conecte-se conosco


MT

Mauren Lazzaretti: “Mato Grosso não vai só exportar estratégia, mas também solução para o enfrentamento aos incêndios”

Publicado

A produção dos acessórios foi feita em parceria entre os setores público e privado, e comunidades

A iniciativa de produção própria de abafadores, sem custo ao Estado e com materiais reutilizados, é inédita e servirá de exemplo, principalmente aos estados da Amazônia Legal que compartilham os mesmos desafios com relação ao controle dos incêndios florestais, afirma a secretária de Estado de Meio Ambiente, Mauren Lazzaretti.

Por Lorena Bruschi – “A entrega dos abafadores não só é uma ação estratégica, como inovadora. Estamos falando de um insumo para o combate aos incêndios fabricado com recursos reaproveitados. Mato Grosso não vai só exportar estratégia, mas também solução para o enfrentamento aos incêndios”, avalia.

A iniciativa mostra ainda a união de esforços entre os setores para oferecer todo o suporte para que os incêndios que ocorreram no ano passado não alcancem as mesmas proporções. A madeira utilizada nos cabos dos primeiros 200 abafadores fabricados é de apreensão de infratores, já para os outros mil acessórios, a doação veio do Centro das Indústrias Produtoras e Exportadoras de Madeira do Estado de Mato Grosso. A lona é reaproveitada de esteiras de borracha, e a mão de obra de reeducandos.

Leia mais:  Última etapa das obras de reforma na Arena Pantanal foram paralisadas para realização da Copa América

“Os desafios para o combate aos incêndios são os mesmos de outros estados da Amazônia Legal, mas nenhum outro tem uma estrutura de resposta, a cooperação e a união de esforços que Mato Grosso tem.  As estruturas de segurança pública e de meio ambiente trabalham juntas, as nossas ações são cooperadas, e os nossos recursos são divididos para dar a melhor resposta ao cidadão”, conta.

A entrega dos abafadores começou nesta quarta-feira (9.06) com um primeiro lote de 200 unidades para moradores de Poconé, uma das regiões mais atingidas pelos incêndios no ano passado.

Serão fabricados e distribuídos 1200 abafadores, em uma parceria entre o Corpo de Bombeiros Militar (CBM) por meio do Batalhão de Emergências Ambientais (BEA), Secretarias de Segurança Pública, e de Meio Ambiente, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT), e o Cipem.

As 1200 pessoas que receberão os abafadores são parte de comunidades tradicionais, indígenas, pantaneiros, e de áreas rurais em geral, que fizeram o curso de instrução do Corpo de Bombeiros Militar de MT, desde o início do ano. Está em andamento o curso de noções básicas para brigadistas rurais, oferecido pela Sema-MT, com instrução do Corpo de Bombeiros.

Leia mais:  Sábado (12): Mato Grosso registra 427.572 casos e 11.390 óbitos por Covid-19

Prevenção e combate aos incêndios 

O Estado está investindo R$73 milhões no combate ao desmatamento ilegal e incêndios florestais, sendo R$43 milhões exclusivamente no combate ao fogo, e está executando uma operação de prevenção com capacitação de brigadistas e sociedade, investimento em aceiros preventivos, aquisição de veículos, contratação de brigadistas, e equipamentos de proteção individual.

Está em aquisição um helicóptero exclusivo para o combate aos crimes ambientais, no valor de R$21 milhões. Os bombeiros já inauguraram uma nova sede em Poconé, e irá atuar com ao menos 43 instrumentos de resposta montados em cidades estratégicas para o monitoramento e combate aos focos de calor.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook

MT

Sábado (12): Mato Grosso registra 427.572 casos e 11.390 óbitos por Covid-19

Publicado


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste sábado (12.06), 427.572 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 11.390 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 1.001 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 427.572 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 13.788 estão em isolamento domiciliar e 400.171 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 478 internações em UTIs públicas e 352 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 90,19% para UTIs adulto e em 39% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (89.250), Rondonópolis (31.210), Várzea Grande (29.177), Sinop (20.758), Sorriso (14.750), Tangará da Serra (14.607), Lucas do Rio Verde (13.090), Primavera do Leste (10.954), Cáceres (9.221) e Alta Floresta (8.131).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

Leia mais:  Governo prorroga prazo para recadastramento de aposentados e pensionistas

O documento ainda aponta que um total de 345.418 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 787 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

Na sexta-feira (11.06), o Governo Federal confirmou o total de 17.296.118 casos da Covid-19 no Brasil e 484.235 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 17.210.969 casos da Covid-19 no Brasil e 482.019 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados deste sábado (12.06).

Recomendações

Já existem vacinas para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança.

Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

Leia mais:  Documentário sobre Santo Antônio de Leverger será exibido em TV aberta neste sábado (12)

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

MT

Aulas para Enem e concurso de redação começam nesta segunda-feira (14) na TV Assembleia

Publicado


A apresentação da trilha formativa do concurso de redação começa nesta segunda-feira (14.06) pela TV Assembleia (TVAL) em dois horários: das 9h às 10h e das 17h às 18h. A trilha formativa é um percurso que prepara o estudante para desenvolver um projeto. Serão aulas de redação, interpretação, literatura e projeto de vida, como preparatório para o Enem.

A emissora pode ser sintonizada nos canais 30.1 e 30.2 pela TV aberta e por meio das parabólicas na frequência do Satélite C2 Star One frequência 3645. Para quem tem internet, o acesso é pelo canal do programa no You tube da Assembleia Legislativa.

Segundo a coordenadora de Ensino Médio da Seduc, Giseli Maciano, como a TVAL atinge todo o Estado por meio de antena parabólica, a expectativa é chegar ao maior número possível de alunos do ensino médio. O trabalho de envolvimento das escolas começa com o concurso de redação do qual participa toda a equipe gestora e profissionais da educação. No atual cenário, Giseli acredita que todos nas escola vão colaborar no atendimento ao aluno, principalmente tirando dúvidas a respeito do concurso de redação.

Leia mais:  Governo prorroga prazo para recadastramento de aposentados e pensionistas

“Tudo isso é um trabalho preparatório para o concurso de redação cujas inscrições começam no dia 5 de julho”, assinala.

O concurso é destinado aos estudantes do 3º ano do Ensino Médio e o objetivo é estimulá-los a desenvolverem a escrita do texto dissertativo-argumentativo, as habilidades exigidas pelo Enem e a análise crítica frente aos problemas sociais.

Como participar do concurso

As inscrições serão feitas de 5 a 30 de julho. Para participar, o estudante deve se inscrever no canal do Pré-Enem Digit@l MT no You tube da Seduc e assistir às aulas de redação e interpretação de texto: Diferença entre competências e habilidades; Texto dissertativo-argumentativo – introdução; texto dissertativo-argumentativo: desenvolvimento; e texto dissertativo-argumentativo: conclusão.

As aulas estão disponíveis na playlist “Inscrição Concurso de Redação”. Após essa etapa, os estudantes terão que preencher o formulário de inscrição com questões relacionadas aos temas tratados nestas aulas.

O link para o formulário de inscrição será disponibilizado no último vídeo da playlist e estará aberto para preenchimento apenas durante o período de inscrição (5 a 30 de julho).

Leia mais:  Aulas para Enem e concurso de redação começam nesta segunda-feira (14) na TV Assembleia

Os estudantes classificados entre o 11º e o 20º lugar receberão menção honrosa. Do 1º ao 10º, haverá premiação (ainda a ser definida pela Seduc – MT) aos estudantes, aos professores de língua portuguesa que os orientaram e à unidade escolar a qual pertencem.

O concurso é organizado pela Superintendência de Educação Básica e Superintendência de Diversidade, ambas da Seduc.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Segurança

MT

Brasil

Economia & Finanças

Mais Lidas da Semana





Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262