conecte-se conosco


Saúde

Brasil ultrapassa marca de 110 milhões de doses de vacinas aplicadas

Publicado

Mais de 110 milhões de doses de vacinas contra a covid-19 já foram aplicadas no Brasil, o que significa que mais da metade da população vacinável já receberam pelo menos uma dose de imunizante, ou seja, mais de 80 milhões de pessoas.

Da Abr – No país, considera-se público vacinável pessoas maiores de 18 anos, correspondendo a cerca de 160 milhões de brasileiros. Já foram distribuídas, pelo Ministério da Saúde, mais 143 milhões de doses de vacinas para os estados e o Distrito Federal, possibilitando a imunização de 100% dos grupos prioritários da campanha, com pelo menos uma dose da vacina.

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse que essa marca vai além dos números. “Os efeitos da nossa campanha de vacinação podem ser percebidos na redução de óbitos e de internações decorrentes da doença. Estamos no caminho certo para salvar cada vez mais vidas”.

O ministro ressaltou a importância de a população completar o esquema vacinal com as duas doses dos imunizantes. “A melhor vacina é aquela aplicada no braço do brasileiro. E, para que ela tenha o efeito desejado, é preciso que a pessoa vá até o local de vacinação no prazo correto e tome a segunda dose. Só assim a imunização estará completa”, disse.

Leia mais:  Com 60% da população vacinada, mortes e casos de covid-19 caem 40%

Na quarta-feira (7), o ministério lançou campanha para incentivar a vacinação com a segunda dose do imunizante. Entre as vacinas liberadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), para serem aplicadas no Brasil, estão a AstraZeneca/Fiocruz, Pfizer/BioNTech e Coronavac/Butantan. Apenas a Janssen, da farmacêutica Johnson & Johnson, é dose única.

Fonte: AMM

Comentários Facebook

Saúde

Brasil tem 19,7 milhões de casos e 551,8 mil mortes por Covid-19

Publicado

por

Foram 41 mil diagnósticos e 1.333 mortes em 24 horas

O total de pessoas infectadas desde o início da pandemia de covid-19 chegou hoje (27) a 19.749.073. Entre ontem e hoje, as autoridades de saúde confirmaram 41.411 diagnósticos positivos de covid-19. 

Boletim mostra a evolução dos números da pandemia de covid-19 no Brasil.
Boletim mostra a evolução dos números da pandemia de covid-19 no Brasil. – Ministério da Saúde

Por Jonas Valente – Ainda há 730.416 casos em acompanhamento, situação em que o paciente tem a condição clínica observada por equipes de saúde e que ainda pode evoluir para diferentes quadros, inclusive graves.

A quantidade de vidas perdidas para a pandemia alcançou 551.835. Em 24 horas, as autoridades de saúde confirmaram 1.333 novas mortes por covid-19.

As autoridades de saúde ainda investigam 3.424 falecimentos que podem ter sido causados pela covid-19.

As informações foram divulgadas na noite desta terça-feira (27) pelo Ministério da Saúde em sua atualização diária. A pasta consolida dados enviados pelas secretarias estaduais de saúde sobre casos e mortes relacionados à covid-19.

Leia mais:  Com 60% da população vacinada, mortes e casos de covid-19 caem 40%

O número de pessoas que se recuperaram da covid-19 somou 18.466.822.Os dados em geral são menores aos domingos e segundas-feiras em razão da dificuldade de alimentação do sistema pelas secretarias estaduais. Já às terças-feiras os resultados tendem a ser maiores pela regularização dos registros acumulados durante o fim-de-semana.

Estados

No topo do ranking de mortes por estado estão São Paulo (137.740), Rio de Janeiro (58.612), Minas Gerais (49.901), Paraná (34.695) e Rio Grande do Sul (33.147). No topo de baixo da lista estão Acre (1.797), Roraima (1.831), Amapá (1.898), Tocantins (3.477) e Alagoas (5.759).

Vacinação

Até hoje, foram distribuídas pelo ministério da Saúde 175.869.358 doses de vacinas contra a covid-19. Desse total, 134,6 milhões de doses foram aplicadas, 96,5 milhões como primeira dose e 38 milhões como segunda  dose ou dose única.

Edição: Aline Leal

Comentários Facebook
Continue lendo

Saúde

Com 60% da população vacinada, mortes e casos de covid-19 caem 40%

Publicado

por

São 96 milhões de brasileiros vacinados com, pelo menos, a 1ª dose

Com a vacinação de mais de 96 milhões de brasileiros contra a covid-19 com, pelo menos, a primeira dose do imunizante, o número de casos e de óbitos pela doença caíram cerca de 40%, em um mês, de acordo com dados do LocalizaSUS, plataforma do Ministério da Saúde.

Da ABr – Os números consideram a média móvel de casos e mortes de 25 de junho a 25 de julho deste ano. No caso das mortes, a queda é de 42%: passou de uma média móvel de 1,92 mil para 1,17 mil, no período. O número de casos caiu para 42,77 mil na média móvel de domingo (25), o que representa redução de 40% em relação ao dia 25 de junho, segundo o Ministério da Saúde.

Vacinas

O Brasil ultrapassou a marca de 60% da população vacinada com, pelo menos, uma dose de vacina contra a covid-19. Nessa situação já são mais de 96,3 milhões de brasileiros, dos 160 milhões com mais de 18 anos. Apesar da boa marca de primeira dose, segundo dados do vacinômetro do Ministério da Saúde, o número de pessoas com ciclo de imunização completo, ou seja, que tomaram duas doses da vacina ou a dose única é de 37,9 milhões de pessoas. Para que as vacinas sejam de fato eficazes, as autoridades de saúde alertam que é necessário que as pessoas tomem as duas doses. “A medida reforça o sistema imunológico e reduz as chances de infecção grave, gravíssima e, principalmente, óbitos em decorrência da covid-19”, destaca o Ministério.

Leia mais:  Brasil registra 19,68 milhões de casos de covid-19 e 549,92 mil mortes

Ainda segundo balanço da pasta, das 164,4 milhões de doses enviadas para os estados, 81,5 milhões são da AstraZeneca/Oxford, 60,4 milhões são da CoronaVac/Sinovac, 17,8 milhões de Pfizer/BioNTech e 4,7 milhões da Janssen, imunizante de dose única. “Todas as vacinas estão devidamente testadas, são seguras e têm autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para serem aplicadas nos braços dos brasileiros”, destacou o Ministério.

Novas doses

Até o fim de 2021, a expectativa é de que mais de 600 milhões de doses de imunizantes contra o novo coronavírus, contratadas por meio de acordos com diferentes laboratórios, sejam entregues ao Programa Nacional de Imunizações. Somente para o mês de agosto, a previsão é de que a pasta receba, pelo menos, 63 milhões de doses.

Produção local

A partir de outubro, o Brasil deve entrar em uma nova fase em relação à vacinas contra a covid-19 com a entrega das primeiras doses 100% nacionais. É que o Brasil assinou um acordo de transferência de tecnologia da AstraZeneca para a Fundação Oswaldo Cruz (FioCruz) que permitirá a produção nacional do Insumo Farmacêutico Ativo (IFA) da vacina de covid-19. Atualmente, o Brasil só produz vacina com o IFA importado.

Leia mais:  Com 60% da população vacinada, mortes e casos de covid-19 caem 40%

Edição: Valéria Aguiar e Kelly Oliveira

Comentários Facebook
Continue lendo

Segurança

MT

Brasil

Economia & Finanças

Mais Lidas da Semana





Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262