conecte-se conosco


GERAL

Presidente do BNDES fala sobre economia verde ao Brasil em Pauta

Publicado


O mês de novembro foi um marco para a economia verde e o mercado de carbono. Isso porque, o acordo final da COP 26, realizada Glasgow, Escócia lançou as bases para o mercado de carbono. “É uma tendência global, não só de Brasil” afirma o presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Gustavo Montezano, entrevistado do programa Brasil em Pauta deste domingo.

Segundo Montezano cabe a agentes operadores, como o BNDES, criar essa estrutura. O presidente do banco citou o programa Floresta Viva, em que serão investidos, em um primeiro momento, R$ 500 milhões em reflorestamento e restauração de bacias hidrográficas. Serão R$ 250 milhões doados pelo BNDES e outros R$ 250 milhões por empresas, que, de acordo com Montezao, começa como doação e depois vira investimento, já que a floresta reflorestada será fonte de créditos de carbono a serem comprados.

Marco do Saneamento

O presidente do BNDES também falou sobre o Marco do Saneamento, criado para ampliar e melhorar o acesso aos serviços de saneamento e que conta com o apoio e financiamento do banco. “A falta de água tratada é uma grande barreira para o desenvolvimento social para a educação e para o desenvolvimento regional”, disse.  Segundo Montezano, os projetos já financiados impactaram 20 milhões de pessoas e novos projetos devem ser desenvolvidos em Alagoas, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul.

Leia mais:  PF recolhe 15 girafas em resort e prende duas pessoas

Auxílio aos pequenos empresários na pandemia

Na entrevista, o presidente do BNDES também falou sobreo auxílio a micros e pequenos empresários durante a pandemia. Ele citou que, em 2020, foram R$540 bilhões em empréstimos para a categoria. Neste ano, o valor chegou a R$ 800 bilhões. “Fomos exemplo no mercado global de como apoiar a economia.”

A entrevista completa você confere no Brasil em Pauta deste domingo (5) que vai ao ar às 19h30, na TV Brasil.

Edição: Maria Claudia

Fonte: EBC Geral

Comentários Facebook

GERAL

PF faz operação contra fraudes na concessão de benefícios do INSS

Publicado


A Polícia Federal fez hoje (27) uma operação contra fraudes na concessão de auxílios por incapacidade temporária na capital paulista e em Mogi das Cruzes (Grande São Paulo). Foram cumpridos cinco mandados de busca e apreensão nas residências de dois servidores públicos e na agência do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) em que eles trabalhavam.

As apurações da polícia indicam que o servidor do INSS fazia a remarcação das perícias para que pessoas que participavam do esquema fossem examinadas pelo perito federal, que também foi alvo da operação de hoje. Os dois cobravam, segundo a investigação, propina para que os beneficiários fossem afastados do trabalho e recebessem o benefício.

O perito foi afastado judicialmente de suas funções.

As investigações tiveram apoio do Núcleo de Inteligência da Coordenação-Geral de Inteligência Previdenciária e Trabalhista do Ministério do Trabalho e Previdência e do Monitoramento Operacional de Benefícios (MOB) do INSS.

Edição: Fernando Fraga

Fonte: EBC Geral

Comentários Facebook
Leia mais:  Mega-Sena sorteia nesta quinta-feira prêmio acumulado em R$ 31 milhões
Continue lendo

GERAL

Operação demole construções irregulares no Rio de Janeiro

Publicado


Depois de demolir 20 imóveis irregulares em operação ontem (26), a força-tarefa do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) de enfrentamento à ocupação irregular do solo urbano faz hoje (27) nova ação contra construções em áreas invadidas.

Desta vez, as demolições ocorrem em terrenos desapropriados pela prefeitura do Rio para a construção da via expressa Transolímpica, na zona oeste da cidade. Segundo o MPRJ, a área invadida é zona de amortecimento e fica a 350 metros do Parque Estadual da Pedra Branca.

“Trata-se, portanto, de loteamento ilegal, capitaneado por organização criminosa que atua na região, contando com residências prontas e sete ainda em construção, todas irregulares e erguidas sobre o túnel da Transolímpica”, diz  nota do Ministério Público.

Também participam da ação desta quinta-feira as secretarias municipais de Meio Ambiente e de Conservação e Serviços Públicos, além do Comando de Policiamento Ambiental da Polícia Militar do Estado.

A organização responsável pelo loteamento clandestino foi denunciado em 2019 pelo Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado por parcelamento irregular do solo urbano, delitos contra o meio ambiente, furto de energia elétrica, extorsão a moradores mediante cobrança de taxas, falsificação de documento particular, falsidade ideológica e uso de documento falso.

Leia mais:  SP: estado tem queda de homicídios dolosos e alta de estupros em 2021

Alguns integrantes da organização foram presos em março de 2020, na Operação Condomínio Fechado.

Edição: Graça Adjuto

Fonte: EBC Geral

Comentários Facebook
Continue lendo

Segurança

MT

Brasil

Economia & Finanças

Mais Lidas da Semana





Copyright © 2018 - Agência InfocoWeb - 66 9.99774262