conecte-se conosco


AGRONEGÓCIO

Concurso Agrinho 2021 está com inscrições abertas

Publicado


O concurso da edição 2021 do Programa Agrinho está com as inscrições abertas desde 1º de agosto. Os trabalhos podem ser enviados até o dia 15 de setembro. O processo deve ser realizado de forma online pelo site www.sistemafaep.org.br, sem envio de documentação pelos Correios. A premiação está marcada para acontecer no dia 17 de novembro, também online.

Neste ano, o programa desenvolvido pelo Sistema FAEP/SENAR-PR traz o tema “Do campo à cidade: saúde é prioridade”. Dessa forma, o Agrinho mantém o foco no bem-estar, com assuntos relacionados à saúde física, mental, emocional e social, principalmente devido à continuidade da pandemia do novo coronavírus.

“O Concurso Agrinho já é uma tradição na educação do Paraná. A cada ano temos uma adesão maior por parte de escolas, professores e alunos. E, por conta da pandemia, ano passado e esse ano adaptamos para o formato virtual para podermos acolher todos os trabalhos”, destaca a superintendente do SENAR-PR, Débora Grimm.

Para inscrever os trabalhos, o professor responsável deve acessar o site para realizar o cadastro. Caso o docente já tenha participado do concurso no ano passado, não é necessário fazer novo cadastro, apenas realizar o login utilizando endereço de e-mail e senha. Por meio deste cadastro também é possível acompanhar o processo no site.

Caso o professor não se lembre da senha cadastrada, é possível solicitar a redefinição por meio do botão “Esqueci minha senha”. Um link será enviado para o endereço de e-mail previamente cadastrado.

Leia mais:  MACRO/CEPEA: Inflação em 2021 está menos associada aos choques de oferta e aos preços de alimentos

Etapas de inscrição

Após o cadastro, o professor deve preencher um formulário com os dados do município, escola, nome do professor, nome do aluno, série ou ano escolar, turma e nome do diretor. Depois do preenchimento correto dos campos do formulário, o documento deve ser impresso para, na sequência, ser realizada a coleta de assinaturas necessárias. O último passo é fazer upload do trabalho junto do formulário assinado.

Para o relatório Escola Agrinho, é necessário que o formulário de inscrição seja assinado pelo diretor da instituição de ensino. Na categoria Experiência Pedagógica, o documento deve ser assinado pelo professor responsável pelo trabalho a ser enviado. Todos os materiais (trabalho e formulário assinado) devem ser enviados em formato PDF.

Nas categorias Desenho e Redação, podem ser enviados apenas um trabalho por turma. Caso seja inscrito mais de um trabalho por ano escolar, todos serão desclassificados.

Categorias e premiação

Na categoria Desenho, podem participar alunos das Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apaes), classes especiais e 1º ano do Ensino Fundamental. Já em Redação, estão inclusos Ensino Fundamental I e II; Ensino Fundamental II e Ensino Médio, ambos pelo Sistema Redação Paraná; e Apaes, pela Educação de Jovens e Adultos (EJA) e 1º e 2º ciclo da Educação Especial.

Leia mais:  Sistema CNA/Senar lança concurso para premiar contadores de causos

A classificação será estadual, com premiação até o terceiro lugar. No concurso, não haverá divisão entre escolas das redes pública e particular. Nas categorias Desenho e Redação, os professores e alunos premiados receberão notebook (1º lugar), tablet (2º lugar) e smartphone (3º lugar). Na Experiência Pedagógica, os prêmios serão um projetor multimídia e um notebook (1º lugar), um notebook e um fone com microfone (2º lugar) e um smartphone e um fone com microfone (3º lugar).

Já na categoria Escola Agrinho, serão distribuídos 15 computadores e um projetor multimídia para a entidade de ensino classificada em primeiro lugar, enquanto o responsável pelo relato será premiado com um notebook e um smartphone. A escola na segunda colocação receberá 12 computadores e um projetor multimídia, e o responsável, um notebook. Para a terceira classificada, serão 10 computadores e um projetor multimídia, e, para o responsável pelo relato, um smartphone.

O regulamento completo do Concurso Agrinho 2021 está no site www.sistemafaep.org.br.

Banca

A partir do dia 15 de setembro, quando se encerram as inscrições, a banca avaliadora do concurso vai realizar uma triagem para validação da documentação recebida. Em seguida, os trabalhos serão encaminhados para uma banca composta por três especialistas, que serão responsáveis pela avaliação e pelo lançamento das notas. Os professores podem acompanhar o andamento dos trabalhos pelo mesmo site onde foi realizada a inscrição.

Fonte: CNA Brasil

Comentários Facebook

AGRONEGÓCIO

Sistema CNA/Senar lança concurso para premiar contadores de causos

Publicado


Brasília (18/09/2021)O Sistema CNA/Senar lança, no sábado (18), o Concurso Prosa de Porteira para premiar contadores de causos em todo o país e incentivar a cultura popular brasileira.

Interessados em participar deverão enviar os vídeos com duração máxima de dois minutos. Para verificar outros requisitos e informações, é necessário consultar o regulamento.

Esse material passará por etapas classificatórias e eliminatórias como o envio dos vídeos, cadastro, análise de comissão organizadora e votação popular.

As inscrições, que vão até o dia 30 de outubro, podem ser feitas no site www.prosadeporteira.com.br/concurso

Informações sobre o regulamento também podem ser acessadas nesse link.

As melhores histórias serão premiadas com uma motocicleta 150 cilindradas para o vencedor; um notebook para o segundo colocado e um celular para o terceiro lugar.

Prosa de porteira – O Sistema CNA/Senar lançou, em maio, o portal Prosa de Porteira, espaço criado para resgatar os mais variados, criativos e saborosos causos do campo brasileiro.

Acesse www.prosadeporteira.com.br, conheça o projeto e confira os causos já disponíveis no portal. 

Leia mais:  Senar compartilha experiência para a conservação do Cerrado

Assessoria de Comunicação CNA
Telefone: (61) 2109-1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
facebook.com/SENARBrasil
youtube.com/agrofortebrasilforte

Fonte: CNA Brasil

Comentários Facebook
Continue lendo

AGRONEGÓCIO

Setor produtivo avalia seguro disponível para a fruticultura

Publicado


Brasília (17/09/2021) – A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) participou, na sexta (17), de reunião virtual do projeto Monitor do Seguro Rural para discutir e avaliar os produtos e serviços disponíveis para frutas (abacate, figo, caju, goiaba, graviola, lima, limão, manga, melão, morango, uva e maçã).

O projeto foi lançado em julho de 2020 pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e é realizado em parceria com a CNA e outras entidades do setor. Participaram do encontro virtual produtores rurais, representantes dos setores público e privado, além de companhias seguradoras.

Na abertura do encontro, o presidente da Comissão Nacional de Fruticultura da CNA, Luiz Roberto Barcelos, afirmou que pequenos e médios produtores necessitam dos serviços de seguro rural para se manter na atividade.

“Esses produtores têm seguro para o carro e para a casa e precisam também para a produção, como forma de se protegerem contra as intempéries climáticas e outras perdas. Isso faz parte da estruturação e do crescimento do setor”, destacou Barcelos.

Leia mais:  CNA discute criação de mercado de redução de emissões no Brasil

O diretor do Departamento de Gestão de Riscos da Secretaria de Política Agrícola do Mapa, Pedro Loyola, disse que o objetivo do projeto Monitor é promover o seguro rural e ampliar o diálogo entre o setor produtivo e as seguradoras para que haja interação, maior aderência e segurança para os produtores rurais.

Segundo o diretor executivo da Associação Brasileira de Produtores de Maçã (ABPM), Moisés Albuquerque, os produtores da fruta começaram a contratar seguro em meados de 2005, o que ajudou na manutenção da atividade. “Não teríamos crescido se não fossem políticas como essa. A subvenção nos ajuda a permanecer trabalhando. Esse é um investimento do poder público que retorna para a sociedade”.

Durante a reunião, foi levantada a necessidade de discutir produtos e serviços de seguro que atendam as demandas regionais, como a ocorrência de geadas ou granizo, especialmente nas regiões Sul e Sudeste, e as chuvas na fase de colheita, a exemplo da uva de mesa no Vale do São Francisco.

Na safra 2021/2022, o percentual de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural (PSR) para as frutas é de 40%, sendo que cada produtor tem um limite anual de R$ 48 mil. No Plano Trienal do Seguro Rural 2022/2024 esse valor vai subir para R$ 60 mil.

Leia mais:  MACRO/CEPEA: Inflação em 2021 está menos associada aos choques de oferta e aos preços de alimentos

A próxima reunião do projeto Monitor do Seguro Rural será no dia 15 de outubro para avaliar os seguros paramétricos. Para mais informações sobre o projeto acesse o site https://www.gov.br/agricultura/pt-br/assuntos/riscos-seguro/seguro-rural/monitor-do-seguro-rural

Assessoria de Comunicação CNA
Telefone: (61) 2109-1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
facebook.com/SENARBrasil
youtube.com/agrofortebrasilforte

Fonte: CNA Brasil

Comentários Facebook
Continue lendo

Segurança

MT

Brasil

Economia & Finanças

Mais Lidas da Semana





Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262