conecte-se conosco


MT

Ulysses Moraes destaca degradação no trecho da MT-100

Publicado


Foto: FABLICIO RODRIGUES / ALMT

A MT-100, que liga a cidade de Pontal do Araguaia (486 km) e Torixoréu (577 km), teve suas obras de recuperação iniciadas ainda em 2018. A promessa feita pelo governo do estado de Mato Grosso é de que seriam asfaltados de forma emergencial os 25 km mais críticos da via e que, posteriormente, totalizaria seus pouco mais de 91 km em apenas um ano. Na época, conjuntamente, seriam implantados contornos para as entradas das cidades de Alto Taquari e Alto Araguaia, somando mais 20 km de obras. Mas, em visita feita pelo deputado Ulysses Moraes, no dia 25 de dezembro de 2019, constatou-se que a rodovia está abandonada.

“Estive literalmente dentro de um buraco no meio da rodovia. Este trecho já foi promessa de diversos governadores e hoje está intransitável. Espero que não seja preciso ocorrer mortes para que algo seja feito, são apenas 14 km sem a mínima condição de trafegar. Não é um favor para mim, e sim para a população de todo o Vale do Araguaia. É inaceitável uma rota de escoamento estar nestas condições”, esclareceu Ulysses Moraes.

Leia mais:  Agência de Fomento realiza mais uma etapa do projeto Fábrica de Software

Recentemente, o governo anunciou a pretensão de promover a concessão de 1300 km de rodovias do estado para a iniciativa privada, entre elas mais de 250 km da MT-100; outros trechos da via serão leiloados para garantir 100% da pavimentação, reduzindo a distância de entrega da produção.

A MT-100 é uma das principais rotas de escoamento de grãos do estado, e sua interrupção pode acarretar prejuízos de mais de 1 bilhão da produção de Mato Grosso.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook

MT

Procon-MT alerta consumidores que viajam neste carnaval

Publicado


O carnaval se aproxima e muita gente já está de malas prontas para aproveitar o feriado, seja em blocos, desfiles ou descansando. E como turista também é consumidor, o Procon-MT alerta para os direitos dos passageiros, seja em viagens de avião ou de ônibus. 

De acordo com Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), as atividades turísticas relacionadas ao carnaval devem alcançar este ano o maior o volume de receitas desde 2015, chegando a R$ 8 bilhões – aumento real de 1% em relação a 2019.

Assim, se optou por viajar de avião, fique atento aos seus direitos no momento do embarque e em casos de alterações nos voos. O consumidor não é obrigado a contratar serviço opcional (seguro viagem, assento conforto, bagagem extra). Tais serviços devem ser ativamente selecionados pelo comprador e o custo apresentado separadamente. 

Toda alteração feita pela empresa aérea (como horário do voo e itinerário) deve ser informada ao passageiro até 72 horas antes da data do voo original. Respeitando este prazo, a empresa pode alterar o horário em até 30 minutos para voos domésticos ou até 1 hora em voos internacionais, sem gerar qualquer obrigação à companhia.

Leia mais:  MT deve instituir medidas preventivas e assistência integral a diabéticos

No caso de o passageiro não ser informado das alterações antes de comparecer ao aeroporto, tomando conhecimento apenas no local, a companhia deve oferecer, além das alternativas de reembolso e de reacomodação:  execução do serviço por outro meio de transporte e assistência material, quando cabível. 

As companhias aéreas permitem que o passageiro leve gratuitamente uma bagagem de mão em voos domésticos e internacionais. Mas essa bagagem deve ter no máximo 10 kg e respeitar as seguintes dimensões máximas: 55 cm x 35 cm x 25 cm. Em relação à bagagem despachada, a Resolução 400/2016 da Anac permite que as empresas vendam passagens sem franquia para malas de porão. 

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) oferece em sua página eletrônica um Guia Online com os direitos e deveres dos passageiros. 

De ônibus

Para quem optou pelo ônibus, o Procon-MT lembra que a passagem tem validade de um ano, contado a partir da data da primeira emissão – de acordo com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). De acordo com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), esse direito independe de o bilhete estar com data e horário marcados.

É possível remarcar o bilhete adquirido para utilização na mesma linha, seção e sentido, dentro da validade de um ano, inclusive se o passageiro optar por serviço em veículo de categoria diversa do originalmente contratado – arcando com as diferenças dos valores de tarifa.

Leia mais:  PM recupera veículo furtado em Aragarças - Goiás

Também é permitido ao passageiro solicitar o reembolso em caso de desistência, observadas as regras para esta situação. Conforme o caso, a transportadora pode optar por reter até 5% da importância a ser restituída, desde que o passageiro manifeste-se com antecedência mínima de três horas em relação ao horário de partida.

Já em situação de atraso na partida por período superior a uma hora, ou em caso de preterição de embarque, o passageiro pode optar por: a) continuar a viagem em outra empresa que ofereça serviços equivalentes para o mesmo destino, às custas da transportadora; b) receber de imediato o valor do bilhete de passagem; ou c) continuar a viagem pela mesma transportadora;

Em relação às malas, o passageiro pode transportar, gratuitamente, até 30 kg de bagagem no bagageiro e cinco quilos no porta-embrulhos. 

Confira essas outras orientações na página da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT)

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

MT

Mato Grosso oferta 859 vagas de emprego pelo Sine

Publicado


Mato Grosso oferta 859 vagas de emprego nesta semana. Aqueles que estão em busca de uma oportunidade de trabalho podem procurar os postos do Sistema Nacional de Empregos (Sine- MT) espalhados pelo Estado. Os moradores de Cuiabá e Várzea Grande têm 82 oportunidades de empregos disponíveis. Dessas vagas, nestas cidades, para as pessoas com deficiência (PCD), estão abertas 15 vagas.

Conforme o painel de vagas do Sine, as demais vagas estão distribuídas nos outros 26 municípios. Em Lucas do Rio Verde (332 Km da capital), são 201 vagas de trabalho nas funções de auxiliar de cinegrafia, auxiliar de pedreiro, borracheiro, confeiteiro, costureiro em geral, gerente comercial, jardineiro e marceneiro.

No município de Sinop (478 Km da capital), são 113 vagas nas áreas de zelador, soldador, motofretista, garçom, repositor – em supermercados, operador de caixa, lavador de veículos e aplicador agrícola.

Já em Rondonópolis (214 Km da capital) são 80 oportunidades. Entre as vagas ofertadas estão: caldeiro (chapas de ferro e aço), funileiro industrial, instrutor de motorista, motorista entregador, porteiro, vendedor interno e operador de máquina agrícola.

Leia mais:  Avallone afirma que é possível reduzir ICMS dos combustíveis

Atendimento

Além do trabalho de intermediação de  mão-de-obra, o Sine realiza serviços de habilitação do seguro desemprego, emissão de carteira de trabalho e previdência social. É preciso verificar na unidade a disponibilidade das vagas, que são ofertadas diariamente.

Os interessados a fazerem parte do bancos de dados, podem comparecer aos postos de atendimento, portando documentos pessoais, carteira de trabalho e comprovante de residência, facilitando os trâmites do atendimento. Procure os postos mais próximo de sua residência.  

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Segurança

MT

Brasil

Economia & Finanças

Mais Lidas da Semana





Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262