Connect with us

Várzea Grande

Prefeitura de Várzea Grande e Governo de MT firmam cooperação para oferta e operacionalização de linhas de crédito

Published

on

A Prefeitura de Várzea Grande e o Governo do Estado, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Tecnologia e Turismo e da Desenvolve MT, assinam hoje (22), um Termo de Cooperação bilateral para oferta e operacionalização de linhas de crédito voltadas ao fomento do empreendedorismo na cidade, que é a segunda maior do Estado em contingente populacional.

Por Marianna PeresA parceria será celebrada logo mais às 14h30, na sede da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado de Mato Grosso (Sedec), localizada na Avenida Getúlio Vargas, em Cuiabá. Estarão presentes o prefeito de Várzea Grande, Kalil Baracat, o titular da Sedec, César Miranda, o secretário Municipal, Charles Caetano Rosa, o presidente da Desenvolve MT, Jair Marques, além de secretários adjuntos, técnicos e servidores de Várzea Grande e do Estado.

Para o prefeito Kalil, a oferta e acesso ao crédito estão em linha com a nova vocação da cidade, que caminha para ser uma grande prestadora de serviços no Estado. “Fomentar áreas que englobam o micro e o pequeno empreendimento é o mesmo que proporcionar condições para geração de emprego e renda à população de Várzea Grande”. Ainda como pontua o prefeito, com acesso a crédito com condições acessíveis – especialmente de taxas, limites e carência – os empreendedores se formalizam, se profissionalizam e crescem. “A maior parte das micro e pequenas empresas fecham as portas antes dos três primeiros anos de vida”.

Leia mais:  Kalil Baracat dá a largada e entrega prêmio durante 37ª Corrida de Reis

O secretário municipal, Charles Caetano, frisa que a cooperação vem ao encontro da missão da Pasta, que é justamente fomentar empresas e o empreendedorismo em Várzea Grande. “É determinação do prefeito criar um ambiente seguro e atrativo de negócios para nossa cidade, promovendo a criação e a formalização de novas empresas, sejam elas MEIs, médias ou grandes”. A parceria vai encurtar a distância entre o negócio e o financiamento. “Vamos ter uma equipe capacitada para atuar especificamente no atendimento das demandas de cada empreendedor, respeitando perfil, capacidade financeira e vocação”.

Ainda conforme Charles, os pequenos e micros são categorias bastante priorizadas pela Desenvolve MT. “É acesso ao crédito mais barato e atrativo para criar ou para àqueles que precisam de apoio para crescer. É na verdade uma união de esforços, conhecimento e expertise com foco no fomento dos negócios, especialmente após a pandemia”.

A DESENVOLVE MT – A autarquia do governo do Estado, vinculada à Sedec, oferta várias linhas de crédito para os empreendedores mato-grossenses, sejam eles de micro, pequeno, ou médio portes, como forma de fomentar segmentos como prestação de serviços, comércio e turismo.

Leia mais:  Artista de Várzea Grande conquista terceiro lugar em festival nacional de dança de rua

Comentários Facebook

Várzea Grande

Prefeitura leva assistência técnica de análise da água para pequenos piscicultores de Várzea Grande

Published

on

Com os novos equipamentos, é possível mensurar parâmetros físico-químicos da água, como Ph, alcalinidade, dureza total, gás carbônico, amônia total e amônia tóxica, transparência, nitrito, oxigênio dissolvido e temperatura. Com esses dados, a equipe técnica da SEMMADRS consegue detectar possíveis problemas e já orientar o piscicultor no mesmo momento. 

Por  Celly Silva – Há cerca de um mês, a Prefeitura de Várzea Grande, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural Sustentável (SEMMADRS), adquiriu um kit de análise de água para piscicultura de água doce e tem prestado mais essa modalidade de assistência técnica aos pequenos produtores rurais do município, de forma totalmente gratuita.

A medida atende à premissa da gestão do prefeito Kalil Baracat, que busca o desenvolvimento econômico e social de todos os várzea-grandenses, da cidade e do campo, conforme o secretário municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural Sustentável, Célio Santos. “Este é mais um serviço que a Prefeitura está disponibilizando aos pequenos produtores rurais, que vai atender não só aos piscicultores, mas também aos demais agricultores que querem avaliar a qualidade da água do poço, por exemplo, e que serve para consumo da família”.

A assistência técnica na piscicultura vai propiciar uma melhor sanidade animal e mais condições de inserção no mercado formal, profissionalizando cada vez mais a atividade. Com os novos equipamentos, é possível mensurar parâmetros físico-químicos da água, como Ph, alcalinidade, dureza total, gás carbônico, amônia total e amônia tóxica, transparência, nitrito, oxigênio dissolvido e temperatura. Com esses dados, a equipe técnica da SEMMADRS (composta pelo coordenador de Desenvolvimento Rural Sustentável, médicos veterinários, engenheiros agrônomos e técnico agrícola) consegue detectar possíveis problemas e já orientar o piscicultor no mesmo momento.

Leia mais:  Artista de Várzea Grande conquista terceiro lugar em festival nacional de dança de rua

A avaliação é feita em campo, mas uma amostra da água também é colhida e um relatório completo é entregue ao criador, em média sete dias após, durante visita de retorno à propriedade. O peixe também é avaliado em relação à cor das guelras, proporção do tamanho das nadadeiras, em relação ao corpo e escamas.

De acordo com Jhonattan Luydd Fernandes Ferreira, coordenador de Desenvolvimento Rural Sustentável, o objetivo desse trabalho é contribuir para o melhor manejo da piscicultura, fazendo com que o animal se desenvolva de forma a atender o mercado. “É uma assistência técnica gratuita prestada pela Prefeitura, que vem ajudar muito a agricultura familiar, visto que são famílias cuja riqueza vem da terra. Vai ajudar muito porque vai melhorar a qualidade da água, levando esse produtor a produzir um peixe de qualidade”, explicou.

Existem cerca de 50 pequenos piscicultores nos assentamentos rurais de Várzea Grande. A maioria atua na informalidade. E o intuito da SEMMADRS com a assistência técnica é fomentar a cadeia produtiva de forma a se regularizar. Por isso, a coordenadora de Serviço de Inspeção do Município, a médica veterinária Glaucy Kelly Enciso, também acompanha as visitas técnicas nas propriedades para orientar os produtores e mostrar de que forma eles podem obter a certificação.  “Com o sistema de inspeção, esses piscicultores passam a poder comercializar de forma regular, gerando renda para as famílias e desenvolvimento econômico para o Município”, afirmou Jhonattan Ferreira.

Leia mais:  Kalil Baracat dá a largada e entrega prêmio durante 37ª Corrida de Reis

Flauberto Flávio Alves Ferreira, piscicultor há 12 anos no assentamento Nossa Senhora Aparecida 1, também conhecido como Sadia 1, recebeu a assistência técnica da SEMMADRS em sua propriedade, onde cria cerca de 2,5 mil Tambatingas. Ele destacou que sempre tem recebido apoio dos profissionais da Prefeitura e acredita que isso vai alavancar seus projetos de expansão. “Ao longo do tempo, já tivemos várias ajudas. É bom porque é um conhecimento a mais. Espero que venha a melhorar pra nós. Eu tenho projeto de muitos anos de criar lambari, documentar, colocar no mercado, tudo da forma correta”, afirmou.

Comentários Facebook
Continue Reading

Várzea Grande

Secretaria de Serviços Públicos promove ação de conscientização para manter a cidade limpa

Published

on

Descartar lixo incorretamente nas ruas, avenidas, praças, bairros e nos equipamentos públicos ocasiona poluição visual, entupimento dos bueiros e ainda a poluição dos rios, córregos e lagos que banham a cidade, contribuindo assim para destruição da natureza.  

Por Claudia JoséhEm alusão ao mês Mundial do Meio Ambiente, a Prefeitura de Várzea Grande, por meio da Secretaria de Serviços Públicos e Mobilidade Urbana, promove campanhas de conscientização acerca da limpeza pública da cidade. A campanha tem a finalidade de estimular a consciência cidadã na manutenção da limpeza pública como estratégia de garantir a preservação e conservação do meio ambiente.

“A secretaria é comprometida com a limpeza pública da cidade. Porém, precisamos desta manutenção por parte da população. É importante rever os hábitos, não jogando lixo nas ruas, praças, avenidas e bairros. Com isso, nosso trabalho será mantido e a cidade permanecerá mais limpa e agradável para se viver”, destacou o secretário de Serviços Públicos e Mobilidade Urbana, Breno Gomes.

Seguindo orientação do prefeito Kalil Baracat, a equipe de limpeza segue um cronograma de atendimento em toda cidade, assim como os grupos de coleta de lixo também passa para recolher o lixo doméstico, dentro de programação que atende bem às demandas das comunidades e dos principais corredores comerciais da cidade. “A Prefeitura está fazendo sua parte, entretanto, contamos com a contrapartida da população para mantermos a cidade limpa e ecologicamente saudável e correta”.

Leia mais:  Prefeitura leva assistência técnica de análise da água para pequenos piscicultores de Várzea Grande

A falta de conscientização pode causar danos ao meio ambiente. Entre eles está a contaminação do solo; contaminação do lençol freático; produção de gases tóxicos e atração de animais que transmitem doenças. Além disso, o lixo pode acumular água e, consequentemente, virar criadouro para mosquitos, como o Aedes aegypti, responsável pela transmissão de doenças como dengue, etc.

“Com atitudes e mudanças de comportamento todos podem colaborar para reduzir a produção de lixo, além do não descarte locais inapropriados, como ruas, avenidas e praças. Nos locais públicos da cidade existem lixeiras distribuídas de coleta seletiva – plástico, vidro, papel, metal, orgânico e não reciclável – onde o cidadão pode descartar o lixo no espaço adequado, evitando assim consequências danosas ao meio ambiente e mantendo a cidade limpa e organizada”, enfatizou secretário Breno.

Conforme o subsecretário de Serviços Públicos e Mobilidade Urbana, Virdinei da Silva Bens, o lixo é um problema socioeconômico das cidades que requer investimentos expressivos na coleta e tratamento adequado do lixo urbano. “No aspecto social, as pessoas são acometidas pela concentração de lixo, que causam proliferação de insetos, transmissão de doenças, poluição visual, entupimento de bueiros, entre outros, o que dificulta a manutenção dos serviços públicos prestados à sociedade”.

Leia mais:  Kalil Baracat dá a largada e entrega prêmio durante 37ª Corrida de Reis

A conscientização da população se dá pela Política dos 3R’s – Reduzir, Reutilizar e Reciclar. Em Várzea Grande, a coleta seletiva é uma alternativa correta, além de contribuir para os catadores de materiais recicláveis que têm a prática como fonte de renda para suas respectivas famílias.

Vale frisar que descartar lixo incorretamente nas ruas, avenidas, praças, bairros e nos equipamentos públicos ocasiona poluição visual, entupimento dos bueiros e ainda a poluição dos rios, córregos e lagos que banham a cidade, contribuindo assim para destruição do meio ambiente, que é um patrimônio a ser zelado para futuras gerações. A população tem obrigação/dever em perpetuar equilíbrio e a biodiversidade para as gerações que estão por vir.

O artigo 225, da Constituição Federal de 1988, destaca que “Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao poder público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para presentes e futuras gerações”. O não cumprimento da normativa é desrespeito do princípio da dignidade humana.

Comentários Facebook
Continue Reading

Segurança

MT

Brasil

Economia & Finanças

Mais Lidas da Semana

Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262