conecte-se conosco


CIDADES

Saúde coloca em prática o Plano de Ação de combate ao mosquito da dengue

Publicado

A Secretaria de Saúde de Várzea Grande deu início às ações de enfrentamento ao combate ao mosquito Aedes aegypti transmissor das doenças dengue, chikungunya e zika vírus no município. Médicos, enfermeiros e gerentes de unidades de saúde participaram nesta manhã (02), no auditório do Fórum de Várzea Grande de uma capacitação, cujo objetivo é fortalecer os trabalhos de prevenção, diagnóstico e manejo clínico de casos suspeitos dessas doenças.

A chegada do período chuvoso requer uma maior atenção, principalmente, no combate ao mosquito Aedes aegypti, por isso é preciso que haja uma mobilização para que não ocorra o aumento dos números de casos dessas doenças e mortes. “Em 2018 foram notificados 12.890 casos de dengue, chikungunya e zika vírus. Já em 2019 foram notificados 503 casos, dessas doenças até a presente data. “ O que estamos fazendo hoje é antecipando as ações de combate e prevenção da doença. Neste primeiro momento, atualizando as informações, de acordo com o Plano Municipal de Contingência, para podermos elaborar estratégias que serão adotas já neste mês de dezembro, tanto nas medidas de prevenção quanto ao diagnóstico preciso destas doenças, para evitar óbitos”, informou o secretário de Saúde, Diógenes Marcondes.

Na oportunidade, o secretário lembrou ainda da importância do trabalho dos agentes de endemias. São eles os responsáveis em fazer a busca ativa dos casos casa a casa. “Nossos agentes desempenham papel importante na Saúde Pública, visto que são conhecedores e próximos das comunidades em que vivem. Visitam casa a casa com o trabalho preventivo e de orientação o que resulta em mudança de comportamento na comunidade em que atuam. No caso do combate aos criadouros do Aedes, ao entrar nas casas junto com os moradores são dadas as orientações necessárias e preventivas na eliminação desses criadouros. Formando assim uma corrente de ações que somadas ajudam o município a reduzir essas incidências e casos da doença na proteção à vida. Esse trabalho tem sido importante na diminuição de casos dessas doenças no município”.

Leia mais:  Prefeito assina ato de nomeação da nova diretoria da Arsec

Durante o encontro o médico infectologista Tiago Rodrigues Viana destacou a importância de se fazer um diagnóstico preciso e do tratamento contra doenças causadas por viroses, que apresentam sintomas comuns como febre, secreção e náuseas, o que pode confundir pacientes e médicos. “A dengue é uma virose, mas se o agente causador não é conhecido, é necessária a realização de exames específicos para a detecção da doença”.  

O especialista alertou ainda que a dengue continua sendo a doença que mais preocupa. “Febre, dor de cabeça e dor no corpo são os principais sintomas. Normalmente, a primeira manifestação da dengue é a febre alta (39° a 40°C), de início abrupto, que geralmente dura de 2 a 7 dias, acompanhada de dor de cabeça, dores no corpo e articulações, prostração, fraqueza, dor atrás dos olhos, erupção e coceira na pele. Perda de peso, náuseas e vômitos são comuns. Na fase febril inicial da doença pode ser difícil diferenciá-la. A forma grave da doença inclui dor abdominal intensa e contínua, vômitos persistentes, sangramento de mucosas, entre outros sintomas. Ao apresentar os sintomas, é importante procurar um serviço de saúde. A infecção por dengue pode ser assintomática, leve ou causar doença grave, com a dengue hemorrágica que pode levar à morte”.

Leia mais:  Cuiabá tem projeto de investimento em saneamento aprovado por Ministério

A superintendente de Vigilância em Saúde, Relva Cristina Silva Moura, disse que a Saúde do município vem mantendo anualmente, as ações de prevenção e de combate as doenças infecciosas, e que o trabalho realizado no município, principalmente o de conscientização da população, tem sido essencial na diminuição dos casos tanto da dengue, como da chikungunya e zika vírus. “As medidas para o controle dessas doenças têm sido reforçadas por todas as equipes de saúde, por isso é importante que todos os profissionais dos diversos setores estejam atentos aos fatores que causam as doenças, tanto os das atenções primária e secundária. Temos nosso Plano Municipal e já estamos colocando em prática, com as capacitações”, disse Relva.

Nesta sexta-feira (05), equipes de endemias do município estarão fazendo ações de mobilização nos bairros. A ideia é chamar a atenção dos moradores para os cuidados em suas residências. "Esse é um trabalho que a Saúde de Várzea Grande realiza constantemente, sempre pedindo o apoio da população, que precisa ser também um vigilante constante para conter estas doenças, deixando suas casas livres de criadouros”, completou Relva Cristina.

Por: Kátia Passos – Secom/VG

Fonte: Prefeitura de Várzea Grande
Comentários Facebook

CIDADES

Seminário discute inclusão a programas do Governo Federal e permanência no campo

Publicado

por

Davi Valle

Agricultores familiares, pesquisadores e especialistas no setor se reuniram no 4º Seminário de Agricultura Familiar de Cuiabá, na quarta-feira (4). O evento, promovido pela Secretaria de Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico, discutiu as alterações mercadológicas e o acesso de produtores da Baixada Cuiabana a programas do Governo Federal.

De acordo com a titular da Pasta, Débora Marques, o encontro está em consonância com as principais demandas do setor, acompanhando seus processos de inclusão e transformação. “O olhar direcionado a este nicho demonstra que a Prefeitura tem responsabilidade, o que possibilita que a Secretaria preste assistência técnica lá na ponta, colocando em diálogo os produtores e as entidades de pesquisa”, disse.

Na ocasião também foi lançada a revista Saberes da Terra, com um balanço das ações voltadas ao setor e orientações aos produtores. “Acreditamos que o diálogo seja o melhor caminho para que possamos atender a estas demandas e agora esta proposta foi coroada com a revista. Ela servirá como uma ferramenta para informação dos agricultores e manterá este canal de contato aberto com a Secretaria.”

Leia mais:  Cuiabá tem projeto de investimento em saneamento aprovado por Ministério

O Seminário contou com apoio da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e Empresa Mato Grossense de Pesquisa Assistencia e Extensao Rural (EMPAER), que enviaram especialistas para ministrar palestras. Assim, ao longo da manhã foram abordados temas como a Agricultura Familiar em Âmbito Nacional; Crédito Rural e Como Aumentar o Número de Jovens no Campo.

O representante do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) em Mato Grosso, José de Assis Guaresqui, destaca a importância da valorização da agricultura familiar, responsável por suprir as demandas urbanas. “O destaque que temos na balança comercial não se restringe à produção em larga escala, e este olhar para o pequeno é fundamental para que possamos avançar.”

Também participaram do evento os vereadores Vinícius Hugueney, Orivaldo da Farmácia e Luís Claudio; o presidente do Sindicato Rural de Cuiabá, Celso Nogueira; o representante do Sicred, Osvaldo Biazi e a coordenadora do SIM de Várzea Grande, Kely Enciso.

Fonte: Prefeitura de Cuiabá
Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

Nova edição da Nota Cuiabana terá sorteio especial de Natal

Publicado

por

Divulgação

O sorteio da Nota Cuiabana – edição especial de Natal – acontece nesta segunda-feira (09), às 09h30, na sala de reuniões da Secretaria Municipal de Fazenda. O valor total da premiação é de R$ 254 mil, sendo que o 1º colocado receberá um prêmio no valor de R$ 150 mil, o 2º no valor de R$ 50 mil, o 3º de 30 mil e mais 12 prêmios de R$ 2 mil.

Desde sua implantação, o programa já contemplou centenas de pessoas, ou consumidores, que no ato da compra solicitaram sua nota de serviço, concorrendo diretamente a prêmios sorteados pela extração da loteria federal. O anúncio foi divulgado por meio da portaria de nº 003/2019, que regulamenta o cronograma das edições a serem realizadas em 2019.

Cada nota fiscal emitida gera um cupom eletrônico e os participantes poderão consultar seus cupons e os números nas respectivas páginas eletrônicas. Os prêmios em dinheiro serão distribuídos por meio de sorteios. O prazo de utilização dos créditos é de cinco anos.

Leia mais:  Reforma da Casa de Amparo marca novo tempo para as políticas voltadas à mulher

“O hábito de exigir a nota fiscal é uma questão de cidadania, uma vez que quem adquiriu tem direito a nota de serviço. O comerciante é obrigado a emiti-la, mas o consumidor precisa exigir o seu direito”, reforçou o secretário municipal de Fazenda, Antônio Roberto Possas de Carvalho.

Fonte: Prefeitura de Cuiabá
Comentários Facebook
Continue lendo

Segurança

MT

Brasil

Economia & Finanças

Mais Lidas da Semana





Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262