conecte-se conosco


AGRONEGÓCIO

Cobertura do Proagro para produtores de milho vai minimizar perdas com a cigarrinha, diz CNA

Publicado


Brasília (14/04/2021) – Os produtores rurais com perdas de produtividade do milho devido às doenças sistêmicas transmitidas pela cigarrinha (Dalbulus maidis) poderão acessar o Programa de Garantia da Atividade Agropecuária (Proagro), de acordo com o Comunicado n.° 37.014, do Banco Central, divulgado na terça (13).

Na avaliação da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) essa medida é positiva e muito importante para o produtor rural, que pode ter perdas de até 80% da produção em casos de ataque severo.

“Até a publicação do documento o Proagro não aceitava as perdas decorrentes de pragas. A partir de agora esse risco passou a ser coberto, uma excelente notícia para o produtor de milho”, afirmou o presidente da Comissão Nacional de Cereais, Fibras e Oleaginosa da CNA, Ricardo Arioli.

O comunicado destaca que o produtor receberá a cobertura do Proagro já que não existe, atualmente, “método difundido de combate, controle ou profilaxia, que seja técnica e economicamente exequível”.

Em reunião da Comissão de Cereais, Fibras e Oleaginosas da CNA no dia 16 de março para discutir o tema, pesquisadores da Embrapa Milho e Sorgo afirmaram que o manejo da praga é feito por meio do tratamento de sementes, defensivos químicos e biológicos, cultivares menos sensíveis ao enfezamento, além do controle da cultura pós-colheita, porém, ressaltam que não existe uma medida curativa e os métodos isolados têm pouco efeito.

Leia mais:  Preço de importação da borracha natural tem queda de 8,26% em abril

O Banco Central recomenda ainda, no comunicado, que os agentes do Proagro façam a revisão de eventuais indeferimentos de pedidos de cobertura de operações enquadradas a partir de 1º/7/2020, “caso tenham sido motivados pelo entendimento de que as perdas decorrentes da presença de cigarrinha nas lavouras de milho não seriam amparadas pelo programa”.

Assessoria de Comunicação CNA
Telefone: (61) 2109-1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor
cnabrasil.org.br
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
facebook.com/SENARBrasil
youtube.com/agrofortebrasilforte

Fonte: CNA Brasil

Comentários Facebook

AGRONEGÓCIO

Pesquisa inédita é realizada com produtores de soja do Brasil e dos EUA

Publicado


Estudo inédito realizado no Brasil e nos Estados Unidos medirá a influência dos canais de comunicação na tomada de decisão sobre a adoção de novas tecnologias na agricultura. Promovida pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e pela Universidade de Illinois, com apoio da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), da Associação Brasileira dos Produtores de Soja (Aprosoja Brasil) e da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a pesquisa é focada em produtores de soja dos cinco principais Estados de cada país.

No Brasil, o público-alvo são agricultores de Mato Grosso, Paraná, Rio Grande do Sul, Goiás e Mato Grosso do Sul. Nos EUA, a mesma pesquisa será aplicada em Illinois, Iowa, Minnesota, Indiana e Nebraska. O critério de escolha foram os cinco Estados, em cada país, com a maior área cultivada com soja. 

São apenas cinco a sete minutos para responder as questões, todas de múltipla escolha. Os respondentes não serão identificados e todas as respostas serão confidenciais. No final do questionário, o produtor poderá ainda incluir o seu endereço de e-mail para receber os resultados da pesquisa. 

Leia mais:  Articulação no campo garante verba para pesquisas voltadas para erva-mate

Para participar, basta acessar o questionário aqui: http://bit.ly/agricomunica.

O levantamento online buscará identificar a contribuição de veículos de massa (jornais, revistas, rádio, televisão, websites), de mídias sociais (WhatsApp, Facebook, Youtube, Instagram) e das relações interpessoais (dias de campo, conferências, extensionistas, vendedores) na decisão de adotar uma nova tecnologia para a lavoura.  

“Os resultados serão importantes para ajudar nas estratégias de disseminação de soluções digitais na agricultura, além de subsidiar novas pesquisas em comunicação agrícola, uma área ainda carente de dados”, afirma a jornalista e doutoranda Joana Colussi, uma das pesquisadoras responsáveis pelo estudo, juntamente com os professores Antônio Padula, da UFRGS, e Gary Schnitkey, da Universidade de Illinois. 

Diretor de Política Agrícola e Informações da Conab, o pesquisador Sérgio De Zen destaca que a evolução da safra agrícola está diretamente relacionada com a adoção tecnológica no campo. “Por isso é de extrema importância termos dados confiáveis para acompanhar e planejar ações nessa direção”, afirma De Zen.  

Para o diretor executivo da Aprosoja Brasil, Fabrício Rosa, a facilidade de comunicação e de acesso à informação, proporcionada pela internet, estão introduzindo o agricultor nessas novas tecnologias da informação. No entanto, segundo ele, sua plena utilização ainda depende de uma melhor conectividade no campo.

Leia mais:  "Os jovens estão atentos às variadas possibilidades do agronegócio", diz Roberta Maia

“Pesquisas desta natureza são importantes para entender quais são as ferramentas que os produtores procuram utilizar para uma melhor tomada de decisão em seus negócios. Hoje existe uma infinidade de opções digitais e muito mais poderiam estar sendo adotadas se fossem feitos investimentos para implantação de uma infraestrutura de internet mais confiável na área rural”, observa.

No Brasil, a pesquisa conta ainda com a colaboração da Federação da Agricultura do Rio Grande do Sul (Farsul), Federação da Agricultura do Paraná (Faep) e Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg), além de Ematers, universidades, cooperativas e organizações públicas e privadas ligadas ao agronegócio. 

Fonte: CNA Brasil

Comentários Facebook
Continue lendo

AGRONEGÓCIO

Senar realiza curso de criação de frangos e galinhas poedeiras estilo caipira

Publicado


Com o objetivo de levar capacitação para os criadores de frango de corte e galinhas poedeiras no estilo caipira, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural em Sergipe – Senar/SE realizou de 3 a 6 de maio o curso online ‘Criação de frangos e galinhas poedeiras’.

No conteúdo programático do treinamento, foram repassadas informações sobre aspectos ambientais, genéticos, nutricionais, sanitários e de manejo.  A instrutora e zootecnista, Gleicianny de Brito Santos, destaca a importância da capacitação.

“Durante o curso foram transmitidas informações técnicas necessárias para a melhoria ou implantação de uma criação de frangos e galinhas caipiras em uma propriedade objetivando obter uma produção eficiente, com geração de renda”, explica Gleicianny.

O aluno Francisco Maynard Garcez afirma que pretende aplicar o conhecimento adquirido no curso na sua propriedade. “O curso foi muito satisfatório. Eu tenho um sítio aqui em Sergipe e não tenho experiência nenhuma em criação de aves, tanto na parte de manejo como em vacinação e nutrição. Crio apenas para consumo próprio, e quem sabe possa no futuro próximo criar para comercialização”.

Leia mais:  Pesquisa inédita é realizada com produtores de soja do Brasil e dos EUA
Fonte: CNA Brasil

Comentários Facebook
Continue lendo

Segurança

MT

Brasil

Economia & Finanças

Mais Lidas da Semana





Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262