conecte-se conosco


SEGURANÇA

Ciopaer completa 15 anos com investimentos, expansão e novas aeronaves

Publicado


Em 19 de julho de 2006 o Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) era criado, vinculado a então Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), atual Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT). Desde então, o Ciopaer tornou-se referência em policiamento aerotransportado, por meio de investimentos, de expansão e aquisição de novas aeronaves.

Todas estas conquistas foram relembradas nesta segunda-feira (19.07), durante solenidade de comemoração do aniversário da unidade. O secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante, relembrou sua primeira experiência com o Ciopaer, quando em 2008 estava na Sesp-MT. De lá para cá, segundo ele, muita coisa mudou.

“Nestes últimos dois anos e meio, o Governo do Estado conseguiu trazer para o Ciopaer três aeronaves chyennes, além do jato e do helicóptero, que chegam este ano. Praticamente é um Ciopaer novo com essas aeronaves, se compararmos com 2008, quando tínhamos apenas um helicóptero e algumas poucas aeronaves”, relembrou Bustamante.

O Ciopaer conta atualmente com uma frota de 10 aeronaves, sendo três helicópteros modelo AS 350 (Esquilo – Helibrás), e sete aviões, sendo um monomotor modelo Cessna 210, três bimotores Baron e três bimotores chyennes. Destes três chyennes, dois atendem como UTI Aérea, inaugurada no ano passado pelo governador Mauro Mendes.

Leia mais:  PM celebra 104 anos do 1º Batalhão de Polícia Militar de Cuiabá nesta quarta-feira (28)

Ainda estão previstas para serem entregues este ano mais uma aeronave e um helicóptero modelo AS 350 B3, também conhecido como “Esquilo”, que devem ser entregues ao Estado em setembro.

Outra grande conquista da unidade foi a expansão para o município de Sorriso (420 km de Cuiabá). A partir deste hangar, a base descentralizou sua atuação não só nas operações de segurança pública, mas também na fiscalização ambiental na região Norte do estado.

Ainda de acordo com o titular da Sesp-MT, “a unidade não tem como objetivo apenas o combate à criminalidade, mas também se mostrou fundamental com a UTI Aérea que tem salvado vidas, a distribuição de vacinas que tem levado acalento à sociedade e no combate às queimadas e incêndios florestais, junto com o Corpo de Bombeiros”.

Para o coordenador do Ciopaer, coronel PM Juliano Chiroli, o destaque foi para os homens e mulheres que fizeram da unidade o que ela se tornou atualmente. E agradeceu a cada um destes servidores e dos coordenadores anteriores a sua administração.

Leia mais:  Ação conjunta entre Penitenciária Feminina e PCE contém entrada de drogas e celulares e prende suspeitos

“Neste período grandes foram os avanços na aviação de segurança pública e os serviços prestados pela nossa unidade. Mas nesta oportunidade quero destacar a peça mais importante desta engrenagem, que são os nossos servidores. Nenhum avanço seria possível se não tivéssemos profissionais tão dedicados e comprometidos com a nossa missão”, destacou Chiroli.

Entrega de moedas

Também na solenidade foi realizada a entrega de moedas da unidade a cada uma das pessoas que contribuíram para o fortalecimento do Ciopaer. Foram homenageados os servidores da unidade, além do secretário Alexandre Bustamante, do adjunto de Integração Operacional, coronel PM Victor Fortes, dos comandantes da Polícia Militar, coronel Jonildo José de Assis e do Corpo de Bombeiros Militar, Alessandro Borges e o delegado da Polícia Judiciária Civil, Marcos Veloso.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook

SEGURANÇA

PM celebra 104 anos do 1º Batalhão de Polícia Militar de Cuiabá nesta quarta-feira (28)

Publicado


Na quarta-feira (28.07), às 19h, o 1º Batalhão de Polícia Militar de Cuiabá realizará solenidade alusiva aos 104 anos de fundação da unidade, comemorados no dia 03 de junho. O evento será realizado na sede do 1º BPM, na Avenida XV de Novembro, bairro do Porto, na capital. 

Além da tradicional formatura, autoridades militares e civis serão homenageadas com a medalha ‘Batalhão Daniel de Queiroz’- mérito centenário da PMMT. A solenidade de aniversário teve que ser adiada no dia 03 de junho, data de fundação da unidade, por causa da pandemia da Covid-19. 

A unidade faz parte da história mato-grossense. Patrimônio histórico estadual, o 1º BPM, pertence ao 1º Comando Regional da PM, e é considerada fundamental à Segurança Pública.  

Atualmente sob o comando do tenente-coronel Marco Antônio Guimarães, o batalhão atende mais de 30 bairros por meio de três Companhias da Polícia Militar instaladas na Lixeira, Beira Rio e Boa Esperança. O “Batalhão Daniel de Queiroz” é uma homenagem ao policial Daniel Queiroz, um carioca nascido em 1891 que atuou por mais de 40 anos na Polícia Militar de Mato Grosso, inclusive no 1º BPM, onde chegou ao posto de comandante da unidade. 

Leia mais:  Com 92 testes de alcoolemia realizados, Lei Seca prende 13 pessoas por embriaguez ao volante

Serviço 

PM celebra 104 anos do 1º Batalhão de Polícia Militar de Cuiabá 

Local: sede do 1º BPM, localizada na Av. XV de novembro, Porto, em Cuiabá 

Data: 28/07/2021 

Horário: 19h

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

SEGURANÇA

Polícia Federal faz operação para combater contrabando de ouro

Publicado


Agentes da Polícia Federal (PF) e da Receita Federal realizaram hoje (27) uma operação contra o contrabando de ouro, garimpado ilegalmente na região Norte do país. Batizada de Ruta 79, a operação cumpre quatro mandados de prisão preventiva e 21 mandados de busca e apreensão em cidades do Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais.
 
A PF estima que, no período de 2017 a 2019, a quadrilha tenha contrabandeado mais de uma tonelada de ouro para a Itália.
 
As investigações começaram com a prisão de um policial federal. De acordo com a PF, este policial fazia parte da organização criminosa e era o responsável pela passagem ilegal do ouro contrabandeado da área pública para a restrita dos aeroportos. Durante as investigações, mais de 17kg de ouro e joias foram apreendidos, tudo avaliado em mais de US$ 1 milhão.
 
Segundo a PF, os investigados usavam pessoas como “mulas” para transportar o ouro até a Itália. A carga tinha documentação falsa de empresas sediadas no Paraguai. Na sequência, a organização criminosa trazia joias compradas na Ásia e nos Estados Unidos utilizando novamente “mulas” para introduzi-las de maneira clandestina no Brasil.
 
A ação contou com 120 policiais federais no Rio de Janeiro, em Angra dos Reis, São Paulo, São José do Rio Preto, Piracicaba, Mirassol e Belo Horizonte.
 
A operação foi batizada Ruta 79 porque ruta significa rota em italiano, destino do contrabando, e o número 79 é a posição do ouro na tabela periódica de química.

 

*Estagiário sob a supervisão de Mario Toledo

Edição: Lílian Beraldo

Leia mais:  Rotam completa 20 anos com programação diversificada e homenagens
Fonte: EBC Geral

Comentários Facebook
Continue lendo

Segurança

MT

Brasil

Economia & Finanças

Mais Lidas da Semana





Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262