conecte-se conosco


GERAL

Caminhos da Reportagem mostra como descomplicar a vida financeira

Publicado


Saber quanto ganha, quanto gasta, o que dá para guardar, quais gastos priorizar. Anotar até o picolé do dia de calor, recorrer ao bom e velho cofrinho, fazer planilha, descobrir o que é possível cortar. Poupar, investir. Esses são alguns passos que podem levar a uma vida financeira mais descomplicada, mas que ainda não fazem parte da realidade de muitos brasileiros: a educação financeira.

Descomplicando a educação financeira Descomplicando a educação financeira

Planejadores financeiros garantem que é possível se organizar, mesmo ganhando pouco – Divulgação – TV Brasil

O Caminhos da Reportagem desta semana vai mostrar como ter acesso ao planejamento financeiro pode mudar vidas. No Brasil, cerca de 74% das famílias estão endividadas. No entanto, mesmo em uma realidade de alto desemprego e renda média em torno de R$ 2.489, educadores e planejadores financeiros garantem que é possível se organizar, mesmo ganhando pouco. Muitos atuam em feiras e eventos nas comunidades de baixa renda e conseguem ver a melhora na qualidade de vida e na saúde mental das pessoas.

Descomplicando a educação financeira Descomplicando a educação financeira

Dina Prates atende muitos clientes endividados que não sabem mais o que fazer – Divulgação TV Brasil

“A quantidade de clientes que eu já tive chegaram em uma situação de ‘não sei mais o que fazer, estou com vários problemas de saúde’, advindos do endividamento, da ausência de renda”, conta Dina Prates, educadora financeira e uma das sócias do Instituto Estrela Preta, que fica em Porto Alegre.

Descomplicando a educação financeira Descomplicando a educação financeira

Cícero Mariano mora em Brasília e está quitando dívidas do cartão de crédito – Divulgação – TV Brasil

Cícero conheceu bem essa realidade. Alagoano vivendo em Brasília, teve uma fase de endividamento e precisou morar no carro. Ele conta que comia quando dava. Atualmente o mecânico aluga uma quitinete e está quitando as dívidas do cartão de crédito. O projeto, a longo prazo, é abrir um pequeno negócio e aprender mais sobre finanças. “A única coisa que os pais ensinam pra gente é ‘meu filho, você tem que comprar uma casa, trabalhar, casar e constituir família’. Eu fiz o ensino médio todinho e nunca ouvi falar em educação financeira”, lamenta Cícero Mariano de Souza.

Descomplicando a educação financeira Descomplicando a educação financeira

Crianças aprendem sobre indicadores financeiros e investimento, no interior de São Paulo – Divulgação – TV Brasil

Crianças de uma escola em Jacareí, interior de São Paulo, vão poder contar outra história. As escolas municipais têm usado a plataforma digital Tindin Escola que, por meio de simulação e brincadeiras ensina as crianças sobre indicadores financeiros, prioridades de consumo, empreendedorismo e investimento. A plataforma faz parte de uma startup de educação financeira. “Quando meu filho, aos 3 anos e meio, teve um problema com consumismo infantil eu acabei pesquisando sobre o tema finanças para crianças”, lembra Eduardo Schroeder, fundador da Tindin. O resultado com as crianças de Jacareí já está aparecendo. “Eu aprendi que não é para ficar saindo pros lugares e gastando tudo que você tem, daí seu dinheiro fica negativo”, afirma Gabriel Davi dos Santos, estudante do 5º ano

O Caminhos da Reportagem é neste domingo, dia 05/12, às 20h.

Ficha técnica

Reportagem: Flavia Peixoto

Produção: Amanda Cieglinski, Carol Oliveira, Deise Machado

Imagens: Cadu Pinotti, Rogerio Verçoza, Sigmar Gonçalves

Apoio às imagens: André Rodrigo Pacheco

Auxílio técnico: Alexandre Souza, Caio Manlio

Apoio técnico: Dailton Matos

Edição de texto: Francislene de Paula

Edição de imagens e finalização: Jerson Portela

Arte: Eudes Lins

Legenda Fotos 

01 – Cícero Mariano tem quitado dívidas e sonha com o negócio próprio 

02 – Dina Prates, fundadora do Instituto Estrela Preta
03 – Alunos aprendem sobre finanças em plataforma digital 
04 – Cerca de 74% das famílias brasileiras estão endividadas
05-  Principal modalidade de endividamento é o cartão de crédito
 

Edição: Maria Claudia

Fonte: EBC Geral

Comentários Facebook
Leia mais:  Programa da TV Brasil apresenta perspectivas da ciência para 2022

GERAL

Masp inaugura iluminação noturna no aniversário de São Paulo

Publicado


O Museu de Arte de São Paulo (Masp) irá inaugurar no próximo dia 25, aniversário de 468 anos da capital paulista, a nova iluminação externa do edifício, um dos símbolos da cidade de São Paulo. O novo sistema de iluminação vai destacar a estrutura arquitetônica do prédio por meio da instalação de luminárias de alta eficiência energética. O vão-livre também terá um aumento na iluminação.

“Pela primeira vez o prédio do Masp, tão integrado à vida da cidade, vai poder ser apreciado em toda a sua imponência e com seus traços únicos também durante a noite”, destaca o diretor-presidente do Masp, Heitor Martins. A partir do acionamento do novo sistema, o prédio ficará iluminado de domingo a domingo no período noturno.

No dia da inauguração, o acesso ao museu será gratuito, com horário de funcionamento estendido das 10h às 21h. No fim da tarde, a partir das 18h, as persianas da galeria do 2º segundo andar do museu, que normalmente permanecem fechadas para preservação das obras, serão abertas. Dessa forma, quem estiver no interior do prédio poderá apreciar a vista do entardecer, e quem passar pela avenida Paulista poderá ver as obras expostas nos cavaletes de vidro projetados por Lina Bo Bardi, uma das marcas características do Masp.

Leia mais:  Festival de Verão de Campos do Jordão começa neste final de semana

Os ingressos gratuitos, para o dia 25, têm de ser reservados pelo site https://masp.org.br/ingressos.

Fachada do Museu de arte de São Paulo Assis Chateaubriand - Masp, na Avenida Paulista. Fachada do Museu de arte de São Paulo Assis Chateaubriand - Masp, na Avenida Paulista.

Fachada do Museu de arte de São Paulo Assis Chateaubriand – Masp, na Avenida Paulista, durante o dia. – Rovena Rosa/Agência Brasil

Edição: Bruna Saniele

Fonte: EBC Geral

Comentários Facebook
Continue lendo

GERAL

Mutirão retira mais de 100 quilos de lixo da orla do Rio de Janeiro

Publicado


Um mutirão de limpeza nas praias do Leme, Copacabana, Ipanema e Leblon, na zona sul do Rio recolheu 106 quilos lixo, uma média de 15kg por ponto de apoio espalhados na orla. A ação, que começou às 10h deste sábado, além de manter as praias limpas para o verão, serve para educar e conscientizar frequentadores e turistas sobre o descarte correto dos resíduos. De acordo com a concessionária Orla Rio, que organizou a iniciativa, os objetos mais inusitados coletados serão expostos na Casa de Cultura Laura Alvim, em Ipanema.

A limpeza de hoje faz parte do projeto de sustentabilidade e reciclagem de resíduos, o Recicla Orla. O presidente da Orla Rio, João Marcello Barreto, disse que o trabalho de conscientização é muito importante e o descarte correto do lixo já vem sendo feito. “Há dois anos, a Orla Rio criou o projeto Recicla Orla, que já conta com 56 pontos de entrega voluntárias espalhados pela orla. Temos o dever de cuidar das nossas praias, especialmente no verão, quando elas se tornam o principal point dos cariocas e turistas que visitam a cidade”, contou.

Leia mais:  Governador do Rio detalha ações do programa Cidade Integrada

O público foi convidado a participar e teve a oportunidade de saber mais sobre a importância do descarte correto de resíduos e como isso contribui para o ecossistema. A ação teve apoio da Secretaria Municipal de Esportes, e participação de escolinhas esportivas.

“Conscientizar a população sobre o descarte correto de resíduos será sempre o melhor caminho. Nosso meio ambiente precisa de todo o cuidado possível para que a nossa e as próximas gerações vivam em um ambiente sustentável”, destacou o secretário municipal de esportes, Guilherme Schleder.

A Orla Rio é responsável por administrar e revitalizar os 309 quiosques e 27 postos de salvamento da orla marítima da cidade. Em 2019, a concessionária passou a realizar programas de Environmental, Social and Corporate Governance (ESG). Um deles é o Recicla Orla, que é um projeto de sustentabilidade de coleta e reciclagem de resíduos sólidos, criado em parceria com a Polen, startup de sustentabilidade. Desde o início do projeto já foram reciclados mais de 609 toneladas de materiais como plásticos, papéis, vidros e metais.

Edição: Claudia Felczak

Fonte: EBC Geral

Leia mais:  ANAC dá primeira autorização para entrega comercial usando drones

Comentários Facebook
Continue lendo

Segurança

MT

Brasil

Economia & Finanças

Mais Lidas da Semana





Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262