conecte-se conosco


MT

Botelho volta a cobrar participação do agronegócio no combate à fome

Publicado

Deputado destaca ação da ALMT para aquisição de 200 cilindros de oxigênio e sacolões de alimentos para enfrentamento da pandemia

Por ITIMARA FIGUEIREDO – Para ajudar Mato Grosso, que está entre os estados brasileiros com alta no número de contaminados pela covid-19, o primeiro-secretário da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), deputado Eduardo Botelho (DEM), voltou a cobrar a participação dos grandes produtores do agronegócio no enfrentamento à pandemia, com a arrecadação de recursos que ajudem, por exemplo, no combate à fome.

Para ajudar, os deputados aprovaram durante a sessão ordinária, desta segunda-feira (05), o requerimento da Mesa Diretora para a alocação de recursos financeiros e adoção de procedimentos para aquisição de 200 cilindros de oxigênio, após análise de preços e legalidade da iniciativa.

Em seu discurso, Botelho disse que é inconcebível que apenas os pequenos empreendedores, especialmente, os do setor de eventos, se esforcem para o combate à pandemia, com a suspensão das suas atividades, sem a devida atenção para que superem a crise econômica causada em decorrência à covid-19.

Leia mais:  Equipe técnica comprova economicidade e viabilidade da implantação do BRT em Cuiabá e Várzea Grande

Ele conclamou a comissão especial do Observatório Socioeconômico Social, presidida pelo deputado Carlos Avallone (PSDB), para formar uma força-tarefa com os produtores rurais para ajudar.

“Quem está sofrendo mesmo com essa pandemia são os comerciantes, são aqueles do setor de eventos. Esses, sim, estão pagando por todos. Ora, se estão fechados, se estão parados, não é para o bem de todos? É! Então, não é justo que todos paguem essa conta? Ou é só eles e as pessoas que vão perder empregos que vão pagar, enquanto outros estão nadando em berço esplêndido? Não! Temos que fazer justiça. É preciso fazer uma distribuição de renda para o bem de todos. É hora de essas pessoas [grandes produtores] virem à frente e fazer uma grande campanha para arrecadar recursos e ajudar os pequenos empresários e as pessoas que passam fome.  É preciso um grande debate contra a fome em Mato Grosso”, disse Botelho, ao lembrar a força do agronegócio, inclusive, quando há interesse de eleger algum representante político.

Leia mais:  Governo do Estado entrega mais de 7.500 cartões de auxílio financeiro em 12 municípios

Botelho reconheceu o empenho dos deputados para ajudar, mas alertou que a ALMT mesmo tendo recursos, esbarra na legislação e o Ministério Público Estadual pode entrar com ação. Ele defende a atuação incisiva da ALMT na área social para contribuir com milhares de cidadãos que estão sendo penalizados, seja pela falta de atendimento hospitalar ou pela falta de alimentos à mesa.

“A fome assola o povo, no estado mais rico da federação, proporcionalmente, que teve ganhos nessa pandemia, ganhos para poucos, apenas uma parcela de empresários e, sobretudo, os que atuam no agronegócio, mas a grande maioria está passando fome sim. Será que não é hora de entrarmos nisso? Temos recursos na Assembleia e podemos comprar. Agora, o sistema de atendimento das prefeituras está colapsado, não estão fazendo isso de forma eficaz. A Assembleia poderia fazer esse trabalho social. Mas, esbarramos no Ministério Público, estamos fazendo uma consulta no Tribunal de Contas para a compra de cilindros de oxigênio e sacolões. Vamos enfrentar essa luta!”

Avallone informou que alguns empresários já manifestaram a vontade de doar cilindros de oxigênio através do projeto Oxigênio Solidário. “Vamos doar 200 cilindros porque em 24 horas conseguimos 238 doações de empresários”, explicou Avallone, durante a sessão.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook

MT

Regional de Alta Floresta multa e embarga áreas de desmatamento ilegal, garimpos e posto de gasolina em Apiacás e região

Publicado


A Unidade Desconcentrada da Secretaria de Meio Ambiente de Alta Floresta realizou uma operação que resultou na autuação e embargo de áreas de desmatamento ilegal, garimpo e um posto de gasolina. A fiscalização começou na segunda-feira (03.05) e terminou nesta sexta (07.05) nos municípios de Apiacás, Paranaíta e Nova Canaã.

A autuação de desmate ilegal foi no valor de R$ 6,1 milhões e um total de 1,2 mil hectares de área embargada. A operação ocorreu em parceria com a Polícia Civil de Alta Floresta, Apiacás e Monte Verde e resultou na prisão de quatro pessoas.

A equipe formada por servidores da Sema e policiais civis também autuaram e embargaram três garimpos e um posto de gasolina que estavam atuando de forma ilegal, sem licença de operação, em Apiacás.

Dois dos garimpos foram multados em R$ 200 mil cada e o terceiro em R$ 500 mil, 9 motores a diesel foram apreendidos e 2 pessoas foram presas em flagrante durante a operação. A multa no posto de gasolina foi de R$150 mil.

O diretor da Regional de Alta Floresta, Vinicius Rezek, destacou que as ações da Regional estão voltadas para a tentativa de frear o desmatamento, realizando operações de fiscalização e de combate à crimes ambientais na região.

Leia mais:  Governo do Estado contempla 5 mil famílias do Nortão com auxílio financeiro

“As ações com apoio policial são muito importantes pois conseguimos atingir os objetivos de forma mais célere, identificando os infratores e levando em flagrante para a delegacia.  Estamos em constante monitoramento pela Plataforma Planet para coibir estes crimes ambientais”, afirmou Vinicius.  

Tolerância Zero

O combate ao desmatamento ilegal faz parte da política pública do Governo do Estado de Mato Grosso de tolerância zero para crimes ambientais.  A meta é que por meio da fiscalização em campo e da Plataforma de Monitoramento da Cobertura Vegetal que utiliza Imagens de Satélite Planet a pasta possa agir de forma preventiva, minimizando os danos e aumentando a celeridade na resposta.

A fiscalização que resultou no embargo e autuação de áreas de desmate ilegal de Apiacás e região foram resultados do monitoramento e alertas emitidos pela Plataforma de Satélite Planet. Já as ações nos garimpos foram motivadas por monitoramento das imagens e denúncias.

Denúncia

O cidadão pode denunciar crimes ambientais à Ouvidoria Setorial da Sema: 0800-65-3838 ou via WhatsApp no (65) 99281- 4144, nas unidades regionais da Sema ou aplicativo MT Cidadão.

Leia mais:  Educadora financeira orienta servidores sobre os cuidados com o orçamento doméstico em tempos de pandemia

Regional de Alta Floresta

A Regional de Alta Floresta embargou 2,3 mil hectares e aplicou multas no valor de R$14,6 milhões entre janeiro e março deste ano durante operações de fiscalização na região. Também foram realizados 49 autos de infração, 41 termos de embargo, 12 termos de apreensão e 58 notificações nos três primeiros meses do ano.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

MT

Governo entrega 3,3 mil cartões do Ser Família Emergencial em Santo Antônio do Leverger e Poconé neste sábado (08)

Publicado


O Governo de Mato Grosso entrega neste sábado (08.05) os cartões do Ser Família Emergencial para moradores de Santo Antônio do Leverger e Poconé. No total, 3.341 pessoas receberão o benefício nos dois municípios.

A secretária de Assistência Social e Cidadania, Rosamaria Carvalho, fará as entregas acompanhada dos prefeitos e de deputados estaduais, entre outras autoridades.

Em Santo Antônio do Leverger, serão entregues 860 cartões e a solenidade será na Secretaria de Assistência Social do município, às 8h30.

Já em Poconé, o evento está previsto para as 11h30, no Ginásio Guido Silva. No município, 2.481 famílias serão beneficiadas com o auxílio financeiro emergencial.

Serviço

Entrega dos cartões do auxílio Ser Família Emergencial em Santo Antônio do Leverger e Poconé

Data: sábado (08.05)

Horários:

8h30 – Santo Antônio do Leverger, na Secretaria Municipal de Assistência Social, Avenida dos Tarumeiros, em frente ao restaurante Largo do Tarumeiro.

11h30 – Poconé, no Ginásio Guido Silva, atrás do Fórum.

Fonte: GOV MT

Leia mais:  Governo do Estado entrega mais de 7.500 cartões de auxílio financeiro em 12 municípios

Comentários Facebook
Continue lendo

Segurança

MT

Brasil

Economia & Finanças

Mais Lidas da Semana





Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262