conecte-se conosco


Várzea Grande

Kalil Baracat decreta estado de emergência até 31 de dezembro

Publicado

Seguindo recomendação do prefeito Kalil Baracat, o Comitê de Enfrentamento ao Novo Coronavírus – COVID 19 de Várzea Grande, decidiu manter o Estado de Emergência até 31 de dezembro deste ano e reforçar, mesmo reconhecendo uma queda acentuada no número de casos e óbitos, as exigências de biossegurança como distanciamento social, uso de máscara, álcool em gel, entre outras medidas.

“Vamos continuar paulatinamente revogando as medidas anteriores, mas de forma cautelosa, para não voltarmos a ter um quadro excessivo de doentes contaminados com a COVID-19, pois nossa preocupação é a vida de todos”, disse o prefeito Kalil Baracat ao sinalizar que a estrutura da Saúde Municipal somente será redimensionada quando a Administração Municipal calcada em decisões médicas e científicas deter o controle da COVID, ou seja, quando passar a pandemia.

O Decreto 102/2021, revogou outros 20 decretos emitidos neste ano de 2021 e além de manter o Estado de Emergência, manteve ainda o uso de máscara, distanciamento social, mesmo para pessoas devidamente imunizadas e a obrigatoriedade na oferta de álcool gel ou 70%.

“Trabalhamos com a meta de até o final deste mês de outubro, já termos superado 80% da população de Várzea Grande imunizada com duas doses, o que nos permitirá com maior segurança, detectar a imunidade de rebanho e principalmente termos o controle da COVID-19”, disse o secretário de Saúde, Gonçalo Barros para quem as flexibilizações em Várzea Grande terão caráter científico e médico para serem adotadas, descartando achismos ou interpretações em meio a pandemia.

O presidente do Comitê de Enfrentamento ao Novo Coronavírus – COVID 19, Silvio Fidelis, secretário de Educação, Cultura, Esporte e Lazer de Várzea Grande, a cautela defendida pelo prefeito Kalil Baracat, demonstra bom senso e cuidado redobrado diante do vai e vem que a pandemia já demonstrou em mais de dois anos de incidência e com mais de 600 mil vítimas fatais no Brasil.

Leia mais:  Várzea Grande realiza mutirão da campanha de multivacinação para menores de 15 anos

“Vivemos um momento atípico, portanto, cautela e medidas mais tranquilas acabam dando segurança à população que sofreu com os reveses da COVID-19 e vai ter que vivenciar um novo normal, novas regras e maiores cuidados pessoas e com o meio ambiente e a convivência com os demais”, assinalou.

Silvio Fidelis frisou que o Ano Letivo de 2021 para as Unidades Escolares Públicas e Privadas continuam em sistema híbrido, tanto presencial como online, e a redução gradual da incidência da COVID-19, deve permitir que o ano letivo de 2022, agendado para se iniciar pelo calendário estudantil, em fevereiro, já adote o sistema 100% presencial.

A utilização de espaços públicos ou privados para eventos, mantém a capacidade máxima de 70% com a exigência de comprovação de vacinação de uma ou duas doses e a exceção para aqueles que ainda não possam ser vacinados, que apresentem o exame negativo para COVID.

O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas – CDL/VG, David William Pintor, que tem assento no Comitê de Enfrentamento ao Novo Coronavírus – COVID 19 de Várzea Grande, aprovou as medidas e acredita que o momento é de se ter cautela.

“Ficamos felizes com o planejamento executado pela Prefeitura de Várzea Grande no combate a COVID-19 e os resultados obtidos, principalmente na campanha de vacinação, portanto, para não se correr riscos desnecessários é melhor que as medidas sejam discutidas e debatidas, pois existem muitas vertentes dentro de uma cidade do tamanho de Várzea Grande e que envolve o Poder Público, os setores economicamente ativos entre outros segmentos, pois, estamos próximos do Natal e do Ano Novo e teremos que ver como as pessoas se comportarão e quais serão os reflexos na economia”, disse o presidente do CDL/VG.

Leia mais:  Sem perder o foco da campanha, VG altera calendário contra Covid-19 neste final de semana

Kalil Baracat sinalizou que novamente flexibilizou os horários de funcionamento para estabelecimentos comerciais noturnos que poderão trabalhar até às 3 horas da manhã e repassou aos secretários municipais a competência para o retorno gradativo ou definitivo, bem como, daqueles servidores públicos que poderão permanecer com trabalho em home office por terem alguma comorbidade.

O Decreto manteve ainda o Comitê de Enfrentamento ao novo Coronavírus – COVID 19 e reforçou a competência de fiscalização para a Guarda Municipal, as Polícias Militar, Judiciária Civil, Corpo de Bombeiros entre outras instituições públicas no cumprimento das exigências de biossegurança.

“Avançamos muito em relação a COVID-19, portanto, vamos ter cautela e dar novos passos dentro de uma nova realidade que permita a todos trabalharem, estudarem, viverem suas vidas, mas com segurança e sem esquecer das vidas ceifadas pela pandemia e que devem nos estimular na busca do respeito mútuo”, disse o prefeito Kalil Baracat.

Comentários Facebook

Várzea Grande

Várzea Grande realiza mutirão da campanha de multivacinação para menores de 15 anos

Publicado


Várzea Grande realiza no próximo sábado, dia 16, o dia ‘D’ da Campanha Nacional de Multivacinação, com objetivo de colocar em dia a caderneta de crianças e adolescentes menores de 15 anos. Para atender ao público alvo, 13 unidades de saúde estarão funcionando das 7h30 às 17h, sem interrupção para o almoço.

Para o Dia ‘D’ os pais ou responsáveis devem levar o cartão ou a caderneta de vacinação, para que os profissionais de saúde possam avaliar se há alguma vacina que ainda não foi administrada, ou se há doses de reforço para completar o esquema vacinal preconizado no calendário nacional.

Desde o dia 1º, o Município segue o cronograma do Programa Nacional de Imunizações (PNI). Até o dia 29 o foco é o de atualizar a situação vacinal de crianças e adolescentes, de acordo com as indicações do Calendário Nacional de Vacinação, mediante a avaliação do cartão ou caderneta de vacinação, como pontua o secretário municipal de Saúde, Gonçalo de Barros. “Para cumprir metas preconizadas pelo Ministério da Saúde, vamos fazer esse mutirão focado no público jovem, de até 15 anos, para melhorar as coberturas vacinais no Município”, explicou o secretário.

O prefeito de Várzea Grande, Kalil Baracat, frisa que é importante a adesão dos pais nesta outra etapa de imunização na cidade. “Existe uma gama de doenças que podem ser combatidas com as vacinas, prevenindo doenças e principalmente, mantendo algumas dessas doenças erradicadas. Nossas equipes da Saúde Municipal estarão reforçadas e de prontidão durante todo o sábado. É fundamental a participação da sociedade”.

“Constata-se que a imunização tem dado resultados positivos no Brasil e no mundo. No Brasil, já ocorreu a erradicação da poliomielite e da varíola graças à utilização de vacinas. Além disso, segundo a Fundação Oswaldo Cruz, ocorreu a eliminação da circulação do vírus autóctone do sarampo em 2000 e da rubéola, desde 2009. Outras doenças também tiveram sua ocorrência reduzida, como é o caso do tétano neonatal e da meningite. Contudo, o ressurgimento do sarampo em outros estados do nosso país evidencia a diferença dos resultados dessas coberturas nos diversos municípios, ou seja, uma baixa cobertura vacinal contribui para o ressurgimento de doenças e requer a adoção de estratégias adicionais para o resgate e vacinação dos indivíduos não vacinados”, alerta a Superintendente de Vigilância em Saúde, Relva Cristina de Moura.

Leia mais:  Várzea Grande realiza mutirão da campanha de multivacinação para menores de 15 anos

Como pontua Relva, a vacina é considerada medida protetiva com o melhor custo-benefício em saúde pública, pois reduz os números de casos de doenças infecciosas em toda a comunidade. “Uma vez que a taxa de transmissão é diminuída, reduz o número de hospitalizações, de gastos com medicamentos, mortalidade e reforçamos a erradicação de doenças”.

SEM MITOS – Relva Cristina destaca a segurança das vacinas ofertadas pelo Sistema Único de Saúde (SUS), por meio de comprovação científica, além de haver uma gama delas disponibilizadas de forma 100% gratuitas à população. “Para que uma vacina seja aplicada em um indivíduo ela passa por rigorosos testes, incluindo estudos clínicos e somente após atenderem rigorosos padrões de qualidade e segurança são disponibilizadas às pessoas. Portanto, as vacinas salvam vidas! As vacinas são responsáveis por salvar a vida de milhões de pessoas todos os anos contra diversas doenças. Quando somos vacinados, protegemos a nós mesmos e toda a comunidade”, disse ela.

Ainda sobre a biossegurança dos imunizantes, a superintendente explica que se eles são produzidos no Brasil ou em outros países, passam por um processo sistematizado de compra, avaliação, liberação e distribuição. “No Brasil, o Ministério da Saúde é o órgão responsável pela compra e distribuição de todas as unidades que serão utilizadas no SUS, ou seja, as vacinas são muito seguras”.

Leia mais:  Casais de Várzea Grande participam de Casamento Abençoado

LOCAIS QUE INTEGRAM O DIA ‘D’ EM VÁRZEA GRANDE – Centro de Saúde do Água Limpa, Centro de Saúde Nossa Senhora da Guia, Estratégia Saúde da Família Água Vermelha, Estratégia Saúde da Família Manaíra, Centro de Saúde Jardim Imperial, Clínica de Atenção Primária Jardim Glória, Unidade Básica de Saúde Ouro Verde, Unidade Básica de Saúde Santa Isabel, Estratégia Saúde da Família São Mateus, Clínica de Atenção Primária 24 de Dezembro, Estratégia Saúde da Família Unipark e Estratégia Saúde da Família Jardim União e Capão Grande.

ATENÇÃO – Como destaca o secretário Gonçalo de Barros, neste dia 16, as equipes vão se concentrar nas Unidades Básicas de Saúde, para esta ação nacional, e em decorrência deste ato, será aberto somente um ponto fixo para vacinação – neste dia – contra a Covid-19, que será nas Clínicas Médicas do Univag, no bairro Cristo Rei.

Barros faz outro alerta: “O Ministério da Saúde definiu que não há necessidade de manter um intervalo entre a aplicação da vacina contra a Covid-19 e as demais vacinas para este público da Multivacinação, no caso os adolescentes de 12 anos a 14 anos 11 meses e 29 dias. Então, quem se imunizou contra o coronavírus pode buscar o Posto de Saúde mais próximo, para receber alguma outra vacina do calendário regular que esteja em atraso.

Comentários Facebook
Continue lendo

Várzea Grande

Sem perder o foco da campanha, VG altera calendário contra Covid-19 neste final de semana

Publicado


A prefeitura de Várzea Grande, por meio da secretaria municipal de Saúde, realiza uma ação diferenciada neste final de semana dentro da campanha de imunização contra a Covid-19. As doses seguem sendo ofertadas, porém, sem a edição do ‘Sextou VG’.

Como explica o secretário municipal de Saúde, Gonçalo de Barros, o combate à Covid-19 segue, sem perder o foco, mas com um ajuste pontual para os dias 15 e 16. Hoje, sexta-feira, dois pontos de vacinação estarão funcionando, o ponto fixo no Ginásio Poliesportivo Fiotão, das 8h às 13h, e no Parque Berneck – Corujão da Vacinação, das 16 às 22h.

Amanhã, dia 16, funcionará o ponto fixo das Clínicas Médicas do Univag, das 8h às 16h.

Na segunda-feira- (18), a vacinação ocorre no Ginásio Poliesportivo Fiotão , das 8h às 13 e nas Clinicas Médicas do Univag – Corujão da vacinação, das 16 às 22h.

Na terça-feira – (19), a vacinação ocorre no Ginásio Poliesportivo Fiotão, das 8h às 16h.

Em todos os pontos destinados à imunização contra a Covia-19, em Várzea Grande, o público alvo são adolescentes agendados e confirmados de 12 a 17 anos, idosos acima de 60 anos podem ir espontaneamente, seja para quem perdeu a data da segunda dose ou para aplicação da dose de reforço ( terceira dose), quem ainda não tomou nenhuma dose entre os públicos já mobilizados e população em geral, abaixo de 60 anos, confirmados para a segunda dose.

Leia mais:  Exposição Vale dos Dinossauros é aberta no Parque Bernardo Berneck em Várzea Grande

Amanhã, sábado, Várzea Grande estará totalmente mobilizada nas ações da Campanha Nacional de Multivacinação, que será realizada em 13 unidades de saúde do Município, das 7h30 às 17h. “Os profissionais de saúde que trabalham diariamente na campanha de vacinação da Covid-19 são os mesmos que trabalharão no dia ‘D’ da Multivacinação e essa ação ocorrerá nos mesmos moldes do ‘Sextou VG’, que é referência na intensificação do atendimento. Por essa razão, e de forma pontual, tivemos de ajustar as duas campanhas que vão ocorrer de forma simultânea dentro de Várzea Grande”, explicou o secretário. (Veja mais sobre a Multivacinação http://www.varzeagrande.mt.gov.br/conteudo/19224/estarao-abertas-13-unidades-de-saude-no-horario-das-7h30-as-17h30-neste-sabado-dia-16-para-atualizacao-das-cadernetas .

Como frisa o secretário, “temos de que cumprir metas preconizadas pelo Ministério da Saúde nas duas campanhas de nível nacional ao mesmo tempo e por isso estamos focados em dar acesso às vacinas a todos os grupos e faixas etárias contemplados. Para isso, tivemos de ajustar o atendimento voltado à imunização contra a Covid-19”.

VIDAS SALVAS – Gonçalo de Barros informa que o município já aplicou 300.369 doses da vacina contra a Covid-19, entre a primeira, segunda e terceira doses. “Esse volume de doses é fruto de um esforço coletivo do poder público municipal que traçou e aplicou estratégias para acelerar a chegada dos imunizantes no braço da população. Entre as ações estão mobilizações como Corujão, Corujinha e o Sextou VG, ações que permitiram a vacinação em horários diferenciados, como aos finais de semana e criando terceiro turno com atendimento até meia noite. Realizamos ainda o Resgate Cidadão voltado a quem ainda não tomou nenhuma dose. Olhando para trás, para o passado recente, vemos que fizemos o certo, tomamos as decisões corretas e no tempo devido”.

Leia mais:  Várzea Grande realiza mutirão da campanha de multivacinação para menores de 15 anos

Desde o início da pandemia da Covid-19, Várzea Grande registrou 39.611 casos confirmados da doença. Deste total, há 38.071 pessoas curadas, significando que 96,11% da população acometida pelo vírus foram curadas. Outras 1.414 pessoas vieram a óbitos, representando 3,57% do universo de infectados. “Gostaríamos de não ter e nem contabilizar mais nenhum óbito. A vacinação ajudou, e muito, na redução dos casos graves e óbitos na cidade e por isso conclamamos àqueles que ainda não vieram tomar a primeira dose, que compareçam e salvem vidas”, pontua o secretário.

Comentários Facebook
Continue lendo

Segurança

MT

Brasil

Economia & Finanças

Mais Lidas da Semana





Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262