conecte-se conosco


SEGURANÇA

Operação integrada prende quatro pessoas e apreende R$ 30 mil de associação criminosa em Lucas do Rio Verde

Publicado


A Polícia Civil de Lucas do Rio Verde coordenou, na manhã do último sábado (13.03), a Operação Libertas para cumprimento de mandados judiciais relacionados à investigação sobre a atuação de uma facção criminosa que age no bairro Téssele Junior, ameaçando, coagindo e aterrorizando moradores.

Quatro pessoas foram presas em flagrante pelos crimes de tráfico e associação para o tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo e de munições. Foram apreendidos em torno de R$ 30 mil, além de entorpecentes, armas e munições.

A operação contou com a participação da Polícia Militar e Polícia Penal de Lucas do Rio Verde, Ministério Público Estadual e equipes das Delegacias de Nova Mutum e Diamantino, envolvendo um efetivo de 40 profissionais para cumprimento de sete mandados de busca e apreensão decretados pela 4ª Vara Criminal de Lucas do Rio Verde.

O delegado de Lucas do Rio Verde, Marcello Henrique Maidame, reforça que o objetivo da operação é dar uma resposta do Estado ao município, especialmente aos moradores do bairro Luiz Carlos Téssele Jr, que convivem com as ameaças e coações praticadas pela facção criminosa, sendo hostilizados em suas próprias residências.

Integrantes do Ministério Público Estadual, os promotores Saulo Martins e Osvaldo Moleiro Neto, acompanharam as ações. O delegado de Diamantino, Gilson Silveira, também participou da operação com equipes da Polícia Civil do município.

Alvos da operação

Investigações realizadas pela Delegacia de Lucas do Rio Verde identificaram sete alvos envolvidos em atos de intimidação, coação e ameaças a moradores para que pudessem agir livremente nas atividades criminosas do tráfico de drogas no bairro Téssele Jr.

De acordo com o delegado Marcello Maidame, a facção criminosa fez apologias ao crime, com pichações em muros de casas, inclusive com ameaças aos integrantes das polícias.

“Os criminosos identificados agiam com intimidações retirando o direito de ir e vir dos moradores e a intenção de todo o trabalho integrado é resgatar os direitos individuais dos moradores e da cidade também, afinal a organização criminosa agindo desta forma no bairro, estende esse perigo ao município”, explicou o delegado.

Em um dos endereços alvos da operação foram aprendidos quase R$ 13 mil que estavam espalhados em várias partes de um dos cômodos da casa, além de um revólver calibre 38 e munições.

Leia mais:  Governo de Mato Grosso destina novas viaturas ao Corpo de Bombeiros Militar

Apurações da Polícia Civil identificaram que o investigado, de 26 anos, com quem foi encontrado o dinheiro, é apontado como líder da facção no bairro e age intimidando moradores que ousam desobedecer às ordens criadas por ele. Preso e conduzido à delegacia, ele foi autuado por tráfico de drogas e associação criminosa.

O delegado explicou ainda que os mandados de busca e apreensão tiveram a finalidade de apreender armas, drogas e outros materiais que possam subsidiar as investigações em andamento e dar uma resposta às práticas criminosas do grupo que age no bairro.

“As intuições de segurança pública têm agido em conjunto, atuando para levar liberdade aos moradores e por fim ao terror que os criminosos têm praticado, principalmente, no Téssele Jr. que foi criado para o auxílio a trabalhadores que vieram a Lucas do Rio Verde em busca de melhores oportunidades e estão sendo feito reféns por alguns criminosos que se sentem no direito de promover o pânico na região”, destacou Marcello Maidame, acrescentando que a atuação permite que as instituições juntem esforços e tenham um resultado mais eficaz no combate à criminalidade.

Em outro dos endereços onde foi cumprida a ordem judicial de busca e apreensão, as equipes policiais localizaram na residência 23 munições calibre 25, cinco aparelhos celulares e mais de R$ 15 mil em espécie. O morador da casa, de 22 anos, foi preso e é apontado na investigação como suspeito de ser o contador da facção criminosa e também por outros delitos ocorridos na cidade, tortura, homicídio, tráfico de drogas e roubos.

Outro mandado de busca foi cumprido na casa de um suspeito de 20 anos, com diversas passagens criminais por tráfico de drogas, apontado nas investigações como integrante da facção criminosa e agindo em conjunto com outro suspeito, também preso na Operação Libertas, na intimidação aos moradores do bairro Téssele Junior. Com ele foram apreendidas porções de drogas, celulares e dois notebooks.

Ações integradas

Para Osvaldo Moleiro Neto, titular da 1ª Promotoria Criminal de Lucas do Rio Verde, a integração das forças de segurança pública soma esforços que resultam na redução de índices criminais no município. “Atuando integrados, percebemos que conseguimos enfrentar com mais força e trazer mais segurança à população luverdense, buscando a redução nos índices de criminalidade, nos números de furtos e roubos, apreensões de drogas, o que denota que esse trabalho de união é o que está trazendo resultados”, apontou o promotor, que acompanhou a execução da operação.

Leia mais:  Policiais penais evitam entrada de materiais ilícitos em penitenciária

Comandante do 13º Batalhão da PM, o tenente-coronel Paulo Secchi apontou que a integração já vem de longa data com a Polícia Civil e as demais instituições do município, no intuito de trazer segurança à população e reduzir os índices criminais.

“A operação deste sábado veio atender também o anseio dos moradores do bairro. Temos intensificado o policiamento ostensivo para retirar de circulação os traficantes que agem na região e esse trabalho integrado tem mostrado resultados satisfatórios. E continuaremos com as ações ostensivas para que os moradores do bairro e toda a cidade possam ter a sensação de segurança e um convívio de qualidade”, disse o militar.

O diretor do CDP, José Ronaldo, explicou que durante a realização da Operação nas ruas do bairro, a Polícia Penal também deu início dentro da unidade prisional a buscas por ilícitos nas celas, que contou com auxílio do Serviço de Operações Especiais do Sistema Penitenciário e cães, e posteriormente, após os cumprimentos dos mandados nas ruas, também com as Polícias Civil e Militar.

“As buscas foram realizadas em todas as celas e os poucos materiais encontrados – alguns produtos em fermentação e chuços – demonstram que a atuação dos policiais penais da unidade tem sido assertiva no sentido de combater qualquer ilícito dentro da unidade. A integração das instituições em Lucas do Rio Verde mostra que estão todos imbuídos no mesmo intuito de combater as atividades criminosas”, afirmou o diretor.

Liberdade

Em latim, libertas significa liberdade e a intenção das forças de segurança é proporcionar aos moradores do bairro Téssele Junior o direito de ir e vir com segurança, sem se sentirem ameaçados ou coagidos quando saem de suas casas.

Prisões

As quatro pessoas presas em flagrante foram autuadas por tráfico de drogas, associação criminosa, posse ilegal de arma de fogo e de munições e posse de drogas.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook

SEGURANÇA

Rotam recebe EPIs, fardamento e armamento

Publicado


Foto: ELIEL TENORIO PEREIRA

Com direito a R$ 6 milhões, por meio de emendas apresentadas ao Projeto de Lei Orçamentária Anual para 2020, o deputado estadual Elizeu Nascimento (PSL) priorizou a destinação de suas emendas livres para a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiro Militar do Estado de Mato Grosso. Desse total, mais de R$ 3 milhões estão sendo destinados para as duas corporações. Na quarta-feira (12), o deputado participou da entrega de fardamento e equipamentos aos policiais do Batalhão de Rondas Ostensivas Tático Móvel (Rotam), adquiridos com recursos de emendas do parlamentar.

O deputado Elizeu Nascimento destinou R$ 2,5 milhões para a PMMT. “Essa verba foi destinada para minha honrosa Polícia Militar, onde servi durante 18 anos. Tenho um diálogo muito aberto com meus irmãos de farda, sei das necessidades que a polícia tem, também sei que esse recurso não é o suficiente para resolver todos os problemas da Corporação, mas é um pontapé inicial”, destacou Elizeu.

Por meio da destinação de emenda parlamentar do deputado Elizeu Nascimento de nº 307, da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, através do processo nº 273295/2020, foi possível a aquisição de conjunto completo de equipamentos de proteção individual (EPIs) aos militares do batalhão Rotam. Foram entregues fardamento camuflado combat shirt; capa de colete modular de última geração com os acessórios para a atuação no patrulhamento tático; cinto de guarnição e coldre, e kit de aph tático, com todos os materiais de primeiros socorros necessários. Também foram entregues sete fuzis calibre 556 modelo TaurusT4, somando um total de R$ 350.746,99.

Leia mais:  Governo de Mato Grosso destina novas viaturas ao Corpo de Bombeiros Militar

“Mesmo nesses tempos críticos que estamos vivendo, a Policia Militar não deixou de atuar na linha de frente no combate à criminalidade. Hoje o policial irá passar a utilizar equipamentos padronizados, equipamentos de última geração, hoje isso é possível através da contribuição da emenda do deputado Elizeu Nascimento”, declarou o comandante do batalhão Rotam.

O comandante do quartel do Comando-Geral, coronel PM Jonildo José de Assis, destacou o trabalho da 19ª Legislatura da ALMT. “No passado, nossos parlamentares estaduais tinham receio em entregar emendas para a instituição, sei que nessa legislatura contagiada pelo deputado Elizeu Nascimento, eles entenderam as nossas necessidades de equipar homens e mulheres para atender e dar segurança à população. A nossa responsabilidade aumenta com os parlamentares e com a população. Mais uma vez agradeço ao deputado”, disse o comandante da PM.

“Investir na segurança pública é investir no cidadão que paga seus impostos. Esse investimento quem ganha é o cidadão, que contará com policiais capacitados e equipados para garantir a segurança da população”, enfatizou o secretrário de estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante.

Leia mais:  Estelionatária que causou prejuízo de R$ 20 mil a vítimas em venda de carro é presa em Cuiabá
Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Continue lendo

SEGURANÇA

Polícia Federal faz operação contra tráfico de drogas no Rio

Publicado


Policiais federais cumprem hoje (13) 19 mandados de prisão e 19 de busca e apreensão contra suspeitos de envolvimento com o comércio de drogas ilícitas no Rio de Janeiro. A operação Maleficus investiga uma organização criminosa que atua na Região dos Lagos.

Segundo a Polícia Federal, o grupo criminoso buscava drogas no Rio de Janeiro e distribuía o carregamento em Rio das Ostras e municípios vizinhos. Os mandados estão sendo cumpridos nas cidades do Rio de Janeiro, Macaé, Campos dos Goytacazes e Rio das Ostras.

Os mandados foram expedidos pela 2ª Vara Criminal de Rio das Ostras e a operação conta com o apoio do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ).

Edição: Kleber Sampaio

Fonte: EBC Geral

Comentários Facebook
Leia mais:  Governo de Mato Grosso destina novas viaturas ao Corpo de Bombeiros Militar
Continue lendo

Segurança

MT

Brasil

Economia & Finanças

Mais Lidas da Semana





Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262