Connect with us

Saúde

Brasil ultrapassa 500 mortes por dengue em 2022

Published

on

País contabiliza 1,1 milhão de casos nos primeiros seis meses do ano

O Brasil registrou 504 mortes por dengue, no período de 1º de janeiro a 4 de junho. O número representa praticamente o dobro de mortes notificadas em todo o ano passado, segundo o Boletim Epidemiológico divulgado pelo Ministério da Saúde.

Dengue

Da ABr – O estado de São Paulo lidera a lista, com 180 óbitos. Em seguida aparecem Santa Catarina (60), Rio Grande do Sul (49), Goiás (44) e Paraná (43). Há ainda 364 óbitos em investigação.

Somente neste ano foram contabilizados 1,1 milhão de casos prováveis de dengue em todo o país, o que implica em uma taxa de incidência de 517,9 casos a cada 100 mil habitantes. A marca atingida em apenas seis meses já representa mais do que o dobro dos casos registrados em todo o ano de 2021 (544.460).

A Região Centro-Oeste do país lidera a taxa de incidência, com a marca de 1.544,2 casos a cada 100 mil habitantes, mais alta que a média brasileira. É nessa região também que estão os municípios com o maior número de infectados: Brasília, com 51.131 casos; e Goiânia, com 41.637 casos. Em seguida no ranking aparecem Joinville (SC), com 23.058 casos; São José do Rio Preto (SP), com 16.005 casos; e Aparecida de Goiânia (GO), com 14.689.

Leia mais:  Ações dos núcleos de Avaliação de Tecnologia em Saúde de MT são destaques nacionais

Chikungunya e Zika

De janeiro e junho, o Brasil contabilizou 108.730 casos prováveis de chikungunya, aumento de 95,7% em relação ao mesmo período de 2021. Segundo o boletim, até este momento, foram confirmados 19 óbitos para chikungunya, sendo 14 deles foram registrados no estado do Ceará. Outros 40 óbitos estão em investigação.

Quanto aos dados de zika, o boletim informa que foram contabilizados 5.699 casos da doença, aumento de 118,9% em relação ao mesmo período do ano passado. Nenhuma morte por zika foi notificada no país neste ano de 2022.

Sintomas

Dengue, zika e chikungunya são doenças transmitidas pelo mesmo mosquito e seus sintomas são semelhantes: em geral, elas provocam febre, dor de cabeça e manchas vermelhas pelo corpo. Mas alguns poucos sintomas as diferenciam. No caso da dengue costuma haver uma dor atrás dos olhos. Já a chikungunya pode provocar dor e inchaço nas articulações. A zika, por sua vez, pode causar febre baixa e vermelhidão nos olhos.

Para combater o mosquito transmissor dessas três doenças, as pessoas devem manter os ambientes e recipientes limpos e sem acúmulo de água, que favorecem a sua proliferação. As principais medidas de prevenção são: deixar a caixa d’água bem fechada e realizar a limpeza regularmente; retirar dos quintais objetos que acumulam água; cuidar do lixo, mantendo materiais para reciclagem em saco fechado e em local coberto; e eliminar pratos de vaso de planta ou usar um pratinho que seja mais bem ajustado ao vaso.

Leia mais:  Emanuel Pinheiro anuncia ampliação de locais de testagem da Covid-19 em Cuiabá

Comentários Facebook

Saúde

Hospital Metropolitano passa a ofertar serviço de neurocirurgia

Published

on

O Hospital Metropolitano, em Várzea Grande, passa a disponibilizar, via Sistema de Regulação (Sisreg III), o serviço de neurocirurgia – novo atendimento ofertado no local. A unidade de saúde já é referência em ortopedia, traumatologia e urologia, além do tratamento da Covid-19.

Foram ampliados no hospital 30 novos leitos de UTI, sendo 10 para pós-operatório, 10 para atendimento geral e 10 para neurologia, disponibilizados desde as 19h de quarta-feira (29.03).

“Trabalhamos para aumentar os serviços ofertados nas unidades de Saúde do Governo do Estado. Nosso objetivo é acelerar o atendimento dos pacientes que aguardam na Regulação por uma vaga”, diz a secretária estadual de Saúde, Kelluby de Oliveira. 

Atualmente, a unidade de saúde dispõe de 80 leitos intensivos, sendo 10 leitos de UTI geral para pós-operatório, 20 leitos de UTI geral, 10 leitos de UTI para neurologia e 40 leitos de UTI Covid-19. 

“O Governo do Estado está fazendo o que compete a ele dentro das divisões de tarefas estabelecidas na diretriz do Sistema Único de Saúde (SUS), e não mede esforços para trabalhar pelos atendimentos de alta complexidade, com risco maiores e que precisam de leito de UTI de retaguarda”, pontua a secretária executiva da Secretaria Estadual de Saúde, Deisi Bocalon.

Leia mais:  Emanuel Pinheiro anuncia ampliação de locais de testagem da Covid-19 em Cuiabá

Conforme a diretora do hospital, Cristiane de Oliveira Rodrigues, a unidade está dividida entre alas Covid-19 e Não Covid-19, com o objetivo de prevenir infecção cruzada. “Priorizamos a segurança dos profissionais e dos pacientes de modo que os riscos sejam mínimos para ambos”, pontua a diretora.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue Reading

Saúde

Emanuel Pinheiro anuncia ampliação de locais de testagem da Covid-19 em Cuiabá

Published

on

O prefeito Emanuel Pinheiro anunciou, durante transmissão ao vivo em  rede social, nesta terça-feira (28), que em razão do aumento significativo na procura por testes rápidos de diagnóstico da Covid-19, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) irá ampliar os locais para o atendimento das demandas em decorrência da doença viral, em Cuiabá. 

Atualmente a testagem do novo coronavírus é realizada nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e Policlínicas da cidade. Entretanto, a partir da próxima segunda-feira (4), alguns Centros de Saúde Bucal passarão a realizar os procedimentos. São eles, o Centro de Especialidades Odontológicas do bairro Dom Aquino, o  Centro de Especialidades Odontológicas Osmar Cabral, bem como as Clínicas Odontológicas do Leblon e CPA II. A meta é realizar cerca de 120 testes por dia, em cada unidade. 

“Vamos colocar pelo menos dois médicos por unidade, a fim de atender a demanda que está grande nas UBS, UPAs e Policlínicas. As unidades atenderão somente pacientes com sintomas gripais. A secretária Suelen Alliend e a equipe da Secretaria de Saúde estão trabalhando para desafogar a rede e atender o maior número de pessoas possível”, disse o gestor. 

Leia mais:  Stopa aponta investimento constante na Atenção Básica como fundamental para avanços na saúde

Somado a isso, será colocado em prática o projeto Equipe Resgate, onde duas vans, compostas por equipes volantes prestarão apoio aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). Elas vão se deslocar até as UPAs no período das 17h às 22h, realizando o atendimento aos enfermos classificados pela triagem com a etiqueta verde – pouco urgente, diminuindo a concentração nestes espaços, podendo estender suas atividades até outros ambientes estratégicos da cidade, como por exemplo, Policlínicas, praças e equipamentos públicos. 

Ainda durante a live, o Chefe do Executivo Municipal aproveitou para fazer um apelo à população que ainda não tomou a segunda dose da vacina, para que procurem o polo mais próximo de sua residência e recebam os imunizantes. Segundo ele, 90% das internações em estágio grave são pacientes que não concluíram o esquema vacinal. 

Fonte: Prefeitura de Cuiabá MT

Comentários Facebook
Continue Reading

Segurança

MT

Brasil

Economia & Finanças

Mais Lidas da Semana

Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262