conecte-se conosco


MT

Palestra sobre Combate ao Tráfico de Animais Silvestres via aeroporto é apresentada no Marechal Rondon

Publicado


O aeroporto internacional Marechal Rondon foi palco de palestra sobre combate ao tráfico de animais silvestres, nesta segunda-feira (25.10). O projeto “Aeroporto Amigo da Fauna”, que tem Mato Grosso como piloto, é uma iniciativa de organizações não governamentais e tem o apoio da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) e do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

As palestras são voltadas para funcionários de companhias aéreas, com orientações sobre como identificar o ato criminoso e como agir em caso de suspeita de tráfico de animais silvestres via aeroporto. Em Mato Grosso, também farão parte do projeto os aeroportos de Rondonópolis, Alta Floresta e Sinop e conta com a parceria do Centro Oeste Airports (COA), que coordena estes aeroportos.

O “Aeroporto Amigo da Fauna” nasceu da importância do tema e de combater esse crime, explica Jorge Salomão, médico veterinário do Instituto Raquel Machado e Ampara, Organizações não governamentais idealizadoras do projeto. Ele destaca a importância da parceria com os aeroportos para o combate ao tráfico de animais silvestres, que é um negócio rentável e movimentado por colecionadores e pelo comércio ilegal de parte valiosas desses bichos.

Roberto Cabral, Analista Ambiental do Ibama, mostrou na prática como diferenciar partes de animais silvestres que estão sendo levadas para outros estados ou países, como a diferença entre marfim, obtidas das presas de elefantes, e plástico, penas de aves e penas artificiais e peles de jacarés, onças e cobras verdadeiras e falsas.

Leia mais:  Documentário sobre misticismo na Serra do Roncador estreia em Barra do Garças, Cáceres e Cuiabá

Os animais silvestres mais traficados no Brasil são aves, seguido de repteis e mamíferos. Roberto explica que é importante as companhias aéreas terem conhecimento da documentação exigida para o transporte de animal da fauna silvestre nativa, assim como atenção as informações contidas neste documento, como espécie, sexo, idade e anilha, que é a marcação do animal.

O analista ambiental diferencia dois tipos principais de fraudes documentais, que é a utilização de documento legal para encobrir produtos ilegais e a documentação falsa. Desta forma é importante estar atento a documentação, se a espécime que está embarcando é a mesma que consta no Guia de Transporte e também verificar nos meios eletrônicos se o documento é verdadeiro.

O servidor do Ibama falou também sobre a Lei 9.605, que no art. 29 fala sobre crimes contra a fauna, sua aplicação no país e a penalização. Outro ponto abordado foi a lista de animais, detalhada no site do órgão ambiental, que são listados como doméstico e a diferença entre estes animais domésticos para os da fauna silvestre exótica e nativa.

Leia mais:  Mato Grosso conquista 21 medalhas nas Paralimpíadas Escolares 2021

A Coordenadora de Fauna e Recursos Pesqueiros da Sema, Neusa Arenhart, finalizou o evento falando da Lei 9.096 de 2009, sobre o controle e monitoramento da atividade pesqueira, e de como as companhias aéreas podem verificar a aplicação da lei, como o porte de documentos de transporte do pescado, análise da quantidade permitida para o transporte, que é de 5 kg e mais um exemplar para o portador de carteira de pesca amador e observar a presença de peixes proibidos em sua captura, comercialização e transporte, como o dourado e a piraíba.

A servidora da Sema ainda falou sobre as modalidades de pesca, locais, apetrechos e práticas proibidas, tabelas de medidas mínimas, fiscalização de pesca de rotina e durante o período de defeso e punição aos infratores.

O objetivo do “Aeroporto Amigo da Fauna” é a realização de uma campanha em massa, envolvendo outros aeroportos do Brasil e a sensibilização da sociedade. Também fazem parte do projeto as Organizações Não Governamentais Onçafari e SOS Pantanal. O tráfico de animal ou parte de animal silvestre pode ser denunciado pelo número 0800 061 8080 ou de forma online pelo Linha Verde do Ibama.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook

MT

Governo de MT já pactuou 89% das doses recebidas; veja quanto cada município aplicou

Publicado


O Governo de Mato Grosso recebeu, até esta terça-feira (30.11), 6.318.957 doses das vacinas contra Covid-19 do Ministério da Saúde e já distribuiu 5.630.840 aos 141 municípios do Estado, ou seja, 89% do total recebido.

A disponibilização das doses é resultado da soma da primeira e segunda doses ou doses únicas (5.598.859), acrescida das doses destinadas às populações indígenas aldeadas (54.120) e dos arredondamentos técnicos (36.583) necessários para o ajuste volumétrico dos frascos disponibilizados pelo Ministério da Saúde.

É importante destacar que o ranking de aplicação não considera as doses destinadas aos povos indígenas para evitar qualquer disparidade nos dados. Alguns municípios contabilizavam doses aplicadas em aldeias pertencentes a territórios vizinhos e ultrapassavam o limite de 100% da aplicação.
 
Das 5.630.840 doses disponibilizadas aos municípios, as prefeituras aplicaram 4.559.701 (81%), sendo 2.484.802 como primeira dose ou dose única e 1.835.662 como segunda dose. O percentual da semana retrasada era de 81,6%.

Os 10 municípios que mais aplicaram vacinas, considerando o percentual de doses aplicadas em relação às doses recebidas, foram: Nova Brasilândia (99,2%), Campos de Júlio (97%), Diamantino (97%), São José do Povo (96,8%), Primavera do Leste (96,7%), Lucas do Rio Verde (96,4%), Glória D’Oeste (96,3%), Ipiranga do Norte (96,2%), Nortelândia (96,1%) e Guiratinga (96%).

Leia mais:  Escola do Corpo de Bombeiros Militar divulga edital com nome dos inscritos e locais de realização das provas

Confira o ranking completo de aplicação das vacinas no Boletim Informativo nº 632 ou no Painel de Distribuição de vacinas Covid-19.

A Vigilância Estadual alertou que a utilização de unidades de segunda dose como primeira dose pode comprometer o esquema vacinal da população do município, considerando o fornecimento e as orientações feitas pelo Ministério da Saúde.

Sobre a distribuição

Conforme Resolução da Comissão Intergetores Bipartite (CIB) nº 126 de 2021, doses das vacinas contra a Covid-19 passarão a ser distribuídas mediante solicitação das gestões municipais. A medida se deve ao risco de perda de doses, devido ao prazo de validade, e à baixa procura por imunização em alguns municípios. Desta forma, será encaminhado um quantitativo compatível à necessidade local.

Essa logística já ocorre com todos os outros imunizantes da Campanha Nacional de Imunização e, agora, também passa a valer para as vacinas contra a Covid-19. As solicitações deverão ser feitas por meio do Sistema de Insumos Estratégicos em Saúde (Sies), conforme fluxo já estabelecido com as demais vacinas.

Leia mais:  Documentário sobre misticismo na Serra do Roncador estreia em Barra do Garças, Cáceres e Cuiabá

A Resolução ainda prevê que os municípios deverão solicitar o quantitativo de doses uma vez por semana, às sextas-feiras. A entrega das doses será realizada na semana seguinte.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

MT

Empaer promove encontro para fomentar o turismo rural em Mirassol D´Oeste e região

Publicado


A Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) promove no dia 07 de dezembro, em Mirassol D´Oeste (a 300 km de Cuiabá), o 1º Encontro Regional de Turismo. O evento será no auditório do Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (Crea), a partir das 8h.

A iniciativa é desenvolvida em parceria com o Consórcio Complexo Nascentes do Pantanal e a Prefeitura Municipal e tem o objetivo de capacitar os interlocutores municipais e conselheiros de turismo. O Encontro é uma ação prevista no Plano de Desenvolvimento do Turismo Regional.

Na abertura do evento, o turismólogo da Empaer Robson Junior Hartmann irá falar sobre o Plano de Desenvolvimento do Turismo Regional. Logo em seguida, o agente técnico e turismólogo da Secretaria Estadual Adjunta de Turismo (Seadtur), Diego Augusto Orsini Beserra irá explanar sobre o Programa de Regionalização e atualização do mapa do turismo brasileiro.

O especialista em turismo rural, o técnico da Empaer, Geraldo Lúcio Donizete falará sobre a História da evolução das políticas públicas do turismo rural.

As 10h30, a servidora da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec), Luciana Viegas vai abordar sobre o Papel do Conselho Municipal do Turismo (Comtur) no desenvolvimento turístico municipal.

Leia mais:  Documentário sobre misticismo na Serra do Roncador estreia em Barra do Garças, Cáceres e Cuiabá

No período da tarde os temas serão: Oportunidades de negócios no turismo rural e a Criação do Conselho Regional de Turismo, com Geraldo Lucio.  Já Luciana Viegas, falará sobre Como fazer e pra que serve o inventário turístico municipal. O encerramento está previsto para as 16h30. Interessados em participar inscrição pelo link

Serviço:

1º Encontro Regional de Turismo
Quando: 7 de Dezembro (terça-feira)
Onde: Auditório do Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (Crea) – Rua Bento de Alexandre dos Santos, nº 867


 

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Segurança

MT

Brasil

Economia & Finanças

Mais Lidas da Semana





Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262