimento da nova unidade já impactam positivamente na rotina da sua unidade, principalmente na redução do tempo de espera dos pacientes para o atendimento de urgência. “Estamos muito satisfeitos com a inauguração na nova UPA, o impacto foi instantâneo, além de diminuir o número de atendimentos também reduzimos o tempo de espera o que significa muito para cada paciente que aguarda o atendimento”, ressalta Vilma.

No Hospital e Pronto Socorro Municipal de Várzea Grande, os reflexos, da inauguração da nova UPA também já foram sentidos. De acordo com o diretor da unidade, Ney Provenzano, a pediatria, principalmente, deu uma desafogada. “Estávamos com uma demanda de atendimentos muito grande. No entanto, nessa última semana os dados mostram que a unidade recebeu um número menor de atendimentos no setor, o que reflete em um melhor atendimento prestado à população, a partir da descentralização da prestação dos atendimentos médicos de urgência na nossa cidade. Pois além de menos espera por parte dos pacientes, os profissionais também passam a atuar de forma mais tranquila e eficaz”, ressaltou.

O secretário municipal de Saúde, Diógenes Marcondes, pontua que a nova UPA – que integra um complexo de atendimento de urgência e emergência de toda a Baixada Cuiabana – vai impactar positivamente na saúde pública do Estado. “Somente o Pronto Socorro e a UPA do IPASE prestam a cada mês mais de mil atendimentos e todos os usuários que encontram nossas unidades com as portas abertas passam por consultas, são medicados, realizam exames de imagem e de laboratório, quando necessário, e recebem toda a devida avaliação médica necessária. Caso haja necessidade o paciente é encaminhado para a unidade referência para casos de alta e média complexidade que é o Pronto Socorro de Várzea Grande”, explica o gestor.

Por: Marianna Peres – Secom/VG

Fonte: Prefeitura de Várzea Grande

Várzea Grande

Seminário debate políticas públicas de inclusão na Educação Infantil

Publicado

por

O secretário de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, Silvio Fidelis, que também é presidente da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (UNDIME/MT), participou na manhã de quinta-feira, 18, da abertura do 3º Seminário da Educação Infantil, promovido em parceria pela Secretaria de estado Educação – Seduc e prefeituras de Cuiabá e Várzea Grande.

O seminário que ocorre nos dias 18 e 19 de julho no auditório do Hotel Fazenda Mato Grosso em Cuiabá, tem como foco os desafios da Educação Inclusiva no Brasil contemporâneo a partir da Educação Infantil, sob um novo olhar pedagógico nas políticas públicas da gestão municipal. A cerimônia de abertura do evento contou com as presenças da professora Gemiana Santos, da Secretária Estadual de Educação, do Promotor de Justiça, Miguel Slhessarenko Júnior, da Defensora Pública, Cleide Regina Ribeiro, da Presidente do Conselho Estadual de Educação, Adriana Tomasoni, da professora Jaqueline Pasuch, do Movimento Interfóruns de Educação Infantil do Brasil, além de representantes da Associação Mato-grossense dos Municípios – AMM, União Nacional dos Conselhos Municipais de Educação – UNCME e do palestrante Rodrigo Hübner Mendes.

Leia mais:  Meio Ambiente investe em programas para homens e mulheres que vivem da pequena propriedade rural

Em sua fala, o secretário Silvio Fidelis destacou a importância do evento, que em sua terceira edição reúne profissionais da educação, professores, pedagogos e especialistas, reforçando que o debate sobre a educação inclusiva é o alicerce para o fortalecimento das políticas públicas implementadas pela gestão municipal a fim de garantir os processos pedagógicos de aprendizagem plena. “O Seminário é uma oportunidade do envolvimento de todos os profissionais que atuam na educação para promovermos a inclusão, fazendo a diferença na construção dos processos pedagógicos do acolher,  do brincar e estudar, tão importantes para nossos alunos”, declarou.  

O 3º Seminário da Educação Infantil tem como eixos palestras e oficinas que serão conduzidas pelos profissionais de educação e especialistas, abordando todos os aspectos dos desafios da educação inclusiva, as influências da prática pedagógica sob as vivências pessoais da infância, a educação inclusiva e as tecnologias educativas, o olhar pedagógico na infância e suas experiências na arte, entre outros.

O impacto da Base Nacional Comum Curricular – BNCC – no planejamento do professor será tema de palestra a ser proferida na sexta-feira, dia 19, pela professora Karina Rizeck, de São Paulo.

Leia mais:  Virgínia Mendes e Lucimar Campos entregam cobertores para as comunidades do Carrapicho e Jardim Alá

Para o secretário Silvio Fidelis, a educação inclusiva também tem que ter um olhar diferenciado para crianças vítimas de violência dentro e fora do ambiente escolar. Essa temática será abordada em palestra pelos representantes da Defensoria Pública e pelo Ministério Público de Mato Grosso, Cleide Regina Ribeiro e Douglas Strachicini, na sexta-feira (19).

Ainda no dia 19, o Seminário vai debater sobre as Competências Básicas e as Avaliações na Educação Infantil com observações e intervenções pedagógicas, com a professora especialista Regina Emiko Shudo e oficina de Tecnologia de Educação Infantil, com Thalles Monteiro.

Por: Fred Nogueira – Secom/VG

Fonte: Prefeitura de Várzea Grande
Continue lendo

Várzea Grande

Carros e motos apreendidos em Várzea Grande serão leiloados caso proprietários não regularizem situação

Publicado

por

Centro e trinta e nove veículos apreendidos, entre motos e carros, em operações de trânsito em Várzea Grande poderão ir a leilão, num prazo de dez (10) dias, caso não foram retirados pelos responsáveis no prazo estipulado pelo  Edital publicado pela  secretaria   de Serviços Públicos e Mobilidade Urbana de Várzea Grande, publicado  nesta quinta-feira (18), no Diário Oficial Eletrônico dos Municípios – AMM.O Edital de Notificação (1º Leilão/2019), convoca os proprietários de veículos automotores (fiduciários, alienantes e/ou sub-rogados nos diretos), para regularização de encargos devidos relativos ao recolhimento dos carros .

“Os carros foram removidos das vias públicas por apresentarem irregularidades em fiscalizações de rotina realizadas pela Guarda Municipal ,e  não foram retirados pelos responsáveis no prazo estipulado .O edital e mais uma chance de prazo no  chamamento para recuperação do veículo, caso isso não ocorrer, os veículos não reclamados vão a leilão.A realização de pregões de carros recolhidos pelos órgãos oficiais está prevista no Código de Trânsito Brasileiro (CTB), que estabelece que se o veículo removido não for reclamado ,contando da data do recolhimento, será levado a leilão”, explicou o secretário municipal de Serviços Públicos e Mobilidade Urbana Breno Gomes.

Leia mais:  Aberta votação do desenho que será selo ‘Empresa Amiga do Meio Ambiente 2020’ no Portal da Prefeitura

“Podem ser removidos carros, caminhões, ônibus e motos parados, por exemplo, em horários proibidos pela sinalização, em vagas exclusivas para idosos ou para pessoas com deficiência, em espaços reservados para outros tipos de veículo, como pontos de táxi.A fiscalização na cidade é feita por agentes da Guarda Municipal que têm a atribuição de atuar no trânsito, na cidade toda. Os profissionais também atendem a solicitações da própria população, feitas por meio da Central 192 e atua em conjunto com a Polícia Militar, em cumprimento ao Código de Trânsito Brasileiro (CTB)”,disse Breno Gomes

Conforme o que está estabelecido em  Edital os proprietários dos veículos retidos devem comparecer à Comissão de Leilão, situada na Avenida Governador Júlio Domingos de Campos nº 4975, no bairro Jardim Marajoara, de posse dos documentos de quitação de débitos de IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores), multas, taxas de licenciamento e seguro obrigatório, em conformidade com a Lei.

No caso de autorização judicial, o prazo estabelecido é o mesmo (10 dias), para que os donos de veículos apreendidos possam exercer os seus direitos. Estes devem tratar da retirada dos veículos, sob a pena de serem vendidos, em hasta público-leilão, em conformidade também com a legislação vigente.

Leia mais:  Virgínia Mendes e Lucimar Campos entregam cobertores para as comunidades do Carrapicho e Jardim Alá

Breno Gomes alerta ainda para outra situação, no caso do proprietário não comparecer  na data prevista, pelo edital ,os veículos serão leiloados, a qualquer modalidade de leilão. “E se o montante não cobrir todas as dívidas, os débitos remanescentes serão cobrados pelos órgãos credores em ações próprias”, alertou .

Outras informações poderão ser obtidas com a comissão de leilão da secretaria Municipal de Serviços Públicos e Mobilidade Urbana, através do telefone (65) 3688.8036, ou no sitio da Vip Leilões Gestão e Logística S/A: WWW.vipleilões.com.br, pelo email gerencial.vg@vipleilões.com.br e através do telefone (65) 3694-4953.  

Em anexo a lista dos veículos e do Edital de Notificação.

Por: Katia Passos – Secom/VG

Fonte: Prefeitura de Várzea Grande
Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Política Nacional

Economia

Mais Lidas da Semana