conecte-se conosco


SEGURANÇA

João Batista realiza visita técnica no Batalhão de Polícia Militar de Proteção Ambiental

Publicado


Foto: Marcos Lopes

Presidente da Comissão de Segurança Pública e Comunitária da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), o deputado João Batista do Sindspen (Pros) esteve na manhã desta quinta-feira (7), nas dependências do Batalhão de Polícia Militar de Proteção Ambiental (BPMPA), do município de Várzea Grande. O intuito do encontro, como explicou o parlamentar, foi realizar uma visita técnica e levantar informações suficientes para dar início às ações dentro do Parlamento.

Durante a visita, o parlamentar ficou surpreso com o número de atribuições desempenhadas pelo batalhão, com atuações de fiscalização, repressão, resgate e educação ambiental nas escolas.

“Aqui tomamos conhecimento dos serviços que são prestados para a sociedade, serviços estes que nem fazíamos ideia ser de responsabilidade deste setor, como a educação ambiental e prevenção ao crime. Todas as atribuições aqui são desempenhadas com muito profissionalismo e dedicação, por isso, em nome do tenente coronel Fagner Augusto, comandante do Batalhão de Polícia Militar de Proteção Ambiental (BPMPA), externo os meus parabéns a todos os policiais militares”, disse João Batista.

Após conhecer todos os braços de atuação da Polícia Ambiental, João Batista disse que irá buscar recursos no Poder Executivo e Legislativo, para atender as demandas apresentadas. “Durante nosso encontro, fiz o compromisso em aportar recursos financeiros, por meio das nossas emendas parlamentares, que atendam as ações mais urgentes do Batalhão, que inclusive, beneficia diretamente nossos jovens, oferecendo educação ambiental em algumas escolas”, completou o deputado.

Para o comandante do BPMPA, Fagner Augusto, o principal “obstáculo” hoje enfrentado pelos policiais, é a falta de estrutura oferecida para o desempenho das funções, agradecendo a disponibilidade do deputado durante a visita técnica.

“Aproveitamos a visita do deputado João Batista em nosso Batalhão para mostrar nossas principais demandas, principalmente as que dizem respeito à estrutura física, para melhorar as condições de trabalho em nosso posto. Hoje vivemos literalmente dentro de um canteiro de obras. Precisamos de investimentos que começam desde a compra de mobílias, até a compra de equipamentos para treinamento dos nossos policiais militares. Por isso, com a ajuda do deputado, pleiteamos a execução de alguns projetos”, disse o comandante. 

Fonte: ALMT

Comentários Facebook

SEGURANÇA

RJ: PM suspende processo que investiga Ronnie Lessa no caso Marielle

Publicado


A Polícia Militar (PM) suspendeu, temporariamente, o processo interno que investiga a possível participação do ex-PM Ronnie Lessa nos assassinatos da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes. Segundo a assessoria da PM, não trata-se de arquivamento do caso.

“A Assessoria de Imprensa da Secretaria de Estado de Polícia Militar informa que os trâmites administrativos não foram arquivados. O sobrestamento é um ato administrativo para aguardar o processo criminal que está em andamento no Tribunal de Justiça”, informou a corporação.

Marielle e Anderson foram mortos na noite de 14 de março de 2018, quando o carro em que estavam foi atingido por 13 disparos, feitos de um outro carro que os seguia desde a Lapa, onde a vereadora havia participado de um encontro político.

Os ex-PMs Ronnie Lessa e Élcio de Queiroz foram presos, quase um ano depois, em 12 de março de 2019, como executores do assassinato e continuam presos à espera de julgamento. Ambos negam participação nos crimes.

Edição: Aline Leal

Fonte: EBC Geral

Comentários Facebook
Continue lendo

SEGURANÇA

Polícia Civil cumpre 28 ordens judiciais contra organização criminosa

Publicado


A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Poxoréu, deflagrou, nesta quinta-feira (07.10), a “Operação Lapidação” para cumprimento de 28 ordens judiciais contra uma organização criminosa atuante em todo Estado de Mato Grosso, envolvida em crimes de tráfico de drogas, homicídios e tortura.

Na operação foi dado cumprimento a 23 mandados de prisão, cinco de busca e apreensão, além de dois bloqueios de contas bancárias e quatro prisões em flagrante por porte ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas. As ordens judiciais foram cumpridas nas cidades de Poxoréu, Rondonópolis, Guiratinga, Pedra Preta, Cuiabá e Comodoro.

Os mandados judiciais foram expedidos pela 7° Vara Criminal de Cuiabá, especializada contra o crime organizado. A operação contou com a participação de aproximadamente 47 policiais civis da Regional de Primavera do Leste, Delegacia de Guiratinga e apoio da Polícia Militar de Pedra Preta.

Investigações

As investigações que desencadearam na operação iniciaram em 2019, sendo possível identificar integrantes da organização criminosa e o envolvimento do grupo na prática de diversos crimes.

Dentre os crimes elucidados na Operação Lapidação está o homicídio que vitimou Danilo de Moura Barbosa, ocorrido no dia 11 de março de 2019 na cidade Poxóreu, ocasião em que a vítima foi alvejada por disparos de arma de fogo em frente a sua residência.

Em relação às contas bancárias bloqueadas, após análise do Laboratório de Tecnologia Contra a Lavagem de Dinheiro da Polícia Civil, foi possível identificar a movimentação financeira realizada pelo grupo entre os anos de 2017 e 2019, que totalizam mais de R$ 4 milhões.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Segurança

MT

Brasil

Economia & Finanças

Mais Lidas da Semana





Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262