conecte-se conosco


CIDADES

Várzea Grande intensifica ações no reforço à campanha contra a gripe

Publicado

Com objetivo de buscar reforços para a Campanha Nacional de Vacinação contra o vírus Influenza A (H1N1), a Secretaria Municipal de Saúde de Várzea Grande por meio da Vigilância Epidemiológica do município, está deflagrando ações para que a meta seja alcançada até o término da vacinação prevista para ser encerrada no dia 31 desse mês. O que preocupa a Saúde é a baixa porcentagem alcançada por alguns grupos integrantes do público alvo. Do público alvo geral 41.106 doses já foram aplicadas, o que significa 66.17% do total de 58.690 pessoas a serem vacinadas.

Por Letícia Kathucia – Uma das ações de reforço à Campanha será realizada na próxima quarta-feira, 22, no Terminal de Integração André Maggi, na Av. Castelo Branco, S /N, Centro Sul, Várzea Grande. Serão realizadas vacinações da Campanha Nacional contra a Gripe para todos os grupos prioritários. O horário de atendimento será das 07h às 17h sem intervalo para o almoço.

Outra ação de reforço será o funcionamento de algumas unidades no próximo sábado, 25, para que sejam realizadas essas imunizações. As unidades do PSF do Água Limpa, Policlínica do Parque do Lago, Policlínica do Cristo Rei e as Clínicas de Atenção Primária do Jardim Glória e 24 de Dezembro, estarão funcionando das 08h às 17h.

A campanha teve início desde o dia 10 de abril com a realização de uma grande mobilização que foi o Dia D, realizado no dia 04, em todo o município de Várzea Grande.

De acordo com os dados divulgados, o número que mais preocupa é o de Crianças de 6 meses a menores de 6 anos (5 anos, 11 meses e 29 dias), que teve apenas 12.840 doses aplicadas, de um total de 23.308, o que corresponde à 55.09% da meta estipulada.

Leia mais:  Covid-19: quadro de análises de vacinas pela Anvisa

Outro grupo que apresentou baixa procura foi o do profissional da educação. Diante disso desde o último dia 14, a Secretaria Municipal de Saúde, vem realizando in loco, os trabalhos de imunização desses profissionais nas unidades de ensino, nos períodos matutinos e vespertinos.

Ainda nessa semana os trabalhos de imunização começam a serem feitos nos Centros Municipais de Educação Infantil. Em uma parceria entre o programa Saúde nas Escolas e a Vigilância Epidemiológica, e a Superintendência de Atenção Básica ,possibilitará vacinar in loco crianças que se enquadram na faixa etária de 6 meses a menores de 6 anos (5 anos, 11 meses e 29 dias). Nas escolas as ações acontecem  nos dias 11 e 17 de maio, já nas creches entre os dias 24 à 31 de maio, nos dois períodos, matutino e vespertino.

Os integrantes do grupo prioritário como gestantes, puérperas com até 45 dias após o parto, idosos com 60 anos e pacientes com comorbidades também não alcançaram meta, esse grupo somou 24.903 doses aplicadas. Os profissionais das forças armadas, pessoas privadas de liberdade (reeducandos e adolescentes internados em medidas socioeducativas) e funcionários do sistema penitenciário não possuem meta estipulada, esse grupo somou o total de 1.012 doses aplicadas. Lembrando que a meta preconizada pelo Ministério da Saúde é de 95%, quando a grupo possui dados de população alvo especificamente. A campanha segue até o dia 31 de maio e pode ser prorrogada caso haja necessidade.

Leia mais:  Ministro da Saúde detalha novas ações de enfrentamento à pandemia da Covid-19

 A Gerente da Vigilância Epidemiológica de Várzea Grade, Relva Cristina de Moura, faz um chamamento para que os inclusos nos grupos prioritários que ainda não vacinaram, busque imediatamente uma das unidades mais próximas de suas residências para que sejam feitas as imunizações.

“Estamos a quase dez dias do término da campanha e alguns números ainda preocupam. Por isso estamos buscando realizar essas medidas, a fim de alcançar a meta estipulada e manter a nossa população alvo protegida do Vírus da Influenza”, diz a gerente.

Relva explica ainda que uma das principais dúvidas da população é em relação aos efeitos colaterais da vacina. Segundo ela, a vacina é eficaz e não provoca reações graves.

O secretário Municipal de Saúde, Diógenes Marcondes disse que a preocupação da Secretaria de Saúde é com as crianças, que estão com índice de cobertura muito baixo. “É importante que as crianças recebam a vacina de influenza para se protegerem não só da gripe, mas também de suas complicações como a pneumonia, que tem maior ocorrência na época do inverno. A Saúde adota medidas e ações emergenciais para proteger toda a população que necessita da saúde preventiva. A vacina é a única forma de prevenir agravos das gripes”, destacou.

Comentários Facebook

CIDADES

AMM participará da reunião com os poderes para discutir a situação dos municípios

Publicado

O presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios, Neurilan Fraga é um dos convidados para a reunião virtual, promovida pelo governador Mauro Mendes com os demais poderes, na próxima segunda-feira, 01/03, ás 10.30h, para tratar da situação emergencial com a pandemia da Covid-19.

Crédito: Divulgação

Da AMM – Em seguida, ás 11.30h, outra reunião virtual está programada com os prefeitos, para debater as medidas emergenciais a serem tomadas em relação aos municípios. Entre estas medidas, poderá ser  adotada a quarentena obrigatória em todo Estado

O Ministério Público do Estado pediu que a Justiça determine que as prefeituras de Cuiabá e Várzea Grande criem decretos com medidas mais restritivas de prevenção, em um prazo de 24 horas. Medidas como o fechamento de qualquer atividade de lazer ou eventos que gerem aglomerações.

Na opinião do presidente da AMM, além de Cuiabá e Várzea Grande, como propõe o Ministério Público, os outros municípios também tem que ter medidas mais severas, haja visto que os pacientes mais graves, acabam sendo transferidos para Cuiabá e Várzea Grande, lembrando que na maioria dos municípios, principalmente os menores não tem leitos de UTI.

Leia mais:  Covid-19: quadro de análises de vacinas pela Anvisa

Fraga ressaltou ainda que, inclusive uma audiência pública que estava programada para o dia 4 de março,  em Vila Bela da Santíssima Trindade, com o objetivo de discutir o Zoneamento Socioeconômico Ecológico de Mato Grosso, organizada pela AMM e a prefeitura de Vila Bela foi cancelada. Estaria também na organização deste o evento a presidente da Associação Campos do Guaporé,  Terezinha Helena Staut Costa, o presidente do Sindicato Rural, José Teixeira e o presidente da Associação Ricardo Franco, Newton Mioto, com a participação de outras entidades do Estado, além de prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e demais lideranças da região.

A  AMM vem orientando os prefeitos desde o início da pandemia na adoção de medidas restritivas como toque de recolher, uso de máscaras,  álcool em gel,  o distanciamento e o isolamento social, cancelamento de eventos públicos e privados, bem como medidas de restrição de atividades que geram as aglomerações, no sentido de evitar a propagação do novo coronavírus.

Entre as recomendações, estão também as relacionadas as atividades escolares. “Realizamos um levantamento com 128 prefeitos sobre o retorno, de que forma poderiam ser a retomadas das aulas. Não recomendamos nem mesmo no sistema híbrido, pois mesmo com todos os cuidados, poderá provocar aglomerações nas escolas, podendo ser apenas remoto. Neste momento, precisamos unir esforços par salvar vidas”, alertou Neurilan.

Leia mais:  Em 24 horas, país registra 721 mortes e 34 mil novos casos de covid-19

De acordo com o último boletim epidemiológico, divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde, já foram notificados 249.969 casos confirmados da Covid-19, sendo registrados 5.769 mortes em decorrência do coronavírus. “A situação é preocupante e por este motivo, estamos sempre emitindo notas técnicas e ofícios para os gestores com as recomendações de medidas urgentes e necessárias para a população”, disse ele.

Fraga destacou que em muitos municípios a capacidade de leitos de enfermaria e de UTI já está saturada. Por outro lado, o próprio sistema de saúde do Estado já está quase colapsado, sendo necessário a tomada de medidas mais restritivas para barrar o avanço da Covid-19 nestas últimas semanas.

Fonte: AMM

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

Governo Federal lança Agenda do Prefeito para auxiliar gestores na condução da administração municipal

Publicado


Prefeitos e equipes contam com mais uma ferramenta de apoio para a condução eficiente das administrações públicas municipais. Trata-se da Agenda do Prefeito + Brasil, lançada pelo Governo Federal para auxiliar os municípios a aprimorarem a governança e a condução das atividades nas prefeituras. A iniciativa é considerada de grande utilidade para a administração pública municipal nos contextos político, administrativo e técnico.

A Agenda é composta por um conjunto de quatro ações para orientar os gestores municipais: O Guia do Novo Prefeito, elaborado para conduzir as ações municipais nos primeiros dias de mandato; o Portal Federativo, que fornece painéis especializados e informações sobre convênios e prestação de contas em geral; o Informe Federativo, que traz informações sobre as ações em benefício dos municípios, além do Programa de Formação Prefeito + Brasil, que capacita e atualiza os envolvidos na administração Pública.

A Associação Mato-grossense dos Municípios está comunicando as prefeituras sobre o conteúdo, que está disponível no Portal Federativo: https://www.gov.br/secretariadegoverno/pt-br/portalfederativo A AMM sugere a leitura do informativo, que será importante para esclarecer dúvidas em várias áreas da administração pública.  Prefeitos e equipes também podem se cadastrar para receber periodicamente informações em primeira mão pelo link: https://www.gov.br/secretariadegoverno/pt-br/portalfederativo/contatos

 

Acesse aqui o Comunicado da AMM

Fonte: AMM

Leia mais:  AMM acompanha tramitação de projeto que autoriza municípios a adquirir vacinas contra Covid-19

Comentários Facebook
Continue lendo

Segurança

MT

Brasil

Economia & Finanças

Mais Lidas da Semana





Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262