conecte-se conosco


CIDADES

Várzea Grande anuncia mais R$ 50 milhões em obras e fiscalização em contratos pela CEF

Publicado


21/02/2020    35

Duas importantes conquistas foram anunciadas pela prefeita Lucimar Sacre de Campos, pelo vice-prefeito, José Hazama e pelo superintendente da Caixa Econômica Federal – CEF, José Antônio da Silva. Um novo empréstimo de R$ 50 milhões para obras de saneamento básico e pavimentação asfáltica e um convênio para que engenheiros e técnicos da própria instituição financeira promovam a fiscalização e auditagem das obras executadas.

“Além de fazermos obras, queremos ser fiscalizados e auditados por uma instituição da envergadura da Caixa Econômica Federal”, disse a prefeita ao ser informada pelo superintendente da Caixa estar muito próximo a liberação deste novo pedido de empréstimo de R$ 50 milhões que se somará a outro em execução de R$ 80 milhões. “Tudo por ser Várzea Grande, parceira, transparente e eficiente nas obras que executa em prol de uma cidade melhor e com mais qualidade de vida para sua população”, disse José Antônio da Silva, superintendente da Caixa Econômica Federal.

Das cifras que serão liberadas pela CEF, R$ 22 milhões irão para projetos de ampliação no fornecimento de água potável e tratamento de esgoto e outros R$ 28 milhões para pavimentação em ruas de vários bairros da cidade. Esse asfalto novo será avaliado dentro da demanda já existente na secretaria de Viação, Obras e Urbanismo.

Esses novos R$ 50 milhões se unem aos R$ 80 milhões já liberados pela Caixa Econômica, no ano passado, cifras que estão sendo 100% aplicadas em pavimentação e revitalização da malha urbana da cidade. Somente com esse valor já celebrado, Várzea Grande pretende pavimentar e recuperar cerca de 220 quilômetros de vias até o final do mandato da prefeita Lucimar. “Estamos respeitando prazos e a legislação colocando em prática o maior programa de pavimentação de ruas e avenidas de Várzea Grande e a prefeita quer avançar ainda mais e atender mais pessoas”, disse o secretário de Viação e Obras Públicas, Luiz Celso Morais.

Conforme dados atualizados no final de janeiro, todos os projetos que envolvem os R$ 80 milhões estão praticamente licitados e nos últimos 20 dias tiveram suas ordens de serviços liberadas. Em execução estão R$ 10 milhões, restando R$ 70 milhões para finalizar esse primeiro convênio.

Leia mais:  Emanuel Pinheiro elabora plano de contingência para fase de mitigação do Coronavírus em Cuiabá

“Serão R$ 130 milhões para investimentos em infraestrutura para aplicação direta nesse ano. Fora tudo que já foi aplicado nos últimos anos, desde 2015, em todos os setores da prefeitura. Somente do PAC estamos investindo quase R$ 500 milhões. Mais que desenvolvimento e qualidade de vida, estamos gerando empregos em nossa cidade ao transformar Várzea Grande em um canteiro de obras. Em todos os cantos da cidade há um caminhão e uma equipe da prefeitura, uma empresa contratada, uma obra acontecendo”, disse Lucimar Sacre de Campos.

O contrato assinado hoje, como reforçou a prefeita, demonstra o zelo da gestão com o recurso público, pois as equipes de engenheiros e técnicos da Caixa Econômica estarão fiscalizando cronogramas, planilhas e gerenciando todos os projetos em andamento em nossa cidade que estão sendo empreendidos pelas empresas que venceram as licitações. “Projetos com transparência, zelo e qualidade. Várzea Grande tem e passará a ter isso tudo certificado por uma das instituições públicas mais respeitadas no país pelos órgãos de controle”.

O contrato de prestação de serviços entre a prefeitura e a Caixa é o segundo assinado no País, para acompanhamento e fiscalização de obras. O primeiro foi celebrado em Feira de Santana (BA) e tem como princípio proporcionar redução sobre os custos, melhorar análise das planilhas, tudo sob a expertise que a Caixa tem no mercado da construção, destacou o superintendente de Rede da Caixa, José Antônio da Silva.

“A Caixa desenvolveu um amplo conhecimento em acompanhamento de projetos, em preços de mercado. Obras aferidas constantemente resultam em economia e em projetos de qualidade. A prefeita se empenhou pessoalmente em celebrar esse contrato. É uma parceria muito importante para o Município, assegura o desenvolvimento, renda, empregos e em breve vai mostrar resultados. É uma parceria de 24 horas”, disse José Antônio.

O gerente da Filial da Caixa, Ubiratan Alves de Freitas, destacou que a relação estreita entre Caixa e Município resultará em obras com a qualidade e o prazo que a cidade precisa. “A Caixa confia em Várzea Grande”.

O coordenador dos projetos de pavimentação do Município, Olindo Pasinato, disse durante o ato de assinatura que todas as obras lançadas pela prefeita Lucimar visam sempre a melhoria da qualidade de vida da população. “Essa parceria com a Caixa traz todo um know-how técnico de acompanhamento de obras, etapa por etapa. Além de segurança, nosso corpo técnico terá muito auxílio e aprendizado também ao longo desse ano. Será uma excelente oportunidade para troca de experiências”.

Leia mais:  Neurilan Fraga fala sobre o pacote do Governo Federal para socorrer os municípios

Representando a Câmara Municipal, o vereador Claido Celestino (Ferrinho), reforçou a importância em se levar obras de infraestrutura aos bairros da cidade. “Em todos os cantos da cidade existem obras e são obras em todos os níveis, na educação, na saúde, no esporte e no lazer. São 40 anos em quatro anos de gestão”.

Finalizando a prefeita Lucimar Sacre de Campos lembrou que o fato de Várzea Grande estar com suas finanças em ordem, ter todas as certidões negativas e o mais importante, ser considerada como boa pagadora, estimula instituições financeiras como a CEF, Banco do Brasil, BNDES entre outros a emprestarem recursos. “Somos procurados constantemente por sermos bons pagadores e por entenderem que os recursos serão aplicados em prol de uma cidade melhor e com mais qualidade de vida para nossa gente”, disse a prefeita.

O CONTRATO – se refere a um convênio na ordem de R$ 80 milhões liberado no ano passado pela Caixa à prefeitura, em razão da sua estabilidade político-financeira e sua capacidade de endividamento. Conforme o contrato de prestação de serviços, os técnicos da Caixa Econômica irão, entre outras atividades, acompanhar o andamento das obras por meio de visita “in loco”, verificar a viabilidade de execução do projeto apresentado e a adequação dos custos e cronograma previstos para execução do empreendimento, assessoria no desenvolvimento de Planos, Projetos e Empreendimentos em Trabalho Social/Socioambiental, análise de viabilidade socioambiental de empreendimentos, verificação de compatibilidade entre os preços planejados para as atividades e aqueles praticados pelo mercado, apoio técnico operacional com intuito de caracterizar a conformidade financeira do empreendimento objeto da prestação de contas, conhecer as características da área de intervenção e seu entorno e/ou área de reassentamento, entre outros.

Por: Marianna Peres – Secom/VG

Comentários Facebook

CIDADES

Emanuel Pinheiro elabora plano de contingência para fase de mitigação do Coronavírus em Cuiabá

Publicado

por

Novo fluxo de atendimento nas unidades de Saúde e de contenção contra rápida propagação estão sendo construídos

 O Prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro convocou toda a equipe gestora da Secretaria Municipal de Saúde, Vigilância Epidemiológica e do ‘Comitê de Enfrentamento ao Novo Coronavírus’ para definir novas estratégias de contenção e combate à doença. A reunião que aconteceu durante toda manhã deste sábado (28) 

Por OZIANE RODRIGUES – O objetivo principal foit a elaboração de novos fluxos e métodos que sejam ainda mais eficazes frente à fase de Mitigação do Novo Coronavírus – que é o período em que a doença poderá se propagar mais rapidamente e contaminar um número maior de pessoas.

“Em pleno sábado estamos aqui com todas as forças focadas na sequência do trabalho rigoroso e criterioso que estamos fazendo contra a Covid -19. Nessas próximas semanas estaremos vivendo a fase de Mitigação do Coronavírus e para evitar colapsos nos hospitais e demais unidades de Saúde determinei e estamos aqui deliberando sobre  a construção de um plano de contingência que será usado para achatarmos a curva de contágio do vírus protegendo ao máximo nossa população”, explicou o prefeito.

As medidas e estratégias que estão sendo usadas por Pinheiro seguem as orientações da Organização Mundial de Saúde – OMS, Ministério da Saúde e o modelo adotado pelo mundo inteiro para tentar frear o Coronavírus que consistem em três fases: A Contenção – adotadas no início de uma epidemia para evitar o contágio do resto da população onde os principais atos são o rastreamento, por meio de testes e isolamento social.

Leia mais:  Neurilan Fraga sugeriu aos governadores que peçam a liberação do FEX a Bolsonaro

A Mitigação – onde já não será possível evitar todos os contágios. Sendo necessárias medidas de intensificação de isolamento social para evitar colapsos nas redes de Saúde. E a Supressão – forma mais radical que  busca romper as cadeias de transmissão do vírus, com o distanciamento social de toda população, como fez a China.Conforme Pinheiro, seguir esses critérios técnicos preventivos serão cruciais para que Cuiabá não sofra com contaminações desenfreadas.

“A Covid -19 está fazendo vítimas pelo mundo todo. Por isso já tomei uma série de medidas para não propagá-la em Cuiabá e as intensificaremos nos próximos dias. E agora, frente à fase de Mitigação estamos redesenhando o pacote de ações, discutindo as medidas com muito critério respeitando as definições da OMS  e demais órgãos. Tudo isso, exatamente para estabelecermos na nossa rede de enfrentamento a nova forma que Cuiabá vai agir no atendimento e na assistência à população que esteja  infectada pelo novo Coronavíru com um único foco, preservar e proteger a Saúde e a vida da população cuiabana”, finalizou ressaltando que as medidas definidas devem ser concluídas e comunicadas no início da próxima semana.

Leia mais:  Neurilan Fraga fala sobre o pacote do Governo Federal para socorrer os municípios

Medidas

A Prefeitura de Cuiabá, pautada no cuidado com à população, vem adotando uma série de medidas drásticas para evitar que a propagação da infecção se alastre na capital, uma das medidas foi a criação de um comitê de enfrentamento ao Covid 19, suspensão das aulas na rede municipal, fechamento do comércio (à exceção de estabelecimentos citados no Decreto 7.851/2020), a proibição do corte de fornecimento de água por 60 dias, suspensão das atividades em grupo nos CRAS e CREAS, limitação do Restaurante Popular a 50 pessoas por vez, suspensão do passe livre e da tarifa social de 23/03 a 05/04, suspensão do transporte público, higienização dos ônibus no ponto final de cada linha e disponibilização de álcool em gel nos terminais e estações, fechamento de feiras e ainda a determinação para execução do home office para os servidores públicos, excetuando-se os profissionais da Saúde.

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

Lucimar Campos prorroga IPTU com desconto e anuncia pagamento de salários

Publicado

por

Medidas visam ajudar na circulação de recursos na economia local e estimula contribuintes. 100% da arrecadação vai para a Saúde.

Por determinação da prefeita Lucimar Sacre de Campos (DEM) o IPTU 2020 que venceu no último dia 13 de março com descontos de 15%, foi prorrogado até 17 de abril e manteve o desconto como forma de estimular o contribuinte, além de autorizar a destinação total do valor arrecadado para a área de Saúde.

Por Marianna Peres –  “Já vamos pagar os salários dos servidores públicos municipais nesta semana para despejar mais de R$ 31 milhões na economia local e assegurar que o comércio e a indústria tenham um mínimo de circulação neste momento de dificuldade”, disse a prefeita Lucimar Sacre de Campos após reunião com a equipe econômica com os secretários, de Gestão Fazendária, Lucinéia dos Santos Ribeiro; de Planejamento, Edson Silva; Governo, Kalil Baracat; Administração, Pablo Gustavo Pereira; Saúde, Diógenes Marcondes; Educação, Silvio Fidélis; Promoção Social, Flávia Omar e Procuradoria Geral, Sadora Xavier.

A chefe do Poder Executivo da segunda maior cidade de Mato Grosso sinalizou ainda que na medida do possível e sem comprometer as ações da saúde pública vai acelerar liberação de recursos de obras públicas em execução pela iniciativa privada para diminuir o impacto da crise econômica na cidade.

Leia mais:  Cuiabá aguarda repasses do Ministério da Saúde para realizar ‘Drive Thru” na vacinação contra Influenza

A Secretária de Gestão Fazendária, Lucinéia dos Santos Ribeiro sinalizou que as prioridades da prefeita Lucimar Sacre de Campos, são todas voltadas, para a saúde e para o atendimento da população neste momento de dificuldades.

“Estamos colocando em prática toda uma operacionalização para atender as demandas dos contribuintes de forma online, não presencial e vamos utilizar, e-mails, SMS, WhatsApp entre outros meios de comunicação das mídias sociais para facilitar a comunicação e para analisar caso a caso, pois existem compromissos a serem honrados pelo Poder Público com a própria cidade, com a população e com o comércio e a indústria”, disse a secretária de Gestão Fazendária.

O secretário de Saúde, Diógenes Marcondes fez um retrospecto de todas as ações adotadas pela prefeita Lucimar Sacre de Campos desde 2015 quando assumiu a gestão municipal para assegurar que “todos os investimentos feitos na construção de duas Unidades de Pronto Atendimento – Upas Ipse e Cristo Rei, ambas funcionando, no Hospital Pronto Socorro Municipal de Várzea Grande, nas cinco Clínicas de Apoio a Família (antigas Policlínicas) que foram reformadas, ampliadas e melhoradas e nas duas Unidades Básicas de Saúde do São Simão e Região e do Aurilia Salles Curvo que está assegurando um atendimento da área de saúde para todos que necessitam”.

Leia mais:  Senado vota hoje, em sessão remota, antecipação de repasse do FPM: R$4,81 bi

O secretário de Saúde de Várzea Grande, lembrou que Várzea Grande está em uma situação de atendimento na área de saúde melhor que a grande maioria das cidades de Mato Grosso e que a tendência é que a média de 45% até 55% de atendimentos de pacientes de outras cidades e até mesmo Estados seja ampliada e será preciso garantir o atendimento pois Várzea Grande atende via SUS e sem nenhum tipo de cobrança.

“A prefeita Lucimar Sacre de Campos já mantém um nível de investimento da ordem de 30% na área de saúde e a tendência neste momento de crise é que este percentual seja ampliado, sendo que para isto, se faz necessário melhorar a entrada de dinheiro público para fazer frente aos compromissos públicos”, sinalizou.

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Segurança

MT

Brasil

Economia & Finanças

Mais Lidas da Semana





Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262