conecte-se conosco


MT

TCE-MT capacita servidores pela Escola Superior de Contas

Publicado

Servidores da Secretaria Executiva de Tecnologia da Informação do Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT) participam de capacitação promovida em parceria com a Escola Superior de Contas.

A capacitação iniciada nesta segunda-feira (25), será realizada até sexta-feira (29), e conta com a participação de dez servidores da STI, com carga horária de 40h e o tema é Segurança da Informação.

Esta capacitação faz parte de uma das etapas previstas para implantação do Barramento de Segurança da Informação. Destaca-se ainda que esta implantação vem ao encontro da Política de Segurança da Informação (PSI), criada para promover a confidencialidade, a integridade e a disponibilidade das informações, ou seja, a segurança dos ativos da Corte de Contas.

O conteúdo programático do treinamento reúne a apresentação e operação do ambiente, além do detalhamento do funcionamento das soluções contratadas que operando de forma única e integrada, oferecem proteção, controle, trilhas de auditoria e rastreabilidade do uso da informação alinhada aos preceitos da LGPD.

Esse ambiente, operando de forma integrada aumenta de forma robusta os níveis de segurança digital do TCE-MT mitigando técnicas de ataques observados em 2020 às instituições públicas e privadas em todo país. Destaca-se nesse ambiente a gestão de credenciais de alto privilégio, a prevenção de evasão de informações e a criptografia de arquivos, bancos de dados e aplicações.

Leia mais:  Nova Xavantina comemora 41 anos com ações do Governo do Estado em obras e apoio à agricultura familiar

Tais tecnologias endereçam os principais vetores de ataques cibernéticos além de promover a anonimização e pseudonimização das informações pessoais conforme determina a LGPD, essas tecnologias combinadas operando de forma integrada são um diferencial na gestão pública poucas vezes encontradas em órgãos municipais, estaduais e federais.

De acordo com o secretário de Tecnologia da Informação do TCE-MT, Mateus Dias Marçal, espera-se que ao final deste treinamento, os servidores técnicos da STI estejam devidamente preparados para dar suporte e efetivar a política de segurança da informação, em conformidade com as normas vigentes, tais como a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e garantindo a continuidade do Programa de Modernização de Tecnologia da Informação.

Fonte: TCE MT

Comentários Facebook

MT

Tech Talk apresenta a gamificação como estratégia na gestão de projetos

Publicado


Você sabe o que é gamificição? Sabia que ela também pode ser uma forte aliada na gestão de projetos? Para apresentar essa metodologia, que já é tendência no mercado de tecnologia, a Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação (MTI) realiza, às 19h da próxima segunda-feira (08.03), a 8ª edição do MTI Tech Talk – “O game chamado projeto!”.

Na edição especial GRL PWR, em homenagem ao dia das mulheres, a palestrante Melina Bufete vai falar sobre gestão de projetos utilizando gamificação, metodologia que alinha mecanismos de jogos digitais a conteúdos considerados “não jogáveis”, como o preenchimento de formulários, planilhas e tabelas, transformando a execução monótona dos projetos em um game estimulante.

A palestrante dessa edição é formada em Administração de Empresas pela UNIVAG, com MBA em Gestão de Negócios pela UNIC e discente no curso Gestão de Projetos pela IPOG. Ela também possui mais de 9 anos de experiência em gestão de projetos no Sistema S. Atualmente, atua como gestora de projetos voltados a utilização da metodologia gamificação.

Leia mais:  Em um mês, 36 motoristas são autuados por embriaguez ao volante em operações integradas

O evento online vai ser realizado na próxima segunda-feira (08.03), às 19h, no canal do YouTube da MTI. A inscrição é gratuita e pode ser realizada pelo seguinte link: https://www.sympla.com.br/tech-talk—o-game-chamado-projeto__1147499

Esta é a 8ª edição do MTI Tech Talks, evento online com o objetivo de compartilhar informações sobre diferentes temas da área de tecnologia e propagar novos conteúdos para os colaboradores e parceiros da MTI.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

MT

Em um mês, 36 motoristas são autuados por embriaguez ao volante em operações integradas

Publicado


As operações integradas de fiscalização de trânsito realizadas no mês de fevereiro resultaram na prisão em flagrante de 36 motoristas por embriaguez ao volante. Foram fiscalizados 1.789 veículos, sendo 488 veículos autuados, 303 foram removidos e 76 documentos recolhidos, entre CNH e Licenciamento.

Os números são resultado das 20 blitzes de fiscalização de trânsito realizadas em Cuiabá, no mês de fevereiro, pelo Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT) em parceria com o Batalhão de Polícia Militar de Trânsito Urbano, além das quatro operações Lei Seca integrada com as forças de Segurança Pública.

Nas ações, 166 motoristas também foram flagrados conduzindo veículo sem possuir habilitação, uma conduta que constitui infração de trânsito prevista no artigo 162 do Código de Trânsito Brasileiro. A penalidade é de natureza gravíssima no valor de R$ 880,41.

“Nesse caso, o proprietário como responsável pelo veículo também pode ser multado por permitir ou entregar veículo a pessoa nessa condição”, explicou a gerente de Fiscalização de Trânsito do Detran-MT, Kelli Lopes Felix.  

Leia mais:  Tech Talk apresenta a gamificação como estratégia na gestão de projetos

Conforme Kelli, as abordagens a condutores inabilitados têm sido uma das infrações mais recorrentes nas ações de fiscalização de trânsito. “Uma irresponsabilidade muito grande que coloca em risco a vida de terceiros e do próprio condutor”, destacou.  

Nas operações também foram lavrados 761 Autos de Infração de Trânsito e realizados 275 testes de alcoolemia.

As operações integradas de fiscalização de trânsito são realizadas constantemente em locais com maior incidência de infrações e acidentes de trânsito.

Os agentes montam barreiras e bloqueios (blitz) para orientar os motoristas e verificar a documentação dos condutores, as condições de circulação do veículo, estado de conservação, itens obrigatórios e de identificação dos veículos.

“Agimos de forma preventiva e repressiva contra irregularidades administrativas, civis e criminais que possam colocar em risco a segurança no trânsito de toda a população”, completou a gerente. 

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Segurança

MT

Brasil

Economia & Finanças

Mais Lidas da Semana





Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262