Connect with us

GERAL

Depois de dois anos, Parada do Orgulho LGBT+ volta à Avenida Paulista

Published

on

Após dois anos sem ser realizada de forma presencial por causa da pandemia de covid-19, a tradicional Parada do Orgulho LGBT+ está de volta neste domingo (19). A 26ª edição do evento será na Avenida Paulista, em São Paulo.

Para marcar o evento e também homenagear o mês do Orgulho LGBTQIAP+, a Secretaria de Cultura e Economia Criativa de São Paulo preparou uma programação especial, com exposições, saraus, exibição de filmes, bate-papos, oficinas, leituras e palestras que abordam a temática da diversidade.

Um dos destaques da programação é o bate-papo Negras Palavras: Diversidade no Museu, previsto para amanhã (18) no Teatro Ruth de Souza, no Museu Afro. Para participar do bate-papo, é necessário se inscrever no site do museu.

Já a Casa das Rosas promove o Transarau, no qual serão apresentadas performances poéticas, danças, bateção de cabelo e microfone aberto. O Transarau será no próximo dia 25, às 16h.

Na Biblioteca de São Paulo, a atração é uma palestra sobre quadrinhos trans, prevista para terça-feira (21), às 16h. As inscrições devem ser feitas por este link

Leia mais:  Incêndio em centro de reabilitação no interior gaúcho mata 11 pessoas

De 22 a 28 deste mês, a Fábrica de Cultura Vila Curuça promoverá encontro sobre o livro 50 LGBTQ+ incríveis, de Débora Thomé, ilustrado por artistas LGBTQIAP+. Mais informações podem ser obtidas no site da Fábrica de Cultura.

A programação da secretaria se estende também para os equipamentos culturais instalados em outras cidades do estado de São Paulo. A agenda cultural pode ser consultada no site da Secretaria de Cultura e Economia Criativa.

Edição: Nádia Franco

Fonte: EBC Geral

Comentários Facebook

GERAL

Diretor-geral da PF detalha mudanças no passaporte brasileiro

Published

on

O novo modelo de passaporte brasileiro foi anunciado nesta semana. Entrevistado pelo programa A Voz do Brasil, diretor-geral da Polícia Federal (PF), Márcio Nunes de Oliveira, o passaporte do Brasil é um dos mais seguros do mundo, porém, há 16 anos não passava por atualizações, e alguns itens de segurança já estavam obsoletos.

Entre as inovações estão: holografia; fundo com impressão irizadada em tintas reativas â luz ultravioleta; tintas sensíveis e erradicadores mecânicos e tintas reativas a solventes; imagem fantasma em preto e branco impressa em jato de tinta; personalização com dados de identificação do portador da caderneta e imagem do portador em efeito letter scream.

De acordo com o diretor-geral da PF, este será o primeiro passaporte temático “estarão ali retratados os biomas do Brasil”, disse. “Uma obra de arte”, completou.

Oliveira também garantiu que, mesmo com todas as inovações, o novo documento manterá o mesmo valor da versão anterior: R$ 257,25.

O diretor-geral da PF também falou no programa A Voz do Brasil sobre as operações conduzidas pelo órgão, inclusive a Javari, em que se apura os assassinatos do indigenista Bruno Pereira e do jornalista Dom Phillips.

Leia mais:  Mega-Sena acumula e próximo concurso deve pagar R$ 37 milhões

Assista a íntegra do programa:

Edição: Aline Leal

Fonte: EBC Geral

Comentários Facebook
Continue Reading

GERAL

SP: cobradores e motoristas encerram greve de ônibus

Published

on

Os ônibus voltaram a circular na capital paulista no final da tarde, após greve realizada por motoristas e cobradores desde a 0h desta quarta-feira (29), em cumprimento à decisão do Tribunal Regional do Trabalho da Segunda Região de retorno imediato dos trabalhadores ao serviço logo após o julgamento de dissídio realizado na tarde de hoje.

O Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores em Transporte Rodoviário Urbano de São Paulo (Sindmotoristas) informou que avalia o movimento grevista como positivo, já que garantiu avanços históricos nas reivindicações da categoria como o pagamento de 100% das horas extras, por exemplo.

Para o sindicato, o entendimento da corte foi um “xeque-mate nos patrões”, ao entender que as horas extras e feriados devem ser pagos com 100% acima do valor da hora normal, conforme a lei 13.103, de 2015. A Justiça definiu ainda reajuste salarial de 12,47%, que já havia sido acordado entre os trabalhadores e as empresas.

“Com a decisão da justiça, os trabalhadores têm o direito de pausa a cada 4 horas trabalhadas. As empresas deverão acatar a decisão e se adequarem a essa realidade, não podendo descontar nas horas extras dos trabalhadores”, observou o presidente em exercício, Valmir Santana da Paz, o Sorriso.

Leia mais:  Poupatempo será ampliado para todas as cidades de São Paulo

A entidade avaliou ainda que a greve foi inevitável. “O descaso do SPUrbannuss levou os trabalhadores a fazerem uso da greve, que é a nossa ferramenta de luta. Não tínhamos outro caminho diante de tanto impasse e intransigência”, disse Sorriso.

Além do retorno imediato dos trabalhadores, o tribunal considerou a greve de cobradores e motoristas de ônibus abusiva, autorizou o desconto de um dia referente a paralisação desta quarta e aplicou multa de R$ 100 mil ao sindicato dos trabalhadores pelo descumprimento de liminar da Justiça nas paralisações do último dia 14 e desta quarta-feira (29). O julgamento foi conduzido pelo desembargador Davi Furtado Meirelles, relator do caso e presidente da Seção de

Dissídios coletivos.

A motivação da greve, de acordo com o Sindmotoristas, foi que, embora tenha sido garantido o reajuste sobre os salários e vale-refeição, o setor patronal ignorou os outros itens da pauta de reivindicações da categoria, como a hora de almoço remunerada, participação nos lucros e resultados, adequação de nomenclaturas e plano de carreiras do setor de manutenção.

Durante o julgamento desta quarta, foi aplicada ainda a validade de um ano para as cláusulas sociais e econômicas do acordo coletivo. Segundo o TRT-2, foram indeferidas quaisquer reivindicações que dependiam de negociação prévia, e também não foi concedida estabilidade no emprego aos trabalhadores “em razão da abusividade do movimento”.

Leia mais:  Prefeitura de São Paulo divulga blocos inscritos no Esquenta Carnaval

De acordo com o Sindmotoristas, a participação nos lucros e resultados e a adequação de nomenclaturas e plano de carreiras do setor de manutenção deve ser objeto de negociação entre as partes, com prazo de 60 dias para definição, estabelecido pelo tribunal.

SPUrbanuss

O Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros de São Paulo (SPUrbanuss) disse, em nota, que as empresas operadoras estão mobilizadas para retomar a operação dos ônibus, assim que os motoristas e cobradores retornem ao trabalho.

A entidade patronal destacou como principais pontos decididos no julgamento a abusividade da greve; multa ao Sindmotoristas pelas paralisações em junho; retorno imediato ao trabalho, sob pena de multa diária dobrada; autorização do desconto das horas paradas do dia de hoje; reajuste de 12,47% nos salários e vale-refeição; renovação das cláusulas pré-existentes; e pagamento do adicional de 100% das horas extras, para além das primeiras duas horas.

Edição: Aline Leal

Fonte: EBC Geral

Comentários Facebook
Continue Reading

Segurança

MT

Brasil

Economia & Finanças

Mais Lidas da Semana

Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262