Connect with us

AGRONEGÓCIO

FAEP orienta produtores sobre como pedir renegociação de dívidas pela seca

Published

on


A Federação da Agricultura do Paraná (FAEP) elaborou uma nota técnica sobre como os produtores devem agir para pedir renegociação de dívidas devido às perdas pela seca na safra 2021/22 às instituições financeiras. Esse é um instrumento previsto no chamado Manual de Crédito Rural (MCR), em situações como as que são vividas nessa temporada, com prejuízos praticamente generalizados causados pela falta de chuva que afetou especialmente os cultivos de soja, milho e feijão.

Para acessar a Nota Técnica e o Modelo para solicitação, clique aqui.

O item que trata do pedido de prorrogação de custeio é o MCR 2-6-4 e o de novas condições de pagamento para investimentos é o MCR 11-1-4. Em ambos os casos, alguns documentos são necessários para oficializar a solicitação, como o laudo feito pelo engenheiro agrônomo que presta assistência técnica ao agricultor. Nele deve constar o relato das ocorrências com indicação das perdas.

“É importante que o produtor protocole pedidos de prorrogação, no mínimo, 15 dias antes do vencimento da operação de crédito, com laudo assinado por assistente técnico e um quadro demonstrativo da capacidade de pagamento, mostrando receitas e custos da safra”, relata Ana Paula Kowalski, do Departamento Técnico e Econômico (DTE) do Sistema FAEP/SENAR-PR.

Leia mais:  É amanhã - Jornada CNA debate saúde e segurança

Outro ponto importante de atenção tem a ver com o decreto municipal de situação de emergência. “As prefeituras dos municípios afetados pela seca são responsáveis por decretar a situação de emergência e apresentar os documentos obrigatórios à Defesa Civil para cadastro em sistema, análise e deferimento do processo estadual e federal”, esclarece Ana Paula.

Sobre esse aspecto, até o dia 8 de janeiro, a decretação de situação de emergência foi realizada por adesão dos municípios interessados ao Decreto Estadual 10.002, publicado em 30 de dezembro de 2021. Os municípios ainda podem decretar situação de emergência, mas não mais por adesão ao decreto estadual, mas mediante cadastro de ocorrência e realização de todo o processo de reconhecimento federal da situação de emergência.

No site da Defesa Civil do Paraná é possível verificar o passo a passo de como o município deve fazer para decretar situação de emergência. Para acessar clique aqui.

A Nota Técnica está disponível aqui.

Fonte: CNA Brasil

Comentários Facebook

AGRONEGÓCIO

CNA divulga os finalistas da primeira etapa do Concurso de Queijo Artesanal

Published

on

Brasília (19/05/2022) – O Prêmio CNA Brasil Artesanal Queijos divulgou, na quarta (18), os 15 finalistas da primeira etapa do concurso que passaram pela avaliação técnica da comissão julgadora.

Doze dos 15 selecionados são de Minas Gerais, dos municípios de Airuoca, Alagoa, São Roque de Minas, Andrelândia, Virgínia, Formiga, São Brás do Suaçuí, Itanhandu e Tapira. Os outros dois são de Arapoti (PR) e Iraceminha (SC).

A etapa foi realizada pela Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), que reuniu 12 especialistas para selecionar as amostras por meio de avaliação sensorial, em caráter eliminatório e classificatório.

Produtores de 13 estados cadastrados no Programa de Alimentos Artesanais e Tradicionais da CNA enviaram mais de 60 queijos que foram classificados quanto ao aspecto global, cor, textura, odor, aroma, consistência e sabor, sensorialmente de acordo com as premissas da ciência de Análise Sensorial.

De acordo com Paulo Henrique Costa Paiva, engenheiro de alimentos e pesquisador da EPAMIG/Instituto de Laticínios de Cândido Tostes, que foi um dos coordenadores da avaliação sensorial dos queijos:

Leia mais:  SOJA/CEPEA: Valorização do dólar eleva preço do grão no Brasil

“Mesmo com diversas inciativas semelhantes ocorrendo nesse primeiro semestre em todo o Brasil, houve uma boa participação de amostras em todas as categorias. Os jurados elogiaram bastante a qualidade dos produtos de forma geral.”

Ao todo, a iniciativa visa premiar os produtos artesanais inscritos em três categorias: queijos artesanais com tratamento térmico; queijos artesanais com 30 a 180 dias de maturação; e queijos artesanais com adições/aromatizados/condimentados.

A degustação classificou 15 queijos artesanais para as etapas seguintes, cinco por categoria. Essa etapa tem peso de 40% na nota final geral.

Os 15 queijos classificados serão avaliados por júri popular que irá selecionar os produtos conforme análise sensorial, por meio de uma escala hedônica, metodologia científica que tem a função de analisar a aceitação dos consumidores por determinados produtos por meio de uma avaliação que contém uma escala de respostas previamente estabelecida.

Essa etapa será realizada no dia 8 de junho, em Brasília, e terá peso de 50% na nota final geral do concurso.

Leia mais:  AÇÚCAR/CEPEA: Preços do cristal seguem enfraquecidos em SP

A Comissão Organizadora do prêmio também avaliará a história do produto, item com peso de 10% na nota final geral das amostras participantes. Os resultados e a premiação serão divulgados posteriormente. Além da Epamig, o Sebrae também é parceiro do Sistema CNA no prêmio.

Para conhecer quem são os finalistas, acesse: https://www.cnabrasil.org.br/e…

Assessoria de Comunicação CNA
Telefone: (61) 2109-1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor
cnabrasil.org.br
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA
instagram.com/SistemaCNA
facebook.com/SENARBrasil
youtube.com/agrofortebrasilforte

Fonte: CNA Brasil

Comentários Facebook
Continue Reading

AGRONEGÓCIO

SUÍNOS/CEPEA: Preços caem em todas as praças acompanhadas pelo Cepea

Published

on

Cepea, 19/5/2022 – Os valores do suíno vivo e da carne estão em forte movimento de queda em todas as praças acompanhadas pelo Cepea.

Segundo pesquisadores, a pressão vem da menor demanda doméstica e também do recuo no ritmo de exportação da carne brasileira neste mês.

Além desse recente movimento nos preços, suinocultores consultados pelo Cepea também estão preocupados com as temperaturas mais baixas nesta semana.

Isso porque o clima frio exige aumento na oferta de ração aos animais, o que, consequentemente, resulta em aumento nos custos de produção – vale lembrar que os preços do milho e do farelo de soja estão em patamares elevados. Fonte: Cepea (www.cepea.esalq.usp.br)

Fonte: CEPEA

Comentários Facebook
Leia mais:  BOI/CEPEA: Preços médios de machos e fêmeas atingem diferença recorde
Continue Reading

Segurança

MT

Brasil

Economia & Finanças

Mais Lidas da Semana

Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262