Connect with us

AGRONEGÓCIO

Despertando: Senar/MS leva alfabetização para população rural

Published

on

Programa na modalidade híbrida tem a estrutura disponibilizada pelo Senar On, que leva conectividade no campo

A primeira turma do programa Despertando, do Senar/MS, teve sua aula inaugural na noite desta segunda-feira (16), no Sindicato Rural de Aral Moreira. O programa visa proporcionar a alfabetização e letramento da população rural adulta.

No primeiro encontro, os 10 alunos participantes assistiram uma palestra instrutora Arley Lobo. O curso terá duração de seis meses e será oferecido na modalidade híbrida, utilizando toda estrutura disponibilizada pelo programa Senar On, que leva conectividade às áreas rurais.

Participaram da aula inaugural o diretor-tesoureiro do Sindicato Rural de Aral Moreira, Osvin Mittanc; o coordenador do Senar On, Wellington Matsumoto; a analista educacional e responsável pelo programa Despertando, Arilaine Pessoa; a monitora do polo Senar On em Aral Moreira, Thainara Mittanck; a instrutora do programa Despertando, Tais da Rosa Marques; e do mobilizador do Sindicato Rural de Aral Moreira, Obedias Miranda.

Senar On – Lançado em agosto do ano passado, o projeto do Senar/MS estrutura polos de ensino profissionalizante com internet via satélite em comunidades rurais do estado. A iniciativa tem como meta equipar 69 bases para promover ações de educação nos municípios atendidos pelos sindicatos rurais.

Fonte: CNA Brasil

Comentários Facebook
Leia mais:  MANDIOCA/CEPEA: Esmagamento segue abaixo das expectativas

AGRONEGÓCIO

Putin garante a Bolsonaro fornecimento de fertilizantes

Published

on

De acordo com a nota, Putin pediu para “restaurar a arquitetura de livre comércio de produtos alimentícios e de fertilizantes, colapsada pelas sanções ocidentais” contra a Rússia pela invasão da Ucrânia.

Em um ato em Brasília nesta segunda pela tarde, Bolsonaro disse que conversou com Putin sobre “segurança alimentar” e “insegurança energética”, sem dar mais detalhes.

O Brasil importa mais de 80% dos fertilizantes que utiliza, um percentual que, no caso do potássio, supera 96%, segundo dados do Ministério da Agricultura. Mais de 20% dos fertilizantes que o Brasil importa vêm da Rússia, que é o principal fornecedor do país.

Leia mais:  Após criação de delegacia especializada registra queda de 18,5% em abigeato*

A invasão russa da Ucrânia, iniciada em fevereiro, desatou temores de uma eventual escassez de fertilizantes no Brasil.

Nesse sentido, o governo brasileiro anunciou que havia iniciado negociações com outros fornecedores, principalmente Canadá, Jordânia, Egito e Marrocos, enquanto busca reativar a produção nacional de fertilizantes.

No Twitter, o senador e filho do presidente, Flávio Bolsonaro, lembrou hoje que seu pai se reuniu com Putin em fevereiro, dias antes da invasão da Ucrânia, “para tratar, entre outros assuntos, do fornecimento de fertilizantes”.

Comentários Facebook
Continue Reading

AGRONEGÓCIO

Com recorde para o mês de maio, exportações do agronegócio passam de US$ 15 bilhões

Published

on

Nos cinco primeiros meses de 2022, as exportações brasileiras do agronegócio somaram US$ 63,62 bilhões, valor histórico para o período.

iStock-1140082071.jpg

Do MAPA – As exportações do agronegócio brasileiro somaram US$ 15,11 bilhões em maio de 2022, com uma alta de 14,2% em relação ao mesmo mês do ano passado. O aumento do valor foi causado pela elevação nos preços médios de exportação dos produtos agropecuários brasileiros.

De acordo com levantamento elaborado pela Secretaria de Comércio de Relações Internacionais do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento, o volume de produtos exportados teve uma queda de 12,6% em maio, na comparação com maio de 2021. A redução de volume exportado pode ser explicada em função, principalmente, da diminuição das exportações de soja em grão, que apresentaram queda de 4,3 milhões de toneladas em maio de 2022 frente a maio de 2021.

A participação relativa do setor nas exportações totais brasileiras alcançou 51% em maio. 

Nos cinco primeiros meses de 2022, as exportações brasileiras do agronegócio somaram US$ 63,62 bilhões (+29,0%), valor histórico para o período. O recorde anterior para o período (de janeiro a maio) foi em 2021, quando as exportações registraram US$ 49,33 bilhões.

Leia mais:  Empaer e parceiros promovem circuito de caminhadas na natureza para fomentar o turismo rural

Setores

Os cinco maiores setores exportadores do agronegócio foram: complexo soja (53,9% de participação); carnes (14,8% de participação); produtos florestais (10,4% de participação); complexo sucroalcooleiro (4,4% de participação); e café (4,2% de participação). 

O principal setor exportador do agronegócio brasileiro é o complexo soja, que registrou um valor recorde em maio de 2022, atingindo US$ 8,15 bilhões. O valor foi 6,2% superior na comparação com o exportado em maio de 2021. O principal fator responsável por esse valor recorde foi o aumento dos preços médios de exportação dos produtos do setor, que subiram, em média, 39%.

As exportações de carnes chegaram ao montante recorde de US$ 2,23 bilhões (+34,3%). Esse valor ocorreu em função do incremento das vendas externas de carne bovina e de carne de frango. As vendas externas de carne bovina subiram 49,7% e alcançaram US$ 1,08 bilhão.

O complexo sucroalcooleiro foi o único entre os cinco principais setores exportadores do agronegócio que apresentou redução nas vendas externas. O valor exportado caiu de US$ 848,23 milhões em maio de 2021 para US$ 659,28 milhões em maio de 2022 (-22,3%). A queda ocorre em função, principalmente, da redução do volume exportado de açúcar (-36,4%). 

Leia mais:  Canadá aprova mais duas fábricas de exportação de carne suína brasileira

Importações 

As importações brasileiras do agronegócio somaram US$ 1,53 bilhão em maio de 2022 (+25,3%). As importações de fertilizantes somaram US$ 3,11 bilhões, com alta de 277,8% em relação a maio de 2021. O volume importado aumentou 56,7%, passando de 2,6 milhões de toneladas para 4,07 milhões de toneladas em 2022. 

O principal fator responsável pelo incremento das importações de fertilizantes foi a elevação do preço médio de aquisição da tonelada, que subiu 141,2%, chegando a US$ 763,9 por tonelada.

Em maio de 2022, os cinco principais países fornecedores de fertilizantes para o Brasil foram: Rússia (US$ 881,10 milhões; 28,4% de participação); Canadá (US$ 373,09 milhões; 12,0% de participação); Marrocos (US$ 3646,60 milhões; 11,7% de participação); Estados Unidos (US$ 152,02 milhões; 4,9% de participação); e Omã (US$ 141,30 milhões; 4,5% de participação).

Resumo da Balança Comercial 

Comentários Facebook
Continue Reading

Segurança

MT

Brasil

Economia & Finanças

Mais Lidas da Semana

Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262