Connect with us

Economia & Finanças

Mato Grosso registra abertura de 16,7 mil empresas do setor de turismo

Published

on

O setor de turismo foi responsável pela abertura de 16.790 novas empresas em Mato Grosso, no ano de 2021. Os dados são do Boletim do Turismo de Mato Grosso, divulgado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso (Sedec-MT).

Nesse período foram constituídas quase 17 mil empresas no setor, contra 5.881 que fecharam as portas. Um incremento de 13,9% em novos registros, em comparação a 2020, quando o saldo foi de 14.743 empresas abertas, contra 4.731 fechadas.

A atividade de serviços de alimentação registrou 12.959 empresas abertas, o que corresponde a 77% dos novos registros. Seguida pelo transporte terrestre com 1.252 empreendimentos (7,4%), atividades desportivas e recreativas com 732 novos estabelecimentos (4,3%), entre outros.

“O volume de novas empresas voltadas ao trade turístico e o bom desempenho na geração de postos de trabalho, mais de 3 mil no último ano, têm forte relação com a expectativa dos empresários do setor, que estão vendo o comprometimento do Governo do Estado para fortalecer o turismo em Mato Grosso”, pontua o secretário Adjunto de Turismo, Jefferson Moreno.

Leia mais:  Petrobras aumenta em 8,87% preço do diesel

Confiança que o secretário de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso, César Miranda, atribui aos recursos injetados pelo governo do Estado.

“O Governo acredita no potencial turístico de Mato Grosso, por isso tem empregado milhões em recursos que estão fomentando o turismo como um todo. Um dos reflexos é o aumento de novos empreendimentos voltados ao setor e a geração de emprego e renda para os envolvidos com turismo no Estado”, conclui.

Para obter mais informações sobre o boletim, acesse AQUI.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook

Economia & Finanças

MP muda tabela do preço do frete rodoviário de carga

Published

on

Tabela foi elaborada em 2018, após a greve dos caminhoneiros

Foi publicada hoje (17) no Diário Oficial da União (DOU) a Medida Provisória (MP) 1117/2022 que altera uma regra para a elaboração da tabela de preço do piso mínimo de frete rodoviário de carga. A MP reduz de 10% para 5% o percentual de variação no preço do diesel para a correção dos valores da tabela. A medida ocorre após o anúncio de mais uma alta no preço do óleo diesel na semana passada.

Por Luciano Nascimento – Elaborada em 2018, após a greve dos caminhoneiros, a legislação sobre a Política Nacional de Pisos Mínimos do Transporte Rodoviário de Cargas estabelece que a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) deve publicar a tabela a cada seis meses, até os dias 20 de janeiro e 20 de julho de cada ano, com os valores serão válidos de piso para o semestre.

O texto prevê ainda que a tabela deve ser atualizada sempre que houver oscilação no preço do produto igual ou superior a 10%. Com a mudança introduzida pela MP, esse percentual foi reduzido para 5%.

Leia mais:  Estados dão calote e Tesouro paga R$ 511,77 milhões em dívidas

A partir de agora, sempre que ocorrer oscilação no preço do óleo diesel no mercado nacional superior a 5% em relação ao preço considerado na planilha de cálculos, a ANTT deve atualizar a tabela.

“Com isso, pretende-se dar sustentabilidade ao setor do transporte rodoviário de cargas, e, em especial, do caminhoneiro autônomo, de modo a proporcionar uma remuneração justa e compatível com os custos da atividade”, diz nota publicada pela Secretaria-Geral da Presidência.

Assista:

Para a elaboração da tabela, além do preço do produto, também são considerados a quantidade de quilômetros rodados na realização de fretes, eixo carregado, consideradas as distâncias e as especificidades das cargas definidas, bem como planilha de cálculos utilizada para a obtenção dos respectivos pisos mínimos.

Na semana passada, a Petrobras anunciou um reajuste de 8,87% no preço do diesel para as distribuidoras. De acordo com a empresa, o preço do litro do combustível no atacado passou de R$ 4,51 para R$ 4,91, um aumento de R$ 0,40, que começou a ser cobrado a partir do dia 10.

Leia mais:  Congresso prorroga MP que amplia margem do crédito consignado

Edição: Fernando Fraga

Comentários Facebook
Continue Reading

Economia & Finanças

Receita Federal alerta para golpe na restituição do Imposto de Renda

Published

on

Órgão lembra que é preciso ter cuidado com e-mails

Com a proximidade do prazo final para a entrega da declaração de Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) 2022, a Receita Federal alerta os contribuintes sobre a prática de um novo golpe contra as pessoas em processo de declaração do imposto. Na mais nova tentativa de golpe, os criminosos estão se passando pelo órgão para lesar as pessoas que estão prestando contas ao Fisco.

Teletrabalho, home office ou trabalho remoto.

Da ABr – O órgão lembra que é preciso ter cuidado com e-mails, usados para a prática do golpe. Os criminosos enviam e-mails tentando convencer os contribuintes a confirmar um falso cadastro para recebimento da restituição do IRPF. Para dar mais credibilidade, são utilizadas imagens fraudulentas com a logomarca comemorativa da Receita Federal para os 100 anos do Imposto de Renda, além da conta gov.br.

Na mensagem, que contém um link malicioso para visualização de um falso comprovante de recebimento da restituição, os criminosos informam os dados para recebimento da restituição via Pix. Não há dados sobre o número de pessoas que receberam e-mail falso e sobre quem foi lesado.

Leia mais:  Banco Central divulga Ata da 246ª reunião do Copom, realizada nos dias 3 e 4 de maio de 2022.

A Receita lembra que não envia e-mails ou alerta para os contribuintes com mensagens que possuam algum tipo de link e que os contribuintes devem confirmar as informações nos canais oficiais.

“Os alertas enviados pela Receita Federal por e-mail ou mensagem não possuem links de acesso. Todas as informações recebidas devem ser confirmadas diretamente no Portal e-CAC, com acesso seguro por meio da conta gov.br”, afirmou o órgão.

O prazo para enviar a declaração do IR 2022 termina no 31 de maio. Pelo calendário de restituição, os pagamentos começam a ser feitos, em cinco lotes, começando também no próximo dia 31.

Quem não declarar o imposto até o fim do prazo fica sujeito ao recebimento de multa, cujo valor é de 1% ao mês, sobre o valor do imposto de renda devido, limitado a 20% do valor do imposto de renda. O valor mínimo da multa é de R$ 165,74.

Até a última quinta-feira, a Receita Federal informou que já foram entregues 20.889.198 declarações do IRPF 2022, ano-calendário 2021. A expectativa é que 34.100.000 de declarações sejam enviadas até o final do prazo.

Leia mais:  Estados dão calote e Tesouro paga R$ 511,77 milhões em dívidas

Comentários Facebook
Continue Reading

Segurança

MT

Brasil

Economia & Finanças

Mais Lidas da Semana

Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262