Connect with us

MEIO AMBIENTE

Prazo para posse no processo seletivo da Sema-MT termina nesta sexta-feira (17)

Published

on

Esta sexta-feira (17.06) é o último dia para a posse dos candidatos aprovados no processo seletivo da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT). A secretaria estará aberta exclusivamente para o reebimento dos documentos dos 65 aprovados como analistas de meio ambiente. 

A gestão de pessoas recebe os aprovados das 8h às 12h e das 14h às 17h. A lista completa dos convocados e os documentos estão disponíveis CLICANDO AQUI. 

O não comparecimento do candidato para entrega dos documentos, posse e assinatura do contrato dentro do prazo estabelecido acarretará na sua eliminação do processo seletivo, e consequentemente, será feita a convocação do próximo candidato.

O edital do processo seletivo foi aberto em março deste ano, e conduzido pelo Instituto Nacional de Seleções e Concursos (Instituto Selecon). Todas as vagas são para o município de Cuiabá, para os cargos de engenheiro florestal, engenheiro agrônomo, biólogo, geógrafo e engenheiro ambiental. A contratação será por até 36 meses, contados a partir da data de posse, com carga horária de 40 horas semanais. 

Serviço:

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente fica localizada na Rua C, esquina com a rua F, Centro Político Administrativo, Cuiabá-MT

Leia mais:  Sema-MT recebe aprovados no seletivo para posse no ponto facultativo de Corpus Christi

Setor responsável pelo atendimento: Coordenadoria de Gestão de Pessoas

Data: 16 e 17/06
Horário: 8h às 12h e 14h às 17h
Contato: gestaodepessoas@sema.mt.gov.br/(65) 3613- 7332

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook

AGRONEGÓCIO

Decreto suspende queimadas em todo território nacional

Published

on

Decreto presidencial publicado no Diário Oficial da União de hoje (23) suspende – pelo prazo de 120 dias – a permissão do emprego de fogo em todo o territorial nacional, medida que costuma ser adotada todo ano quando tem início o período de seca, de forma a prevenir incêndios.

O uso de fogo em práticas agropastoris e florestais está previsto – e regulamentado – por outro decreto (nº 2.661/98). Apesar de suspender permissões, o decreto publicado hoje (nº 11.100/22) prevê algumas exceções, detalhando hipóteses onde a suspensão não deverá ser aplicada, como é o caso de “práticas de prevenção e combate a incêndios realizadas ou supervisionadas por instituições públicas responsáveis pela prevenção e pelo combate aos incêndios florestais”.

O emprego de fogo continua permitido também nas hipóteses de práticas de agricultura de subsistência executadas pelas populações tradicionais e indígenas; e de atividades de pesquisa científica realizadas por Instituição Científica, Tecnológica e de Inovação (ICT), “desde que autorizadas pelo órgão ambiental competente”.

Também é permitido em ações visando o controle fitossanitário autorizado pelo órgão ambiental competente; e em queimas controladas, em áreas não localizadas nos biomas Amazônia e Pantanal. Neste último caso, a permissão será concedida desde que sejam imprescindíveis à realização de práticas agrícolas; e previamente autorizadas pelo órgão ambiental estadual ou distrital.

Leia mais:  Batalhão Ambiental treina policiais militares para policiamento nos rios de Mato Grosso

O novo decreto define como “queima controlada” o emprego do fogo como “fator de produção e manejo em atividades agropastoris ou florestais e para fins de pesquisa científica e tecnológica em áreas com limites físicos previamente definidos”.

Ainda segundo o decreto, a permissão do emprego do fogo poderá ser suspensa, em caráter excepcional e temporário, “por ato do Ministro de Estado do Meio Ambiente, com a finalidade de reduzir danos ambientais provocados por incêndios florestais”.

Edição: Kleber Sampaio

Fonte: EBC Geral

Comentários Facebook
Continue Reading

MEIO AMBIENTE

Ministro da Justiça fala sobre combate ao desmatamento

Published

on

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, fala nesta quarta-feira (22) no programa A Voz do Brasil sobre as ações do ministério no combate ao desmatamento. O ministro destaca a segunda fase da Operação Guardiões do Bioma, que tem foco no combate a queimadas e incêndios florestais.

A segunda fase do Guardiões do Bioma começou na terça-feira (21) e terá um investimento de R$ 77 milhões em ações de combate a incêndios, investigações de crimes ambientais e para equipamentos de contenção de incêndios. As operações são realizadas no Acre, Amazonas, Amapá, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Piauí, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima e Tocantins.

O ministro também fala sobre a  inauguração da Unidade Especial para Investigação a Crimes Cibernéticos (UEICC) da Polícia Federal e sobre a Operação Nova Aliança, feita em parceria com as forças de seguranças Paraguai para o combate ao plantio de maconha no país vizinho.

Acompanha aqui a entrevista:

Edição: Fábio Massalli

Fonte: EBC Geral

Comentários Facebook
Leia mais:  Espanha luta contra incêndios florestais em meio a onda de calor
Continue Reading

Segurança

MT

Brasil

Economia & Finanças

Mais Lidas da Semana

Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262