conecte-se conosco


MT

Confira quantas doses de Pfizer e AstraZeneca cada município recebeu na última semana

Publicado


O Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT), concluiu nesta sexta-feira (11.06) a distribuição aos pólos regionais de saúde das 93.520 doses de vacina contra a Covid-19, sendo 36.270 doses da Pfizer e 57.250 doses da AstraZeneca, recebidas na última terça (08.06) e quarta-feira (09.06), respectivamente. 

A quantidade de doses que cada município recebeu foi pactuada pela Resolução n° 59 da Comissão Intergestores Bipartite de Mato Grosso (CIB-MT). A CIB é composta por membros do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde (Cosems-MT) e da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT).

Conforme a Resolução, um quantitativo das doses da Pfizer deverá contemplar a aplicação da primeira dose em gestantes e puérperas com comorbidades com prescrição médica. As pessoas com comorbidades e deficiência permanente e os trabalhadores de Educação do Ensino Básico deverão ser imunizados com a primeira dose da Pfizer ou AstraZeneca. Já os trabalhadores de Transporte Aéreo serão contemplados com a primeira dose do imunizante AstraZeneca.

As doses de vacinas destinadas às Forças de Segurança e Salvamento e Forças armadas foram redistribuídas para os demais grupos, tendo em vista o atendimento total deste grupo. No entanto, devido à manifestação da Secretaria Estadual de Segurança Pública (SESP), em que relata um déficit de doses de vacina em alguns municípios, os quantitativos faltantes estão sendo analisados e serão atendidos na próxima remessa de vacinas enviadas pelo Ministério da Saúde. 

Leia mais:  Operação Lei Seca prende quatro pessoas e autua 39 motoristas

Considerando o recebimento anterior da vacina AstraZeneca, o colegiado descontou o quantitativo de 227 doses que o município de Cuiabá receberia deste imunizante e também descontou o quantitativo de 241 doses que o município de Várzea Grande receberia para igualar ao quantitativo entregue ao restante do estado. Também foi pactuado o acréscimo do quantitativo de 788 doses no total que o município de Sinop receberia da vacina AstraZeneca.

O documento ainda pactua a distribuição de 60 doses da AstraZeneca remanescentes de outras remessas que estavam armazenadas na Rede de Frio Central como estoque estratégico para reposição de eventuais perdas técnicas.

Para a vacina AstraZeneca, o prazo de aplicação da segunda dose é de até 90 dias; já para a vacina Pfizer, o prazo é de até 12 semanas.

Caso os municípios alcancem a completa vacinação dos públicos-alvo estabelecidos para a imunização, a CIB orienta a continuidade da imunização dos demais públicos elencados pelo Ministério da Saúde.

Após a distribuição dos imunizantes aos municípios, as vacinas deverão ser armazenadas conforme as condições estabelecidas pela fabricante e Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e com o apoio da segurança pública.

Leia mais:  Deputado discute retorno das aulas com secretário de Educação

A aplicação das doses deve ser obrigatoriamente registrada pelos municípios no Sistema Nacional do Programa de Imunização (SI-PNI), do Ministério da Saúde. Até o momento, Mato Grosso já recebeu 1.501.221 doses de imunizantes contra a Covid-19.

Confira a seguir, em anexo, a quantidade de doses que cada município vai receber.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook

MT

PM leva Operação 1º Comando Regional Itinerante para o Pedra 90 nesta sexta-feira (25)

Publicado


Nesta sexta-feira (25) a Polícia Militar realiza mais uma edição do 1º Comando Regional Itinerante, às 8h30, no bairro Pedra 90, em Cuiabá. A ação social promove reuniões, palestras e atendimentos voltados para os moradores da região.

Idealizado pelos policiais do 1º Comando Regional da Polícia Militar, o Comando Regional Itinerante foi criado para levar serviços de segurança pública e cidadania aos bairros da capital, além de atender e ouvir as demandas da população.

O lançamento da operação itinerante será realizado na Praça do Caique e, contará com a presença do comandante do 1º CR, coronel Esnaldo de Souza Moreira e do comandante do 24º Batalhão, tenente-coronel Óttoni Cezar Castro. Os policiais também vão se reunir com representantes das Associações dos 55 bairros que integram o Pedra 90, na Escola Prof. Rafael Rueda.

No período da tarde, os militares do Comando Itinerante da PM se reúnem com empresários locais, na sede da Associação das Empresas do Distrito Industrial de Cuiabá (AEDIC). A operação termina às 17h com atendimentos à comunidade e palestras educativas sobre violência doméstica e Patrulha Maria da Penha.

Leia mais:  PM leva Operação 1º Comando Regional Itinerante para o Pedra 90 nesta sexta-feira (25)

Serviço  

Lançamento da Operação ‘1º Comando Regional Itinerante’ no Pedra 90  

 Horário: 8h30

 Local: Praça Caique – bairro Pedra 90, em Cuiabá

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

MT

Programa “Condutor Ativo” permitirá que usuários fiscalizem manutenção de rodovias

Publicado


O usuário poderá informar pelo aplicativo ou outro canal de comunicação sobre buracos, deslizamento, árvore caída, animais vivou mortos, ponte, alagamento ou outros problemas

Foto: Marcos Lopes / Secretaria de Comunicação Social

O deputado Dr. Gimenez argumenta que, além de salvar vidas, ter melhores rodovias também impacta positivamente na economia do estado

Foto: ANGELO VARELA / ALMT

O deputado estadual Dr. Gimenez (PV) apresentou nesta semana o Projeto de Lei 555/2021 que institui o programa “Condutor Ativo” para incentivar a participação dos usuários das rodovias estaduais no fornecimento de informações direcionadas à manutenção dessas estradas.  

O programa deverá ser disponibilizado por meio de aplicativo de celular gratuito (a exemplo do MT Cidadão), página de internet, call center ou outro canal direto com o usuário, de modo que permita receber mensagens de texto, áudio, fotos e/ou vídeo referentes a situação das pistas que precisam de reparos e/ou serviços.  

Podem ser objeto de informações: obras na pista sem a devida sinalização, buracos, depressões e fissuras, árvores com risco de queda ou já caídas, presença de animais vivos ou mortos na pista, falhas na sinalização horizontal, deslizamentos, indícios de desmoronamento de pista, deslizamentos, pontes, alagamento, pista escorregadia e/ou de fácil derrapagem e placas com a visualização da sinalização.

Leia mais:  Consórcios devem ter autonomia para contratar cirurgias eletivas, defende Dal Molin

“Nossa proposição é importante devido às deploráveis condições de trafegabilidade em que se encontram as rodovias estaduais e federais em Mato Grosso. O programa deverá ser um instrumento prático de interação com cidadão com o objetivo de dar melhores condições para o escoamento da produção agropecuária, e assim evitar prejuízos à economia, e também salvar vidas”, avalia o parlamentar.

Dados do Observatório de Segurança Pública apontam que as mortes causadas em acidentes de trânsito aumentaram 25% no ano passado em comparação a 2019. Foram registrados 6.578 acidentes, em 2020, que resultaram em 629 óbitos e 5.949 lesões corporais. Já o número de acidentes teve redução de 8,1% no mesmo período; em 2019, houve 7.164 acidentes de trânsito, dos quais 503 fatais.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Continue lendo

Segurança

MT

Brasil

Economia & Finanças

Mais Lidas da Semana





Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262