Connect with us

Presidente do STJ confirma que está em lista de autoridades hackeadas

Publicado em

 O ministro João Otávio de Noronha disse que não tem nada a esconder

 Por André Richter – O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro João Otávio de Noronha, confirmou hoje (25) que foi alvo da atuação de hackers. Segundo o ministro, o fato foi comunicado pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro.

De acordo com a Polícia Federal (PF), os quatro presos na terça-feira (23), sob a acusação de invasão do celular de Moro, também teriam roubado dados de mil vítimas, entre elas, diversas autoridades do Legislativo, Judiciário e do Executivo.

Segundo Noronha, Moro informou que o nome dele está na lista da PF de autoridades hackeadas. Em nota, o presidente declarou que pouco utilizava o aplicativo Telegram, principal alvo dos roubos de dados, e que não tem “nada a esconder”.

Íntegra da nota

“​O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro João Otávio de Noronha, confirma que recebeu a ligação do ministro da Justiça, Sergio Moro, informando que o seu nome aparece na lista das autoridades hackeadas. O ministro do STJ disse que está tranquilo porque não tem nada a esconder e que pouco utilizava o Telegram.

O ministro Moro informou durante a ligação que o material obtido vai ser descartado para não devassar a intimidade de ninguém. As investigações sobre o caso são de responsabilidade da Polícia Federal, a quem cabe responder sobre o caso.”​

Mais cedo, o Ministério da Justiça confirmou que o presidente Jair Bolsonaro também teve seu celular invadido.

Polícia Federal

Em nota, a Polícia Federal afirma que as investigações não têm como objeto a análise das mensagens supostamente subtraídas de celulares invadidos. A PF garantiu ainda que mensagens que venham a ser localizadas no material apreendido serão preservadas e que caberá à Justiça, em momento oportuno, definir o destino do material.

* Matéria ampliada às 20h36

Comentários Facebook

Economia & Finanças

Petrobras prevê novas baixas no preço dos combustíveis

Published

on

De acordo com fontes no alto escalão da petroleira, a direção da Petrobras prevê uma “série de reduções” nos combustíveis

A Petrobras anunciou ontem a segunda redução no preço do diesel nas refinarias em uma semana. A partir desta sexta-feira (12), o valor médio de venda passará de R$ 5,41 para R$ 5,19 , uma diferença de R$ 0,22 por litro ou 4%. Na semana passada, o preço já havia sido cortado em 3,56%.

De acordo com fontes no alto escalão da petroleira, a direção da Petrobras prevê uma “série de reduções” nos combustíveis a partir de agora, mas o plano gera divisão no corpo técnico da estatal enquanto o governo fatura politicamente.

A mudança de preço foi anunciada no dia em que as atenções do país se voltavam para o mais amplo movimento de defesa da democracia e a favor das eleições desde a redemocratização. A queda do diesel foi explorada politicamente pelo presidente Jair Bolsonaro e integrantes do governo.

Sem citar diretamente a manifestação, Bolsonaro escreveu em uma rede social: “Hoje aconteceu um ato muito importante em prol do Brasil e de grande relevância para o povo brasileiro: a Petrobras reduziu, mais uma vez, o preço do diesel.

A redução representa queda de R$ 0,22 por litro. O presente mês acumula redução de R$ 0,42 por litro do diesel. Já estamos entre os países com o menor preço médio de combustíveis do mundo, no cenário atual”.

Membros do governo seguiram a mesma linha de Bolsonaro nas redes. O ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira, escreveu que o governo “estava escrevendo a carta que muda o Brasil”. O ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida, e de Comunicações, Fábio Faria, também destacaram a queda de preços nas redes.

O senador Flávio Bolsonaro, coordenador da campanha de reeleição do pai, afirmou que “essa é a carta que o povo brasileiro exige de um presidente da República”.

Estrategistas de campanha apostam na redução dos preços de combustíveis para conter a inflação e no aumento do valor do Auxílio Brasil para impulsionar Bolsonaro nas pesquisas de intenção de voto faltando pouco mais de um mês para a eleição na qual o presidente tentará a reeleição.

Cotação internacional ajudou

Na avaliação de fontes do mercado e analistas, as reduções nos preços podem ser explicadas tanto pela queda recente no valor do petróleo no mercado internacional quanto pelas pressões do governo. Como resumiu uma fonte do alto escalão da companhia, o recuo “em ritmo mais acentuado” marca a gestão de Caio Paes de Andrade, que assumiu o comando da Petrobras em junho.

Na Petrobras, parte do comando criticou a redução, dizendo que não há “justificativa do ponto de vista técnico”. Há duas semanas, durante apresentação de resultados, o diretor de Comercialização e Logística da Petrobras, disse que o cenário do preço de diesel seria de “manutenção de preços elevados parecidos com os atuais”.

Outra parte da empresa defende a redução com base na queda do preço do petróleo no último mês. Segundo analistas, as incertezas no cenário global trouxeram volatilidade às cotações internacionais do barril do petróleo.

Ontem, o petróleo do tipo Brent subiu quase 2% e fechou perto dos US$ 100, após a Agência Internacional de Energia (IEA, na sigla em inglês) elevar sua previsão de crescimento da demanda para o ano. A expectativa da IEA é que o consumo de petróleo aumente porque os altos preços do gás natural levaram alguns consumidores a trocar o gás pela commodity.

Cenário de cautela

Apesar de o diesel vendido no Brasil ainda estar 6% mais caro que no exterior, Sergio Araujo, presidente da Abicom, a associação que reúne os importadores, destaca a volatilidade do mercado internacional. Perguntado se há espaço para mais reduções, ele mostra cautela:

“O mercado está muito volátil e a tendência é de aumento no preço do diesel. Basta você olhar a curva de preços.”

Em nota, a Petrobras disse que a redução “acompanha a evolução dos preços de referência, que se estabilizaram em patamar inferior para o diesel, e é coerente com a prática de preços da Petrobras, que busca o equilíbrio dos seus preços com o mercado global, mas sem o repasse para os preços internos da volatilidade conjuntural das cotações internacionais e da taxa de câmbio”.

Comentários Facebook
Continue Reading

Várzea Grande

Kalil Baracat fiscaliza obras de Educação e garante aporte de mais de R$ 18 milhões

Published

on

Mesmo tratando todas as áreas da Administração Pública como essenciais, o prefeito de Várzea Grande, Kalil Baracat, aproveitou o Dia do Estudante, comemorado nesta quinta-feira (11), para vistoriar as obras da secretaria de Educação, Esporte, Cultura e Lazer que estão sendo executadas e com previsão de serem entregues ainda em 2022.

As novas unidades escolares irão ampliar a capacidade de atendimento da rede municipal que atualmente possui mais de 30 mil alunos matriculados nas 90 unidades escolares da rede municipal de Várzea Grande.

“Estamos trabalhando para melhorar as unidades escolares, para abrir mais vagas no ensino público e, principalmente, garantir qualidade no ensino, além de fomentar a prática esportiva, o lazer e o entretenimento”, explicou Kalil Baracat acompanhado pelo vice-prefeito José Hazama e pelos secretários, de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, Silvio Fidélis e de Viação e Obras Públicas, Luiz Celso Morais.

No decorrer da vistoria, Kalil Baracat e José Hazama, cobraram qualidade nas obras executadas e, especialmente, zelo com os gastos públicos para que mais pessoas possam usufruir das políticas públicas, principalmente a maior parcela da população que necessita do suporte público para ter acesso à educação, à saúde, à segurança, ao social e às obras que valorizam a cidade como um todo.

“Uma unidade escolar, quando bem gerida e tendo qualidade, ela se torna referencial para a comunidade que vive em função da mesma”, lembrou Kalil Baracat, sinalizando que a Educação em Várzea Grande tem sido construída sob avanços significativos para os alunos, para os pais e para os profissionais que atuam diretamente na Educação Pública.

O secretário Silvio Fidélis lembrou que está em fase final de execução das obras do Espaço Esportivo ‘João Gonçalo da Costa’, no bairro da Manga, no Cristo Rei, anexo ao Centro Municipal de Educação Básica (CMEI) que leva o nome do saudoso senador Jonas Pinheiro da Silva.

O Espaço Esportivo João Gonçalo da Costa é composto por academia ao ar livre com 8 aparelhos para a prática e melhoria do condicionamento físico, além de um playground para as crianças. “Queremos e vamos reforçar os espaços de lazer e entretenimento para que a família várzea-grandense seja valorizada e tenha cada vez mais satisfação de viver na cidade”, explicou o secretário Silvio Fidélis.

As autoridades visitaram ainda o funcionamento da CMEI Senador Jonas Pinheiro e conheceram a funcionalidade e cobraram da diretora da unidade, Carla Letícia Borges, resultados, pois a base educacional é essencial na formação dos futuros profissionais.

Já as obras da CMEI ‘Nair Sacre’, na Cohab Cristo Rei, está sendo reformada e ampliada e vai atender até 400 crianças de 1 a 3 anos. “Hoje existe uma ansiedade muito grande da população, que vive no entorno, para a entrega da unidade de ensino que é referência para os pais das crianças”, disse a diretora da unidade Rosana Domingas da Silva.

Considerada como uma das mais importantes obras do setor educacional, com um projeto inovador e com capacidade entre 700 a 1.200 alunos, a EMEB ‘Alino Ferreira de Magalhães’, no bairro Alto da Boa Vista, no Grande Parque do Lago, teve suas obras retomadas e se encontram em estágio avançado.

“Estamos unindo qualidade de obras, com salas com ar-condicionado, acessibilidade, espaços multiusos, enfim toda uma gama estrutural, que somada ao índice de ensino praticado pelos professores, auxiliares, técnicos entre outros, vai potencializar o ensino e os resultados que queremos e desejamos para todos os alunos”, sinalizou o vice-prefeito José Hazama, exaltando o compromisso da atual gestão com as áreas essenciais como saúde, educação, segurança, social entre outros.

Durante a vistoria das obras do CMEI ‘Maria Ignês França Auad’, na Vila Arthur, e que leva o nome da mãe do ex-prefeito de Cuiabá, ex-deputado estadual, ex-deputado federal, o apresentador de Televisão, Roberto França Auad, o prefeito Kalil Baracat e o secretário Silvio Fidélis, reafirmaram o compromisso de concluir até o final de 2024, diversas obras que consumirão mais de R$ 250 milhões em recursos públicos.

A CMEI tipo 1 Padrão FNDE – Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação – com 10 salas de aula, sala multiuso, lactário, sala de amamentação, vestiário, rouparia, lavanderia, cozinha, despensa e depósito, além de sala de professores, secretaria e diretoria.

A capacidade da unidade do Vila Arthur é de até 350 alunos de 1 a 3 anos.

Silvio Fidélis lembrou que além das unidades vistoriadas pelo prefeito Kalil Baracat, pelo vice, José Hazama, mais duas unidades estão com suas obras em fase de finalização e deverão ser entregues até o final deste ano. “A EMEB ‘Mamed Untar’ do bairro Jardim Alá e a EMEB ‘Maria de Lourdes Toledo Areias’, da localidade de Praia Grande já estão com suas obras praticamente prontas, aguardando mobiliário e equipamentos para serem incluídas no calendário de inaugurações da prefeitura.

 

Comentários Facebook
Continue Reading

Segurança

MT

Brasil

Economia & Finanças

Mais Lidas da Semana