conecte-se conosco


Cuiabá

Stopa avalia como justa e necessária luta de Emanuel e Francisco Vuolo por ferrovia em Cuiabá

Publicado


Luiz Alves

Clique para ampliar

O vice-prefeito de Cuiabá, José Roberto Stopa, avaliou como justa e necessária a luta pela chegada da ferrovia na Capital, encabeçada pelo prefeito Emanuel Pinheiro e pelo secretário municipal de Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico, Francisco Vuolo. A afirmação foi feita na terça-feira (20), durante o evento de assinatura do manifesto em apoio à Lei 685/2021, que trata da expansão do sistema no estado de Mato Grosso.

Conforme destacado por Stopa, o ato representa mais uma conquista dentro de uma batalha que há anos vem sendo liderada por Francisco Vuolo, como presidente do Fórum Pró-Ferrovia. Enfatizou ainda que nesse processo, Vuolo ganhou o reforço do prefeito Emanuel Pinheiro, que é o atual presidente do Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Econômico e Social do Vale do Rio Cuiabá

“O secretário Vuolo é merecedor de estar coordenando esse processo e essa luta que é extremamente justa e necessária. Ele encontrou no prefeito Emanuel Pinheiro um parceiro ideal para esta luta, na qual também me coloco à disposição. Com toda certeza, estaremos sempre juntos e alinhados, trabalhando para que realmente tenhamos a ferrovia passando por Cuiabá”, disse.

Leia mais:  'Grito de Carnaval' no Beco do Candeeiro;

Para o vice-prefeito a passagem da ferrovia por Cuiabá, que é considerada a Capital do Agronegócio, é mais uma ação que ajudará a fortalecer o desenvolvimento econômico da cidade, principalmente no período pós-pandemia. Nesse sentido, ele reforçou acreditar também que, automaticamente, os municípios vizinhos também serão atingidos positivamente e terão o crescimento potencializado.

“É uma estrutura que irá transformar a vida de todos da Baixada Cuiabana. A chegada da ferrovia significa mais qualidade de vida, melhores oportunidades e justiça social. Significa que vamos nos transportar para um outro patamar. Um patamar mais estruturado, que é onde a nossa região merece estar. Por isso, reforço os meus parabéns ao secretário, ao prefeito, e não tenho dúvidas de que esse empenho fará com que esse sonho seja uma realidade”, pontuou.

A extensão dos trilhos será executada via Lei Complementar 685/2021, aprovada por unanimidade na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), que regulamenta o Subsistema Ferroviário de Mato Grosso. A previsão é que a obra seja iniciada em até seis meses após a emissão da licença ambiental de instalação e que o Terminal de Cuiabá seja concluído até o 2º semestre de 2025.

Leia mais:  Sugestões para sábado (18): Prefeito participa de solenidade de lançamento da pedra fundamental da Casa da Mulher e de evento na AMM

Comentários Facebook

Cuiabá

Prefeito edita novo decreto e prorroga medidas de biossegurança até o dia 3 de outubro; Cuiabá não registra mortes por Covid em 24 horas

Publicado


Luiz Alves

Clique para ampliar

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, manteve as medidas restritivas para evitar a disseminação da Covid-19 na capital. Por meio do Decreto 8.6182021, o gestor determinou a continuidade pelo período de 20 até o dia 3 de outubro a vigência das medidas de biossegurança que já estão em seguimento na capital. O gestor, Emanuel Pinheiro, comemorou o fato da capital não registrar nenhum óbito em razão do novo coronavírus nas últimas 24 horas, de acordo com boletim epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde divulgado nesta sexta-feira (17), mas adiantou que as medidas de biossegurança devem ser observadas. 

“Preservar à vida sempre foi a minha meta. E depois de tanto tempo receber uma notícia que me deixou emocionado, mas sempre alerta de que é preciso que nos mantenhamos vigilantes contra a pandemia. Isso é fruto do nosso trabalho sério e comprometido, dos profissionais da saúde, da equipe de gestão da Emanuel Pinheiro, da equipe envolvida na campanha Vacina Cuiabá – Sua Vida em Primeiro Lugar. Seguimos atuantes nesse propósito, de imunizar nossa população”, asseverou. A capital, desde o início da pandemia, registra a perda de 3.455 vidas em razão da Covid-19.

O Decreto 8.618/2021 estabelece a prorrogação das ações aplicadas na Capital por meio do Decreto nº 8.430, de 14 de maio de 2021, considerando o reiterado comprometimento da Administração Pública com a preservação da saúde e bem-estar de toda população cuiabana.

Leia mais:  Com blitz educativa e campanha de arrecadação de alimentos, Prefeitura e Associação se unem para salvar animais da seca no pantanal

“Art. 1º O artigo 22 do Decreto nº 8.430 de 14 de maio de 2.021, passa a vigorar com a seguinte redação: Art. 22. As medidas previstas no presente decreto vigorarão do dia 20 de setembro de 2021 ao dia 03 de outubro de 2021, podendo ser objeto de prorrogação ou alteração, considerando o monitoramento da evolução da COVID-19 em nível municipal’, diz o documento. A restrição de locomoção no município de Cuiabá permanece inalterada. O toque de recolher vigora das 2h às 5h.

Veja a íntegra do Decreto:

DECRETO Nº 8.618 DE 17 DE SETEMBRO DE 2.021. DISPÕE SOBRE MEDIDAS TEMPORÁRIAS E EMERGENCIAIS VISANDO A PREVENÇÃO DE CONTÁGIO PELO NOVO CORONAVÍRUS (COVID-19), NO ÂMBITO DO MUNICÍPIO DE CUIABÁ, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

O Prefeito Municipal de Cuiabá-MT, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo inciso VI do art. 41 da Lei Orgânica do Município, CONSIDERANDO que o artigo 196 da Constituição Federal reconhece a saúde como um direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doenças e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação;

Leia mais:  Sugestões para sábado (18): Prefeito participa de solenidade de lançamento da pedra fundamental da Casa da Mulher e de evento na AMM

CONSIDERANDO o reconhecimento pela Organização Mundial de Saúde de uma pandemia de COVID-19;

CONSIDERANDO o fato de que o Plano Municipal de Imunização Municipal está em pleno andamento, com o quantitativo de mais de 500.000 (quinhentos mil) doses de vacinas aplicadas1 ;

CONSIDERANDO que atualmente o Município de Cuiabá está inserido no nível de classificação baixo, previsto no Decreto Estadual nº 874 de 25 de março de 2021;

CONSIDERANDO o firme e reiterado comprometimento da Administração Pública com a preservação da saúde e bem-estar de toda população cuiabana; 

 

Decreta:

Art. 1º O artigo 22 do Decreto nº 8.430 de 14 de maio de 2.021, passa a vigorar com a seguinte redação: Art. 22. As medidas previstas no presente decreto vigorarão do dia 20 de setembro de 2021 ao dia 03 de outubro de 2021, podendo ser objeto de prorrogação ou alteração, considerando o monitoramento da evolução da COVID-19 em nível municipal. Art. 2º O presente Decreto entra em vigor a partir de 20 de setembro de 2021.

Palácio Alencastro em Cuiabá – MT, 17 de setembro de 2021.

EMANUEL PINHEIRO PREFEITO DO MUNICÍPIO DE CUIABÁ.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cuiabá

Pela primeira vez em quase um ano e meio, Cuiabá não registra óbito por covid-19

Publicado


Luiz Alves

Clique para ampliar

Desde o final de maio de 2020, ou seja, há quase 1 ano e meio, Cuiabá vinha registrando pelo menos uma morte diária por covid-19, seja de residente ou não residente. Essa triste marca foi quebrada nesta sexta-feira (17), quando o painel Covid-19 da capital não registrou óbito pela doença, nem de morador e nem de pacientes oriundos de outras cidades internados na Capital. Os números de 3.455 óbitos de residentes e de 1.054 de não residentes registrado na quinta-feira (16) se manteve na sexta-feira (17). O fato foi comemorado pelo prefeito Emanuel Pinheiro, na noite de sexta. 

“Eu acabo de receber uma grande notícia, que me deixou muito emocionado e eu faço questão de dividir com toda a minha gente: depois de mais de ano, Cuiabá não registrou nenhuma morte por covid-19 nas últimas 24 horas. Isso é fruto de um trabalho sério e comprometido da Prefeitura de Cuiabá, dos nossos profissionais da saúde, do Comitê de Enfrentamento à Covid-19 e também de toda dedicada equipe do Vacina Cuiabá, que trabalha diariamente para vacinar com a menor brevidade possível toda a população cuiabana. Não posso deixar também de registrar que é uma conquista de toda a população cuiabana que se cuidou e nos ajuda muito a evitar a propagação do vírus. Que Deus continue nos abençoando e que essa notícia seja o presságio de grandes e abençoadas notícias de vitória contra a covid-19”, declarou. 

Pandemia ainda não acabou

No entanto, as informações contidas no Informe Epidemiológico nº 24, relativo às semanas epidemiológicas 35 e 36 ( 29 de agosto a 11 de setembro), demonstram que ainda é cedo para uma avaliação positiva. O informe é elaborado tanto pela equipe de Vigilância em Saúde da Capital quanto por pesquisadores da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). O estudo lembra que desde o primeiro óbito por Covid-19 em residentes em Cuiabá, registrado em 15 de abril 2020 até 11 de setembro de 2021, a taxa de letalidade da doença ficou em 3,2%, índice que tem se mantido com pequenas variações desde a semana epidemiológica nº 35 de 2020 (30 de agosto a 05 de setembro) e que permanece mais elevado que o de Mato Grosso (2,6%) e do Brasil (2,8%). 

Leia mais:  Com blitz educativa e campanha de arrecadação de alimentos, Prefeitura e Associação se unem para salvar animais da seca no pantanal

O informe ainda traz o retrospecto de óbitos por covid-19 em residentes, mostrando oscilações no ano passado e que, a partir de dezembro de 2020, se observou aumento de mortes, padrão que persistiu nos quatro primeiros meses de 2021, sendo que o número de óbitos semanais no período de 14 de março a 24 de abril de 2021 foi maior do que o quantitativo no pico de mortes do ano de 2020 (28 de junho a 18 de julho de 2020). 

De acordo com o informe, a ocorrência de óbitos nos meses de maio, junho e julho de 2021 tem apresentado tendência de redução, entretanto, no mês de agosto observou-se um aumento no número de óbitos na primeira quinzena e uma redução na segunda quinzena. A tendência de redução permaneceu nas duas primeiras semanas de setembro, mas os pesquisadores fazem o alerta: “Embora evidencie-se certa estabilidade, os quantitativos se mantêm em patamares elevados, as oscilações são frequentes, e ainda é preciso destacar o aumento dos óbitos nas duas primeiras semanas de agosto e das internações nas duas últimas de julho, o que requer o incremento da assistência aos casos graves e, especialmente, o diagnóstico precoce e a qualidade do atendimento prestado aos casos graves da doença, além evidentemente da intensificação da vacinação na capital”, diz trecho do informe. 

Leia mais:  Pela primeira vez em quase um ano e meio, Cuiabá não registra óbito por covid-19

Prevenção deve ser mantida

Conforme os especialistas, até que a maior parte da população esteja vacinada contra a covid-19, será necessário combinar medidas para enfrentamento da pandemia, não descartando as medidas de prevenção e contenção (distanciamento físico e social, uso de máscaras, higienização, entre outros) visando a redução da taxa de transmissão do vírus, que voltou a aumentar entre o último e o penúltimo informes epidemiológicos. 

A gerente de Vigilância Epidemiológica de Cuiabá, Flávia Guimarães, afirma que, se toda a população se manter engajada no combate ao vírus, usando máscara, lavando as mãos constantemente ou usando álcool 70% na impossibilidade de usar água a sabão, evitando aglomerações e buscando se vacinar, em breve será possível afirmar que a pandemia foi controlada e, aos poucos, retomar a vida normal. “A vacinação tem propiciado a grande diferença que temos observado no quadro pandêmico. É nítido que quanto mais atingimos a cobertura vacinal entre a população, os casos de covid-19 vem diminuindo. Entretanto, ainda não chegamos a uma situação de controle da pandemia, sendo muito preocupante a disseminação da variante Delta, que é altamente transmissível. Por isso, é fundamental lembrar que as vacinas disponíveis apresentam limites em relação ao bloqueio da transmissão do vírus e que a circulação dele está totalmente ligada ao comportamento das pessoas, que precisam se manter vigilantes”, aponta a profissional de saúde. 

Comentários Facebook
Continue lendo

Segurança

MT

Brasil

Economia & Finanças

Mais Lidas da Semana





Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262