conecte-se conosco


Economia & Finanças

Subsidiária do BNDES tem lucro de quase R$ 8 bilhões no semestre

Publicado

A BNDES Participações S.A. (BNDESPAR), subsidiária do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, registrou lucro líquido acumulado de R$ 7,96 bilhões no primeiro semestre deste ano, crescimento de 107,5% em comparação com igual período do ano passado (R$ 3,84 bilhões). Já no acumulado do segundo trimestre, o resultado foi negativo em R$ 650 milhões, em função da revisão da classificação de riscos para efeitos de provisionamento contábil.

Segundo informou o BNDES, o lucro líquido acumulado é fruto, principalmente, do resultado com participações societárias no montante de R$ 12,61 bilhões entre janeiro e junho deste ano, contra R$ 5,12 bilhões na primeira metade do ano passado. Entre os desinvestimentos realizados pela BNDESPAR, destaque para a venda de ações de Fibria, Petrobras, Vale, Rede Energia e Linx, que alcançou R$ 10,54 bilhões, ou mais de 95% do resultado com alienações. Equivalência patrimonial, dividendos e juros sobre o capital próprio contribuíram com R$ 1,49 bilhão para o resultado do semestre.

O ativo total da BNDESPAR atingiu em junho passado R$ 111,77 bilhões, incremento de 4,4% em relação a dezembro de 2018. Também em junho, o patrimônio líquido da BNDESPAR totalizou R$ 101,15 bilhões, revelando aumento de R$ 8,10 bilhões no semestre.

Leia mais:  Consumo de bens industriais cai 0,5% em junho, diz Ipea

 

Edição: Valéria Aguiar

Fonte: EBC

Economia & Finanças

Conselho do FGTS aprova distribuição de 100% do lucro de 2018

Publicado

por

Uma das mudanças anunciadas no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), a distribuição de 100% dos resultados do ano passado foi ratificada hoje (19) pelo Conselho Curador. A Medida Provisória (MP) 889 aumentou a rentabilidade do fundo, determinando a transferência de todo o lucro do exercício anterior aos cotistas.

Antes da MP, o FGTS rendia 3% ao ano mais a Taxa Referencial (TR), atualmente zerada. Desde 2017, o fundo repassava 50% dos lucros do ano anterior ao cotista. Com a mudança, o fundo renderá 6,18% em 2019 , ultrapassando inclusive a taxa Selic (juros básicos da economia), recentemente reduzida para 6% ao ano.

Até 31 de agosto, serão repassados R$ 12,2 bilhões do lucro de 2018, distribuídos proporcionalmente conforme o saldo de cada conta. O Conselho Curador também aprovou os Relatórios de Gestão do FGTS e do Fundo de Investimento FI-FGTS. Os documentos serão divulgados no site do FGTS assim que o Diário Oficial da União publicar a resolução.

O conselho instituiu ainda um grupo de trabalho, com participação de três representantes do FGTS e três do Comitê de Investimento do FI-FGTS, para acompanhar e propor mudanças nas aplicações do fundo. O grupo também acompanhará a execução das recomendações dos órgãos de controle em parceria com o Grupo de Apoio Permanente (GAP), formado por consultores técnicos vinculados às 12 entidades que compõem o colegiado.

Edição: Fábio Massalli

Fonte: EBC
Leia mais:  Guedes: Brasil sai do Mercosul se Argentina frear abertura do bloco
Continue lendo

Economia & Finanças

Receita Federal anuncia troca de número 2 do órgão

Publicado

por

Há oito meses no cargo, o subsecretário-geral da Receita Federal, João Paulo Ramos Fachada Martins da Silva, será substituído. O órgão confirmou, em nota oficial, que o novo titular será o auditor-fiscal José de Assis Ferraz Neto, atualmente lotado na área de Fiscalização da Delegacia da Receita Federal no Recife.

No comunicado, o secretário especial da Receita, Marcos Cintra, agradeceu “o empenho e a dedicação” de Fachada no período em que desempenhou a função de subsecretário-geral, o segundo cargo mais importante do órgão.

Funcionário de carreira da Receita, Fachada era subsecretário de Arrecadação até o fim do ano passado. Ele ajudou a estruturar a equipe atual do Fisco e participava de discussões sobre a proposta de reforma tributária a ser enviada pelo governo. Ainda não está definido o que ocorrerá com os demais subsecretários e coordenadores do órgão.

Edição: Juliana Andrade

Fonte: EBC
Leia mais:  Um em cada quatro desempregados procura emprego há pelo menos 2 anos
Continue lendo

Política MT

Policial

MT

Brasil

Economia & Finanças

Mais Lidas da Semana